Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

A 2ª etapa da Feira Artesanal Empreendedora das Escolas Profissionais de São José será realizada até domingo (9). O trabalho inspirado no Natal foi desenvolvido ao longo do ano e ficará em exposição no hall de entrada das escolas de Barreiros, Centro Histórico, Forquilhinha, Colônia Santana e Bela Vista. A entrada para a exposição é gratuita e todos os produtos expostos estarão à venda.

Em novembro, três unidades realizaram a exposição de seus produtos para a comunidade: Campinas, Picadas do Sul e Santo Antônio. Esta semana, é a vez das demais escolas. A unidade de Forquilhinha realizará a feira até quinta (6) das 8h às 21h e, na sexta e sábado (7 e 8), das 14h às 21h. Já as unidades do Bela Vista, da Colônia Santana e de Barreiros realizam a Feira de quarta até sábado (5 a 8), das 14h às 21h. E a do Centro Histórico vai de quinta até domingo (6 a 9), das 14h às 21h.

As feiras, além de serem abertas a todos os interessados, são uma oportunidade para comprar artigos de decoração e também presentes para o Natal. Para os alunos, as feiras de artesanato são momentos muito aguardados, já que é a chance de mostrarem o trabalho desenvolvido nas aulas e também de vender as peças produzidas.

A diretora da Escola Profissional Forquilhinha, Rozana Garcia dos Santos, explica que a Feira é realizada com a escola funcionando normalmente. “Deste modo, as pessoas vêm nos visitar e já ficam sabendo como funcionam as aulas. Isso movimenta as vendas e as matrículas também, porque serve como estímulo”, assinala a diretora.

Representando a coordenação das Escolas Profissionais, Tânia Wolf, reforça a importância da dedicação aos detalhes. “É uma grande satisfação quando vemos os esforços e os trabalhos concluídos dos alunos. E iniciativas como a Feira Empreendedora estimula os visitantes a matricularem-se e fazerem parte da rede também”, assinala a coordenadora.

São José conta com oito Escolas Profissionais, mantidas pela Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Educação. As unidades oferecem 16 tipos de cursos gratuitos e se dedicam diariamente para manter a cultura viva de São José.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 
Santa Catarina continua com o menor percentual de pobreza do país e ainda conseguiu reduzir o índice de 9,4% para 8,5% no último ano. Os dados, que colocam o Estado em uma posição privilegiada dentro do Brasil, constam na Síntese dos Indicadores Sociais, pesquisa de periodicidade anual divulgada nesta quarta-feira, 05, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A situação de Santa Catarina é ainda mais confortável quando comparada com a média nacional de pobreza, atualmente na faixa dos 26,5%.
 
A secretária de Estado da Assistência Social, Trabalho e Habitação, Romanna Remor, diz que a ação em conjunto com os 295 municípios é um dos principais fatores para que os índices catarinenses de pobreza estejam em queda, na contramão do que ocorre na maior parte do país. Ela ressalta ainda o trabalho de acompanhamento feito pelo Estado para garantir que a aplicação de recursos para a assistência social seja certeira e permita que uma situação de pobreza momentânea não se prolongue.
 
“Paralelo a isso, promovemos também a inserção no mercado de trabalho. Nosso Estado é campeão na geração de vagas de emprego e na recolocação de pessoas no mercado. Além da parceria com os municípios, também fazemos a compilação de dados por meio de business inteligence, com o apoio do Ministério Público, para que os recursos do Estado sejam utilizados de forma mais eficaz e os índices continuem a cair”, diz Romanna.
 
Avaliação semelhante também é feita pelo secretário Adenilso Biasus, responsável pelo Desenvolvimento Econômico Sustentável. Segundo ele, a diversidade econômica do Estado, com equilíbrio entre todas as regiões, permite que o acesso ao emprego e renda seja superior em Santa Catarina, na comparação com os demais Estados. Além disso, Biasus salienta a atuação do Executivo como um indutor do desenvolvimento e cita programas que facilitam a vida do investidor, como PRODEC e o Juro Zero, que fornece até R$ 3 mil sem juros para microempreendedores.
 
“O que eu mais escuto é que aqui o Estado ajuda, ao invés de atrapalhar. Nosso trabalho também é facilitado pela diversidade cultural e o desenvolvimento equilibrado de Santa Catarina. Isso tudo gera um ciclo virtuoso, que fará com esse índice de pobreza seja ainda menor no ano que vem”, aposta o secretário.
 
Parâmetro 
 
O IBGE considera pobre o cidadão que more em uma casa cuja renda per capita seja inferior a US$ 5,50 por dia, o equivalente a R$ 21,30 na cotação atual.
 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Que tal reunir as principais cervejarias da Grande Florianópolis em uma tarde de diversão, boa música e gastronomia. Esta é a proposta da tradicional desta de fim de ano da Loja Mestre-Cervejeiro.com, que chega a sua terceira edição no dia 08 de dezembro, dando destaque aos rótulos de cerveja locais.

Ao todo, 20 rótulos serão disponibilizados ao público. “Nos unimos ao projeto “Eu Bebo Cerveja Local”, que reúne as principais cervejarias da região, com o objetivo de fortalecer este mercado e apresentar o que é produzido para nossos clientes”, conta José Eduardo Lobato de Siqueira, um dos sócios do Mestre-Cervejeiro.com de Florianópolis.

O público será animado pelo som das bandas Moods, Cobrain e do DJ Gustavo Monteiro e, para acompanhar as cervejas artesanais, os food trucks MasBah Churrasco, Lombada Burgers e Black Smoke compõem o evento. “Nossa expectativa é que duas mil pessoas venham celebrar conosco, consumindo cerca de dois mil litros de chope artesanal”, finaliza Norton Rodrigues dos Santos, sócio do Mestre-Cervejeiro.com de Florianópolis.

O evento ocorre das 12h às 20h, ocupando a rua Jornalista Manoel Menezes, em frente à loja, e o acesso é gratuito.

 

 

Serviço

O que: Festa de Fim de Ano Loja Mestre-Cervejeiro.com Florianópolis

Quando: 08 de dezembro, das 12h às 20h.

Onde: R. Jorn. Manoel Menezes, 115 - Itacorubi,

*Acesso gratuito

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A inauguração de uma nova sede para o Consórcio de Informática na Gestão Pública (CIGA) marca uma nova fase de prestação de serviços em tecnologia da informação, não só para órgãos públicos de municípios em SC como em outros pelo Brasil. Em 11 anos celebrados neste mês de novembro, em ato festivo na quinta-feira (29/11), o CIGA entregou a sua equipe técnica e operacional um novo espaço de trabalho – ampliado e moderno – e uma oportunidade para que os prefeitos e gestores públicos se reúnam e tratem de temas do ecossistema de tecnologia. “Os municípios consorciados tem economizado muito em recursos financeiros graças ao trabalho desenvolvido pelo CIGA. Estamos reunidos em consórcio para buscar soluções frente às demandas da sociedade. Usando tecnologia alcançamos resultados cada vez melhores” destaca o presidente Moisés Diersmann, prefeito de Luzerna, ao destacar a aquisição do espaço com recursos próprios do CIGA.

A nova sede ocupa todo o primeiro andar do Centro Executivo Imperatriz, no bairro Canto, região continental de Florianópolis, mesmo prédio comercial onde se localiza o Sistema FECAM. Tem área de 470 metros quadrados, maior que o dobro da utilizada anteriormente. O investimento total com recursos próprios foi de R$ 2 milhões 941 mil, incluindo as adaptações (mobiliário e equipamentos).

O CIGA é um consórcio público, criado pela Federação Catarinense de Municípios (FECAM), a partir da Lei 11. 107/2005, fundado em 2007, com propósito de desenvolver soluções e oferecer os serviços de tecnologia da informação para a gestão pública. Oferece soluções em nuvem que chegam a gerar economia de 98% aos municípios.

A presidente em exercício da FECAM, prefeita de São Cristóvão do Sul, Sisi Blind, lembrou que o CIGA permitiu que os municípios se reinventassem. “O CIGA é responsável por fazer com que nós, gestores, possamos fazer mais com menos. A sede representa muito mais do que as paredes, as divisórias de vidro. Representa as pessoas que vão receber um melhor atendimento e soluções para resolver as demandas do dia a dia com mais qualidade e rapidez.”

O prefeito de Lebon Régis, Douglas Fernando Mello, foi o responsável por iniciar o processo de compra da nova sede quando presidiu o CIGA, na gestão anterior. “Buscamos um local amplo e que pudéssemos contemplar um conceito inovador e alinhado ao propósito do CIGA, tornar as cidades mais inteligentes e sustentáveis”, justificou.

O vice-presidente do CIGA e prefeito de São Martinho, Robson Jean Back, destacou que, com a ampliação do espaço, será possível atender a mais municípios e ampliar o leque de produtos. “Estamos em momento de transformação nas gestões públicas, precisamos investir em tecnologia para dar o atendimento rápido, eficiente e econômico para a população. É isso que o CIGA oferece”, completou.

O diretor executivo do Consórcio, Gilsoni Lunardi Albino, comentou que o CIGA é um hub de soluções tecnológicas. Com seus produtos – programas/softwares -  trabalha em conjunto com as associações microrregionais. Com elas faz o atendimento em primeiro nível, propaga a ideia de uso do serviço tecnológico, bem como a troca de informações para novas demandas que podem ser atendidas.

CIGA integra o Pacto pela Inovação

O CIGA participa do movimento Pacto pela Inovação, cujo propósito é elevar o status de SC  em um dos estados mais inovadores do mundo nos próximos dez anos.  O coordenador do Pacto pela Inovação, Jean Vogel, participou da celebração do novo espaço e dos 11 anos do Consórcio Público. Destacou que o CIGA, juntamente com todas as pactuadas em SC (mais de 40 entidades) faz o processo agregador no ecossistema tecnológico no Estado. “O CIGA é primordial nesse processo. Uma instituição que gera economia e eficiência ao consorciado e nos dá a visão de futuro de que vamos conseguir atingir nosso objetivo”, comentou Vogel.

 NÚMEROS

O CIGA atende 316 municípios, sendo 291 em Santa Catarina e 25 em outros estados do país. Oferece, atualmente, oito sistemas (G-DEC, DOM/SC, G-Nota, G-CIM, G-Simples, G- Câmara, G- Obras e SINFAT) que proporcionam mais eficiência, redução de custos nas administrações públicas, soluções tecnológicas para a gestão e transparência dos processos aos serviços municipais. São cerca de 9 mil usuários dos municípios administrando as ferramentas, atendendo população de aproximadamente 16 milhões de habitantes.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A marca de cerveja Corona traz para Florianópolis uma de suas festas inesquecíveis, a Corona Sunset Hour. Famosa por atrair multidões ao pôr do sol, Corona Sunset Hour chega a capital catarinense para lembrar a população de como é importante nos desconectarmos do mundo online para curtir tudo que a vida lá fora tem a oferecer. O evento ocorre no KAI, na Lagoa da Conceição, na sexta-feira (07/12), a partir das 18h. O parador é um dos melhores locais da Ilha para curtir o pôr do sol e aproveitar a vista paradisíaca.

Ao som dos DJs Shaka e Vox, a programação conta ainda com live painting de Alucinandinho, sessões de tatuagem com Thomas Don Braga, Droco Art e Alisson Corrêa. Além disso, para quem quiser praticar aqueles esportes com a cara do verão, Corona leva a marca Soul para comandar um bate-papo sobre esporte e sustentabilidade.  

“Com o horário de verão, as pessoas terão 60 minutos a mais para fugir da rotina e curtir o pôr do sol em algum lugar diferente, ao mesmo tempo em que se desconectam da vida online, do trabalho e da correria. Corona é uma marca que quer incentivar seus consumidores a curtirem cada momento, sempre em contato com a natureza. Entendemos que, para isso, é fundamental que a gente crie experiências únicas que façam com que as pessoas entrem nesse clima,  se desligue de redes sociais e do estresse do dia a dia, e veja a importância de ficar offline para aproveitar mais a vida do lado de fora”, afirma Fernanda Federico, gerente de marketing de Corona.

Serviço

O quê: Corona Sunset Hour

Quando: sexta-feira (07/12), a partir das 18h

Onde: KAI - Av. das Rendeiras, 200 - Lagoa da Conceição, Florianópolis

Quanto: entrada gratuita

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

Nesta sexta-feira (7), às 14h, o prefeito em exercício, João Batista Nunes (PSDB), assinará o decreto Prefeitura de Florianópolis Lixo Zero 2020 e o Protocolo de Intenções Florianópolis Capital Lixo Zero 2030.  

A Prefeitura pretende dar o exemplo, antecipando em 10 anos as metas estabelecidas no Programa Florianópolis Lixo Zero  e também  comprometer as entidades e associações empresariais para separar e destinar de forma adequada os resíduos gerados em unidades não residenciais.

O Programa Lixo Zero foi  criado em junho deste, por meio do decreto Nº. 18.646, assinado pelo prefeito Gean Loureiro. Uma iniciativa pioneira que destacou a Capital catarinense como a primeira cidade do Brasil a aderir a esta agenda. Tanto, que recentemente conquistou o Prêmio Lixo Zero, do Instituto Lixo Zero Brasil, que tem o objetivo de promover e disseminar os melhores projetos brasileiros que representam a tomada de atitudes sustentáveis em prol do meio ambiente.

Entidades que assinarão o protocolo com a Prefeitura de Florianópolis:


-  CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas de Florianópolis)
-  Associação Floriapamanhã
- Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes)
-Acats (Associação catarinense de Supermercadors
- Acif (Asscociação Comercial e Industrial de Florianópolis)
- ABIH (Associação Brasileira de Indústria de Hotéis SC)
- ILZB (Instituto Lixo Zero Brasil)
- GIRS (Grupo Interinstitucional para a Gestão dos Resíduos Urbanos de Florianópolis)

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Para encerrar a temporada de sucesso, o projeto Sexta Jazz AF dedica o último evento de 2018 a um dos nomes mais importantes do jazz contemporâneo, o trompetista americano Roy Anthony Hargrove, morto no dia 2 de novembro. O evento é gratuito e ocorre nesta sexta-feira (7), às 20h, no Iguatemi.

Em 2018, o Sexta Jazz AF recebeu 8 mil pessoas nas nove edições realizadas no piso G3 do shopping, sempre com homenagens aos principais nomes do jazz mundial. O encontro desta sexta-feira, o décimo do ano, é um dos mais aguardados e promete ser um dos melhores já realizados.

“É uma honra para o Iguatemi ser palco de um dos projetos culturais mais bacanas da cidade. Com um clima descontraído, o Sexta Jazz AF atrai um público fiel e apaixonado por música, e a última edição do ano vai ser emocionante”, comenta a gerente de marketing Carolina Pajaro.

Para a derradeira apresentação, os músicos Tiê Pereira (Contrabaixo), Mauro Borghezan (Bateria), Fábio Melo (Saxofone), Fábio Carlesso (Guitarra) e Bruno Passos (Trompete) vão surpreender o público com versões para os principais sucessos do trompetista Hargrove, que faleceu aos 49 anos mas, mesmo jovem, deixou um legado respeitado. Ele ganhou notoriedade mundial depois de ganhar dois prêmios Grammy, em 1997 e em 2002.

O projeto Sexta Jazz AF é viabilizado através da Lei de Incentivo à Cultura com os patrocínios de Engie Energia Brasil. Apoio de Iguatemi Florianópolis e Secretária Municipal de Cultura, Esporte e Juventude. A Coordenação é da Marte Inovação Cultural e a realização da Aliança Francesa Florianópolis, do Ministério da Cultura e Governo Federal.

Acessibilidade

Recurso de Audiodescrição via Rádio FM disponível. Para acessar  o espectador deve levar consigo um smartphone com aplicativo de rádio FM e fones. A frequência é 103.0 FM e só alcança os limites do evento. Não são indicados rádios receptores de FM comuns.

/// SERVIÇO

O quê: Sexta Jazz AF - Roy Hargrove

Quando: 07 de dezembro, 20h

Local: Piso G3 do Iguatemi - Av. Madre Benvenuta, 687 - Santa Mônica, Florianópolis – SC
Quanto: Entrada gratuita

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Prefeitura vai lançar nesta sexta-feira (07) o edital de licitação para a concessão de iluminação pública no município, por meio de Parceria Público-Privada (PPP).  As PPPs funcionam com contratos entre o setor público e a iniciativa privada que possibilitam a realização de serviços mais qualificados por empresas técnicas e com menor custo. A ação faz parte do programa “Palhoça + Eficiente”, lançado em 2017 com o objetivo de fomentar investimento privado em projetos públicos.

O prefeito Camilo Martins lembra que com os estudos realizados e analisados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), o edital de PPP contempla a modernização, otimização, expansão, operação e manutenção da rede de iluminação pública de Palhoça para os próximos 30 anos. "Quem ganha com contratos de gestão como esse é a população. Eles atraem mais investimentos para o município, melhoram e ampliam os serviços públicos prestados. Com o uso de tecnologias a administração municipal vai poder iluminar a cidade de forma sustentável, eficaz e econômica, além de monitorar o funcionamento das lâmpadas”, destaca.                                   

A prefeitura estima que a nova iluminação pública da cidade esteja completamente implantada após três anos da assinatura do contrato com a empresa responsável. “A modernização do sistema pode reduzir em até 50% o consumo de energia”, explica o prefeito.

O programa “Palhoça + Eficiente” permite melhorias em serviços e obras como iluminação pública, transporte coletivo, gestão e funcionamento da Unidade de Pronto Atendimento, cemitérios, saneamento básico, espaços públicos, transporte marítimo, zona verde, além de outras áreas.

Case de sucesso

O projeto de PPP – pioneiro no estado – tornou Palhoça referência neste tipo de contrato de prestação de serviço. Nesta quinta-feira (06), a secretária municipal de Administração, Cristina Schwinden Schmidt, vai apresentar o modelo de concessão de iluminação pública do município no 2º Fórum de Cidades Digitais da Grande Florianópolis, que ocorre na Capital. O evento reúne prefeitos, gestores públicos, vereadores e empresários para tratar de inovação e tecnologia no desenvolvimento socioeconômico.

Cristina vai falar sobre os estudos que foram necessários para elaborar o edital de licitação, além da necessidade de criação de uma lei municipal específica sobre a PPP. De acordo com a secretária, as parcerias são solução para problemas de infraestrutura que demandam altos investimentos. “É uma alternativa possível e viável, apesar de toda complexidade envolvida”, avalia.

Além disso, a secretária vai apresentar também os motivos que levam Palhoça a ser uma cidade inteligente. A tecnologia de telegestão utilizada para a implantação da iluminação pública na cidade, vai permitir que o município desenvolva diversos serviços públicos integrados, por exemplo: câmeras de monitoramento poderão utilizar a mesma rede de dados para a iluminação; tornar a coleta de resíduos mais eficiente, o sistema pode comunicar quando um contêiner de lixo estiver chegando no limite de sua capacidade; implantação do sensor de presença em postes de iluminação, o que traz mais segurança aos moradores e além de permitir o funcionamento do “semáforo inteligente”, que vai reproduzir dados em tempo real sobre o fluxo de veículos.

As inscrições no evento são gratuitas para servidores públicos e podem ser feitas pelo link http://forum.redecidadedigital.com.br

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

A prefeita Adeliana Dal Pont (PSD) fará a assinatura da ordem de serviço para as obras de revitalização e construção do trapiche do Centro Histórico de São José nesta quinta-feira (6). A solenidade será realizada na Praça Arnoldo Souza, a partir das 19h, onde a prefeita oficializará o início da construção do novo trapiche, de áreas de convivência, praça e quadras esportivas no coração da cidade de São José. As obras estão previstas para começar na segunda-feira (10).
 
“Posso dizer que será uma grande satisfação vivenciar junto com a comunidade este momento especial para a cidade de São José. Esta é uma obra importante que incentivará o turismo e voltará novamente o nosso Centro Histórico para o mar, além de possibilitar mais áreas de lazer e convívio para a população”, observa Adeliana.  
 
Duas empresas serão responsáveis pela execução da obra. A urbanização da orla e a instalação do mobiliário urbano ficarão sob a responsabilidade da DJP Construções, já o trapiche será construído pela Proget Construções. O prazo de execução das obras é de oito meses e, no total, serão investidos cerca de R$ 3 milhões, valor proveniente da devolução de recursos realizada pela Câmara Municipal ao Executivo.  
 
O projeto prevê a construção de uma nova praça com áreas de contemplação, piquenique e academia; trapiche fixo e trapiche flutuante na orla; jardim de acesso ao trapiche e jardim da Câmara Municipal; quadra de futebol de grama sintética e quadra poliesportiva; bicicletário; escadaria de contemplação do mar; parede de escalada para crianças, além de novo mobiliário, novo paisagismo, revitalização das calçadas e do sistema de iluminação que passará a ter lâmpadas LED.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

Os deputados estaduais catarinenses aprovaram, na sessão ordinária desta quarta-feira (5), o projeto de Lei 288/2018, de autoria de Valdir Cobalchini (MDB), que viabiliza a contratação de professores para as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) de todo o estado no ano que vem.

O mesmo projeto garante a prorrogação dos contratos do segundo professor em sala de aula com alunos especiais da rede estadual. São mais de 6 mil alunos nessa condição com dificuldade de aprendizado.

A matéria autoriza o governo estadual a prorrogar o edital que está em vigor para a admissão de professores em caráter temporário para atuarem na educação especial da Fundação Catarinense de Educação Especial (FCEE) e nas instituições conveniadas, como as Apaes, até o final do ano letivo de 2019.

“Hoje é um dia de comemoração para a educação especial de Santa Catarina”, afirmou o deputado. Atualmente são 2.805 professores ACTs nas Apaes, com um custo mensal de R$ 7,6 milhões. “Com a aprovação desse projeto acaba esse impasse que estava trazendo tantos problemas para os pais dos alunos das Apaes”, completou.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.