Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

Magia, alegria e muita diversão. Assim foi a festa da criançada e dos adultos com a chegada do Papai Noel no bairro Ingleses, na noite dessa terça-feira (4). O evento faz parte da programação de Natal promovida pela CDL de Florianópolis em parceria com a prefeitura municipal.

O público compareceu em peso para dar boas-vindas ao Papai Noel e ter uma noite descontraída em família. Cerca de duas mil pessoas prestigiaram a diversificada programação organizada pelo Núcleo Norte da Ilha, da entidade.

Para a Promotora de Vendas, Andresa do Prado, 25 anos, a iniciativa é maravilhosa para população e, principalmente, para as crianças que não têm opções para brincarem. A praça mais perto fica em Canasvieras e para quem não tem veículo é um pouco ruim o deslocamento até o bairro vizinho. “Meus três filhos adoram quando o Núcleo organiza ações assim, pois é um momento que saímos da rotina com brincadeiras e atividades de recreação”, parabenizou a jovem.

Para garantir a foto com o bom velhinho, centenas de crianças se organizaram numa fila indiana, enquanto a banda dos Papais Noéis animou a comunidade no trio elétrico. Cama elástica, piscina de bolinhas, tobogã inflável, pintura facial e ioiô fizeram a alegria dos pequenos, assim como a distribuição de doces, pipoca, algodão doce completaram a festa dos moradores.

Sucesso. É como a Coordenadora de Eventos do Núcleo Norte da Ilha, Gabriela Battisti de Souza, define a realização da ação de Natal. “Foram quatro horas de entretenimento. Ao entardecer o clima ficou agradável, as crianças se divertiram e os empresários se uniram em prol da região. Foi bonito de ver a alegria das pessoas e os sorrisos de admiração com a chegada do Papai Noel. É gratificante”, comemorou.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Dois projetos de extensão da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) promovem nesta sexta-feira, 7, mais um Brechó Solidário, das 8h às 20h, no Centro de Artes (Ceart), no campus da Udesc do bairro Itacorubi, em Florianópolis. Um evento semelhante foi realizado na semana passada, com a renda de ambos destinada a organizações da sociedade civil dedicadas ao cuidado com gatos abandonados.

A iniciativa é dos projetos de extensão Pontes de Sustentabilidade e Laboratório de Educação para a Sustentabilidade (Leds), ambos ligados ao Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas (Esag), também no campus da Udesc em Florianópolis.

A arrecadação do brechó será destinada às organizações Res-gato Floripa e Adote um Peludo. O objetivo é financiar projetos de resgates e cuidados veterinários desses animais na Grande Florianópolis, em especial gatas prenhas e seus filhotes, além de castrações e colônias de animais domésticos de comunidades carentes.

Doações

A comunidade também pode colaborar com doações de itens para serem vendidos no Brechó Solidário. Objetos de decoração, papelaria, roupas e calçados em boas condições podem ser entregues no Departamento de Administração Pública da Udesc Esag, aos cuidados da professora Janice Bogo.

Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar..

Serviço

O QUÊ: Brechó Solidário
QUANDO: Sexta-feira, 7 de dezembro, das 8h às 20h
ONDE: Centro de Artes da Udesc (Av. Madre Benvenuta, 2007, Florianópolis)

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Concurso Vestibular 2019 da UFSC será realizado de 8 a 10 de dezembro (sábado a segunda-feira), com as provas começando às 14 horas. Das 13h, quando abrem os portões, até as 13h45, os vestibulandos podem ter acesso ao setor de realização das provas. Ao entrar no setor, o candidato deve se dirigir imediatamente à sala (grupo) na qual irá realizar a prova. Quem chegar após as 13h45 não poderá entrar.

Para ter acesso à sala, o vestibulando deve apresentar o documento de identidade informado no requerimento de inscrição e a confirmação de inscrição definitiva. O candidato que não apresentar o documento original da Identidade por motivo de perda, roubo ou extravio deverá apresentar Boletim de Ocorrência emitido por autoridade policial competente, expedido há, no máximo, 90 dias; neste caso, o candidato será submetido à identificação especial, compreendendo coleta de dados, assinatura e impressão digital em formulário próprio.

A identificação especial também será exigida quando a Identidade apresente dúvidas relativas à fisionomia ou à assinatura do portador, ou outras situações que não permitam a identificação do candidato.

Duração das provas

O tempo máximo de duração das provas do Vestibular UFSC 2019 é de quatro horas e o candidato só poderá se retirar definitivamente do grupo/sala de realização das provas a partir das 16h30. Não poderão permanecer no grupo/sala de realização das provas menos de três candidatos. Os três últimos candidatos deverão assinar a ata, na qual constará o horário da saída deles.

O que levar e o que não levar para as provas do Vestibular UFSC 2019

Como responder às questões objetivas das Provas do Vestibular UFSC 2019

Como responder às questões discursivas e Redação do Vestibular UFSC 2019

Saiba as causas que motivam a exclusão do Vestibular UFSC 2019

Conheça a ordem das provas do Vestibular UFSC 2019

Confira o Edital do Vestibular UFSC 2019

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Plano de Desenvolvimento Econômico (PEDEM), desenvolvido pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/SC), foi entregue à prefeita Adeliana Dal Pont, na tarde desta segunda-feira (3). Na ocasião também foi feita a entrega do Levantamento de Oportunidades elaborado com o intuito de apontar o perfil econômico de São José e mostrar quais atividades podem ser desenvolvidas para atrair novos negócios para a cidade, fomentando a economia local. 
 
O trabalho integra o Programa Cidade Empreendedora, que coloca em prática uma série de ações voltadas ao futuro do município, projetando o desenvolvimento dos eixos do Turismo, da Indústria, da Construção Civil e da Tecnologia de Informação no município. O objetivo é promover o desenvolvimento sustentável e consolidar São José como uma cidade empreendedora. 
 
“Estes documentos refletem o resultado dos estudos aprofundados de oportunidades que São José oferece para novos investimentos, incluindo inúmeros setores da economia e ramos de atuação. São ferramentas que servirão como base para a cidade formular políticas que atraiam investidores, fortaleçam os negócios e fomentem a economia local”, explicou a coordenadora regional do Sebrae/SC, Soraya Tonelli. 
 
O PEDEM São José tem como finalidade identificar e planejar eixos estratégicos que promovam o desenvolvimento de São José nos próximos 10 anos e, por consequência, a melhoria da qualidade de vida da população. A construção do relatório se deu em parceria com a comunidade e contou com a participação da sociedade civil empresarial, que levantou questões acerca das dificuldades oportunidades, tendências e possibilidades de investir em São José. 
 
“Só temos a agradecer o trabalho realizado pelos consultores do Sebrae e também a parceria da Aemflo/CDL São José que sempre estão juntos com a Prefeitura na busca por alternativas de desenvolvimento para município, fazendo com que a gente sonhe com uma cidade mais sustentável e encontre caminhos para construir uma São José melhor para todos”, destacou a prefeita Adeliana. 
 
Na oportunidade, Adeliana lembrou que quando assumiu o governo, em 2013, a fatia do bolo tributário de recursos próprios da Prefeitura era de 30%. Hoje, o Município possui mais de 52% da capacidade de investimento com recursos próprios, realidade muito diferente de outras cidades. “Investimos 30% em educação e 25% em saúde, elevando nossos índices do IDH e IDEB, qualificando pessoas. Agora chegou a hora de olhar para o eixo do desenvolvimento, elevar a cidade ao patamar que ela merece, onde todos possam viver com mais qualidade e prosperar economicamente”, enfatizou a prefeita. 
 
O projeto Cidade Empreendedora em São José é desenvolvido pelo Sebrae-SC, juntamente com a Prefeitura de São José e conta com o apoio da Aemflo CDL-SJ. O processo de trabalho é estruturado a partir da implantação de políticas de desenvolvimento nos eixos de desburocratização, educação empreendedora nas escolas municipais, atendimento ao empresário, gestão de projetos e planos de desenvolvimento econômico, além da disponibilização de ferramentas de gestão profissional para alavancar os resultados da gestão pública. 
 
A expectativa é que, a partir deste documento, a cidade conquiste uma visão compartilhada das prioridades dos eixos estratégicos e que as entidades de classe, governo e demais instituições e lideranças se organizem para sua implantação, facilitando a busca de recursos e parcerias para a construção de um município ainda melhor e mais competitivo. 
 
A entregue do PEDEM e do Levantamento de Oportunidades contou também com a presença da a presidente da Aemflo/CDL São José, Nadir Koerich; dos secretários municipais e demais servidores da Prefeitura, além de empresários que representam os eixos estratégicos do plano e consultores do Sebrae/SC. 
 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Foi aprovado recentemente uma lei na Câmara Municipal da Capital para remanejar os recursos das Emendas Impositivas para o Fundo Municipal de Saúde. A iniciativa, que tramitou em regime de urgência na Câmara, foi considerada ilegal pelo Ministério Público de Contas (MPC). O órgão enviou uma recomendação à Câmara de Vereadores para que reverta a medida. A proposta de autoria do Executivo foi aprovada na Câmara em primeira votação, por 12 votos a 9, no dia 26 de novembro.  
 
O procurador Diogo Roberto Ringenberg notificou, na noite desta segunda-feira (3), o presidente do legislativo, Gui Pereira (MDB), o presidente da Comissão de Orçamento, Gabriel Meurer (PSB), e o relator do projeto na Câmara, Jeferson Backer (PSDB).  Para o procurador, a Prefeitura descumpriu a lei, ao não enviar o pedido de realocação dos recursos no prazo legal de 120 dias antes do encerramento do exercício legislativo. A Prefeitura teria falhado ainda em não enviar justificativas plausíveis para não executar as emendas impositivas. 
 
O MPC deu prazo de cinco dias para que a Câmara adote as medidas necessárias, evitando uma possível ação judicial. 

Entenda o caso
 
Florianópolis foi a primeira capital do país a aprovar a lei das emendas impositivas. Todo ano, os vereadores podem apresentar projetos ao orçamento de até R$ 600 mil. Mas mesmo aprovadas no orçamento, as obras só saiam do papel se o Prefeito assim desejasse. Para evitar favorecimentos e perseguição política, a lei das emendas impositivas obriga a Prefeitura a realizar todas as obras, sem discriminação. 
 
Cinco vereadores - Afrânio (PSOL), Lela (PDT), Lino Peres (PT), Marquito (PSOL) e Pedrão (PP) - uniram suas emendas para realizar um pacote de obras no Sul da Ilha no valor de R$ 2,5 milhões. Chamado de Orçamento Legislativo Participativo (OLP), a iniciativa realizou reuniões, consultas e oficinas para determinar como os recursos seriam utilizados. Mais de 200 pessoas participaram do processo. Ao todo, nove obras foram aprovadas pela comunidade.
 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

No norte da ilha de Florianópolis, perto da agitada praia de Canasvieiras, está um dos maiores parques de inovação da América Latina, unindo desenvolvimento tecnológico, socioambiental e serviços especializados. Batizado de Sapiens Parque, o empreendimento foi apelidado de "Vale do Silício da América do Sul". Atenta a esse cenário de prosperidade e forte inovação, a Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento (ACREFI) realiza, na quinta-feira (6), das 8h30 às 12h30, seu Road Show Florianópolis na Acate (Associação Catarinense de Tecnologia), Rua Felipe Schmidt, 835 – (Centro Florianópolis).

O evento contará com as presenças de Hilgo Gonçalves, presidente da ACREFI, do diretor de Regulação do Banco Central (BC), Otávio Damaso, do presidente da ACATE, Daniel Leipnitz, do superintendente responsável pelo Foresee – B3, Rodrigo Pereira, e do CEO e diretor comercial da Credilink, Mauro Melo. Um dos pilares de sustentação da ACREFI é o incentivo na busca de inovação para melhorar, ainda mais, a experiência dos seus associados no relacionamento com os clientes. O evento com parceria da ACATE terá também a apresentação de Pitches (ferramenta usada pelos empreendedores para “vender” o projeto da sua empresa para potenciais investidores) de Fintechs.

Os diretores regionais da ACREFI-SC, Giorgio Donini, da Santinvest, e Marcos Teixeira da Rosa, da Kredilig, enfatizam a importância do evento como troca de experiências e oportunidades. “Vamos reunir importantes profissionais, temas e debater os caminhos práticos dessas soluções. Inovação no sistema financeiro é palavra–chave para o crescimento do setor, mais que isso, é um grande desafio para os próximos anos”, acrescentam os executivos.

A nova edição da pesquisa divulgada pela entidade - Perspectivas 2018: ‘Expectativa dos Brasileiros com o Cenário Politico & Social”, realizada pela parceria ACREFI/ Kantar TNS nos dias logo após o resultado das eleições, constatou que o otimismo dos brasileiros cresceu consideravelmente e atingiu 60% pela primeira vez desde 2015.

O presidente da ACREFI, Hilgo Gonçalves, alerta que o momento do nosso país requer protagonismo e união em prol do crescimento. “Precisamos ‘dar um passo à frente’. O Crédito com Recursos Livres para Pessoa Física, que já acumula expansão de 4,7% no primeiro semestre, deve alcançar 7% em 2018. Para o próximo ano (2.019), projetamos de 9 a 12%”, destacou.

Para Hilgo, um ponto de destaque é o programa de Cidadania Financeira liderado pelo Banco Central. “Os consumidores têm buscado crédito de forma mais consciente contribuindo, dessa forma, para uma redução do endividamento das famílias e estabilidade da inadimplência. Isso impacta em maior oferta do crédito pelas instituições financeiras, dentro de um contexto de maior responsabilidade e educação ao consumo”, afirma. Segundo ele, a pesquisa mostrou ainda outro ponto relevante: “Quando questionados sobre ‘Crescimento do País e Taxa de Juros’, o sentimento de otimismo também acompanhou o levantamento: 66% acreditam no crescimento do País; 52% na redução da taxa de juros”, ilustrou.

Hilgo compartilha dessa visão e prevê crescimento do PIB-2018 já na ordem de 1,4%. “Temos um cenário de juros que deve ficar em torno de 6,5% e a inflação abaixo do teto da meta, em 4,4% (meta é de 4,5%). Acreditamos na parte cheia do copo” e, por isso, projetamos um PIB na ordem de 2,5 a 3% para 2019”, ressalta o presidente, relembrando que: “no longo prazo, acreditamos que a aprovação do Cadastro Positivo, incluída na Agenda BC+ do Banco Central, poderá aumentar consideravelmente a oferta de crédito no mercado. No Chile, onde o Cadastro Positivo foi adotado há anos, o volume de crédito equivale a 100% do PIB. No Brasil, a fatia é de 46% demonstrando que tem potencial para avançar e que, se utilizado de forma consciente, irá favorecer o crescimento sólido do Brasil”, finalizou.

ACREFI

A ACREFI – Associação Nacional das Instituições de Crédito, Financiamento e Investimento foi fundada em 1958 com o objetivo de congregar as empresas do setor, defender seus legítimos interesses, fortalecer as relações entre os associados e promover o desenvolvimento de suas atividades. Em todo esse período, a instituição se manteve fiel aos seus objetivos, procurando adaptá-los às constantes mudanças ocorridas no quadro econômico em geral e nas atividades de financiamentos contribuindo, assim, com o crescimento do País.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Com a incumbência de articular o Sistema OSB no estado e atuar diretamente no controle social da aplicação dos recursos públicos pelos agentes dos poderes executivo, legislativo e judiciário catarinenses, o Escritório do OSB em Santa Catarina foi lançado em outubro de 2018 em um evento na sede da OAB/SC, em Florianópolis. Com isso, Santa Catarina é o primeiro estado do Brasil a receber um Observatório Social Estadual.

Dando seguimento a esse momento histórico, no próximo dia 10 de dezembro, às 19h, na sede da Fecomércio-SC, em Florianópolis, será realizada a cerimônia de posse da Diretoria e dos Conselheiros do OSB-SC – incluindo os Conselhos de Administração e Fiscal; o Conselho Superior, que será integrado por representantes indicados pelos OSs municipais de Santa Catarina, e um Conselho Consultivo, composto por representantes das entidades apoiadoras. O evento é aberto ao público.

Para o Presidente Leomir Antonio Minozzo, a implantação do primeiro Observatório Estadual em Santa Catarina é motivo de muito orgulho e o sonho realizado de toda uma equipe. “Espero que o nosso trabalho contribua com a gestão pública do Governo de Santa Catarina. É um momento histórico e sem dúvida temos uma grande jornada pela frente”, declara.

Segundo Minozzo, seu grande objetivo é conscientizar o cidadão a fazer o acompanhamento do recurso público e da transparência. “É necessário que tenhamos a cultura de cuidar do nosso estado, buscando sempre a economia. Precisamos parar de reclamar e começar a participar efetivamente, dentro da disponibilidade e conhecimento de cada um”, completa.

Desde seu lançamento, o Escritório do OSB – SC já esta ativo. Está acompanhando o processo de transição do Governo Estadual e preparando relatórios sobre a situação dos órgãos executivo e legislativo.


Segundo o vice-presidente para Assuntos de Controle e Defesa Social, Evandro Carlos Gevaerd, a expectativa é grande, porque é um sonho que está sendo concretizado. “O Observatório com certeza vai contribuir muito para a melhoria da gestão pública. Todos os esforços vão retornar em benefícios para o cidadão catarinense. Eu estarei bastante empenhado para que as coisas funcionem e os resultados sejam os esperados pela sociedade”, afirma.

A Unidade Administrativa do OSB em Santa Catarina foi implantada em novembro de 2016 e é integrada por representantes dos Observatórios Sociais de Florianópolis, Criciúma, Blumenau, Brusque, Itajaí, Imbituba, Rio do Sul, Lages, Morro da Fumaça e Chapecó, que irão representar os atuais 27 Observatórios Sociais instalados em municípios catarinenses.

Para o Vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças, Armelindo Carraro, o Observatório Estadual de Santa Catarina requer um grande empenho para que possa ser um grande guarda-chuva para os observatórios sociais espalhados pelo estado. “O que se espera do OSB – SC é que se dê um passo importante no monitoramento das contas públicas do estado”, explica.

Ele diz estar muito feliz em ver que as ações do Escritório do OSB em Santa Catarina estão trazendo resultados extremamente positivos para a sociedade. “Ficarei ainda mais feliz no dia que em que não precisar mais existir Observatório Social, no dia em que a gestão pública adquirir por si só níveis de transparência, honestidade e de critérios que a sociedade aprova. Estamos todos unidos neste trabalho, para que um dia possamos erguer a bandeira da vitória”, disse.

Nos últimos cinco anos, o Sistema OSB cresceu 110%, estando presente em mais de 130 cidades de 16 Estados brasileiros, sendo 20% deles em Santa Catarina. Isso contribuiu para uma economia superior a R$ 3 bilhões aos cofres municipais, ampliou a média de empresas licitantes de 03 para 09 nas prefeituras onde se faz presente e congregou mais de 3.000 voluntários.
 
O Conselho de Administração será formado por:
Presidente: Leomir Antonio Minozzo (Blumenau);
Vice-presidente para Assuntos Administrativo-financeiros: Carlos Wolowski Mussi (Florianópolis);
Vice-presidente para Assuntos Institucionais e de Alianças: Armelindo Carraro (Chapecó);
Vice-presidente para Assuntos de Produtos, Metodologia e Certificação: Glauber Recco (Morro da Fumaça);
Vice-presidente para Assuntos de Comunicação: Vanessa Mafra Pio (Rio do Sul);
Vice-presidente para Assuntos de Tecnologia da Informação: Fabiano Ventura dos Santos (Lages);
Vice-presidente para Assuntos de Controle e Defesa Social: Evandro Carlos Gevaerd (Brusque).

O Conselho Fiscal será composto por:
Ronaldo Medeiros Ferreira (Imbituba);
Jean Sandro Pedroso (Rio do Sul);
Daniela Zimmermann Schmitt (Florianópolis).

Serviço:
Cerimônia de posse da Diretoria e Conselheiros do OSB-SC.
Data e hora: 10 de dezembro de 2018 (segunda-feira), às 19h.
Local: Sede da Fecomércio-SC, em Florianópolis
Endereço: Rua Felipe Schmidt, 785, Centro

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Para facilitar a vida dos consumidores com contas em atraso, a CASAN lança nesta segunda-feira um novo programa de parcelamento de dívidas. Até o dia 28 de dezembro os usuários poderão parcelar seus débitos em até 24 meses com isenção de até 100% nos juros. As solicitações devem ser formalizadas presencialmente, em uma das agências da CASAN. 

Esta é a quarta edição do Programa de Recuperação de Créditos, denominado na Companhia de Zera Dívida. “Queremos facilitar a vida de quem pretende colocar em dia a fatura de água antes da virada do ano, época em que os trabalhadores recebem o 13º salário e usam para colocar as contas em dia”, explica a diretora Comercial, Janaina Guesser Prazeres. 

“O objetivo é incentivar e facilitar negociações entre devedores e a Companhia, recuperando débitos, evitando ações judiciais de cobrança e religando a água”, complementa.

As renegociações podem ser realizadas em todas as agências da CASAN no Estado. Até 28 de dezembro será possível realizar o parcelamento dos débitos em 24 vezes (1 + 23 parcelas), com entrada mínima de 10% do valor da dívida, após descontos de juros, e o pagamento em até dois dias após a adesão ao programa. As parcelas serão atualizadas pelo IPCA.

O programa isentará a cobrança de juros em 100% para parcelamento até 12 parcelas; 90% para parcelamentos de 13 a 24 parcelas.

No caso de reparcelamento de débitos, o limite máximo será também de 24 parcelas, mas com entrada de pelo menos 20% do valor da dívida. Os juros terão descontos de até 100%. Mas atenção: as negociações são válidas para faturas vencidas até 30/06/2018.

Para participar será necessário que o usuário ou seu procurador (pessoa que possui uma procuração com assinatura reconhecida em cartório para agir em nome do usuário) apresente documentos pessoais do (RG, CPF), número da matrícula da unidade e duas testemunhas. 

O Programa Zera Dívida pode ser também aplicado aos usuários com ações administrativas ou judiciais em trâmite. Os casos serão avaliados junto à Procuradoria Jurídica da Companhia. 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Prefeitura de Florianópolis está trabalhando em duas intervenções em infraestrutura que garantirão mais conforto e segurança a moradores do Continente. No Bom Abrigo, está sendo feita a manutenção paliativa do deck, e no Jardim Atlântico, as melhorias na praça que fica na Avenida Atlântica. Na sequência, serão feitas as pinturas dos equipamentos.
 
No Bom Abrigo, os serviços abrangem os 800 metros quadrados do deck, nos pontos em que ele está danificado. Agora, para o ano que vem, está prevista uma ampla reforma do deck em toda a sua estrutura e guarda-corpo metálico, que será substituído por outro de madeira.
 
No Jardim Atlântico, foram retirados da praça situada “no coração” do bairro cerca de 25 metros cúbicos (quantidade equivalente a dois caminhos pequenos cheios) de entulhos. E está sendo feita a substituição de praticamente todos os equipamentos do parque infantil, inclusive o “playground bombeiro” que tem escorregador, bem como o fornecimento de areia nova; a construção de 15 metros de banco de concreto, e a readequação das grades metálicas do entorno, além de manutenção do petit pavê.
 
Norte da Ilha
 
Também no decorrer da semana, três decks do Norte da Ilha serão reformados. Duas equipes vão trabalhar simultaneamente em Jurerê Internacional, na Cachoeira do Bom Jesus e nos Ingleses, em serviços que devem levar de dois a quatro dias.
 
Em Jurerê Internacional, será a vez do deck que fica na altura da Avenida dos Salmões receber melhorias, no caso, a reforma total de seus 203 metros quadrados. 
 
Na Cachoeira do Bom Jesus, o deck que fica atrás do Condomínio Maiorca passará por reforma parcial, num trecho de aproximadamente 45% de seus cerca de 300 metros quadrados.
 
Nos Ingleses, será feita reforma para tapar buracos e trocar elementos danificados do último deck da Rua das Gaivotas, em uns 40% da área.
 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Santa Catarina conheceu na noite dia 1º de dezembro, último sábado, a candidata que irá disputar o concurso Miss Brasil 2019. Representando Florianópolis, Patrícia Marafon foi eleita Miss Santa Catarina Be Emotion 2019.

As 17 misses que participaram da competição ficaram hospedadas, no Hotel Geraniu em, em Balneário Camboríu. Durante a programação participaram ensaios fotográficos, palestra, almoço, jantar e happy hour. Uma programação intensa para garantir um belo espetáculo para o público que prestigiou o evento.

A disputa pela coroa de Miss SC Be Emotion 2019 aconteceu em Balneário Camboriú, no Ariribá Club e teve transmissão ao vivo pelo Facebook. A transmissão ao vivo alcançou um público de 79.778 pessoas e teve 7,3 mil comentários.

Patrícia Marafon, a Miss SC Be Emotion 2019, tem 25 anos, é formada em Direito e Pós graduada em direito penal e processual. Ela gosta de ler, viajar, estar com a família e amigos, ver filmes e ir à praia. A Miss Santa Catarina Be Emotion 2019 comenta que o desejo de se tronar uma Miss surgiu assistindo os concursos de Miss, pois sempre despertava nela a vontade de ser uma também. Para Marafon uma Miss é referência em beleza, elegância, simpatia e inteligência. Patrícia ainda fala que trabalhar como modelo foi à ponte para chegar até o mundo Miss.

A preparação para o concurso Miss Brasil já iniciou. Agora é torcer para que Patrícia Marafon tenha um excelente desempenho e possa trazer a tão sonhada coroa de Miss Brasil.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.