Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

O tenente da Polícia Militar de Santa Catarina, Eduardo Nunes, que participou de vídeo machista feito em Moscou, na Rússia, durante a Copa do Mundo, onde uma mulher russa é insultada, terá que responder a um processo administrativo disciplinar. A informação foi confirmada em nota oficial divulgada pelo Comando Geral da PMSC na manhã desta terça-feira (19).

No vídeo, amplamente divulgado pelas redes sociais desde o final de semana, o tenente PM é o homem de branco, com a camisa da adidas, atrás da mulher, que sem saber o que cantam os brasileiros, tenta repetir para entrar na brincadeira, sem saber que se tratava de frases ofensivas. O tenente atua na PM de Lages, Planalto Serrado de SC.

Mesmo com o tenente estando em férias, a atitude foi duramente rechaçada pelo comando da PM. “A corporação não corrobora com este tipo de atitude que é incompatível com a profissão e o decoro da classe, previsto no Regulamento Disciplinar e no Estatuto da PMSC, independentemente de estar em período de férias, folga de serviço ou qualquer outra situação de afastamento, devendo portanto, responder por suas atitudes”, diz a nota oficial

No vídeo um grupo de brasileiros cerca uma mulher russa cantando “essa é bem rosinha”, em alusão à cor de seu sexo. Sem saber do que se trata, ela canta junto na cena que acabou viralizando e provocou várias reações contrárias nas redes sociais.

VEJA A INTEGRA DA NOTA OFICIAL DA PM

POLÍCIA MILITAR DE SANTA CATARINA

COMANDO-GERAL

 Sobre um vídeo gravado na Rússia, em que um grupo de homens brasileiros desrespeita uma cidadã estrangeira, a Polícia Militar de Santa Catarina esclarece que:

1. Um policial militar foi identificado como um dos integrantes que aparecem no vídeo;

2. A corporação não corrobora com este tipo de atitude que é incompatível com a profissão e o decoro da classe, previsto no Regulamento Disciplinar e no Estatuto da PMSC, independentemente de estar em período de férias, folga de serviço ou qualquer outra situação de afastamento, devendo portanto, responder por suas atitudes.

3. Assim que se der seu retorno, a corporação abrirá um processo administrativo disciplinar para apurar a conduta irregular do militar.

Quartel do Comando-Geral, 19 de junho de 2018.

JOÃO BATISTA RÉUS

Tenente-coronel PM Chefe

Centro de Comunicação Social

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

Para trazer um ambiente sofisticado e voltado para o público masculino no Norte da Ilha, a Barbearia Tradicional abre mais uma unidade no SC-401 Square Corporate. A inauguração oficial será no dia 21 de junho, a partir das 18h30. Os clientes que utilizarem os serviços da barbearia no mês de junho ganham 20% de desconto.

Em 2012, a Barbearia Tradicional abriu as portas no Centro de Florianópolis para resgatar a antiga tradição do homem que frequentava uma barbearia, só que dessa vez em um ambiente mais moderno e qualificado.

“A quantidade de moradores e grandes empreendimentos que estão inaugurando na região da SC-401 são altos. Esse lado da cidade não é mais visto apenas como rota de turismo e por isso achamos válido suprir uma demanda ainda não atendida na região, principalmente no segmento de estética masculina”, afirma Rodrigo Novaes Gonçalves, sócio da Barbearia Tradicional.

Atualmente, a Barbearia Tradicional fatura 1.2 milhões por ano e atende em média 100 clientes por dia. A empresa cresceu 12% em 2017 se comparado a 2016 e tem boas perspectivas com a nova unidade. “Acreditamos que nesse início o próprio fluxo do empreendimento traga um movimento inicial satisfatório para o nosso negócio”, explica Rodrigo.

Uma pesquisa realizada pela empresa Euromonitor International aponta que o mercado de beleza masculina cresceu 7,1% em 2015. De 2008 a 2014, o movimento financeiro cresceu mais de 100%, saindo de US$2,28 bilhões para US$4,57 bilhões. Segundo a Abihpec (Associação Brasileira de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), o Brasil é o segundo país que mais consome produtos masculinos.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), intensifica a vacinação contra a febre amarela em alguns munícipios catarinenses a partir desta segunda quinzena de junho. A ação é devido ao anúncio feito pelo Ministério da Saúde (MS), em março deste ano, que ampliou para todo o território nacional a Área Com Recomendação de Vacina (ACRV) contra a febre amarela.

A intensificação começará nos municípios da região de saúde Nordeste, próximos a corredores ecológicos, que são regiões de matas e rios, podendo vir a ser prováveis rotas de avanço do vírus amarílico no estado. A ação será realizada em três momentos, por meio da estratégia de vacinação casa a casa em toda a área rural.

A primeira etapa começou no último sábado, 16, e vai até 17 de julho. Nesse período serão aplicadas 49.755 doses de vacina nos moradores dos municípios da região do Planalto Norte, que fazem divisa com o Estado do Paraná: Porto União, Irineópolis, Canoinhas, Três Barras, Mafra, Rio Negrinho, São Bento do Sul, Campo Alegre, Joinville, Garuva e Itapoá.

Entre 1º e 30 de setembro, a intensificação ocorrerá nos munícipios de Corupá, Rio dos Cedros, Jaraguá do Sul, Schroeder, Pomerode, Blumenau, Massaranbuba, Guaramirim, Luiz Alves, São João de Itaperiú, Barra Velha, Araquari, Balneário Barra do Sul e São Francisco do Sul. Nesta fase, serão aplicadas 52.791 doses da vacina.

O terceiro e último momento será entre os dias 1º e 30 de outubro, com a aplicação de 49.937 doses da vacina nos municípios de Doutor Pedrinho, Benedito Novo, Timbó, Rodeio, Ascurra, Indaial, Guabiruba, Gaspar, Ilhota, Navegantes, Balneário Piçarras, Penha, Brusque, Itajaí, Camboriú e Balneário Camboriú.

“Os municípios têm autonomia para definir a data das atividades e a quantidade de profissionais envolvidos na ação, porém devem respeitar os períodos pactuados na reunião da Comissão Intergestores Bipartite”, afirma Eduardo Macário, diretor da Vigilância Epidemiológica.

O público-alvo da vacinação é composto por indivíduos a partir dos 9 meses de idade, independentemente do local onde moram, com a devida atenção às contraindicações e aos casos em que há necessidade de avaliação prévia realizada por profissional de saúde. “É importante ressaltar que a única mudança no público-alvo prevista para 2018 é que não é mais necessário ter viagem marcada para áreas com recomendação de vacina ou transmissão ativa do vírus”, enfatiza Vanessa Vieira da Silva, gerente de Vigilância de Doenças Imunipreveníveis, Imunização e DTHA (Gevim) da Dive.

Contraindicação

A vacina não deve ser tomada por pessoas que se encontram nas situações abaixo:

  • crianças menores de 9 meses de idade;

  • mulheres amamentando crianças menores de 6 meses de idade;

  • com alergia grave ao ovo;

  • que vivem com HIV e têm contagem de células CD4 menor que 350;

  • em tratamento de quimioterapia/radioterapia;

  • portadoras de doenças autoimunes;

  • submetidas a tratamento com imunossupressores (que diminuem a resposta imunológica).

Para os casos abaixo, é necessário que a pessoa seja avaliada por um profissional antes de tomar a vacina, sendo preciso medir os riscos e benefícios da vacinação:

  • pacientes com imunodeficiência primária ou adquirida;

  • indivíduos com imunossupressão secundária à doença ou a terapias imunossupressoras (quimioterapia, radioterapia, corticoides em doses elevadas);

  • pacientes em uso de medicações antimetabólicas ou medicamentos modificadores do curso da doença Infliximabe, Etanercepte, Golimumabe, Certolizumabe, Abatacept, Belimumabe, Ustequinumabe, Canaquinumabe, Tocilizumabe, Ritoximabe;

  • transplantados;

  • pacientes com doença oncológica em quimioterapia;

  • indivíduos que apresentaram reação de hipersensibilidade grave ou doença neurológica após dose prévia da vacina;

  • indivíduos com reação alérgica grave ao ovo;

  • pacientes com história pregressa de doença do timo (miastenia gravis, timoma);

  • indivíduos com idade acima de 60 anos;

  • crianças que tiverem alguma dose do Calendário Nacional de Vacinação em atraso podem tomar junto com a da febre amarela, com exceção da tríplice viral (protege contra sarampo, rubéola e caxumba) e da tetra viral (protege contra sarampo, rubéola, caxumba e varicela). Para a criança que não recebeu a vacina contra a febre amarela nem a tríplice viral ou tetra viral e for atualizar sua vacinação, orienta-se um intervalo de 30 dias entre as vacinas.

Para quem a vacina é contraindicada, orienta-se o uso de repelente de insetos, que deve ser aplicado em toda a área de pele exposta, respeitando os intervalos orientados pelos fabricantes e fazendo a reaplicação após o contato com a água. Para crianças entre 6 meses e 2 anos de idade, gestantes e a aplicação em tecidos, há formulações próprias no mercado. É importante proteger a maior extensão possível da pele por meio do uso de roupas compridas (blusas e calças), meias e sapatos fechados. O uso de roupas claras facilita a identificação de mosquitos e permite que eles sejam mortos antes de picarem o indivíduo.

Outra forma de prevenção é passar o maior tempo possível em ambientes com portas e janelas protegidas por telas mosquiteiras, dormir em ambientes com mosquiteiros devidamente arrumados para não permitir a entrada de mosquitos (abas de abertura sobrepostas e barras inferiores embaixo do colchão). Além disso, é importante o uso de repelentes ambientais (sprays, pastilhas e líquidos em equipamentos elétricos) no quarto de dormir.

Crianças menores de 6 meses de idade não podem receber a vacina nem usar repelentes de aplicação direta na pele, por isso devem ser mantidas o tempo todo sob mosquiteiros e/ou em ambientes protegidos por telas.

A doença

A febre amarela é uma doença infecciosa febril aguda, causada por vírus amarílico ou vírus da febre amarela. Pode ser de curta duração ou evoluir de forma grave, podendo levar à morte. Transmitida pela picada de fêmeas de mosquitos infectados com o vírus, a doença não possui tratamento específico, sendo apenas sintomática, com cuidadosa assistência ao paciente em ambiente hospitalar. A vacina é a única forma de prevenção e está disponível gratuitamente na rede pública de todo o país.

Qualquer pessoa que não tenha sido vacinada e que resida em áreas onde há a transmissão da doença ou visite-as pode contrair a febre amarela. A doença não é contagiosa, sendo adquirida apenas pela picada do mosquito infectado com o vírus.

Os sintomas incluem febre, dor de cabeça, dores no corpo (de modo geral), náuseas e vômitos, fadiga e fraqueza. Em casos mais graves, a pessoa pode desenvolver febre alta, icterícia (coloração amarelada na pele ou na parte branca dos olhos), hemorragia e, eventualmente, choque e insuficiência múltipla de órgãos.

Ao identificar alguns dos sintomas, a pessoa deve procurar um médico na unidade de saúde mais próxima e informar: sobre qualquer viagem para as áreas de risco realizada nos 15 dias anteriores ao início dos sintomas; se observou mortandade de macacos, ou tomou conhecimento disso, próximo aos lugares onde esteve; e se já tomou a vacina contra a febre amarela, além da data.

Quem perdeu o cartão de vacinação deve procurar o serviço de saúde que costuma frequentar e tentar resgatar o seu histórico. Caso não seja possível, indica-se que pessoas a partir dos 5 anos de idade que nunca tenham sido vacinadas ou estejam sem o comprovante de vacinação sejam imunizadas contra a febre amarela.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA


Foto: Saul Oliveira / Secom

Com o objetivo de chamar a atenção da sociedade para os altos índices de acidentes com motociclistas, o governo de Santa Catarina lança nesta terça-feira a campanha “Mais Segurança no Trânsito”. O evento de apresentação ocorrerá a partir das 14h, no Teatro Pedro Ivo, no Centro Administrativo, em Florianópolis, com a presença do governador Eduardo Pinho Moreira.

A campanha tem como objetivo sensibilizar os catarinenses quanto ao elevado número de acidentes com motocicletas e as graves consequências disso, com mortes e sequelas decorrentes das colisões. Em 2017, os cinco principais hospitais de Santa Catarina atenderam mais de 5,7 mil acidentes envolvendo motocicletas, uma média de 477 por mês. Segundo dados do Ministério da Saúde, 52% dos gastos do SUS com internações decorrentes de acidentes de trânsito são com motociclistas.

“A campanha é um alerta para que prestemos atenção ao que acontece diariamente nas emergências dos nossos hospitais: ferimentos graves e vidas que se vão. E é um convite para que todos os catarinenses contribuam com suas atitudes para mudarmos essa realidade”, diz o governador Eduardo Pinho Moreira. “A motocicleta é um modal de transporte importante hoje em nossa sociedade e precisa ser vista e respeitada no trânsito assim como todos os veículos, ciclistas e pedestres. O trânsito seguro é responsabilidade de todos”, completa.

A utilização das motocicletas tem aumentado no país inteiro nos últimos anos, seja como opção para enfrentar os problemas de mobilidade ou como alternativa mais barata de transporte às famílias. Além disso, nas grandes cidades, a moto é utilizada como meio de subsistência em serviços de entrega, moto táxi, entre outros.

“Entendemos que é muito importante a união de toda a sociedade no enfrentamento desta questão, que é a de construir diariamente um trânsito mais seguro em nossas cidades e rodovias. Um trânsito seguro e respeitoso é responsabilidade de todos, seja dos condutores de caminhões, ônibus e veículos, seja dos motociclistas. As motos são um meio importante de transporte e não podem ser sinônimo de problema no trânsito”, afirma o secretário de Estado da Segurança Pública, Alceu de Oliveira Pinto Júnior.

Santa Catarina tem o maior número de veículos por habitante do país, são 690 para cada mil habitantes. São mais de 4,7 milhões de veículos circulando nas estradas e rodovias do Estado, sendo 22,9% motocicletas e motonetas. Segundo o Dentran (2016), só em Joinville são quase 69 mil motocicletas no município. Em Florianópolis, 54 mil; em Blumenau, 48 mil e em Itajaí 43 mil. Mais de 1,7 milhão de catarinenses estão habilitados a dirigir esse tipo de veículo, o que representa 25% da população do Estado. Esses números expressivos também refletem nos acidentes. Segundo dados do DPVAT, só nos dois primeiros meses de 2018foram mais de 56 mil indenizações pagas pelo seguro, sendo mais de 42 mil, equivalente a 76% do total, a motociclistas.

Dados:

• Mortes por acidentes de moto representam 40% dos óbitos em trânsito no Brasil;

• Os acidentes rodoviários são a principal causa de morte entre pessoas com idade entre 15 e 29 anos;

• 90% das mortes do mundo nas estradas ocorrem em países de baixa e média renda.

• Os acidentes de trânsito rodoviário custam para a maioria dos países 3% do seu Produto Interno Bruto (PIB);

• A ONU prevê que os acidentes no trânsito poderão se tornar a sétima principal causa de morte até 2030.

Transferências de veículos em despachantes

No mesmo evento, o governador Eduardo Pinho Moreira também assinará uma autorização para que, nos processos de transferência de veículos, os certificados de registro e licenciamento de veículo (CRLV) possam ser emitidos por escritórios de despachantes. Na opinião do presidente do Detran, Vanderlei Rosso, a ação é positiva, pois dará mais opção para os motoristas.

“Vai facilitar para o cidadão que quiser usar o despachante. Hoje o Detran tem 86 postos de atendimento no Estado, já os despachantes estão presentes em todas as cidades. São quase mil”, conta Rosso, que ressalta que a novidade estará disponível a toda a população a partir do fim de julho.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Desde semana passada, quando o consórcio da Floripa Airport implantou novas regras de funcionamento no acesso coberto ao Aeroporto Internacional de Florianópolis, a Polícia Militar e Guarda Municipal intensificaram a fiscalização no local. Na manhã desta terça-feira (19) veículos foram guinchados no local por estarem transitando em desacordo com a legislação de trânsito.

Na semana passada a Floripa Airport estabeleceu uma nova revitalização na sinalização no acesso ao terminal com sinalização horizontal e vertical. Foram definidos locais específicos para uso de estacionamento para cada tipo de veículo de transporte, desde os taxistas, veículos de aplicativos e carros executivos de turismo.

Com as mudanças, todo dia a PM e Guarda estão no local realizando fiscalização e aplicando multa para veículos que desrespeitem a sinalização ou que estejam em desacordo com a documentação. Muitos veículos estão sendo flagrados na fiscalização com irregularidades na documentação no tocante ao uso de Gás Natural.  

A medida foi tomada após novas brigas entre taxistas e motoristas de veículos de turismo. Para coibir esses confrontos, a Floripa Airport também proibiu a abordagem de passageiros dentro do terminal. O assédio imposto assim que se acessava o terminal era um dos pontos de reclamação dos passageiros. A GM e PM estão fazendo rodízio para manter a fiscalização no local.

NOVA SINALIZAÇÃO NÃO AGRADA A TODOS

Nem todos os usuários do estacionamento no acesso ao terminal do Aeroporto ficaram satisfeitos com as mudanças. É o caso dos veículos executivos de turismo. Um motorista deste setor, que não quis se identificar, explica que não foi previsto um espaço adequado para o turismo. “Foi reservado um espaço, mas só para 30 minutos. Se passar desse tempo lá o carro é multado. Ai o cara vai trabalhar para pagar multa”, questiona.

Ele também não acredita que esta modificação atenderá a demanda na alta temporada. Em sua opinião, agora na baixa temporada, com o movimento de turismo bem baixo, a situação é uma. Porém, em janeiro, com vários eventos, quando empresas enviarem, por exemplo, dois ônibus para buscar 150 passageiros numa só vez, onde vão parar esses veículos? No embarque e desembarque. Já está errado. E se nesse momento outras empresas também mandarem mais ônibus, onde vão parar? Onde está o espaço que foi deixado para vários ônibus”, questiona.  

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

O gerenciamento de negócio e planejamento de carreira passam a ser, cada vez mais, condições necessárias para o sucesso dos profissionais das áreas que desejam atuar. Entre diversas habilidades que são exigidas para alcançar o sucesso no mercado, a CDL Jovem de Florianópolis convidou o bicampeão mundial de Surf, Teco Padaratz e o ex-jogador de futebol, Sávio Bortolini para o encontro “Gerenciamento Profissional e Empresarial” para inspirar os integrantes do Núcleo com as carreiras profissionais.

Na ocasião, os convidados contarão a trajetória como atletas e o desafio de gerenciar em paralelo uma carreira como empreendedor. O encontro está marcado para terça-feira (19), às 19h, na sede da CDL - rua Felipe Schmidt, 679, Centro/Florianópolis.

De acordo com o coordenador-geral do Núcleo da CDL Jovem, Fillipe Santos, os jovens se desafiam para obter um melhor desempenho profissional na gestão dos negócios. “Para estabelecer bons resultados na administração da empresa, a alta performance necessita de novos conhecimentos, ferramentas e habilidades para alavancar a carreira”, comenta Santos.

Durante o encontro, os profissionais catarinenses falarão como lidar com o otimismo, autoconfiança, perseverança e protagonismo, valores e coragem para aceitar os riscos e as decisões. O evento é para integrante da CDL Jovem. Entrada gratuita. Mais informações por meio do e-email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou (48) 32297064.

Convidados

Flávio Padaratz

Surfista e ator brasileiro, bicampeão mundial do World Men's Qualifying Series (WQS). Hoje faz parte da banda 5/11, onde é vocalista.

Savio Bortolini Pimentel

Ex jogador de futebol. Empresário das empresas: Bortolini Patrimonial. Cuida de investimentos imobiliários (casas e espaços comerciais) no Rio de Janeiro, Vila Velha e em Florianópolis, com mais de 20 estabelecimentos. Savio Soccer, objetivo orientar e preparar a vida, a carreira e o futuro de atletas, com a base de toda a sua experiência vitoriosa.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A partir desta segunda-feira (18) a Polícia Militar de Santa Catarina não aplicará mais multa de trânsito utilizando o antigo bloco de papel. Entrando definitivamente na era tecnológica, o comando da PMSC decidi proibir a lavratura de Autos de Infração de Trânsito em papel por Policiais Militares em serviço operacional. No prazo de dez dias todos os blocos de autos de infração de trânsito em papel serão recolhidos e desvinculados de seus responsáveis no sistema DetranNet. Os policiais farão o uso integral do aplicativo PMSC Mobile e, consequentemente, do Talão Eletrônico de Auto de Infração de Trânsito pelas Guarnições de serviço em tablets e smartphones.

Além disso, com a implantação do Projeto PM Digital, todas as comunicações internas, requerimentos e ofícios no sistema próprio, na nova Intranet da PMSC, com padrão e controle de numeração estadual, são realizadas no formato digital.

Totalmente reformulada, a nova intranet da PMSC será o espaço de trabalho do policial, com acesso a todos os sistemas da corporação, avisos, repositório de documentos, convites, além do novo ambiente para a produção de comunicações internas, ofícios e requerimentos, com formato padronizado e controle de numeração estadual.
Os motoristas vão receber a infração por correspondência para o endereço cadastrado. No caso de estar presente, no ato da infração, o sistema gera um boleto com os dados da infração, mas mesmo assim, receberá em casa a correspondência através do Detran/SC.

Para o comandante geral da PMSC, coronel Araújo Gomes, a iniciativa dará mais segurança e agilidade para o policial e para o cidadão. “Além disso, acabe ressaltar a economia que a PMSC está fazendo com o uso desse sistema, pois para os trabalhos administrativos em relação às infrações eram gastam tempo de pessoal e papel, incluindo a burocratização do processo, que demandava mais tempo”, completou.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A equipe sub 17 da capital conquistou o campeonato Sul Brasileiro nesse final de semana em Santa Cruz do Sul (RS), título inédito para a equipe “manézinha”, com direito a prêmio de destaque individual, o atleta Gustavo Coutinho, o Gustavinho, foi eleito o MVP (melhor jogador da Competição).

Campeonato Brasileiro de Clubes da modalidade foi disputado desde sexta em Santa Cruz do Sul (RS), no ginásio do Colégio Mauá, na grande final a Adiee/Avaí/FME venceu por 80 a 72 o time da casa, União Corinthians.

“Esse título é muito importante, pois é a primeira vez que Florianópolis consegue tal fato, hoje somos a melhor equipe do sul do Brasil. A maioria dos atletas estuda no instituto Estadual de Educação, são de origem humilde e terá uma grande importância para a sua formação. Vai aumentar a autoconfiança, o orgulho e agora eles sabem que com muito trabalho podem alcançar muita coisa. Estamos todos muito felizes”, destaca o técnico da equipe sub 17 Kênio Nunes.

O time é formado por atletas do Instituto Estadual de Educação, que mantém equipes competitivas em diversas categorias, e recebe e recebe apoio através de recursos da Prefeitura de Florianópolis por meio da Secretaria Municipal de Cultura, esporte e Juventude e Fundação Municipal de Esportes de Florianópolis.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Um dia de esperança e movimentação no novo centro cirúrgico do Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon), em Florianópolis. Na manhã desta segunda-feira hoje, 18, a nova ala começou a funcionar com sete cirurgias de alta complexidade, em pacientes com câncer. Desde as 7h as equipes estão em atendimento para quatro procedimentos no período da manhã e mais três no período da tarde.

“Hoje o Cepon passa a ser realmente um centro de alta complexidade referência para o tratamento do câncer em Santa Catarina. É um marco na história do Cepon uma vez que nós vamos ter a resolutividade de todas as etapas de tratamento para o paciente, incluindo a cirurgia de alta complexidade, com equipe especializada e as melhores técnicas disponíveis para o tratamento desses pacientes”, comemora Maria Tereza Schoeller, diretora geral do Cepon.

Atendimento de referência

A nova unidade abriga quatro salas de cirurgia, 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), cinco leitos de recuperação pós-anestésica, 18 leitos de internação pós-operatória, além de uma Central de Materiais Esterilizados (CME). Com o início da utilização desse espaço, as possibilidades de atender mais pessoas também se concretizam. O atendimento realizado no Cepon de Florianópolis passa a ser uma referência para os outros municípios.

“Isso é histórico na vida dos catarinenses, na vida do Cepon. O Governo do Estado de Santa Catarina entregou essa ferramenta importantíssima, com uma equipe super capacitada. Com atendimento humanizado, nós buscamos, cada vez mais, dar dignidade ao povo catarinense. A partir daqui nós vamos lastrar pra toda Santa Catarina um protocolo único, realmente eficaz”, afirmou Acélio Casagrande, secretário do Estado da Saúde.

Redução no tempo de espera

Até o fim do ano, o Cepon conseguirá realizar 200 cirurgias por mês no novo centro, com capacidade de até 10 cirurgias por dia. “A oncologia é uma das áreas em que nós estamos investindo com muita força, eficiência e rapidez, fazendo com se atendam as pessoas o mais rápido possível. Na oncologia, quanto mais rápida a resposta a um procedimento, mais rápido o paciente tem chances de ser curado, por isso sabemos da importância de todo o tratamento ser feito pelo Cepon”, pondera o secretário de Saúde.

Além de reduzir o tempo de espera para a realização das cirurgias oncologias, trazendo mais chances de recuperação aos pacientes, o novo centro cirúrgico do Cepon também contribuirá para melhorar o serviço prestado em outras unidades, permitindo o atendimento de mais pacientes.

“Mais pessoas serão atendidas mais rapidamente. Isso é que é importante. Assim é que o Governo de Santa Catarina consegue a humanização, um bom atendimento e dar esse carinho para as pessoas. Hoje, com certeza, é um grande dia para o Estado”, complementa Acélio Casagrande.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Numa demonstração de unidade e força partidária, a executiva estadual do MDB e as bancadas consolidaram o projeto da sigla para a eleição de outubro, na manhã desta segunda-feira, 18, em Florianópolis. Na reunião, com a desistência do governador Eduardo Pinho Moreira de candidatar-se à reeleição, foi consolidado o nome do deputado federal, Mauro Mariani, como o candidato do partido para a disputa do governo do Estado.

De acordo com o governador Eduardo Pinho Moreira só unido o MDB fortalecerá sua caminhada. “Atualmente, pensar num processo eleitoral é inconciliável com a missão de administrar o Estado,  na situação de extrema dificuldade que se encontra. Os interesses de Santa Catarina são prioritários”, disse o governador.

Num relato de mais de 50 minutos, Moreira falou de sua ligação com o MDB e de suas responsabilidades e compromissos.  “Eu tenho responsabilidade com o MDB, partido que eu ajudei a construir. Eu vi o MDB nascer e conheço a história de cada um de vocês, de todos os nossos líderes. E eu sei que no momento atual só há uma chave para nosso sucesso: a união. Não posso abdicar da condição de governar, Santa Catarina precisa de mim neste momento, nessa condição. O presidente Mauro Mariani é nosso candidato e  todos nós vamos trabalhar para a vitória”, disse.

“Reconheço o gesto do governador Eduardo.  O MDB só terá sucesso pelo gesto que você prática aqui. Teu gesto nós da um alento e a esperança que precisamos. Estou pronto para o desafio, confio em todo o trabalho que realizamos até momento e o apoio do partido será essencial nessa batalha. Contem comigo”, afirmou Mariani.

Eduardo Moreira citou passagens do senador Luiz Henrique, que de fusca saia chamando gente com um megafone para construir o MDB, em Papanduva; e do senador Casildo Maldaner, que representa a motivação do MDB, um compromisso pessoal com o passado, presente e futuro de Santa Catarina. Relatou sua história de vida, desde adolescência em Juiz de Fora, quando teve seu primeiro contato com a sigla e a política; a carreira médica que foi substituía pela vida pública, que já completa mais de 30 anos; e do atual desafio de governar o estado, com déficit financeiro e obstáculos diários. “Não podemos, neste momento, dividir o partido que juntos construímos. O atual cenário exige de nós compromisso. O Mauro terá nosso integral apoio. Só temos um caminho agora: ganhar a eleição”, disse.

Entre todos os líderes presentes, reconhecimento e admiração pelo gesto praticado pelo governador e pela participação com Marini na eleição estadual. Presidente de honra do MDB, Casildo Maldaner, de forma emocionada ressaltou o gesto de Moreira. “ Somos um tropa de choque e o resultado desta reunião incendeia ainda mais nossa base. É muito bonito ver as páginas de nosso partido sendo escritas com a nobreza de quem coloca o MDB à frente dos interesses pessoais. Eduardo consolida-se como nosso grande líder e o Mauro será nosso representante para orgulhar ainda mais nossa história”, afirmou.

O senador Dário Berger e o ex-governador Paulo Afonso também fizeram discursos fortes, destacando o momento do MDB catarinense. Os emedebistas falaram ainda da construção de parcerias e do diálogo que mantêm com outras siglas. “O MDB constrói unido o caminho para a vitória”, garante Mariani.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.