Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

É impossível passar pelo centro de Florianópolis e não se impressionar com a beleza, grandiosidade e encantos do Mercado Público. Localizado no coração da cidade, o prédio preserva e reflete não apenas a história do Município, mas integra as lembranças do povo que mora ou visita a Ilha.

Do alto das torres, o Mercado Público testemunhou o crescimento e desenvolvimento da cidade, recebeu e acolheu centenas de milhares de pessoas, além de ser palco de diversos acontecimentos. Por anos, foi o centro comercial da cidade, simultaneamente foi tornando-se o ponto de encontro mais especial da Ilha, para então consolidar-se como peça fundamental da cultura, da arte e da história de Florianópolis.

A partir desta quarta-feira, 10 de janeiro, o prédio que já recebeu tantos eventos abre suas portas para uma exposição que tem como tema o próprio Mercado.  A mostra "Mercado, Artes e Afetos" reúne um conjunto variado de obras composto, principalmente, de representações do patrimônio cultural de Florianópolis, sua arquitetura, costumes, gastronomia.

Organizada por Marcelo Seixas, a exposição coletiva apresenta fotografias, esculturas, pinturas de 13 artistas associados da ACAP – Associação Catarinense dos Artistas Plásticos - cujos trabalhos apresentados são das mais variadas tendências, técnicas e poéticas. O acervo combina trabalhos inéditos desenvolvidos especialmente para a exposição, além de obras particulares dos expositores.

De acordo com o organizador Marcelo Seixas, por meio das artes evidencia-se uma diversidade de relações afetivas estabelecidas, sempre de maneira fragmentada, entre os protagonistas e o espaço expositivo e, por extensão, com a cidade, o patrimônio cultural, a memória.

A exposição "Mercado, Artes e Afetos" abre nesta quarta-feira, 10 de janeiro, às 19h na Galeria de Artes do Mercado Público. A visitação é gratuita e acontece de 11 de janeiro a 17 de fevereiro, de segunda a sexta-feira, das 13h às 19h e aos sábados, das 10h às 14h.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Estão abertas as inscrições para o concurso público da Celesc, com oportunidades para diversas cidades do estado. Os salários iniciais variam de R$ 1.106,40 a R$ 4.365,06, além de benefícios como plano de saúde, auxílio creche/babá, auxílio estudante, vale-alimentação e plano de previdência.

São 49 vagas disponíveis: 16 para cargos de nível médio, 16 para cargos de nível técnico e 17 para cargos de nível superior. Do total, 20% das posições serão disponibilizadas a pessoas com deficiência (PcD). A previsão é que os primeiros concursados sejam chamados já a partir de maio deste ano. Os demais aprovados irão compor cadastro de reserva e poderão ser acionados à medida que for identificada a necessidade.

As inscrições podem ser realizadas no site 2018celesc.fepese.org.br (onde também está disponível o edital), até o dia 9 de fevereiro, ao custo de R$ 90 para candidatos a cargos de nível médio, R$ 110 para cargos de nível técnico e R$ 130 para cargos de nível universitário. A prova está marcada para o dia 4 de março e será aplicada em Chapecó, Criciúma, Grande Florianópolis, Joinville e Lages.

Confira na tabela abaixo o quadro com os cargos disponíveis e suas respectivas exigências:

CARGOS DE NÍVEL MÉDIO E TÉCNICO

   

CARGO

Escolaridade exigida

Especialidade/Formação

ATENDENTE COMERCIAL

Ensino médio

Sem especialidade

ELETRICISTA

Ensino médio

Sem especialidade

TÉCNICO EM SEGURANÇA DO TRABALHO

Ensino médio Técnico

Técnico em Segurança do trabalho

TÉCNICO INDUSTRIAL - Edificações

Ensino médio Técnico

Técnico em Edificações

TÉCNICO INDUSTRIAL – Eletrotécnica

Ensino médio Técnico

Técnico em Eletrotécnica

TÉCNICO INDUSTRIAL - Mecânica

Ensino médio Técnico

Técnico em Mecânica

TÉCNICO INDUSTRIAL – Telecomunicações

Ensino médio Técnico

Técnico em Telecomunicações

   

CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR

   

CARGO/Posição

Escolaridade exigida

Especialidade/Formação (Reconhecida pelo Ministério da Educação)

ADMINISTRADOR

Graduação

Administração

ADVOGADO

Graduação

Direito

ANALISTA DE NÍVEL SUPERIOR – Psicólogo

Pós-Graduação

Ensino Superior em Psicologia com Especialização em Psicologia Organizacional ou Gestão de Pessoas

ANALISTA DE SISTEMAS

Graduação

Ciências da Computação, Sistemas de Informação ou Engenharia da Computação.

ASSISTENTE SOCIAL

Graduação

Serviço Social

CONTADOR

Graduação

Ciências Contábeis

ECONOMISTA

Graduação

Ciências Econômicas

ENGENHEIRO – Eng. Ambiental

Graduação

Engenharia Sanitarista Ambiental ou Engenharia Ambiental

ENGENHEIRO – Eng. Civil

Graduação

Engenharia Civil

ENGENHEIRO – Eng. De Agrimensura

Graduação

Engenharia de Agrimensura

ENGENHEIRO – Eng. De Produção Elétrica

Graduação

Engenharia de produção elétrica

ENGENHEIRO – Eng. De Segurança do Trabalho

Pós-Graduação

Ensino Superior em Engenharia com Especialização em Segurança do Trabalho

ENGENHEIRO – Eng. De Telecomunicações

Graduação

Engenharia de Telecomunicações

ENGENHEIRO – Eng. Elétrica

Graduação

Engenharia Elétrica

ENGENHEIRO – Eng.  Florestal

Graduação

Engenharia Florestal

ENGENHEIRO – Eng. Mecânica

Graduação

Engenharia Mecânica

MÉDICO – Medicina do Trabalho

Pós-Graduação ou Graduação com Residência

Ensino Superior em Medicina e certificado de registro da especialidade em Medicina do Trabalho no CRM

Equipes da Casan começam a visitar esta semana na Lagoinha do Norte, em Florianópolis, moradores cujos imóveis estão sendo beneficiados com a nova rede de esgoto instalada no bairro. O objetivo da visita é informar aos proprietários que a partir de agora todos devem fazer a correta ligação do imóvel à rede de esgoto recém-concluída. Com investimentos de R$ 4,6 milhões, esta é a quinta obra de esgoto entregue nos últimos quatro anos pelo Governo do Estado, Casan e Prefeitura.

O SES Lagoinha faz parte do Plano de Investimento em Esgoto que está implantando nove obras na Capital, num investimento total de R$ 401 milhões. Até 2019, a cobertura da cidade saltará de 56% para 74%, colocando Florianópolis entre as principais cidades do país em saneamento. No Estado, a Casan possui em andamento 45 obras de esgoto, em 31 municípios.

Orientações

A liberação para conexão ao sistema público de esgotamento sanitário da Lagoinha também está sendo comunicada nas faturas de água que estão chegando aos moradores neste mês de janeiro. Em campo, os técnicos da companhia vão visitar casa por casa, entregando um fôlder que instrui sobre como realizar a ligação ao sistema público de esgotamento sanitário. Em caso de chuva forte as visitas serão temporariamente interrompidas. Os profissionais da Casan também estão à disposição para orientações e esclarecimento de dúvidas pelo telefone (48) 3271-4510

O trabalho prossegue nas próximas semanas. Inicialmente serão visitados moradores das ruas transversais à Avenida Jaime de Arruda Ramos, a principal desse balneário. Depois serão também visitados comércios e moradores dessa avenida.

A Casan implantou 465 ligações domiciliares na Lagoinha do Norte – a espera em frente aos imóveis, onde o morador deve ligar o seu sistema individual de esgoto. Depois de fazer sua conexão ao sistema público, o proprietário deve aterrar a fossa e sumidouro do seu terreno.

O Sistema de Esgotamento Sanitário da Lagoinha do Norte recebeu 5,6 quilômetros de redes de coleta, cinco estações elevatórias e um emissário terrestre, que encaminha o esgoto para a Estação de Tratamento (ETE).

Saiba Mais

Obras concluídas em Florianópolis:
SES Lagoinha / R$ 4,6 milhões / dezembro 2017
SES Continental / R$ 20,5 milhões / fevereiro 2017
SES Maciço Morro da Cruz / R$ 8,7 milhões / abril 2016
Duplicação ETE Canasvieiras / R$ 8,1 milhões /dezembro 2016
SES Jurerê Tradicional / R$ 18,1 milhões / Verão 2015

Obras em andamento
SES Ingleses/Santinho / R$ 84 milhões
SES Sul da Ilha / R$ 65,5 milhões

Obras em fase final de licitação
SES Saco Grande / R$ 85 milhões
Ampliação SES Insular-Itacorubi /R$ 107 milhões

Fique atento:
A conexão ao sistema público de esgotamento sanitário
De acordo com a Lei Federal 11.445/07 (conhecida como Lei do Saneamento), nos locais em que há rede disponível é obrigatória a ligação das residências e a desativação das fossas sépticas. No caso da Lagoinha do Norte, os moradores estão recebendo nas faturas do mês de janeiro um comunicado autorizando a ligação de seus imóveis à rede pública de esgotamento sanitário. As cobranças iniciais, que correspondem a 100% do valor da conta de água, serão emitidas assim que a CASAN visitar todas as residências que contam com as caixas de inspeção em frente aos imóveis.

O que lançar na rede de esgoto
Apenas esgoto doméstico deve ser colocado na rede. Não podem ser jogados absorventes higiênicos, cotonetes, preservativos, fios de cabelo, embalagens de sabonete, fio dental, fraldas descartáveis, frascos de desodorante, etc, pois são materiais que provocam entupimentos e prejudicam o tratamento do esgoto.

Esgoto e água da chuva
O esgoto é o sistema que recebe os dejetos lançados no vaso sanitário, na pia da cozinha, nos lavatórios do banheiro, no tanque e nos ralos cobertos. A água de chuva deve ir para o sistema de drenagem pluvial, e não para as tubulações de esgoto.

Caixas de gordura
Os canos de esgoto da cozinha devem ser ligados a uma caixa de gordura. Ela serve para reter a gordura que é despejada pelo ralo da pia e que vem da lavagem da louça. A gordura fica na caixa e o restante do resíduo segue pelos canos e vai para rede coletora. Essa caixa deve ser limpa periodicamente. A gordura retirada da caixa de gordura deve ser colocada em um saco de lixo e descartada junto aos demais resíduos semisólidos que serão coletados pela Comcap e levados para aterros sanitários. No caso de estabelecimentos como restaurantes, a frequência de limpeza deve ser bem maior, em alguns casos até diariamente.

A Procuradoria Geral do Estado (PGE/SC) conseguiu na Justiça superar o último empecilho para que o Estado de Santa Catarina pudesse ter acesso a um empréstimo de R$ 800 milhões do Banco do Brasil, que viabilizarão obras em todo o território catarinense. Uma liminar do desembargador Rui Fortes, do Tribunal de Justiça (TJ), garantiu que a própria Corte fornecesse a certidão de regularidade no pagamento de precatórios, indispensável para obter os recursos do Pacto por Santa Catarina.

A decisão de Rui Fortes afastou determinação do próprio Tribunal que tinha negado a certidão por suposta falta de quitação total dos precatórios referentes aos anos 2016 e 2017. Além disso, tinha intimado o Estado a pagar R$ 115 milhões para saldar os débitos ainda existentes, sob pena de sequestro.

A PGE ingressou com mandado de segurança, com pedido de liminar, por meio dos procuradores do Estado Bruno de Macedo Dias, João dos Passos Martins Neto e Ricardo Della Giustina, argumentando que em 12 de dezembro de 2017 o Congresso Nacional aprovou a Proposta de Emenda à Constituição Nº 45, que ampliou a utilização dos depósitos judiciais para o pagamento dos precatórios de 10% para 15%. Como no início de dezembro o Estado já tinha repassado ao TJ 10% dos recursos dos depósitos judiciais (R$ 511 milhões), agora teria disponível outros 5% (R$ 255 milhões) o que possibilitaria saldar a dívida de R$ 115 milhões.

Assim, o desembargador Rui Fortes, em dezembro, deferiu parcialmente a liminar solicitada pela PGE, e determinou que o TJ/SC expeça a “certidão positiva de regularidade do pagamento de precatórios, com efeito de negativa, no que se refere aos precatórios dos anos de 2016 e 2017, ficando a autoridade impetrada impedida de efetuar qualquer sequestro sobre valores do Estado até o julgamento da matéria pelo colegiado”.

O programa Pacto por Santa Catarina disponibilizou R$ 2 bilhões para o Estado, junto ao Banco do Brasil, e previa a liberação da última parcela de R$ 800 milhões em 31 de dezembro, o que foi possível graças à ação da PGE.

(Mandado de Segurança Nº 4029145-97.2017.8.24.0000)

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (MDB), deflagrou na manhã desta quarta-feira (10) um plano de emergência para toda a cidade em decorrência das chuvas que assolam a região. De acordo com dados da Defesa Civil, choveu na Capital Catarinense 100 mm nas últimas 24 horas.

“Os trabalhos envolvem todas as secretarias e agora é estado de alerta”, analisou o prefeito. Ele lembra que no início do ano passado foi realizado um trabalho de limpeza das vias pluviais e esse trabalho de drenagem diminuiu em 90% os alagamentos. Mesmo assim, Gean informou que destacou caminhões para combater alagamentos em vias.

O alerta do Chefe do Executivo é direcionado principalmente às áreas de risco. “Nossa principal preocupação são possíveis deslizamentos. Estamos na rua, 24 horas ligados. Fiquem atentos”, ponderou o prefeito. Qualquer emergência o contato deve ser feito com a defesa civil.  

A previsão do tempo indica que as chuvas devem continuar no mínimo para os próximos sete dias, com intensidade de moderada a alta. Uma reunião no gabinete do prefeito ao meio dia desta quarta-feira (10), definirá estratégias de trabalho e pontos críticos.

CONTATOS DA DEFESAS CIVIL DE FLORIANÓPOLIS

Rua Deodoro, 209 Centro. 
Florianópolis - SC Cep 88010-020

Horário de atendimento: das 08:00 às 18:00,

Segunda a sexta-feira.

Telefone: (48) 3224-0527 

E-mail: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

EMERGÊNCIA 199 - LIGAÇÃO GRATUITA

 

COMO AGIR:

COMO AGIR EM DELIZAMENTOS

O que são deslizamentos

Fenômeno provocado pelo escorregamento de materiais sólidos, como solos, rochas, vegetação e/ou material de construção ao longo de terrenos inclinados, denominados de “encostas”, “pendentes” ou “escarpas”. Os deslizamentos em encostas e morros urbanos vêm ocorrendo com uma freqüência alarmante nestes últimos anos, devido ao crescimento desordenado das cidades, com a ocupação de novas áreas de risco, principalmente pela população mais carente.

TRÊS FATORES DE INFLUÊNCIA NOS DESLIZAMENTOS:

- Tipo de solo - sua constituição, granulometria e nível de coesão;

- Declividade da encosta - cujo grau define o ângulo de repouso, em função do peso das camadas, da granulometria e nível de coesão;

- Água de embebição - que contribui para aumentar o peso específico das camadas; reduzir o nível de coesão e o atrito, responsáveis pela consistência do solo, e lubrificar as superfícies de deslizamento.

A época de ocorrência dos deslizamentos coincide com o período das chuvas, intensas e prolongadas, visto que as águas escoadas e infiltradas vão desestabilizar as encostas.
Nos morros, os terrenos são sempre inclinados e, quando a água entra na terra, pode acontecer um deslizamento e destruir as casas que estão embaixo.

O QUE FAZER

- Não se deixe enganar por promessas fáceis e ilusórias para obter um lote ou uma casa em morros ou áreas de risco. Os riscos de desastres são muito altos.
Não desmate morro e encostas para assentamento de casas e outras construções.

- Avise aos seus vizinhos sobre o perigo, no caso de casas construídas em áreas de risco de deslizamento. Avise, também, imediatamente ao Corpo de Bombeiros e à Defesa Civil.

- Convença as pessoas que moram nas áreas de risco a saírem de casa durante as chuvas;
Você pode fazer junto com a sua comunidade um plano de evacuação.

- Se você está morando numa área de risco, tenha com sua vizinhança um plano de evacuação com um sistema de alarme. É um plano que permite salvar a sua vida e de seus vizinhos. Caso a localidade onde você mora ainda não tem esse plano, converse com o Prefeito e o Coordenador de Defesa Civil.

- Se você observar o aparecimento de fendas, depressões no terreno, rachaduras nas paredes das casas, inclinação de tronco de árvores, de postes e o surgimento de minas d’água, avise imediatamente a Defesa Civil.

- Se você observar um princípio de deslizamento, avise imediatamente a Defesa Civil do seu Município e o Corpo de Bombeiros, bem como o máximo de pessoas que residem na área do deslizamento;

- Afaste-se e colabore para que curiosos mantenham-se afastados do local do deslizamento, poderá haver novos deslizamentos.

- Somente se solicitado, caso contrário, vários equipamentos e pessoas especializadas em salvamento precisarão do local desimpedido;

- Não se arrisque sem necessidade, não entre no local do deslizamento, somente pessoas especializadas em salvamento podem entrar;

- Não permita que crianças e parentes entrem no local do deslizamento;

- Não conteste as orientações do Corpo de Bombeiros.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

 

Duas operações começam a prestar atendimento no mês de janeiro no MULTI Open Shopping + Offices. No sábado, dia 6 de janeiro, a Barbearia VIP MULTI Open Shopping abriu as portas, já na segunda-feira, dia 8, a Clínica MultiMed iniciou os atendimentos.

A Barbearia VIP MULTI Open Shopping, dos franqueados Daniel Simas, 32 anos, e Guilherme Meirelles, 37 anos, traz para o empreendimento uma estrutura inovadora para atender exclusivamente o público masculino que procura um cuidado especial.

Além dos serviços tradicionais, como corte de cabelo adulto e infantil e barba, a Barbearia vai oferecer serviços de estética masculina, open bar, sinuca, videogame, fliperama, televisões individuais com canais a cabo, empório e muito mais. O atendimento será de segunda à sexta-feira das 9h às 21h e aos sábados das 9h às 17h, sem fechar ao meio-dia.

A Clínica MultiMED vai oferecer atendimento médico em mais de 20 especialidades, pequenas cirurgias e a realização de exames, como Raio-X Digital, Ultrassonografia com 4D fetal, exames laboratoriais (de sangue, urina, entre outros), Eletrocardiograma, eletroneuromiografia e biópsias estão entre os principais exames oferecidos.

Segundo Victor Rosset, sócio da clínica, os atendimentos vão ser particulares e com convênios e nos seguintes horários: de segunda à sexta-feira das 8h às 20h e aos sábados das 8h às 12h.

Segundo a gestora do open shopping, Nara Schütz, a abertura das lojas a partir de janeiro será no modelo soft opening e de maneira gradual. A inauguração do empreendimento está prevista para março deste ano.

O MULTI Open Shopping + Offices, primeiro open shopping da região Sul da Ilha de Santa Catarina, fica na Rodovia Dr. Antônio Luiz Moura Gonzaga, 3339, no Rio Tavares, em Florianópolis.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A nova análise de balneabilidade da Fatma no Norte da Ilha, divulgada nesta semana, comprova o que a própria Fatma e a Prefeitura de Florianópolis vinham falando na semana passada: a coleta antes da chuva contribuiu significativamente para a piora nas praias de Jurerê, Canasvierias e Ingleses. Prova disso é que dos 14 pontos analisados, todos estavam impróprios. Já a nova coleta aponta para 5 impróprios dos 14. E mesmo para os que permanecem impróprios, houve uma diminuição muito grande do número de coliformes fecais nas amostras.

LEGENDA: Nesta amostra, por exemplo, que estava com 24 mil de coliformes fecais apareceu com 2,7 mil por 100ml. Ou seja, uma redução de quase 10x

Em uma amostra em Canasvieiras, por exemplo, que estava com 24 mil, apareceu com 2,7 mil por 100ml. Ou seja, uma redução de quase 10x. Segundo a Prefeitura de Florianópolis, a chuva não é a única causadora de poluição, apenas pode contribuir para resultados diferentes pontualmente. A principal causa de poluição permanece sendo as ligações clandestinas de esgoto, na qual o município está reforçando significativamente.

Durante esta semana, a Prefeitura deve homologar a empresa vencedora para efetivar a segunda etapa do projeto Se Liga na Rede que, além das fiscalizações, vai oferecer, também, a obra de regularização para famílias que não tem condições e posteriormente cobrar parcelado.

A assessoria da prefeitura ainda informa que, o Município, junto com a Casan, está fazendo o maior investimento em Saneamento Básico da história da cidade, com mais de R$ 400 milhões em obras que já estão em execução, como a Estação de Tratamento dos Ingleses e a do Sul da Ilha.

Veja no Relatório da Fatma,  a diminuição nos coliformes de uma amostra para a outra:

http://www.fatma.sc.gov.br/laboratorio/relatorio_ficha2.php?simplificado=1&where=0&d1=2018-01-01&d2=2018-12-31&mc=2&pc=68

VEJA TAMBÉM NOTA OFICIAL DIVULGADA PELA FATMA NO FINAL DO DIA DESTA TERÇA (9)

A Fatma informa que conforme as análises dos pontos nas praias são feitas, os resultados são cadastrados diretamente no sistema, que atualiza automaticamente os dados das condições das praias no www.fatma.sc.gov.br e no aplicativo Praias SC. Nesta terça-feira, 9, já constam os resultados do Norte da Ilha de Santa Catarina. Dos oito pontos monitorados em Canasvieiras, quatro estão próprios. Em Ingleses, dos sete pontos analisados, três estão próprios. Em Jurerê, dos quatro pontos monitorados, três estão próprios. Em Jurerê Internacional, os dois pontos estão próprios.O relatório total da balneabilidade no Estado é divulgado apenas nas sextas-feiras, com os números gerais. Em caso de chuva, como as ocorridas nas últimas horas no Estado, a Fatma indica que os banhistas evitem banhos de mar em saídas de rios e canais pluviais.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

 

Proprietários de veículos com placa final 1 que quiserem pagar o imposto em três vezes sem juros devem efetuar o pagamento da primeira parcela até a próxima quarta-feira, 10 de janeiro. As demais parcelas têm vencimento no dia 10 dos meses seguintes, nesse caso, fevereiro e março. O prazo para pagamento em cota única é 31 de janeiro.

A Secretaria de Estado da Fazenda (SEF), responsável pelo recolhimento do imposto, lembra que os vencimentos dependem do final da placa do veículo, mas os contribuintes podem antecipar o pagamento a qualquer momento. A guia de pagamento, taxas, multas e seguro DPVAT podem ser emitidos na internet e paga nas agências bancárias conveniadas: Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Sistema Bancoob/Sicoob, HSBC, Sicredi e Cecred.

A quitação é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em Notificação Fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros SELIC ao mês ou fração.

Para pagar, clique aqui.

Imposto está 2,47% menor em SC

Os proprietários de veículos emplacados em Santa Catarina irão pagar em média 2,47% a menos de IPVA em 2018. O Índice representa a desvalorização dos veículos em relação a 2017 de acordo com a tabela FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas), utilizada pela Secretaria de Estado da Fazenda como base de cálculo. A exceção fica por conta dos proprietários de caminhões. Para 2018, os valores das carrocerias foram incorporados ao valor venal desses veículos, conforme previsto em lei. Para ver quanto você vai pagar, clique aqui.

CALENDÁRIO DE PAGAMENTO

FINAL DE PLACA

COTA ÚNICA

PARCELAMENTO-COTAS

     1ª

     2ª

    3ª

1

último dia do mês de janeiro

10.01

10.02

10.03

2

último dia do mês de fevereiro

10.02

10.03

10.04

3

último dia do mês de março

10.03

10.04

10.05

4

último dia do mês de abril

10.04

10.05

10.06

5

último dia do mês de maio

10.05

10.06

10.07

6

último dia do mês de junho

10.06

10.07

10.08

7

último dia do mês de julho

10.07

10.08

10.09

8

último dia do mês de agosto

10.08

10.09

10.10

9

último dia do mês de setembro

10.09

10.10

10.11

0

último dia do mês de outubro

10.10

10.11

10.12


- IPVA mais caro - R$ 72.328,52
I/LAMBORGHINI AVENTADOR, ano de fabricação 2016

 - IPVA mais barato - R$ 1,42
AGRALE RXT 16.5, ano de fabricação 1987

IPVA SC - Alíquotas vigentes
2% para veículos de passeio, utilitários e motor-casa, nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos de duas ou três rodas e os de transporte de carga ou passageiros (coletivos), nacionais ou estrangeiros;
1% para veículos destinados à locação, de propriedade de locadoras de veículos ou por elas arrendados mediante contrato de arrendamento mercantil.

Grupo

Tipo de veículo

Variação no valor venal entre 2014 e 2015

A

Automóveis

- 4,9%

B

Camionetas e utilitários

- 4,8%

C

Caminhões

- 8,1%

D

Ônibus/Microônibus

- 5,5%

E

Motos e Similares

-2,5%

F

Motor-casa

- 6,3%

Média

 

 - 4,4%

Caso tenha dúvidas, entre em contato com a Central de Atendimento Fazendária neste link ou pelo telefone 0300-645-1515.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Dennis, o fenômeno das pistas e produtor de músicas que fazem sucesso nas rádios de todo o Brasil, chega ao P12 com o “Baile do Dennis”, no próximo sábado, dia 13 de janeiro. DJ desde os 13 anos, quando passou a tocar em festinhas do bairro em que morava, destacou-se na cena do funk carioca após integrar a equipe de som do "Furacão 2000", famosa na cidade maravilhosa.

Entre seus primeiros sucessos, que viraram verdadeiros hits, estão “Dança da Motinha”, da MC Beth, “Cerol na Mão”, do Bonde do Tigrão”, e "Adultério", de Mr. Catra, todas produzidas pelo DJ. Hoje em dia, Dennis é referência com o projeto “Baile do Dennis”, que completou quatro anos em 2017 e promete incendiar o Parador 12 com os convidados MC Kevinho e MC Kekel.

No show, que conta com superprodução e muitos efeitos especiais, o DJ carioca apresenta as parcerias feitas com Wesley Safadão, Marília Mendonça, Claudia Leitte, Lucas Lucco, Monobloco, João Lucas & Marcelo, Latino, entre outros artistas.

Em seu canal no YouTube, Dennis já soma milhões de visualizações. Só a música "Malandramente”, parceria com os MC's Nandinho e Nego Bam, tem mais de 90 milhões de views.

O day pass para o “Baile do Dennis” já está à venda no site e na loja física do Ingresso Rápido a partir de R$ 90. A dica é chegar cedo e curtir o dia no beach club, que fica aberto das 11h às 22h.

SERVIÇO

O quê: “Baile do Dennis” com MC Kevinho e MC Kekel

Quando: 13 de janeiro (sábado), das 11h às 22h

Onde: P12 - Servidão José Cardoso de Oliveira, S/N, lote 03 - Jurerê Internacional - Florianópolis/SC, 88.053-306

Valor: a partir de R$ 90 (unissex)

Pontos de Venda:

  • com.br
  • loja Ingresso Rápido (Praça de Alimentação Beiramar Shopping)
  • P12: Servidão José Cardoso de Oliveira, S/N , lote 03 / Jurerê Internacional - 88.053-306 – Florianópolis /SC. Horário de Funcionamento: de segunda a sexta das 10h às 12h e das 14h às 18h. Ponto de venda sem taxa de conveniência.
  • Lojas Carioca Calçados em Florianópolis, no Estreito, no Centro (Felipe Schmidt, Tiradentes, 7 de Setembro e Deodoro) e nos Shoppings Itaguaçu e Iguatemi;
  • Loja Carioca Calçados do Continente Park Shopping e do Kobrasol, em São José;
  • Loja Carioca Calçados no centro da Palhoça;
  • Loja Carioca Calçados no Centro de Itajaí;
  • Loja Carioca Calçados no Centro de Balneário Camboriú

Obs.: nas lojas Carioca Calçados o pagamento é somente em dinheiro)

Camarotes: reservas e informações de camarote pelo telefone (48) 3284-8156 ou pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

CLASSIFICAÇÃO: 16 anos

Meia-Entrada:

A meia entrada é um direito garantido para eventos culturais. Eventos de música eletrônica e bar aberto (open bar) são sujeitos à restrições. Confira na íntegra o DECRETO 8.537/15 que aborda as novas regras da Meia Entrada, que entram em vigor no dia 01 de dezembro de 2015.

ESTUDANTES mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil (CIE), emitida pela ANPG, UNE, Ubes, entidades estaduais e municipais, Diretórios Centrais dos Estudantes, Centros e Diretórios Acadêmicos, conforme modelo único nacionalmente padronizado. Os elementos indispensáveis da CIE são: I - nome completo e data de nascimento do estudante; II - foto recente do estudante; III - nome da instituição de ensino na qual o estudante esteja matriculado; IV - grau de escolaridade; e V - data de validade até o dia 31 de março do ano subsequente ao de sua expedição. Consulte também: www.documentodoestudante.com.br - conforme Lei Federal 12.933/13, Decreto Federal 8.537/15 e Medida Cautelar Provisória concedida pelo STF em 29/12/2015.

IDOSOS (pessoas com mais de 60 anos) mediante apresentação do documento de identidade oficial com foto. - conforme Lei Federal 10.741/03 e Decreto Federal 8.537/15.

PROFESSORES educação infantil, de ensino fundamental, médio e superior das instituições de ensino públicas e particulares do município, e professores da educação básica (ensino fundamental e médio) do Estado de Santa Catarina;

JOVENS PERTENCENTES A FAMÍLIAS DE BAIXA RENDA, com idades de 15 a 29 anos, mediante apresentação da Carteira de Identidade Jovem que será emitida pela Secretaria Nacional de Juventude a partir de 31 de março de 2016, acompanhada de documento de identidade oficial com foto. - conforme Lei Federal 12.933/13 e Decreto Federal 8.537/15.

PESSOAS COM DEFICIÊNCIA e acompanhante quando necessário mediante apresentação do Cartão de Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social da Pessoa com Deficiência ou de documento emitido pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS que ateste a aposentadoria de acordo com os critérios estabelecidos na Lei Complementar nº 142, de 8 de maio de 2013. No momento de apresentação, esses documentos deverão estar acompanhados de documento de identidade oficial com foto. - conforme Lei Federal 12.933/13 e Decreto Federal 8.537/15.

OBS: obrigatória a apresentação de documentação comprobatória do benefício no acesso ao evento. Na eventual falta de documentação válida, o portador do ingresso deverá complementar o valor do ingresso para garantir seu acesso.

Mais informações: para mais informações, você pode conversar através do chat online do Ingresso Rápido, ele está disponível na home page do nosso site. Este atendimento é rápido e prático.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA


Foto: Reprodução

A Sessão Cinemática já tem sua primeira edição de 2018 marcada para o dia 17 de janeiro, às 20h, no Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis. A primeira projeção seguida de debate é do aclamado filme Muito Romântico, longa-metragem da gaúcha Melissa Dullius e do catarinense Gustavo Jahn, baseado na música homônima de Caetano Veloso. A sessão é promovida pela Cinemateca Catarinense com o apoio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e tem entrada gratuita (limitada à capacidade do Cinema de 137 lugares).

Seleção oficial do Festival de Berlim, o filme apresenta um casal que atravessa o Oceano Atlântico em busca de uma vida nova em Berlim. Eles seguem seu caminho fazendo filmes, amizades e música, mas um segredo revelado faz o medo vir à tona. Os dois perdem o rumo, até o dia em que encontram um portal para o cosmos, expandindo a travessia para além do tempo e do espaço. Questões de memória e fantasia se sobrepõem na narrativa radical dos diretores Melissa e Gustavo. A dupla é co-fundadora do coletivo Labor Berlin que se consolidou no circuito europeu como um espaço de troca de experiências e técnicas de filmagem e revelação em película 16mm.

Após a exibição do longa, haverá roda de conversa com a participação dos convidados:

Sandra Alves: dirigiu curtas premiados (L'Amar, 2003) e o longa metragem Rendas no Ar (2014, contemplado no Prêmio Catarinense de Cinema), e trabalha como diretora, roteirista, fotógrafa e artista visual.

Letícia Cardoso: dirigiu Entrelinhas (2010, contemplado no Prêmio Armando Carreirão do Funcine de Florianópolis) e o vídeo Austin ↔ Paris: um ruído entre Jane e Travis, contemplado na bolsa Iberê Camargo, filmado com dispositivos móveis em Austin (Texas) em diálogo com o filme Paris, Texas de Wim Wenders, recebendo prêmios e exposições pelo trabalho.

Rodrigo Amboni: cineasta catarinense e seu último filme o curta A Noite (contemplado no Prêmio Catarinense de Cinema) figurou em grandes festivais como o de Cinema do Brooklyn (NY) e o Festival Internacional de Pequim. É doutorando em teoria literária com pesquisa em montagem de cinema na UFSC.

José Geraldo Couto: jornalista, crítico de cinema e literatura, tradutor e colunista no portal do Instituto Moreira Salles.

A mediação é da diretora de comunicação da Cinemateca Catarinense Cristine Larissa Clasen, produtora cultural e articuladora de grupos de ação feministas e ligados ao arte ativismo. A curadoria, textos e design gráfico da Sessão Cinemática ficam por conta de Pedro MC, presidente da Cinemateca Catarinense. A noite terá, ainda, a presença do diretor Gustavo Jahn.

Sobre a Sessão Cinemática

A sessão traz para Santa Catarina longas e curtas-metragens inéditos ou que dificilmente entram no circuito de salas de cinema, acompanhados de rodas de conversa com convidados e interação com o público. Parceria entre a Fundação Catarinense de Cultura (FCC), por meio do Museu de Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), e a Cinemateca Catarinense, a sessão é uma forma de ocupação da principal sala de cinema público do estado, localizada no Centro Integrado de Cultura (CIC).

Durante 2017, foram exibidos filmes com temáticas transbordantes com debates qualificados, abordando temas como protagonismo feminino, gênero sexual, liberdade criativa, políticas públicas e narrativas radicais. Para 2018, estão agendadas sessões dos filmes Meu Corpo é Político (março); Divinas Divas, da diretora Leandra Leal (abril) e especial de curtas-metragens de jovens diretoras negras (maio).

Serviço:

O quê: Sessão Cinemática com exibição do filme Muito Romântico e roda de conversa
Direção: Melissa Dullis e Gustavo Jahn
Ano do filme: 2016
Duração: 77 min
Quando: 17 de janeiro de 2018, às 20h
Onde: Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC)
Av. Gov. Irineu Bornhausen, 5600 - Agronômica, Florianópolis (SC)
Entrada gratuita (limitada à capacidade da sala, de 137 lugares)
Evento no Facebook: https://www.facebook.com/events/313320655827006/

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.