Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

Motoristas que precisam deslocar-se pela rua Vereador Osni Ortiga (SC-406) que liga a Lagoa da Conceição ao Sul da Ilha estão indignados  com o estado de conservação da via que encontra-se completamente esburacada. São verdadeiras crateras que colocam em risco a vida daqueles que por ali trafegam.

A maior quantidade de buracos está localizada na faixa de pista de quem transita sentido Sul da Ilha-Lagoa. Alguns estão localizados em curvas, dificultando sua visualização. “É um absurdo esses buracos estão aqui há semanas e a prefeitura não vê, não corrige”, comenta um motorista que não quis se manifestar.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Considerado um dos expoentes da arte catarinense, Rodrigo de Haro apresenta ao público 39 obras inéditas, criadas em 18 meses de trabalho. Após quatro anos da última exposição individual, o artista abriu a mostra ‘Dos Arquétipos – O Poder das Imagens’, sexta-feira (7), na Galeria de Arte Helena Fretta, em Florianópolis. O projeto foi viabilizado pela Secretaria Municipal de Cultura e Fundação Franklin Cascaes, por meio da Lei de Incentivo à Cultura, com apoio da Flex Gestão de Relacionamentos e a visitação vai até dia primeiro de novembro.

Entre as pinturas selecionadas para a exposição estão obras que representam os 22 Arcanos Maiores do Tarô, os 12 signos do zodíaco e suas correspondências nas flores, Santa Catarina de Alexandria e São João Damasceno, além de três videntes. A presença das figuras do tarot, do baralho, da transcendência são uma constante no trabalho de Rodrigo de Haro. “As cartas aparecem esvoaçando sobre naturezas mortas e sobre figuras, as habituais criaturas embuçadas ou não, mas sempre enigmáticas manipulando baralhos. Sempre a interrogá-los”, descreve.

Além da exposição, a proposta contempla o lançamento de um catálogo e a realização de quatro palestras com participação do artista e do curador da mostra, Fabrício Peixoto, que também assina o texto curatorial da publicação. Com 96 páginas e tiragem de dois mil exemplares, o catálogo reúne reprodução das 39 obras criadas por Rodrigo de Haro e mais 22 poemas de sua autoria. A publicação será distribuída de forma gratuita no evento de lançamento e doada a bibliotecas públicas, escolas, universidades e instituições culturais. 

A mostra ‘Dos Arquétipos – O Poder das Imagens’ pode ser visitada até dia 1° de novembro, gratuitamente, na Galeria de Arte Helena Fretta, de segunda a sexta-feira das 9h às 18h30, e aos sábados das 9h às 13 horas.  Nesse período ocorrerão as palestras com o artista e o curador da mostra, dirigidas a estudantes, professores da rede pública e privada, além de pessoas interessadas em arte. O agendamento para os encontros culturais podem ser feitos pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou pelos telefones (48) 3223 0913 ou 8408 2345.

 

Serviço:

 

O quê: Abertura da exposição Dos Arquétipos – O Poder das Imagens

 (Mostra individual do artista Rodrigo Haro)

 

Quando:

     Visitação até 1° de novembro

     Segunda a sexta-feira das 9h às 18h30 e sábados, das 9h às 13 horas 

 

Onde: Galeria de Arte Helena Fretta

          Rua Presidente Coutinho, 532, Centro – Florianópolis

 

Quanto: Gratuito

 

Informações: Galeria Helena Fretta - (48) 3223-0913 / (48) 8404-2345

 

*Com informações da jornalista Manoela de Borba

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Após recuo em 2015, a previsão de gastos do catarinense para o dia das crianças volta a ser animadora: a expectativa é que o valor médio no estado fique em R$ 177,70 - o que corresponde a 21,1% de acréscimo sobre a intenção de compras no ano passado (R$ 146,78) e próximo ao observado em 2014 (R$ 178,91). Os dados são da pesquisa da Fecomércio SC e Federação das CDLs de SC (FCDL/SC).

Confira a pesquisa na íntegra

De acordo com o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt, os números do último mês já sinalizam para a retomada do ânimo no varejo e na indústria. “Santa Catarina foi um dos últimos estados a sentir os efeitos da recessão, então a recomposição deve ser lenta, a partir do primeiro semestre de 2017, mas consistente. Os indicadores de confiança já mostram os primeiros sinais positivos”, avalia.

“O resultado pode refletir as mudanças no comportamento do consumidor após a troca do Governo Federal e os ajustes na economia”, de acordo com Ivan Tauffer, presidente da FCDL/SC. “A famílias ainda convivem com a redução da renda e o desemprego, mas alguns setores já apontam uma recuperação”, lembra o líder lojista.

Conforme o levantamento, 35% dos entrevistados declararam estar em situação financeira pior do que no mesmo período do ano anterior, enquanto 35,5% revelaram que as condições são iguais e 29,5% afirmaram estar com mais dinheiro no bolso. A preferência por pagamento integral da compra e a preocupação com o comprometimento da renda também se destacam. A modalidade à vista foi a mais apontada (77,5%), seguida pelo parcelamento no cartão de crédito (17,7%) e pelo crediário (3,7%).

A pesquisa de preço será a estratégia adotada por 70,7% dos consultados, resultado semelhante em todas as cidades pesquisadas, o que mostra uma forte tendência do consumidor catarinense.


Perfil do consumidor

O comércio de rua será a opção da maioria da população do estado (73,5%), seguido por shopping centers (17,2%). Apesar da preferência do consumidor, com (51,9%), os brinquedos dividirão a atenção com itens de vestuário (31,5%) e calçados (4,9%). Uma pequena parcela (2,3%) ainda está indecisa quanto ao presente.

Sobre a presença das crianças no momento da compra, 74,4% disseram preferir não levá-las, enquanto que apenas 23,8% responderam afirmativamente. Quando questionados se a criança escolherá seu presente, 64% dos entrevistados responderam que isto não ocorrerá.

Além do comércio tradicional, a data também movimenta o setor de serviços, já que a data é feriado nacional. No estado 25,3% dos entrevistados planejam almoçar ou jantar na casa de parentes, seguidos pelos 14,7% que realizarão atividades ao ar livre e pelos 8,8% que levarão seus filhos a um parque de diversão. No entanto 31,6% afirmaram que não pretendem realizar programa especial. A amostra da pesquisa foi realizada com consumidores em Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages e Itajaí.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

É cena comum na Fundação Municipal de Meio Ambiente (Floram) o recebimento de denúncias de poda e corte de árvores por toda a Ilha. A poda, seja ela drástica ou não,  assim como o corte, interferem abruptamente  no trabalho de arborização, tendo em vista a idade de cada espécie arbórea. Não havendo autorização do órgão competente, a prática se torna uma infração ambiental, que é punida na esfera pública com multa, tendo o autor em muitos casos de recuperar a área afetada pela ação.

“Este tipo de infração ambiental acaba por prejudicar os benefícios da espécie arbórea, como a diminuição da poluição, sem falar dos prejuízos ao escoamento de água no solo, o que interfere gradativamente na qualidade de vida”, revela o superintendente da Floram, Volnei Carlin.

Manter as árvores bem cuidadas é obrigação de todos. Quando não houver outra alternativa e for preciso fazer a poda ou corte, o morador deve fazer a solicitação junto ao Pró-Cidadão. O processo é encaminhado à Diretoria de Licenciamento Ambiental, que envia ao local requerido um técnico para fazer a devida vistoria. O Parecer Técnico é encaminhado ao diretor de Licenciamento, que faz o exame das informações relatadas e, após, o requerente recebe a resposta.

“A poda  pode ser efetuada para que a espécie arbórea tenha uma formação saudável em seu desenvolvimento. Também pode acontecer como poda de emergência ou de limpeza”, explica o diretor geral da Floram, Antônio Carlos Simas.

Cabe destacar que no espaço público somente a Floram é competente para executar o corte ou a poda. Em área privada, o solicitante, após ter a autorização em mãos, deve contratar equipe técnica especializada, a qual terá o trabalho fiscalizado por servidores da Fundação Municipal de Meio Ambiente. Não se executando a poda ou corte conforme a autorização concedida, o autor responderá por crime ambiental.

O servidor Teylor Marques da Silva informa que “a média do mês de setembro foi de 2,6 denúncias por dia, contados os dias úteis”.  Teylor acrescenta que a Floram conta com equipe técnica apropriada para emitir parecer, formada por engenheiro-agrônomo, sanitarista,  biólogo, geólogo e geógrafo.

O diretor de Fiscalização da Floram, Bruno Palha, adverte que “deve o requerente furtar-se de fazer o plantio de árvores cuja incidência das raízes e copas venha a apresentar no futuro, respectivamente, rachaduras no solo e perigo de queda (galhos)”.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Centro de Pesquisas Oncológicas (Cepon) promove nesta segunda-feira, 10, uma aula de maquiagem a pacientes da instituição e na terça-feira, 11, com apresentação da banda da Marinha do Brasil, fará a entrega de lenços e chapéus. As atividades fazem parte da programação do Outubro Rosa e visam a elevar a autoestima das mulheres em tratamento contra o câncer.

A aula de maquiagem ocorrerá das 9h às 12h, e a entrega dos assessórios, a partir das 16h, ambas no complexo hospitalar do Centro, na Rodovia Admar Gonzaga, 655, no Bairro Itacorubi.

O Cepon é um serviço de referência no tratamento oncológico em Santa Catarina e centro de referência da Organização Mundial da Saúde (OMS) para medicina paliativa no Brasil. A unidade realiza, em média, por mês, 120 internações e 6.650 consultas médicas; atende mensalmente 2.750 pacientes em tratamento de quimioterapia e 180 em tratamento de radioterapia; e faz seis transplantes de medula óssea e 150 cirurgias de média complexidade por mês.

A programação do Outubro Rosa do Cepon começou dia 3 e vai até o dia 27. Durante a Fenaostra, que ocorre até quarta-feira, 12, no CentroSul, no Centro da Capital, a instituição mantém um estande para distribuição e exibição de materiais educativos sobre câncer, principalmente de mama e de próstata.

Entre outras atividades, também estão previstas para este mês uma apresentação do coral do Tribunal de Contas, que visitará o Cepon no dia 18; uma caminhada pela Avenida Beira-Mar no dia 23 à tarde; a campanha Estacionou, Doou, dia 26, no Shopping Iguatemi, com arrecadação revertida para a instituição e no dia 27, à tarde, a apresentação do Coral da UFSC.

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), o câncer de mama é o tipo mais comum entre as mulheres no mundo e no Brasil, depois do câncer de pele não-melanoma, e responde por cerca de 25% dos casos novos a cada ano.

Em 2016, para o Brasil, são esperados 57.960 casos novos de câncer de mama, com um risco estimado de 56,20 casos a cada 100 mil mulheres.

Não existe uma causa única para o câncer de mama, que é mais comum em mulheres (apenas 1% dos casos são diagnosticados em homens) e tem na idade um dos mais importantes fatores de risco para a doença. Cerca de quatro em cada cinco casos ocorrem após os 50 anos. O câncer de mama de caráter genético/hereditário corresponde a apenas 5% a 10% do total de casos da doença.

Diversos fatores estão relacionados ao câncer de mama, entre elas obesidade e sobrepeso após a menopausa; sedentarismo; consumo de bebida alcoólica; não ter tido filhos; primeira gravidez após os 30 anos; não ter amamentado; parar de menstruar após os 55 anos; história familiar de câncer de ovário; vários casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos.

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

A candidata a prefeita Angela Amin e o vice Rodolfo Pinto da Luz, da Coligação Pelo Bem de Florianópolis (PP-PSD) estiveram na manhã de sábado em uma caminhada pela Barra da Lagoa. Eles lideraram o eufórico Time Angela, com a companhia da bateria da Escola de Samba Protegidos da Princesa e literalmente botaram os moradores para dançar e levaram sua mensagem de esperança e de compromissos com aquela região. A Barra da Lagoa é um dos redutos mais tradicionais da Ilha de Santa Catarina, uma comunidade histórica, que prima pela valorização da cultura local e que desempenha um papel importante também na preservação do nosso patrimônio natural e paisagístico e contribui para o desenvolvimento turístico.

Angela e Rodolfo percorreram as principais ruas da Barra acompanhados por centenas de bandeiras, empunhadas por colaboradores, lideranças políticas e comunitárias, suplentes de vereadores e vereadores eleitos da coligação. Entre eles, o vereador Pedrão (PP), recém-eleito com a maior votação da história da Câmara de Vereadores de Florianópolis.

Em cada passagem, a já conhecida receptividade dos moradores, comerciantes e das crianças que foram às portas de suas casas e comércios receber Angela e manifestar apoio nesse segundo turno. Em uma dessas passagens, um momento para a descontração, quando a candidata encontrou na casa de uma moradora uma confraternização animada um trio musical (pandeiro e voz, bateria e sanfona). A pedido da candidata, eles tocaram Menino da Porteira e Angela foi chamada para dançar. A passagem foi sintomática para ilustrar o novo momento da campanha neste decisivo segundo turno, onde a candidata afina o passo da dança eleitoral.

Ainda na tarde de sábado, Angela Amin visitou o Morro do 25, na região central da cidade, onde aconteceu uma festa da comunidade dedicada às crianças. A energia dos pequenos mais uma vez fizeram a diferença na agenda da candidata, que saiu de lá entusiasmada para o último compromisso do dia, que foi uma bandeirada com seus correligionários na Avenida Beira-Mar Norte.

No domingo, mais um compromisso de rua dos candidatos da coligação Pelo Bem de Florianópolis: uma bandeirada à tarde no trevo de acesso ao Bairro Rio Tavares. Novamente, as bandeiras e o colorido do Time Angela fizeram a diferença.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O PyLadies São Paulo realiza na quinta-feira, 13 de outubro, o Curso Básico de Programação em Python. O objetivo da aula é introduzir os alunos no básico de programação – inclusive lógica – de forma divertida. Não há pré-requisito

A aula será ministrada das 8h às 18h na Cesusc, Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina. As vagas são limitadas e o curso é gratuito

A linguagem Python é conhecida por sua simplicidade e versatilidade – tem aplicações em TI e também em áreas das ciências humanas, biológicas e exatas.

 

Curso Básico Gratuito de 

Programação em Python 


Data: 13 de outubro, quinta-feira

Horário: das 8h às 18h

Local: 
SC-401, 9301 - Santo Antonio de Lisboa, Florianópolis - SC

Inscrições: Evenbrite no bit.ly/CursoPython_PyBr

 

 

Sobre o PyLadies São Paulo

O PyLadies é um grupo internacional de mentoria com foco em incluir mais mulheres na comunidade de TI por meio da linguagem de programação Python.

Na capital paulistana, o PyLadies São Paulo foi criado em 7 de setembro de 2015 e ministra cursos de Python desde o básico – para quem não tem nenhum conhecimento de programação – até o avançado.

Nesse último ano, já passaram pelas salas de aula dos cursos mais de 200 pessoas. Foram ministradas diversas aulas apenas para mulheres e um curso temático para casais, na véspera do Dia dos Namorados.

Em dezembro de 2015, o PyLadies São Paulo foi um dos vencedores do Prêmio Mulheres Tech em Sampa, patrocinado pela Rede Mulher Empreendedora, Google Entrepreneurs e Tech Sampa.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Atenta às novidades do cenário musical e sempre trazendo atrações que agradem aos mais exigentes tipos de público, a  Fields promove no dia 11 de outubro uma festa diferenciada, a Fun Week, que vai reunir grandes nomes do estilo musical pop/funk.

Com músicas que misturam elementos do funk carioca e o pop mainstream, Ludmilla traz para Floripa seus hits que já caíram no gosto do público, como “24 horas por dia”, “Te Ensinei Certim”, “É Hoje” e “Bom”. Sua música atual de trabalho, “Bom” já ultrapassa a marca de 20 milhões de visualizações. Em cinco anos de carreira a cantora já acumula 23 indicações à premiações, conquistando boa parte delas.

Representando o estilo funk ostentação, Guimê, um dos artistas com vídeos mais vistos no país, apresenta uma seleção de músicas que marcaram sua carreira. No playlist, “País do Futebol”, “Na Pista eu Arraso”, “Suíte 14” e “Plaque de 100”. Nas redes sociais seu sucesso se repete, juntando os números, Guimê ultrapassa a marca de 14 milhões de seguidores.

Donos de hits que já ultrapassam mais de 84 milhões de visualizações, Pikeno e Menor completam o repertório da noite. Criados na Zona Leste Paulista, os irmãos iniciaram sua carreira ainda adolescente no gênero do Rap, mas logo em seguida migraram para o funk onde se destacaram e alcançaram o sucesso.

Os ingressos da Fun Week para pista já estão esgotados, mas ainda restam os camarotes, mesas e mezanino que podem ser adquiridos antecipadamente na Fields ou online no Ingresso Nacional (https://www.ingressonacional.com.br/)

 

 

 

 

Serviço

O quê: Funk Week com Ludmilla, Guimê e Pikeno e Menor

Quando: 11 de outubro de 2016

Local: Fields -  Av. Paulo Fontes, 1250 - Centro - Florianópolis - SC

Horário: Abertura da casa 23h

Ingressos:  A partir de R$80 - Fields ou online no www.ingressonacional.com.b

Mais informações: www.facebook.com/fields.sc/

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O bravo cão Ektor, da raça pastor belga de malinois, pertencente à Polícia Militar foi ferido no final da tarde de sexta-feira, 7, durante uma operação no alto do morro do Boa Vista, em São José. Ektor foi socorrido e passa bem. O projétil, apesar de ter perfurado o pescoço, não atingiu nenhuma região vital.

Policiais militares de toda a região da Grande Florianópolis participavam de uma operação de busca e captura a um grupo de homens armados, escondidos em área de mata fechada. Na ação, equipes de Busca e Captura do Canil Central conduziam o cão Ektor, que rastreava a trilha por onde haviam passado os suspeitos.

Após alguns quilômetros de busca, Ektor localizou o grupo e partiu para imobilizá-los, mas acabou sendo ferido com um tiro no pescoço por um dos suspeitos.

Prontamente as equipes que estavam na mata prestaram os primeiros socorros ao cão policial, e o helicóptero Águia do Batalhão de Aviação da Polícia Militar deslocou para conduzir o bravo Ektor à assistência veterinária mais próxima.

Novas operações em conjunto com os setores de inteligência da PMSC serão realizadas a fim de capturar os foragidos, bem como ações de repressão ao tráfico de drogas na região serão intensificadas.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Cerca de 40 crianças e adolescentes que participam do projeto Boxe na Escola, desenvolvido pela Guarda Municipal de Florianópolis, estarão no Parque de Coqueiros, neste domingo, em homenagem ao Dia da Criança, comemorado no próximo dia 12 de outubro.  

 

Entre 15 e 16 horas, alunos apresentarão uma aula aberta de boxe para a comunidade. Haverá entrega de doces e crianças poderão participar da aula experimental. No mesmo dia, outras atividades ao ar livre estão programadas para atender às famílias presentes.

 

O Projeto Educacional Social Boxe na Escola é uma ideia que surgiu na garagem da casa do professor e guarda municipal Deniz Malagueta e há seis anos forma em torno de cem alunos de comunidades carentes da Grande Florianópolis.

 

O projeto é desenvolvido pelo setor de educação da Guarda Municipal de Florianópolis e tem o objetivo de dar oportunidade por meio do esporte aos jovens carentes.

 

“Isso me traz uma grande realização, pelo fato de poder contribuir com o futuro destes jovens. É gratificante ver os resultados deste trabalho. É a realização de um sonho poder formar cidadãos de bem por meio do esporte. Isso não tem preço. Meu bônus é poder levar esperança, inclusão e oportunidade para eles”, define o professor e idealizador do projeto.

 

Neste ano, três escolas são atendidas pelo projeto: E.B.M. Carvalhal, no bairro de Coqueiros, E.B.M. Adotiva Liberato Bitencourt, na Costeira, e Escola Básica Municipal Padre João Alfredo Rohr, no Córrego Grande. As aulas são realizadas duas vezes por semana, e o programa é aberto aos jovens de 10 a 16 anos, de ambos os sexos. Para o próximo ano, novas turmas serão criadas.

 

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.