Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Darilson Barbosa

Darilson Barbosa

Repórter do Jornal Informe

Comerciantes do Centro Histórico Leste de Florianópolis, localizado próximo a Praça, XV e Terminal Antigo, realizaram na tarde deste sábado (16) o evento ‘Cascaes abraça Luiz Henrique Rosa’ com atividades culturais homenageando o artista Franklin Cascaes e o renomado sambista Luiz Henrique da Rosa, como feira de artesanato, música ao vivo e exibição dos bonecos gigantes do Berbigão do Boca.

O evento foi realizado na Travessa Ratclif, uma rua histórica entre o calçadão João Pinto e a rua Conselheiro Mafra. Durante este sábado o evento realizou a Feira Afro de Artesanato e a Feira Viva a Cidade. Também contou com a apresentações musicais, com bandas locais como Júlio Black QZE500 e Lucia Zanini. Outra ação cultural foi a  contação de histórias ‘Causos do Frankolino exibição do documentário ‘Luiz Henrique Rosa no Balanço do Mar’.

Félix Arebalo, comerciantes de bebidas, disse que o evento resgata o espírito cultural do Centro Histórico. “O Centro Histórico anda esquecido nos últimos tempos. O evento é uma ação cultural interessante porque conta com o apoio de todos os comerciantes da região, resgatando a verve cultural desta região do município. A ideia é realizar ações como essa pelo menos uma vez por mês para as pessoas aproveitarem o melhor de Florianópolis”.

Paula Miranda, sócia-proprietária do Bar e Hamburgueria Ratcliff’s, falou como foi organizado o evento cultural. “Um grupo de comerciantes do Centro Histórico já realizava as ações culturais como essa, com apresentações musicais e feiras de artesanato. No entanto a região ficou esvaziada com a desativação do Terminal Antigo. O evento conta com apoio  Fundação Franklin Cascaes, que colaborou com as tendas e outros materiais".

Queremos que as pessoas venham se divertir no Centro Histórico, com muita diversão e alegria para os munícipes e turistas. Houve a apresentação de músicos da cidade e outras atividades culturais como a feira de artesanato e desfile dos bonecos gigantes do bloco carnavalesco Berbigão do Boca. Queremos realizar atividades multiculturais como esta pelo menos uma vez por mês, já que o Carnaval será no início  de Fevereiro”, complementou.

Leonardo Alves, sócio-proprietário do Boteco Travessa, disse que o evento valoriza a cultura do município. “Florianópolis é um município que recebe muitos turistas que muitas vezes não conhecem a riqueza cultural de regiões importantes, como o Centro Histórico. Eventos como este valorizam muito a cultura regional por meio de apresentações musicais e outras atividades artísticas e culturais como a feira de artesanato”.

Feira

Ana Maria do Espirito Santo, feirante e proprietária da empresa AnaLucarol Acessosórios Sustentáveis falou sobre o evento ‘Cascaes abraça Luiz Henrique Rosa’. “Eu sou integrante da Feira Afro Artesanal. Os artesanatos que produzo são todos feitos com produtos recicláveis como CD’s e caixas tetrapak descartáveis, que transformo em bijouterias e artigos de beleza, auxiliando o meio ambiente. Um belíssimo evento com samba e alegria”.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab realizou na noite da última segunda-feira (11), na Casa  D'Agronômica, residência oficial do governador, no bairro Agronômica, o lançamento do programa ‘Internet para Todos’, que disponibilizará internet banda larga para 40 mil localidades e áreas rurais sem conexão com a Internet. Santa Catarina será o primeiro estado a receber os pontos de conexão em 2018.

Presentes no lançamento do ‘Internet para Todos’ em Santa Catarina, o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, o governador do Estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), a prefeita do município de São José, Adeliana Dal Pont, do diretor técnico operacional da Telebrás, Jarbas Valente, do diretor comercial da Telebrás, Alex Magalhães, que falaram sobre o ‘Internet para Todos’ em Santa Catarina.

Também participaram do lançamento o presidente do Ciasc, Ivan Ranzolin, o presidente da Fapesc, Sergio Gargioni, o secretário adjunto da Agricultura e da Pesca, Airton Spies; o secretário executivo do Programa SC Rural, Júlio Bodanese e do deputado federal Gelson Merisio (PSD) e prefeitos de doze municípios catarinenses, que assistiram a apresentação feita pelos técnicos da Telebrás, sobre a implantação do programa no Brasil.

Gilberto Kassab, ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações ressaltou que o ‘Internet para Todos’ é um programa arrojado. “Santa Catarina é o primeiro estado do Sul a ser implementado o programa. Queremos levar a Internet para áreas rurais e pequenas localidades que ainda não tem acesso a Internet. É uma programa cidadão que prima pela Soberania Nacional. Queremos que todos os brasileiros tenham acesso a Internet”.

Raimundo Colombo, governador do Estado de Santa Catarina, disse que a iniciativa disponibilizar Internet para todos os brasileiros. “Agradeço a presença de todos. O ‘Internet para Todos’ é um programa que vai conectar as áreas rurais e localidades que não tem acesso a Internet. Isso trará um ganho imensurável. Vai facilitar a rotina das pessoas. Todos vão poder de comunicar de forma eficiente e inclusiva. É realmente uma bela iniciativa”.

Adeliana Dal Pont, prefeita do município de São José e presidente da Federação Catarinense de Municípios, disse que o ‘Internet para Todos’ é uma grande conquista para os brasileiros. “O ‘Internet para Todos’ é um divisor de águas na Comunicação Brasileira. Vai disponibilizar Internet para pessoas que ainda não estão conectadas, trazendo uma contribuição enorme para a sociedade brasileira que se comunicará de forma integrada”.

Alex Magalhães, diretor comercial da Telebrás, disse que o lançamento do satélite e do programa é uma marco histórico. “O satélite lançado em maio vai distribuir o sinal de banda larga para 40 mil localidades e áreas rurais. O satélite também realizará toda a comunicação do Governo Federal. É o primeiro satélite de propriedade da União. O programa e o satélite visam a cidadania e soberania do Brasil”.

Jarba Valente, diretor técnico operacional da Telebrás, empresa brasileira que coordena as atividades  falou sobre como funcionará o  programa ‘Internet para Todos’ em território nacional. “O programa foi estruturado por meio da coordenação e articulação do Ministério de Ciência e Tecnologia, com o objetivo de disponibilizar Internet para todos os brasileiros em território nacional. É um programa inclusivo que trás muito desenvolvimento social”.

Programa

O ‘Internet para Todos’ é um programa que vai disponibilizar o acesso a Internet em regiões rurais e localidades que não tem acesso, de 40 mil pontos disponibilizados, O município que quiser participar deverá se inscrever e ao ser selecionado será responsável por ceder um terreno, além de custear despesas de energia elétrica e segurança do local. O governo federal fará a instalação de todo o equipamento sem custo para as prefeituras.

Internet

O ministro Gilberto Kassab disse que o ‘Internet para Todos’ estará disponível a partir de janeiro de 2018. As conexões com a Internet Banda Larga serão feitas por meio de um Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). O satélite é de propriedade do Governo Federal que foi lançado ao espaço sideral em maio de 2017, por meio do programa federal Governo Eletrônico - Serviço de Atendimento ao cidadão (Gesac).

 

O escritor Milton Hatoum realizou na noite desta sexta-feira (15) o lançamento do seu novo livro ‘A Noite da Espera - O lugar mais sombrio’, na Livraria Catarinense, que fica no Beiramar Shopping, no Centro de Florianópolis. O romance foi publicado  pela Editora Companhia das Letras.

O livro narra a saga de um jovem paulista chamado Martim, que muda-se com seu pai para a cidade de Brasília após a separação de seu pai com sua mãe. Brasília foi fundada em 21 de abril de 1960. A história transcorre neste período de acontecimentos significativos. Toda saga de Martim tem como cenário principal Brasilia e sua evolução política.

Milton Hatoum, escritor consagrado na Literatura Brasileira, cronista de jornais como Estado de S. Paulo, falou sobre a obra. “A Noite da Espera - O lugar mais sombrio faz parte de um triologia. Este é o primeiro volume. O livro narra as peripécias de um grupo de jovens em Brasília, vividas entre o final da década de 1960 e início de 1970, um momento importante”.

“As ações do grupo acontecem em Brasília, tendo esse ambiente político agitado no Brasil. Como a fundação de Brasília em 1960, instauração da Ditadura Militar em 1964. É um drama moral no centro do poder. No segundo livro da trilogia, as ações do grupo de amigos é na cidade de São Paulo. Surgem novos personagens no romance”, complementou.

Literatura

Milton Hatoum também falou sobre Literatura e suas técnicas literárias. “Eu escrevo com muita disciplina desde os idos de 1999. Fui professor de Literatura da Universidade Federal do Amazonas (UFAM) até o ano 2000. Depois me dediquei por algum tempo escrevendo meu romance mais conhecido Dois Irmãos. Amo a Literatura. Escrevo todos os dias”.

O Museu Histórico de Santa Catarina, recebe de 14 de dezembro a 4 de fevereiro a exposição ‘Bonson revisitado: percurso’, organizada pela pesquisadora Michele Bete Petry por meio de um edital promovido pela Fundação Franklin Cascaes com o objetivo de realizar exposições de curta duração no município de Florianópolis. Sérgio Bonson foi um excelente cartunista. Atuou como chargista nos jornais Estado e Jornal de Santa Catarina.

Para celebrar a realização do lançamento da mostrar com doze obras artísticas de Sérgio Bonson, algumas inéditas, foi realizada uma mesa de conversa intitulada Arte cidade, história e patrimônio cultural: reflexões onde os participantes realizaram uma reflexão teórica em torno da obra artística de Bonson e a sua importância para o município. Sérgio Bonson nasceu em Florianópolis em 1949 e faleceu em 2005.

Participaram da mesa de debates a organizadora da mostra, a pesquisadora Michele Bete Petry, o artista e professor de Arquitetura da UFSC, Mário César Coelho, o professor de História da Udesc, Emerson Cesar de Campos e a historiadora formada pela Udesc, Virginia Broering. O presidente da Fundação Catarinense de Cultura, professor Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, que já foi reitor da UFSC, também esteve presente no lançamento.

Emerson Cesar de Campos, professor de História da Udesc fez uma fala destacando a importância de Sérgio Bonson para o mundo das Artes e para o município de Florianópolis “As obras de Bonson narram histórias e interpretações do universo urbano, fazendo alusão aos diferentes momentos urbanísticos. Bonson era um chargista que sabia fazer humor com quadrinhos. Bonson foi um artista de sensibilidade muito apurada. Um grande cartunista”.

Mario Cesar Coelho, artista e professor de Arquitetura da UFSC, disse que Bonson é um símbolo no mundo das Artes Visuais. “O artista vai além das aparências. Um percurso é um ato de contemplação. E na imersão nas obras de arte que surge a reflexão em torno do ato de fazer, das etapas da produção artística até sua conclusão. Bonson foi um cartunista que dominava muito bem uma série de técnicas. É o maior ícone das Artes Visuais catarinense”.

Michele Pete Petry, pesquisadora e organizadora do evento comenta como surgiu a inspiração. “Minha inspiração para realizar esse projeto da mostra surgiu em 2005 quando conheci o site organizado por Sérgio Bonson com suas obras artísticas. Fiquei encantada com sua primorosidade artística. Bolson é um excelente chargista catarinense que sabia retratar artisticamente o cotidiano de Florianópolis, por meio de charges e aquarelas”.

Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, presidente da Fundação Catarinense de Cultura disse que o cartunista contribuiu muito para consolidação das Artes e Cultura em Santa Catarina. “Sérgio Bolson contribuiu muito com sua arte e com suas observações. Foi um artista de espírito crítico que tive a oportunidade de conhecer pessoalmente. Merecida homenagem a um dos maiores artistas do Estado de Santa Catarina. Parabéns a todos os participantes”.

Mostra

A mostra artística  ‘Bonson revisitado: percurso’ segue em exibição no Museu histórico de Santa Catarina até o dia 4 de fevereiro, com a exposição de aquarelas e charges feitas pelo cartunista catarinense Sérgio Bonson, um ícone das Artes Visuais. Bonson ficou muito conhecido pelas charges e histórias em quadrinhos que veiculava em jornais, como Jornal de Santa Catarina, em Blumenau e o  Estado, em Florianópolis.

O Governo do Estado de Santa Catarina realizou na manhã desta quinta-feira (14), no Centro Administrativo do Governo Estadual, no bairro Saco Grande, a primeira de duas entrevistas coletivas à Imprensa para apresentar um balanço geral das principais ações, conquistas em 2017 na Educação, Defesa Civil e Infraestrutura e os desafios que a administração pública do governo catarinense terá nos primeiros  meses de 2018.

Participaram da entrevista coletiva o excelentíssimo governador do Estado de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD), do presidente do Departamento de Infraestrutura, Wanderley Teodoro Agostini, do secretário estadual de Educação, Eduardo Deschamps, do secretário estadual da Defesa Civil, Rodrigo Antonio Moratelli e do secretário estadual de Infraestrutura, Luiz Fernando Cardoso, que relataram as ações destas pastas.

Foram apresentadas as principais ações do Governo do Estado de Santa Catarina em 2017, como a entrega de obras de recapeamento asfáltico em rodovias estaduais, apresentação de obras estratégicas para a soberania de Santa Catarina, como a construção do aeroporto de Jaguaruna e Correia Pìnto. Também a contratação de novos professores efetivos para o ano letivo de 2018 e a conclusão das reformas na Ponte Hercílio Luz em 2018.

Educação

Eduardo Deschamps, secretário estadual de Educação, disse que 2017 foi de muitas conquistas para a área educativa de Santa Catarina. “Alcançamos muitas vitórias no âmbito da Educação. Atualmente o Estado catarinense administra 1.073 escolas. A rede pública estadual de ensino conta com 506 mil alunos. São 42 mil professores atuando em território catarinense. Desde 2015 estamos aprimorando os salários por meio de um plano de carreira eficiente. Em 2017 realizamos concurso para contratar 1.000 professores efetivos”.

“Outros avanços conquistados pela Educação em Santa Catarina foi a questão da alimentação e o transporte escolar. Hoje são 120 mil alunos beneficiados com as políticas de transporte do governo. Adquirimos 10 ônibus que serão entregue aos municípios em 2018. Já alimentacao escolar é feita por meio de 30 cooperativas familiares catarinenses com recursos Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)”, complementou.

Reformas

O secretário de Educação Eduardo Deschamps, também enfatizou que muitas escolas estaduais catarinenses passam por reformas e obras estruturais. “Foram revitalizadas 102 escolas neste ano de 2017. Outras 182 escolas catarinenses ainda estão realizando as reformas. Os investimentos são na ordem de R$ 82 milhões. Também realizamos a instalação de um sistema preventivo de incêndio em 888 escolas catarinenses”.

O governador Raimundo Colombo disse que Santa Catarina está com as demandas educacionais em ordem. “A Educação encerra 2017 rigorosamente em dia, realizando muitas obras de reformas estruturais. São mais de 500 obras com recursos provenientes do governo catarinense que foram economizados ao longo de 2017. A avançamos muito nessas demandas, aprimorando o Plano de Educação do Estado de Santa Catarina”.

Tecnologia

O secretário estadual  de Educação, Eduardo Deschamps disse que o Governo de Santa Catarina está fazendo muitos investimentos em Tecnologia. “Neste ano de 2017 iniciamos nas escolas a matrícula on-line realizada num projeto piloto em 39 escolas catarinenses. Cerca de 6 mil alunos da rede estadual de ensino fizeram a matrícula online.Também melhoramos a conectividade com a Internet em 100 escolas catarinenses”.

“A equipe da Diretoria de Tecnologia e Inovação elaborou o Plano Estadual de Inovação e Tecnologia Educacional. Santa Catarina é o 1º estado brasileiro a concluir o plano, antes mesmo do lançamento oficial do plano nacional pelo Ministério da Educação. A secretaria está desenvolvendo aplicativos para celulares, como os que permitem os professores fazerem chamada diária por meio do aplicativa com informações da escola”, complementou.

Defesa

Rodrigo Antonio Moratelli, secretário estadual da Defesa Civil disse que as ações da Defesa Civil levam em conta muitos critérios, como as características geográficas de Santa Catarina. “Não somos um Estado com as mesmas características geográficas, geomorfológicas e climáticas de Norte a Sul. Nos últimos anos elaboramos uma estratégia integrada de segurança, utilizando três radares meteorológicos no Estado”.

“Também criamos um cadastro na página da Defesa Civil de Santa Catarina para as pessoas receberem uma mensagem SMS em caso de emergência. Cada pessoa cadastrada replica as informações para outras 2 pessoas. São ações importantes visando a integração do território catarinense.  Fizemos obras de sobreelevação nas barragens de Taió e Ituporanga, protegendo melhor a região do Alto Vale nas enchentes”, complementou.

Mapeamento

O secretário estadual de defesa civil, Rodrigo Antonio Moratelli, também comentou que o Governo de Estado está desenvolvendo um amplo mapeamento de Santa Catarina. “A Defesa Civil de Santa Catarina está elaborando um amplo mapeamento geomorfológico de risco hidrológico e geológico buscando entender melhor como acontecem os mecanismos de interação entre o meio ambiente e os fatores climáticos. Iniciamos este amplo mapeamento no início de 2017. É preciso conhecer bem as características geográficas de Santa Catarina para no caso de emergências realizarmos ações eficientes”.

“Vamos lançar o Centro Integrado de Mobilização, no sentido de conscientizar a população de forma eficaz sobre riscos e desastres em Santa Catarina, integrando os serviços prestados pela Defesa Civil com o cidadão catarinense. Também realizamos em 2017 diversos seminários regionais apresentando as políticas públicas no caso de emergência e desastres e o plano de ações da Defesa Civil nestas situações”, complementou.

Infraestrutura

Wanderley Teodoro Agostini, presidente do Departamento de Infraestrutura (Deinfra), apresentou as principais ações do governo catarinense na área de Infraestrutura. “Temos várias obras que estão sendo realizadas em Santa Catarina, como a implantação da Rodovia SC-477 que liga o região do Planalto Norte, de Canoinhas, com a região do Litoral Norte, de Joinville. São obras e reformas das rodovias que estão sendo finalizadas”.

“Também estamos concluindo as obras no aeroporto de Jaguaruna que será inaugurado em breve. Assim como avançam dentro do prazo estipulado as obra viárias na edificação do aeroporto de Correia Pinto. Avançamos muito na implantação das ferrovias Leste/Oeste, Litorânea e Norte Sul, que trarão fôlego novo para economia catarinense a médio prazo. A decisão mais difícil é política na tomada de decisões e ações”, complementou.

Rodovias

O presidente do Deinfra, Wanderley Teodoro Agostini, também falou sobre a malha as rodovias do Estado de Santa Catarina. “Cerca de 80% da malha rodoviária catarinense foi construída na década de 1980. Precisamos fazer uma reflexão sobre o modelo de transporte em Santa Catarina. Fui prefeito do município de Curitibanos. A  matéria prima da economia curitibanense é a madeira, utilizando caminhões-de-reboque no transporte até os portos. Antigamente as rodovias tinham um fluxo menor de veículos e mais durabilidade”.

“Atualmente as cargas e veículos são maiores. Existe uma necessidade de reformar as rodovias de forma exponencial, com foco na mobilidade urbana.  Antigamente os administradores se articulavam para que as rodovias passassem por dentro das cidades. Hoje solicitam que as rodovias façam o contorno no perímetro urbano, melhorando a mobilidade nos municípios. Estamos atuando muito nestas reformas”, complementou.

Economia

O governador Raimundo Colombo, disse que algumas obras viárias e rodoviárias em construção são obras que vão estimular a reordenação e o reestruturamento da economia de algumas regiões. “Neste ano de 2017 estamos realizando várias obras viárias com investimentos significativos. A instalação da SC-477 vai fazer um up grade na economia da região que está localizada entre o Planalto Norte e Litoral Norte de Santa Catarina”.

“São várias obras viárias de reformas sendo executadas com investimento significativo. O objetivo e o desenvolvimento social e econômico, encurtando distâncias fazendo a economia de regiões catarinenses funcionarem num ritmo adequado. O recapeamento asfáltico de rodovias catarinenses auxilia a comercialização de maçãs no Meio-Oeste e ovos no Extremo-Oeste que atualmente tem perda de 20% no transporte”, complementou.

Ponte

O presidente do Deinfra, Wanderley Teodoro Agostini, ressaltou que as obras de reforma na Ponte Hercílio Luz foram outra grande conquista neste ano de 2017. “A reforma na Ponte Hercílio Luz é a obra viária mais emblemática do governo catarinense. A Ponte Hercílio Luz é um símbolo. A reforma deixou de ser uma promessa para tornar-se uma realidade. As obras de reforma estará pronta em 2018 Uma grande conquistas para os catarinenses”.

O governador Raimundo Colombo, disse que a Ponte Hercílio Luz é o maior símbolo cultural de Santa Catarina que terá plenas condições de acesso aos catarinenses. “Existem somente outras duas pontes igual a Hercílio Luz no mundo. Conseguimos realizar as reformas, como a troca das barras de olhal, Após a conclusão das reformas a Ponte Hercílio Luz vai ter capacidade de mobilidade e peso igual a Ponte Anita Garibaldi em Laguna”.

 

A Galeria de Artes Helena Fretta, no Centro, está recebendo de 12 a 23 de dezembro, de segunda a sexta, das 9h às 23h, a exposição fotográfica ‘Além da Aparência’, do fotógrafo brasileiro Boris Kossoy. A mostra apresenta ao público 15 obras fotográficas, algumas inéditas, outras integrantes dos últimos dois livros lançados por Boris Kossoy. A organização da mostra é da Duo Arte Produção.

Lucila Horn, coordenadora da Duo Arte e organizadora da mostra ‘Além da Aparência’ falou sobre a mostra. “A exposição ‘Além da Aparência’ reúne 15 belíssimas fotos do fotógrafo e professor Boris Kossoy, que é considerado um dos maiores teóricos contemporâneos da fotografia. Boris Kossoy completou 50 anos de dedicação a fotografia em 2016. A exposição  integra’ o festival ‘Floripa na Foto”.

Boris Kossoy, fotógrafo, historiador e professor da Escola de Comunicação da USP falou sobre a exposição fotográfica. “A exposição ‘Além da Aparência reúne fotografias que produzi recentemente. Há algumas fotos que são exclusivas. As outras fotos a exposição foram selecionadas dos meus dois últimos livros, Boris Kossoy: fotógrafo e Os Tempos a Fotografia: O efêmero e o perpétuo’”

“As fotos da exposição tem muitas características em comum. Foram produzidas por meio do meu processo de estranhamento diante do Mundo, com a aplicação de técnicas fotográficas que aperfeiçoei ao longo dos anos.Minha vertente artística é do Realismo Fantástico. As cenas vão se modificando de uma forma criativa. Todos estão convidados a ter um momento de contemplação”, complementou

Artista

O fotógrafo Boris Kossoy é professor, arquiteto, pesquisador, historiador e fotógrafo. Graduou-se em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie.Sua obra fotográfica integra coleções permanentes no Museum of Modern Art e Metropolitan Museu of Art em Nova York, nos Estado Unidos. Também a Bibliothéque Nacionale de France, em Paris, o Museu de Arte Moderna, na cidade de São Paulo.

A Polícia Militar de Santa Catarina realizou na manhã desta quarta-feira (13) a Solenidade de Formatura do Curso de Formação de Soldados 2017. Na cerimônia feita no Centro de Ensino da Polícia Militar, foi feita a diplomação de 404 soldados. A 1ª Região, que corresponde aos três batalhões da Capital receberá o maior números de policiais, 109 ao todo. Depois vem a regional do Litoral, que fica entre Balneário Piçarras e Tijucas, com 105.

A solenidade contou com a presença do governador do Estado de Santa Catarina, João Raimundo Colombo (PSD), do vice-governador do Estado de Santa Catarina, Pinho Moreira, do secretário de Estado da Segurança Pública, César Augusto Grubba, do comandante-geral da PM, coronel Paulo Henrique Hemm. Também da coronel Claudete Lehmkuhl, diretora do Centro de Ensino da Polícia Militar em Florianópolis.

Paulo Henrique Hemm, coronel da Polícia Militar de Santa Catarina fez uma fala destacando a importância de fazer parte da corporação catarinense. “Esta é a maior formatura realizada pela Polícia Militar de Santa Catarina. Vocês podem bater no peito e dizer nós conseguimos. Nosso compromisso é garantir a segurança pública da população. Atuamos pelo bem todos. Combatemos com coragem a criminalidade. Esse é desafio diário de 11 mil policiais militares. É a maior força de trabalho da esfera pública catarinense. Parabéns soldados”.

“Santa Catarina tem talvez a melhor policia militar no Brasil. Atualmente a Polícia Militar de Santa Catarina possui 400 instalações físicas,12 comandos gerais, 38 batalhões, 3.303 viaturas, 2.450 câmeras.Trabalhamos 24 horas por dia pelo bem da comunidade. São 182 anos de serviços prestados ao Estado de Santa Catarina. Realizamos nossa missão com muita coragem, eficiência e profissionalismo”, complementou.

César Augusto Grubba, secretário de Segurança Pública de Santa Catarina fez um discurso ressaltando a importância da Polícia Militar. “É uma imensa alegria poder participar de mais uma formatura da Policia Militar de Santa Catarina. No ano de 2017 a secretária assumiu o compromisso de realizar a recomposição do quadro efetivo da polícia militar. Entre 2011 a 2017 a Polícia Militar formou 9.344 policiais. Só em 2017 formamos 1.204 militares”.

“A Polícia Militar de Santa Catarina está de parabéns pelas notáveis qualidades no serviço publico realizado com eficiência e maestria no Estado de Santa Catarina. A sociedade passa por uma crise de valores. As questões de segurança pública são as que mais afligem a população. Nós e a sociedade confiamos em vocês. A atuação do policial militar é de fundamental importância para a segurança pública. Parabéns formandos”, complemntou.

Eduardo Pinho Moreira, vice-governador de Santa Catarina os catarinenses tem muito orgulho da eficiência da Polícia Militar de Santa Catarina. “A Polícia Militar de Santa Catarina orgulha todos os catarinenses. A corporação caminha com passos firmes no trabalho de repreensão ao crime nos municípios catarinenses, trazendo tranquilidade a população que vive em Santa Catarina. Parabéns ao Comando Geral e policiais”.

Raimundo Colombo, governador do Estado de Santa Catarina, disse que a Polícia Militar tem um papel estratégico nas questões de segurança pública. “É uma honra participar desta solenidade em nome de todos os catarinenses. Sejam bem-vindos novos policiais militares. A missão da nossa polícia militar é servir e fazer o bem a todos. Temos a polícia militar mais preparada e eficiente do Brasil. A sociedade catarinense agradece os serviços realizados pela Polícia Militar e a grandeza da sua missão institucional. Parabéns a todos”.

Curso

O curso de Formação de Soldados 2017 teve duração de sete meses, com carga horária de 1.284 horas aulas, realizadas  em três módulos, além do estágio prático operacional. Nesse período de formação os soldados-alunos obtiveram conhecimentos técnicos em legislação, técnicas de policiamento ostensivo, defesa pessoal, ética e relacionamento interpessoal, e atuaram em diversas atividades operacionais e instruções na realização do curso.

Formatura

No município de Florianópolis foram formados 404 alunos que realizaram o Curso de formação da Polícia Militar. A formatura de soldados também acontece no município de Joinville, às 19h, na sede do 8º Batalhão de Polícia Militar. ,Em Blumenau e Chapecó, as formaturas acontecem nesta quinta-feira (14). Já nas cidades de Lages, Canoinhas, Criciúma, Araranguá e Herval d’ Oeste, as solenidades serão realizadas na sexta-feira (15).

 

O Instituto Cidade Com Carinho, que tem como presidente de honra o vereador do município de Florianópolis, Tiago Silva (PMDB)  realizou na tarde desta terça-feira (12), no Centro de Eventos a primeira edição do ‘Natal Social’. O objetivo do evento foi distribuir presentes de natal e realizar atividades lúdicas e recreativas com crianças de creches e comunidades carentes do Centro de Florianópolis.

Dejair de Oliveira Junior, chefe de gabinete do Mandato do vereador Tiago Silva (PMDB) falou sobre as ações do Natal Social. “Esta é a primeira edição do Natal Social em Florianópolis. Contamos com a presença de 600 crianças oriundas de projetos sociais creches e comunidades do Centro. Realizamos diversas atividades como chegada do Papai Noel, pula-pula e distribuição de brinquedos doados por entidades sociais”.

Reni Souza, assessor de imprensa do Mandato do vereador Tiago Silva (PMDB) comentou as ações realizadas no Natal Social. “Uma imensa alegria poder realizar o Natal Social em Florianópolis. Todas as pessoas que atuam no Instituto Cidade com Carinho são voluntárias. O evento contou com o apoio de muitas entidades sociais, que doaram os brinquedos. Uma belíssima iniciativa que trouxe a alegria para o Natal das crianças com atividades lúdicas”.

Continente

O Natal Social também acontecerá na tarde desta quinta-feira (14) no Estádio do Figueirense, com a chegada do Papai Noel e atividades recreativas para as crianças do bairro da porção continental de Florianópolis. Serão distribuídos presentes de natal e a realização de atividades recreativas, como pula-pula, cama elástica, futebol, com  muita pipoca e cachorro-quente nesta primeira edição do Natal Social em Florianópolis.

 

A Prefeitura de Florianópolis e o Hospital Baia Sul realizaram na tarde desta segunda-feira (11) a assinatura de um termo de cooperação que prevê pequenas alterações urbanísticas com intuito de melhorar a mobilidade urbana e o trânsito entre as ruas Menino Deus, Silva Jardim e avenida Mauro Ramos, melhorando o acesso ao Hospital Baia Sul e o Hospital de Caridade, ambos localizados no Centro de Florianópolis.

O serviço de melhoria urbanística será realizado com recursos oriundo do Complexo de Saúde Baía Sul, que além de financiar integralmente a obra, assumiu também o compromisso de retirar a cancela que dá acesso ao hospital. A execução da obra será realizada, preferencialmente, durante a noite para não impactar no tráfego de veículos do local. A previsão é de que sejam finalizados em no mãximo vinte dias.

Entre as principais intervenções está a direita livre de quem sai da rua Menino Deus e acessa a avenida Mauro Ramos. Uma novidade é que agora terão duas opções para quem precisar acessar o Hospital de Caridade. Uma pela ala Sul, pegando a rua Dr. Jorge Luz Fontes e seguindo reto pela Rua São Martinho, visto que o canteiro será aberto para a passagem de veículos. E a outra pelo tradicional acesso por meio da rua Menino Deus.

Presentes na assinatura do termo de cooperação, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (PMDB), o diretor executivo do Hospital Baia Sul, Sergio Brincas, do diretor técnico e síndico do Hospital Baia Sul, Rafael Vasconcelos, do engenheiro do projeto de mobilidade, Estevão Ribeiro, do vereador Fábio Braga (PTB), do vereador Bruno Souza (PSB) e do vereador Gabriel Meurer (PSB). Também da secretária de segurança Maryanne Mattos.

Estevão Ribeiro, engenheiro que elaborou o projeto de mobilidade no entorno dos Hospitais Baia Sul e Caridade falou sobre o projeto urbanístico. “Fizemos uma  minuciosa pesquisa de campo e muitas reuniões com as entidades envolvidas, para encontrarmos juntos as melhores soluções de mobilidade por meio de sugestões e propostas. O projeto se ampara em pesquisa acadêmica. Queremos fazer muito alterando pouco a estrutura urbana”.

Rafael de Vasconcelos, diretor técnico e síndico do Hospital Baia Sul falou sobre o projeto de mobilidade urbana. “O projeto de readequação urbanística amalgama o resultado de inúmeras reuniões que realizamos visando melhorar o fluxo de veículos e mobilidade em torno do Hospital de Caridade e Baia Sul. A assinatura do termo de cooperação técnica vai trazer muitos benefícios para a população, como melhor acessibilidade”.

Bruno Souza (PSB), vereador da Câmara de Florianópolis disse que o projeto é resultado de um trabalho de equipe e trará benefícios para os cidadãos. “As mudanças urbanísticas em torno do Hospital de Caridade e Baia sul são necessárias para melhorar a mobilidade na região. São medidas simples que vão fazer a diferença no dia-a-dia das pessoas. Parabéns ao Hospital Baia Sul e Prefeitura de Florianópolis pela bela iniciativa”.

Fábio Braga (PTB), vereador da Câmara de Florianópolis e presidente da Comissão e Viação de Obras Públicas, disse que assinatura do termo trás a solução para um problema de mobilidade no município. “Existe um gargalo entre a rua Menino Deus e avenida Mauro Ramos que vai ser solucionado com as mudanças de trânsito. Assim os munícipes poderão ter acessibilidade aos serviços hospitalares em menor tempo e com mais facilidade”.

Gean Loureiro (PMDB), prefeito de Florianópolis falou sobre a assinatura do termo de cooperação com o Hospital Baia Sul. “As mudanças no trânsito em torno dos hospitais Baia Sul e Caridade são de fundamental importância para melhorar a mobilidade e acessibilidade aos serviços hospitalares desses estabelecimentos. São pequenas alterações que vão fazer a diferença para a população. Agradeço a todos que participam desse projeto. Obrigado”.

Mobilidade

O prefeito Gean Loureiro (PMDB) ressaltou que a Prefeitura de Florianópolis vai implantar no município um sistema semafórico inteligente. Os semáforos inteligentes é  uma tecnologia desenvolvida por pesquisadores da UFSC. Por meio de sensores, os equipamentos mapearão  a quantidade de veículos e terão todo um raio x do volume de trânsito pelas ruas de Florianópolis. O sistema disponibiliza informações do trânsito.

 

O Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC) de Florianópolis realizou na noite deste domingo (10), a exibição do musical ‘Nervos de Aço’, lançado em 2016. O filme tem duração de 90 minutos e foi dirigido pelo cineasta Maurice Capovilla. A exibição de filmes de quinta-feira a domingo uma parceria institucional entre o CIC e a Unisul.

A exibição do filme ‘Nervos de Aço’ fez parte da Mostra Capô, que foi realizada no CIC por meio da exibição de outros filmes do diretor Maurice Capovilla, como ‘Profeta da Fome’, ‘O último dia de Lampião’, ‘Jogo da Vida’. Esses filmes foram feitos pelo diretor Maurice Capovilla na década de 1970. ‘Crônica a Beira Rio’ é da década de 1980.

Nos anos 2000 o cineasta produz ‘Harmada’ e ‘Nervos de Aço’. Maurice Capovilla iniciou sua carreira na década de 1960 com o curta-metragem ‘União’. Capovilla foi repórter do jornal ‘Última Hora’, do jornalista Samuel Wainer até 1963. No entanto direcionou a carreira para o mundo do cinema e da filmografia, realizando diversas produções.

Filme

No filme ‘Nervos de Aço’ Capovilla narra a história de Joel, um diretor musical que conduz uma peça teatral musical com canções do sambista Lupicínio Rodrigues. O musical está na fase de ensaios. Joel e sua namorada, a cantora Maria Rosa, atuam junto com uma banda na realização do musical. A história gira em torno dos ensaios da banda.

 

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.