Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

A quarta turma de Guardiões Ambientais de Biguaçu formou-se na terça-feira, 4, à noite em cerimônia realizada na sede da Associação dos Servidores Municipais (Asmub). Cerca de 25 alunos de 12 a 14 anos de escolas públicas e privadas participaram da edição 2018 do projeto, uma iniciativa voltada à educação ambiental e cidadania realizada pela prefeitura de Biguaçu, por meio da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Famabi), com apoio de empresas privadas, como a Pedrita Planejamento e Construção. "É uma prazer e uma grande satisfação estar participando da educação ambiental desses jovens", disse Regiane Baumgartner, gestora da Pedrita, empresa que participa do projeto desde a primeira edição, há quatro anos, e foi homenageada na solenidade.

Autoridades, como o prefeito Ramon Wollinger, e familiares dos Guardiões participaram do ato de formatura. A aula inaugural do projeto ocorreu em 15 de maio, ministrada pelo engenheiro químico Alexandre Trevisan, que falou sobre sensibilização ambiental, a preocupação que a sociedade deve ter com questões voltadas à água e esgoto e sobre a importância dos Guardiões como multiplicadores de informações e aprendizado. Durante o curso, os alunos participaram de aulas, palestras, oficinas e viagens de estudo com abordagens teóricas e práticas sobre assuntos relacionados ao meio ambiente, como ecologia, recursos hídricos, gestão de resíduos, flora e fauna, unidades de conservação e atividades relacionadas aos aspectos regionais e culturais. Sob coordenação da Famabi, os encontros foram ministrados de forma voluntária por profissionais das áreas da educação, saúde, biologia, engenharias e outras. 

No dia 30 de outubro, a turma visitou a pedreira do Grupo Pedrita, no Bairro Tijuquinhas, em Biguaçu. O grupo foi recebido pela analista ambiental Sumitra Fernandes, que apresentou os processos das atividades de mineração, as ações de responsabilidade socioambiental e as questões ambientais, normas, fiscalização e controles nas atividades de exploração.  "Queremos estar plenamente integrados às comunidades onde atuamos e mostrar, principalmente às futuras gerações, nossas ações em defesa e preservação do meio ambiente", destaca a gestora Regiane Baumgartner. Primeira pedreira do Brasil com certificação ISO 14001 pelo seu trabalho de gestão e qualidade, a Pedrita tem matriz no Bairro Rio Tavares, no Sul da Ilha, em Florianópolis, e filial no Bairro Tijuquinhas, em Biguaçu.

"A parceria público-privada na educação ambiental é de suma importância para a viabilização de projetos do porte dos Guardiões Ambientais. Essa aliança proporciona a conscientização de empreendedores, agentes públicos e da sociedade sobre a importância de preservar o meio ambiente", observou a superintendente da Famabi, Danubia Leal.

A quarta turma de Guardiões Ambientais foi integrada por estudantes das escola municipais Professor Donato Alípio de Campos, Fernando Bruggemann Viegas de Amorim, Professora Olga Andrade Borgonovo; estaduais Professor José Brasilício  e Professor Alexandre Sergio Godinho, além da particular Escola Super Incentivo.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Entre os dias 10 e 14 de dezembro, 38 pesquisadores, do Reino Unido e do Brasil, participam do workshop internacional para a criação de infraestruturas acessíveis para mobilidade e educação de pessoas cegas, que ocorre em Florianópolis.

Serão 19 pesquisadores brasileiros e outros 19 britânicos. Eles reúnem experiências voltadas para as áreas de biomedicina, elétrica, mecânica, reabilitação, engenharia civil, ciência da computação, tecnologia da informação, tecnologia assistiva, automação, design e terapia ocupacional ou fonoaudiológica.

Entre os pesquisadores internacionais que comandarão o evento estão Marion Ann Hersh, professora e pesquisadora do Departamento de Engenharia Biomédica da Universidade de Glasgow, da Escócia; Helen Petrie, professora de Interação Humano-Computador do departamento de Ciência da Computação da Universidade de York, na Inglaterra; e Stephen Brewster, professor do departamento de Ciência da Computação da Universidade de Glasgow, da Escócia.

Alejandro Rafael Garcia Ramirez, professor e pesquisador do Mestrado em Computação Aplicada da Universidade do Vale do Itajaí (Univali), de Santa Catarina; Marcelo Gitirana Gomes Ferreira, professor do departamento de Design da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc); e Robert Christian Mortimer, coordenador técnico do Centro de Tecnologia Assistiva de São Paulo e do Instituto de Assistência a Pessoas com Deficiência Visual, são os pesquisadores sêniores que respondem pela equipe brasileira do evento.

O foco do encontro será melhorar a capacidade dos investigadores em início de carreira para a realização de pesquisas sobre infraestruturas acessíveis para educação e mobilidade para pessoas cegas, assim como projetar infraestruturas acessíveis para contextos locais, particularmente no Brasil, além de organizar redes e outros links que levem as propostas a alcançarem oportunidades de financiamento. Para isso serão realizadas palestras, painéis de discussão, trabalhos de design de equipe, seções de colaboração, brainstorms e discussões em grupo.

"A educação e a mobilidade são muito importantes para o acesso ao emprego de pessoas cegas. Além disso, pessoas cegas experimentam barreiras significativas para a participação igualitária na educação e para a mobilidade segura. O crescente reconhecimento da relevância da inclusão social de cegos e outras pessoas com deficiência torna o workshop particularmente oportuno", aponta Alejandro Rafael Garcia Ramirez.

Todos os pesquisadores participantes do workshop, tiveram todas as suas despesas, incluindo viagens internacionais e locais, acomodações e refeições, cobertos pelo evento que financiado pelo British Council e Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc). O encontro ocorrerá no auditório do Campus da Univali, localizado às margens da SC401, no bairro Saco Grande. A programação completa do evento pode ser conferida clicando aqui: https://www.univali.br/eventos/computacao-engenharia-e-arquitetura/Paginas/evento2142.aspx.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Estudantes de Administração Pública da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) desenvolveram uma solução com potencial de ajudar pesquisadores (na captação de recursos privados para suas pesquisas) e empresas (em obter incentivos fiscais nesse tipo de investimento). A ideia é usar a tecnologia digital para a juntar essas duas pontas: o projeto de pesquisa precisando de financiamento e a empresa disposta a investir.

O aplicativo Elion, que promete fazer esse “match”, está em fase de protótipo e foi desenvolvido por um grupo de sete alunos da sétima fase do curso de graduação em Administração Pública do Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), no campus da Udesc em Florianópolis.



Finalista

O protótipo do aplicativo Elion foi selecionado entre os dez melhores projetos inscritos no Programa Celera, um concurso de captação de ideias para gerar futuros negócios inovadores. Neste fim de semana, cada um dos finalistas fará um pitch (apresentação curta) de sua ideia para uma banca avaliadora, que escolherá o vencedor. O do projeto Elion será na tarde deste sábado, 8, na sede da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate).

A ideia mais promissora terá o apoio da empresa Principia, promotora do concurso, que irá desenvolver o software idealizado sem custos e auxiliará na sua validação, além de auxiliar na estruturação do negócio e na busca de investimentos.

Oportunidade

Os estudantes Ana Becker, Cryslan de Moraes, Gabriel Kamers, Isabella Péra, Marcela Neiva, Milena Guimarães e Rafael Rosa respondiam ao desafio de um trabalho interdisciplinar (envolvendo três disciplinas do curso de Administração Pública) e se depararam com uma oportunidade.

Eles descobriram que dois importantes mecanismos de incentivo a investimentos privados em pesquisa, a Lei do Bem (11.196/05) e a Lei da Inovação (10.973/04), são pouco conhecidos por empresas e pesquisadores, ao mesmo tempo em que a cada ano há mais cortes nos investimentos públicos na área. Abriram então uma empresa, a Mutual, para oferecer uma solução para o problema – o aplicativo Elion – e tentar explorar um novo mercado.

Num trabalho integrado envolvendo as disciplinas Plataformas de Governo Eletrônico (com o professor José Francisco Salm Júnior), Desenvolvimento de Projetos Públicos (Lucas Carregari Carneiro) e Marketing no Serviço Público (Aline Regina Santos) eles criaram um projeto voltado à solução do problema encontrado, desenvolveram o aplicativo e um plano de marketing.

Elion

O nome do aplicativo é uma homenagem a Gertrude Belle Elion (1918-1999), bioquímica americana reconhecida com o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1988, por suas pesquisas para o desenvolvimento de drogas para tratamento de leucemia e gota. A ideia, ao escolher o nome, foi dar visibilidade às mulheres na ciência.

Saiba mais sobre o aplicativo no Facebook (/PlataformaElion) e Instagram (/plataformaelion). Mais informações também podem ser obtidas pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Faculdade de Tecnologia Nova Palhoça (Fatenp) vai sediar neste sábado, dia 8 de dezembro, a Gamerfest 2018, com uma programação para todas as tribos interessadas no universo de games – de tabuleiros a digitais. Serão campeonatos e concursos, espaços temáticos, oficinas, e mesas redondas. “Será um dos maiores encontros já realizados na Grande Florianópolis, pela diversidade de opções entretenimento e de formação também, com um diferencial envolver de crianças a adultos”, afirma João Godoy, coordenador do curso de Jogos Digitais.

Confira as atrações

Campeonatos e concursos

Concurso de cosplays - Termo em inglês, formado pela junção das palavras costume (fantasia) e roleplay (brincadeira ou interpretação), que define o hobby em que os participantes se fantasiam de personagens fictícios. O valor é R$ 5,00 e, além da distribuição de brindes, cada participante receberá uma foto profissional da sua  fantasia.

Campeonato League of Legends (LoL) – Um dos games multiplayers online de batalha mais jogados do mundo. Será disputado por equipes, de forma presencial. As inscrições devem ser feitas antecipadamente no site do evento e o valor é R$ 5,00 por integrante.

Campeonato Hearthstone -  Jogo de cartas estratégico online em que os jogadores constroem decks de cartas a partir de heróis universo de Warcraft e trocam turnos jogando cartas de seus decks personalizados, usando feitiços, armas ou habilidades heróicas. O torneio será individual e terá um custo de R$ 5,00 por participante. 

Campeonato Magic: the Gathering – Conhecido por M:TG, MTG ou simplesmente Magic, é um jogo de cartas colecionáveis no qual os jogadores utilizam um baralho de cartas construído de acordo com o seu modo individual de jogo para tentar vencer o baralho adversário. O torneio será individual, com inscrições a R$ 15 reais e haverá premiação em cartas.

Fatenp Game Awards – É a tradicional premiação anual que a Fatenp oferece para os melhores jogos produzidos pelos alunos.

Espaços temáticos

Boardgames - A sala estará sob o comando do Bruno Zacchi, do Palhoça Game On, que possui um acervo notável de boardgames e cardgames, bom para quem entende muito do assunto e pra quem quer conhecer este mundo.

Cardgames – Estará sob a responsabilidade da Ilha de Ferro, hobby store de Florianópolis especializada em jogos de tabuleiro e Magic.

Espaço RPG – Será comandado pelos Guardiões da Memória (GM), grupo focado em difundir a cultura do RPG e outros jogos analógicos, com clássicos e jogos menos conhecidos.

Beco dos artistas – Terá exposição e vendas de produtos como canecas, cartazes, single, adesivos, livros, entre outros, de criadores e artistas locais.

Playtests – Estarão disponíveis para testes jogos de empresas locais e será um ambiente também para se conhecer mais sobre o cotidiano do desenvolvimento de games.  

Oficinas

De animação, para crianças e jovens entre 9 e 15 anos

Sob a responsabilidade do LápisLab, única escola de animação para crianças do país, criada em Florianópolis. Irá compreender técnicas de desenho, animação desenhada, modelagem em massinha e animação stop motion. Gratuito, com inscrições na hora.

De escrita criativa, a partir dos 15 anos       

Serão apresentados conceitos e técnicas utilizados por profissionais da área e os participantes ainda receberão um Guia de Narrativa, para orientar os futuros autores. Gratuita com inscrição em sympla.com.br/fatenp.

Desenvolvimento de games, para jovens entre 8 e 12 anos

Sob a responsabilidade da Happy Code, escola de tecnologia e inovação voltada para crianças e adolescentes de 5 a 17 anos, de Florianópolis, vai abordar conceitos introdutórios de criação de jogos 2D com condições lógicas com base em eventos, backgrounds, personagens, interface gráfica e alguns recursos inerentes à produção de jogos de forma muito divertida. Gratuita, com vagas limitadas.

Mesas-redondas

Ao longo do dia haverá duas mesas redondas com profissionais e pesquisadores de games, para trocar uma ideia com a plateia e dividir sua experiência. A primeira será sobre o mercado de games, com profissionais de grandes e pequenas empresas, enquanto a segunda será sobre a relação de games e educação, com pesquisadores e professores. Gratuito e sem necessidade de inscrição.

SERVIÇO

O quê: Gamerfest 2018 

Quando: 8 de dezembro, a partir das 10h.

Onde: Faculdade de Tecnologia Nova Palhoça (Fatenp), Av. Procópio Lohn 1081 - Nova Palhoça

Quanto: Gratuito, com exceção dos campeonatos.

Informações e inscrições em: bit.ly/gamerfest

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Central de Vídeomonitoramento Integrada de São José já conta com uma nova infraestrutura tecnológica que vai ampliar a capacidade de monitoramento no município. A Integração de novas câmeras e equipamentos à Central é resultado da parceria entre a Prefeitura e a Associação Empresarial da Região Metropolitana de Florianópolis (Aemflo) e a Câmara de Dirigentes Lojistas de São José (CDL-SJ) para fortalecer a segurança na cidade através da implantação de um sistema de segurança que integra o setor privado aos órgãos da segurança pública da cidade.  
 
O sistema já está disponível para que pessoas físicas e jurídicas, que possuam câmeras em suas residências e estabelecimentos, possam compartilhar suas imagens com o Município por meio do videomonitoramento colaborativo. O programa São José Mais Segura funcionará a partir da aquisição de softwares e links de internet pelos usuários que desejem contribuir com o trabalho de observação das áreas externas da cidade realizada pelo Município 24h por dia por meio da Central que já conta com 250 câmeras espalhadas em diversas regiões de São José. 
 
“A parceria com a Aemflo/CDL São José simboliza o início de um novo momento para a Central, que terá o trabalho de compartilhamento de imagens mais fortalecido para auxiliar as forças de segurança na resolução mais rápida das mais variadas ocorrências em toda a cidade”, enfatizou a prefeita Adeliana Dal Pont.  
 
Para a secretária municipal de Segurança, Andrea Pacheco, a colaboração das pessoas em disponibilizar suas imagens para a Central contribuirá para que os índices de ocorrências continuem caindo em São José. “Com o trabalho desenvolvido pela Central já conseguimos reduzir 40% das ocorrências de furto e 20% de roubos em São José. Desta forma, ao acessarmos um conjunto maior de imagens a partir da contribuição da população, teremos condições de dar respostas mais rápidas aos serviços de investigação, assim como identificar mais rápido os infratores, o que certamente colaborará para diminuirmos ainda mais esses números,” explica Andrea, ao lembrar que a expectativa é que milhares de novos pontos de observação sejam criados.   
 
“É um orgulho para nós participar deste projeto e contribuir para este trabalho desenvolvido em São José, que é inédito na região metropolitana, e possibilita que a população possa contar com mais segurança na cidade” disse a presidente da Aemflo/CDL São José, Nadir Koerich, ao destacar o trabalho de inclusão social promovido pela Prefeitura na Central criando oportunidades de trabalho para que pessoas com deficiência física possam colaborar como operadores.  
 
Os equipamentos para compor a nova estrutura tecnológica da Central de Videomonitoramento foram entregues pela Aemflo/CDL São José. São novos monitores, headsets, mouses entre outros elementos que passarão a fazer parte das estações de trabalho da equipe. A integração das câmeras privadas acontecerá por meio da tecnologia desenvolvida pelo Grupo Khronos, que trabalhou para que projeto que se tornasse mais colaborativo e possibilitasse a participação da sociedade. 
 
A entrega dos equipamentos foi acompanhada pelo presidente da Câmara de Vereadores, Orvino Coelho de Ávila, que parabenizou mais uma parceria importante entre a Prefeitura e a iniciativa privada para elevar a qualidade de vida da cidade. Também estavam presentes os vereadores Moacir da Silva e Edilson Vieira; o coordenador da Central e tenente do 7º BPM, Maycom Hemkemaier; o secretário da Casa Civil, Lédio Coelho; o secretário adjunto de Segurança; Vânio Luiz Dalmarco; a secretária adjunta de Planejamento e Assuntos Estratégicos, Norma Warmling; a consultora geral de Segurança de São José, Gilmara Vieira Bastos, e demais servidores municipais.   

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Encerrando o calendário náutico do Iate Clube de Santa Catarina, acontece neste sábado (8) a Regata Volta à Ilha, com largada na Sede Central, às 10h. Principal competição de vela oceânica do estado, a edição deste ano marca uma data especial na história do evento, já que essa será a 50ª vez que a regata, realizada desde 1969 pelo Veleiros da Ilha, acontece.

Com percurso de 75 milhas náuticas, aproximadamente 120 quilômetros, a Regata Volta à Ilha conta com disputas emocionantes todos os anos. Com largada em direção ao Sul da Ilha a regata termina nas proximidades do Forte de Sant´Ana, próximo à Ponte Hercílio Luz, com as tripulações sendo recebidas pelo público que acompanha a chegada na Avenida Beira-Mar Norte. A Volta à Ilha é aberta às classes, ORC, IRC, C30, RGS A, RGS B, RGS Cruzeiro, Bico de Proa e Multicascos e vale ainda como última etapa da Copa Veleiros de Oceano.

O recorde da competição pertence ao Mano Champ´s, com a marca de 8h43m01s, estabelecida em 2011. Assim como em todos os anos, a expectativa é que algum barco consiga superar a marca que já dura sete edições. Antes do Mano Champ´s quebrar a barreira das nove horas, o recorde pertencia ao Catuana Kim,  que em 2005 estabeleceu 9h13. Atual Fita Azul, o Itajaí Sailing Team marcou 9h21 no ano passado, terceiro melhor tempo da história.

Em 2014 e 2015 a vitória ficou com o Katana, enquanto em 2016 deu Zeus Team, ambos da Classe C30. Com tantas embarcações de alto nível fica difícil prever um favorito para a edição de 2018.

18ª Regata Ilha do Largo

Paralelo à Regata Volta à Ilha de Santa Catarina ocorre a 18ª Regata Ilha do Largo, destinada aos barcos de menor porte, como HPE-25, Bico de Proa B e Carmelitas e tem largada no mesmo local e horário, mas com um percurso mais curto. Os veleiros contornam a Ilha do Largo, próximo ao Ribeirão da Ilha, sentido norte, passando entre os vãos centrais das pontes Colombo Salles, Pedro Ivo Campos e Hercílio Luz. Depois, um contorno será feito na Ilha de Ratones Pequeno, próximo a Ponta de Sambaqui, encerrando a regata em frente ao Forte de Sant´Ana.

Reunião de Comandantes:

Nesta quarta-feira (5), acontece a Reunião de Comandantes, a partir das 19h30, na Sede Central do Iate Clube de Santa Catarina. Na ocasião, a organização se reúne com os participantes da regata para tirar as dúvidas e passar as instruções de regata aos velejadores.

Café da manhã:

A partir das 7h30 deste sábado, será oferecido um café da manhã para os velejadores, assim como a Tradicional Canja de Galinha, entre as 20h de sábado e 8h de domingo.

É importante também ressaltar o convite aos associados para que aguardem a chegada do Fita Azul na Sede Central do Iate Clube de Santa Catarina, bem como a entrega do Troféu Transitório Professor Martins. A premiação da Regata Volta a Ilha acontece na quarta-feira, 12, a partir das 20h, no salão social do ICSC.

A Copa Veleiros de Oceano faz parte do Projeto Calendário Náutico 2018/2019 – Cidade de Florianópolis – ANO 3 – nº SLIE 1712751-36 – Processo nº 58000.110106/2017-57, da Lei Federal de Incentivo ao Esporte do Ministério do Esporte, e conta com os patrocínios da ENGIE ENERGIA, NORTOX, DIBRAPE, ORSITEC CONTABILIDADE, ST IMPORTAÇÕES e UMBERTO GOBBATO.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Smart Tour Brasil, plataforma que atua na implantação de Rotas Turísticas Inteligentes com uso de Internet das Coisas, ficou entre as três finalistas da categoria Inovação Tecnológica no Turismo do 1º Prêmio Nacional de Turismo, entregue na noite de quarta-feira, 5, no Rio de Janeiro. A ferramenta faz parte do Programa de Incentivo à Inovação da Lei Municipal de Inovação, a “Lei Rouanet da Inovação”, da Prefeitura de Florianópolis.

“Representar Santa Catarina e o Ecossistema de Inovação e Tecnologia de Florianópolis em um evento deste porte é muito motivador e a lei de Incentivo à Inovação de Floripa também tem participação nesse resultado. Por meio da lei, vamos conseguir colocar as rotas turísticas inteligentes em Florianópolis. Os dispositivos serão implantados em vinte dias em mais de 100 pontos turísticos”, afirma Jucelha Carvalho, CEO da Smart Tour Brasil.

A plataforma funciona por meio da  instalação de beacons (GPS indoor via BLE até 70 metros) nos atrativos turísticos das Rotas Turísticas Tradicionais. Estas passam a comunicar-se diretamente com o smartphone do turista via bluetooth, repassando conteúdo informativo multi-idioma e assim colhendo dados inéditos no setor turístico.

“Desde o início da gestão, o Turismo está unido à Tecnologia, o que gera avanços em ambos os setores. Para nós é motivo de grande orgulho um projeto auxiliado pelo nosso Programa de Incentivo à Inovação conquistar reconhecimento nacional. Temos certeza que a ferramenta vai deixar nosso destino turístico, Florianópolis, ainda mais atrativo”, explica Marcus Rocha, superintendente de Ciência, Tecnologia e Inovação da capital catarinense.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Prefeitura de Florianópolis lançou, nesta quinta (06), novo edital de licitação para contratação de empresa ou consórcio que ficará responsável pela construção de parte do trecho Sul do corredor exclusivo do "Rapidão", sistema de ônibus BRT, que faz parte da implantação do anel viário no entorno do Maciço do Morro da Cruz, num prazo de dois anos. O contrato foi orçado em aproximadamente R$ 32,4 milhões, sendo os recursos oriundos de financiamento da Caixa Econômica Federal (CAIXA), através do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

O contrato a ser assinado vai priorizar as obras nas duas áreas do trecho Sul. Trata-se de uma extensão de 1,3 km dos 300 metros que antecedem o trevo da Dona Benta, na Avenida Professor Henrique da Silva Fontes, na Trindade, à rótula da Eletrosul, entre a Rua Deputado Antônio Edu Vieira e a Avenida César Seara, no Pantanal, e outra de 1,9 km, do Armazém Vieira, entre a Rua Deputado Edu Vieira e a Avenida Prefeito Waldemar Vieira, no Saco dos Limões, e a saída Sul do Túnel Antonieta de Barros. Ao todo, elas somam 3,2 km.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Prefeitura de Florianópolis, por meio do Instituto de Geração de Oportunidades (Igeof), vai disponibilizar cinco mil vagas em cursos gratuitos para o primeiro semestre de 2019. As pré-inscrições devem ser feitas a partir das 13h desta sexta-feira, 7, até dia 15 de janeiro pelo link http://bit.ly/cursosigeof2019, onde os interessados terão acesso às informações de turno, duração, carga horária e meses em que cada curso acontecerá.

Todos os cursos serão realizados no primeiro semestre de 2019, com início previsto para o período de fevereiro a junho. As áreas são: atendimento ao público, administrativa, informática, cuidador, comunicação, saúde, beleza e veterinária. Não há limite de participação. Mesmo tendo participado em outras edições, os candidatos podem continuar aplicando para outras vagas. Também não é obrigatório residir no município. Moradores de toda Grande Florianópolis também são aceitos.

“Antes, as oportunidades eram lançadas no mesmo mês em que o curso era ministrado, mas dessa vez optamos por lançar com mais antecedência para que os interessados possam se inscrever e se preparar”, afirma o superintendente do Igeof, Guilherme Pontes.

A iniciativa faz parte do "Projeto Capacita Floripa", que, no último semestre desse ano, já ofertou 2 mil vagas gratuitas. Para mais informações, o Instituto disponibiliza o fone 3333-2404 ou atendimento presencial, na rua Deodoro, 209, Centro, no 4 andar.

Serviço

O quê: cinco mil cursos gratuitos
Como: pelo link http://bit.ly/cursosigeof2019
Quando: a partir das 13h, desta sexta-feira, 7, até dia 15 de janeiro

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Com decoração natalina, baile e um delicioso café da tarde, o Centro de Atenção à Terceira Idade (CATI) está promovendo, durante a semana, uma festa de encerramento das atividades do ano. A abertura do evento ocorreu na terça-feira (4) e as comemorações seguem até esta sexta (7). Aproximadamente 3 mil idosos devem passar pelo local nos quatro dias de festa.

A confraternização contou com a presença da prefeita Adeliana Dal Pont, da secretária de Assistência Social, Rose Bartucheski, do comandante da Guarda Municipal de São José, Marcelo Luiz de Souza, da supervisora geral do CATI, Vanessa Silva Machado, além de toda a equipe de trabalho e das coordenadoras e voluntárias dos grupos de idosos.

Atualmente, a Prefeitura de São José trabalha com 48 grupos, atendendo diretamente 2,5 mil idosos que estarão presentes nas tardes festivas da semana, juntamente com os idosos atendidos pelo CATI. No total, são esperados cerca de 600 pessoas por tarde, para curtir momentos especiais com café colonial, baile e outras surpresas como a visita do Papai Noel deixando o momento ainda mais mágico.

Para garantir o conforto de todos os participantes, os grupos foram divididos em quatro dias. A supervisora do CATI, Vanessa Souza Machado, explica que a divisão ocorreu devido à capacidade do salão, que atende 1,6 mil pessoas. “A intenção é que haja mobilidade, já que na maior parte da festa os idosos dançam no salão”, explica Vanessa.

Antônio Justino Leite, de 91 anos, conta que frequenta o CATI há 12 anos e aproveita para paquerar. “Vir aqui renova as energias de velhinhos como eu. Eu venho e danço, me divirto, faço amigos e ainda por cima, paquero. É muito bom ter um canto para a gente, que toque músicas da nossa época de juventude e nos acolha assim tão bem”.

A prefeita Adeliana Dal Pont, que está acompanhando as comemorações, destaca que o momento é de comemorar as conquistas da parceria do Município com o CATI e fortalecer o vínculo para 2019. "É muito inspirador acompanhar a vitalidade e a alegria de viver dos nossos idosos, por isso vamos continuar trabalhando para que essas pessoas, que já contribuíram com a cidade ao longo de suas vidas, tenham a atenção que merecem", aponta Adeliana.

“Está sendo o melhor dia da minha vida. Eu venho há 9 anos consecutivos. Poder me arrumar e dançar para liberar um pouco da energia acumulada, faz bem para o nosso espírito. Nos sentimos vivos, sabe?”, afirma Alaíde Pereira Machado, de 75 anos.

Para a secretária municipal de Assistência Social, Rose Bartucheski, o CATI é uma referência no atendimento à terceira idade. “É muito bonito ver esse trabalho dando frutos, afinal nossa equipe trabalhou com muito carinho e amor para receber todos os grupos da cidade com alegria e muitas surpresas durante esta semana. Assim terminamos o ano com a energia renovada e prontos para fazer um 2019 ainda melhor”, disse Rose.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.