Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

O nascimento do Menino Jesus foi revivido no Auto de Natal "Folias na Praça" durante um belíssimo espetáculo teatral que reuniu milhares de pessoas no Centro Histórico de São José, na noite da última sexta (14), sábado (15) e domingo (16). Pela primeira apresentado ao ar livre, a peça despertou o encantamento dos visitantes levando uma produção especial repleta de música, dança e figurinos deslumbrantes para contar a história do nascimento de Jesus Cristo.     

Com produção e direção cultural do professor de Teatro Raphael Soares, o Auto de Natal é realizado há 7 anos através do apoio da Prefeitura Municipal de São José por meio da Fundação Municipal de Cultura e Turismo (FMCT). A representação ficou conhecida inicialmente como Folias do Zé e, em seguida, por ser uma versão mais abrangente, envolvendo o folclore nacional, foi intitulada como Folias Brasileiras. Esse ano, a proposta foi fazer na rua, então surgiu o ‘Folias na Praça’.  

Para o produtor do evento e diretor do "Folias na Praça", Raphael Soares, o maior resultado foi conseguir tocar no coração das pessoas. "Estamos tendo um retorno incrível de quem esteve presente, pessoas emocionadas e satisfeitas. Confesso que mesmo depois de tantas edições, continuo me emocionando também. E ver que através da arte conseguimos levar os espectadores a um momento de reflexão foi extremamente gratificante.", disse Raphael.  

Foram três noites lúdicas aliadas à magia da decoração natalina da Praça Hercílio. Um cenário que faz as pessoas se desconectarem do mundo real para entrar na fantasia. "A versão de rua do espetáculo bem no Centro Histórico decorado fez o Auto se transformar e deu ainda mais sentido ao texto, renovando a energia de todos que assistiram ao espetáculo, concluiu o diretor.   

A decoração e a programação do Natal foram especialmente planejadas para oferecer ao público atrações diferenciadas, que ressaltam a cultura do município e estimulam sentimentos de união e fraternidade. "As mensagens transmitidas fizeram muito bem à nossa família. Não imaginei que seria tão bom quanto foi. Saímos profundamente comovidos, nos fez reavaliar e refletir tantas coisas. Acendeu uma luz que estava apagada, sabe?", contou Tiago Ramos, que levou a esposa e os filhos para prestigiar o espetáculo.

A superintendente da FMCT, Joice Porto de Lucca, disse que a emoção ao ver público interagindo com os atores foi contagiante. "É difícil mensurar em palavras tudo aquilo que foi vivenciado e presenciado nesses três dias de apresentações. No final do último dia, a equipe da FMCT, além da sensação de satisfação, gratidão e missão cumprida, conseguiu também perceber que estamos no caminho certo para enfrentar os desafios e buscar fazer um 2019 ainda melhor”, avaliou Joice.

A programação de Natal em São José continua, na próxima quinta-feira (20) e encerra, na sexta-feira (21), com a apresentação de corais, na Praça Hercílio Luz, no Centro Histórico, a partir das 20h30min.     

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Na última sexta-feira, 14, inovadores catarinenses, brasileiros e um representante internacional se reuniram para celebrar a inovação e desenvolvimento tecnológico em Santa Catarina. O Prêmio Certi Ecossistema Floripa foi entregue para 22 instituições que se destacaram no desenvolvimento do ecossistema local.

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas é homenageado dando nome ao "Troféu Sebrae", entregue a uma das ganhadoras da categoria "Conquista Destaque de Empresa de Tecnologia do Ecossistema". Uma iniciativa da Fundação Certi para celebrar não apenas as instituições e projetos premiados, mas todas as organizações que colaboram com o Ecossistema de Inovação catarinense.

“O prêmio é um gesto para reconhecer, celebrar e homenagear organizações, empresas e parceiros inovadores e empreendedores que promoveram uma extraordinária transformação na cidade e na região nas últimas décadas, gerando resultados e referências para o estado e para o país”, afirma o superintendente geral da CERTI, José Eduardo Fiates.

Das oito categorias criadas para a premiação, apenas a categoria “Personagem Histórico” não contava com concorrência, sendo destinada para homenagear um ator específico da história do Ecossistema de Inovação catarinense. Neste ano a premiada será a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) pelo significativo papel que tem representado na construção da história do desenvolvimento de nosso estado.

Os vencedores do prêmio receberam um troféu durante a cerimônia na Associação Catarinense de Tecnologia (Acate). Todos os premiados foram convidados a fazer parte do Fórum Estratégico da Fundação CERTI — evento exclusivo de tecnologia e gestão, que integrará a semana Floripa Conecta, a ser realizado em agosto do próximo ano para celebrar diversas iniciativas conjuntas do Ecossistema de Empreendedorismo e Inovação em Florianópolis.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Intensificando os trabalhos de fiscalização contra ligações irregulares de esgoto, a Prefeitura Municipal de Florianópolis e a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) promoveram a Blitz Se Liga Na Rede em Jurerê Internacional. A ação, realizada na manhã desta segunda-feira, dia 17, teve como alvos os beach clubs, a partir de denúncias feitas pela Associação de Moradores de Jurerê Internacional (Ajin).

Dos três empreendimentos fiscalizados, todos apresentaram alguma irregularidade e foram intimados pela Vigilância em Saúde, que integra a força-tarefa juntamente com representantes da Floram, Programa Floripa Se Liga Na Rede e Casan.

A Blitz Se Liga Na Rede iniciou no P12, único dos três empreendimentos não conectado ao Sistema de Águas e Esgoto do bairro. As equipes tiveram dificuldade em identificar o local de lançamento final dos efluentes, que passa por uma série de elevatórias da estação de tratamento de esgoto do lugar. Além disso, o sistema e as caixas de gordura estavam sem manutenção. A Vigilância em Saúde entregou ao responsável um auto de intimação, pedindo limpeza das estações e da fossa e que seja apresentado ao órgão Projeto Hidrossanitário e Habite-se Sanitário.

No Donna, os fiscais encontraram irregularidades envolvendo a caixa de gordura. Os dispositivos estavam mal dimensionados e instalados dentro da cozinha, o que vai contra a norma sanitária, e os sifões haviam sido removidos, impossibilitando a retenção de gordura que é destinada ao esgoto. A Vigilância em Saúde também intimou o beach club a corrigir as irregularidades no prazo de 15 dias.

Outro local fiscalizado foi o Ammo Beach (antigo Praia La Serena), que recebeu uma intimação da Vigilância em Saúde para que o proprietário apresente Habite-se Sanitário, desativação de fossa (o esgoto deveria estar conectado na rede) e reparo em tampa de caixa de passagem.

A Blitz Se Liga Na Raede segue em Jurerê Internacional nesta terça-feira, dia 18, das 8h às 13h.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Um dos setores mais atingidos pela crise econômica que o país enfrentou nos últimos anos, a indústria da construção começou a mostrar sinais de recuperação, com crescimento do crédito imobiliário, retração no número de demissões e novos lançamentos previstos. 

Para o ano de 2019, o cenário da indústria da construção civil demonstra viés de crescimento, segundo um levantamento realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do estado do Paraná (SINDUSCON – PR), porta-voz de mais de 4 mil empresas. A perspectiva é que o setor volte a crescer e retome a competitividade. 

A sondagem revelou que pelo menos 59% dos empresários do setor esperam para o próximo ano crescimento em relação ao nível de atividades. A projeção reflete nos postos de trabalho do setor. De acordo com a pesquisa, mais de 90% dos empresários pretende contratar ou manter os funcionários.

Retomada do setor

O Índice de Confiança da Construção (ICST) avançou 1,5 ponto em outubro de 2018, chegando a 81,8 pontos. Neste sentido, a confiança dos consumidores teve um aumento de 120%, enquanto dos empresários o número cresceu e a expectativa é de 60% no setor. Com a confiança em recuperação, o cenário futuro mostra-se otimista. “A confiança é o principal ponto para o investimento, tanto para o empresário quanto para o consumidor”, afirma Sérgio Luiz Crema, presidente do Sinduscon – PR. 

A expectativa acompanha as projeções de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro que, após apresentar quedas em 2015 (-3,77%) e 2016 (-3,59%) e leve alta em 2017 (0,98%), deve crescer 1,39% ainda neste ano e 2,50% em 2019, segundo as projeções do Banco Central.

“O baixo estoque de imóveis representa um grande potencial para o setor. O mercado já apresenta sinais de otimismo com o crescimento de áreas e unidades liberadas deste ano, impulsionando apostas em tendências para garantir o crescimento”, comenta Crema.

Tendências no setor para 2019

Os novos processos, métodos de execução e tecnologias devem continuar em ascensão no setor. De acordo com o Sinduscon – PR, três vetores de inovações prometem ter um aumento considerável no próximo ano, o BIM, as construções sustentáveis e os aplicativos.  

Um dos grandes desafios da construção, a compatibilização de projetos, ganha um aliado muito importante, a tecnologia BIM (Building Information Modeling). A ferramenta tem o objetivo de unificar as informações e os detalhes de vários projetos de construção e criar um modelo 3D da obra, muito mais próximo do resultado final do que os protótipos 2D.

A sustentabilidade também é um tema que vem se tornando indispensável em qualquer empresa do ramo. A grande quantidade de resíduos e insumos, como por exemplo, energia elétrica e a utilização de recursos hídricos, representam um desafio na minimização dos impactos provocados pelas construções. Uma das principais construtoras do Paraná, a R. Franco Engenharia conseguiu reduzir drasticamente o uso de papel dentro das obras. Visto que a sua substituição pela tecnologia, além de representar redução de custos, otimiza o acesso e o manejo das informações.

A mobilidade é uma evolução tecnológica que está sendo utilizada em, praticamente, todas as empresas que visam lucratividade e otimização. Na construção civil, a utilização de aplicativos móveis tem garantido bons resultados nos canteiros de obras.  

Especialmente numa área de alta competitividade, como a construção civil, as tecnologias inovadoras mostram-se grandes aliadas para melhorar a competitividade das empresas. “Oferecendo soluções para facilitar até mesmo os projetos mais complexos, as tecnologias conseguem prever falhas antes que possam influenciar negativamente o andamento da obra e também otimizar todo o processo”, afirma Adriana Bombassaro, diretora de Produtos da Teclógica, empresa de TI e negócios de Blumenau (SC) que desenvolve soluções tecnológicas para a área de construção.

Sobre a Teclógica

Fundada há 24 anos, a Teclógica é uma empresa especializada na gestão de TI e Negócios que oferece soluções sob medida para diversos segmentos. Possui expertise em projetos de Outsourcing, Infraestrutura, Comunicação Corporativa e Mobilidade Corporativa. Com sede em Blumenau (SC), a empresa conta com atuação em todo o território nacional e na América Latina.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A falta de mobilidade urbana na região da Lagoa da Conceição, o estacionamento de veículos na Avenida das Rendeiras e como melhorar o fluxo de carros, ônibus, pedestres e ciclistas no local, foram o tema de uma Reunião Ampliada dia 13 de dezembro, na Câmara de Vereadores.

A mobilidade entre a Barra da Lagoa – Centrinho da Lagoa foi discutido com secretários municipais, PM, Polícia Civil, Diope ( Diretoria de Trânsito), Guarda Municipal, junto ao Ministério Público e chegou-se ao consenso de que o melhor caminho será a proibição do estacionamento ao longo das Rendeiras.

A restrição de estacionamento como planejada na região, é aplicada em várias cidades do Brasil e do mundo e tende a melhorar a fluidez do trânsito. O autor do requerimento, vereador Dalmo Meneses (PSD), falou sobre o caos que se instala na região, principalmente no verão: “Tranca até a Barra da Lagoa, Praia Mole, com fila até o Rio Vermelho, e a população espera há muito tempo por uma solução, pois ficam mais de 2 horas no trânsito, para andar poucos quilômetros”.

O coronel Fernando André, explicou que o deslocamento da polícia fica comprometido e a prestação do serviço de socorro também: “Hoje, muita gente deixa de ir para a Lagoa,em função do trânsito caótico, das filas, com esse projeto, acredito que o lucro dos comerciantes aumente, se o trânsito fluir, as pessoas vão voltar a gastar seu dinheiro lá” – completou.

Outra proposta para a localidade é a criação de uma ciclovia, o vereador Maikon Costa (PSDB),  falou sobre a importância dessa asserção: “Além de ajudar no trânsito, uma vez que com uma ciclovia o número de ciclistas aumenta, uma melhoria na saúde e qualidade de vida de quem mora na região. Florianópolis teria, uma das mais bonitas ciclovias do mundo, com vista para a Lagoa”.

O diretor de Operações de Trânsito de Florianópolis, Fabricio Justino, explicou que há um projeto do IPUF (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis), para a criação de uma rótula na Rua Vereador Osni Ortiga: “Retirar o estacionamento sob o eixo da pista, fazer ciclofaixas, faixas elevadas para pedestres, também estão sendo estudados”.

De acordo com Fabricio, não há impedimento legal para que o projeto seja aplicado. O vereador Dalmo, solicitou uma reunião junto ao Prefeito Municipal, com as Comissões de Viação, Obras Públicas e Urbanismo e Meio Ambiente, para pôr o projeto em prática.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Chapecó sedia a palestra “Kaizen - Hoje, melhor que ontem; amanhã, melhor que hoje” na noite de quarta-feira (19/12), a partir das 19h, com três jovens empreendedores catarinenses como atração. O evento acontece no Cool2Work, no bairro Itacorubi (R. Patricio Farias, 131).

Victor Conceição, CEO da Barbearia Vip, a coach Nathália Camacho e a nutricionista Júlia Beux debaterão sobre o equilíbrio como forma de desenvolvimento pessoal, social, profissional e saúde.

Victor, de 32 anos, comanda a maior rede de estética masculina do Brasil, com mais de 35 franquias, enquanto Nathália, natural de Chapecó, atua nos Estados Unidos, onde mora. Júlia também é de Chapecó e referência nacional em sua área.

As inscrições podem ser feitas pelo Sympla e também no local.

Serviço:

Data: 19/1210/18 – quarta-feira

Horário: das 19h às 22h, com Coffee Break e Network

Local: Cool2Work

Endereço: Rua Patricio Farias, 131, Itacorubi.

Ingressos antecipados:  https://www.sympla.com.br/kaizen---hoje-melhor-que-ontem-amanha-melhor-que-hoje-copia__418327

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Prefeitura Municipal de Florianópolis, em parceria com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), inicia esta semana com duas frentes de trabalho para conscientizar a população sobre a importância de ligar corretamente o imóvel à rede coletora. Com objetivo de melhorar as condições de balneabilidade na próxima Temporada de Verão, os bairros contemplados serão Canasvieiras, que recebe mais uma fase do Programa Floripa Se Liga Na Rede, e Jurerê Internacional, que será alvo da Blitz Se Liga Na Rede.

Após promover mais de 300 inspeções nos bairros Bom Abrigo e Abraão, o Floripa Se Liga Na Rede desembarca esta semana em Canasvieiras para uma série de inspeções nos imóveis da região.

Por pelo menos um mês, as equipes estarão sediadas na sede da Associação de Moradores de Canasvieiras (Amocan), com atendimento presencial à comunidade das 8h às 17h, de segunda à sexta-feira.

As inspeções nos imóveis serão feitas a partir de agendamento via Whatsapp (048 9 8821-6499). Por meio do Programa, os moradores que agendarem vão receber uma consultoria gratuita para diagnóstico da situação de esgoto. Em caso de irregularidade encontrada, o proprietário recebe orientação técnica para solucionar a inadequação, podendo utilizar financiamento da Caixa Econômica Federal, por meio do Cartão Se Liga Na Rede.

Blitz fiscaliza beach clubs de Jurerê

Na décima semana de Blitz Se Liga Na Rede, os beach clubs de Jurerê Internacional serão os alvos da força-tarefa integrada por fiscais da Vigilância em Saúde, Floram e equipe de apoio do Floripa Se Liga Na Rede. A ação atende a denúncia da Associação de Moradores de Jurerê Internacional (Ajin).

A Blitz Se Liga Na Rede fiscaliza uma região por semana, entre segunda e quarta-feira, das 8h às 13h. A fiscalização já passou pela Av. Beira-Mar Norte, Ingleses, Cachoeira do Bom Jesus, Campeche, Joaquina, Ponta das Canas, Canajurê, Cacupé, Bom Abrigo e Campeche. Os proprietários com imóveis irregulares receberam prazo para se adequarem, com processo aberto nos órgãos sanitário e ambiental da Prefeitura de Florianópolis.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Agenda da semana terá encontro com representantes de todas as bancadas. Ainda durante o processo de transição, o governador eleito Moisés receberá nesta segunda, 17 e terça, 18, as bancadas de todos os partidos dos deputados estaduais eleitos em Santa Catarina para a próxima legislatura.

Os encontros acontecerão no gabinete do governador eleito, a partir das 9 horas, e marcarão um momento de aproximação, e diálogo ainda maior, com os deputados catarinenses que estarão na Alesc, a partir de 2019. “Será uma agenda importante, que vai servir para alinhar projetos para construir uma Santa Catarina ainda melhor”, afirma Moisés.

A semana também será marcada pela diplomação dos eleitos em 2018. A cerimônia será no auditório do Pleno do Tribunal de Justiça do Estado (TJSC), em Florianópolis, onde também serão diplomados 40 deputados estaduais, 16 deputados federais, dois senadores e quatro suplentes ao Senado Federal. "É uma semana onde iniciamos uma aproximação, marcada pelo diálogo e pela vontade de construirmos uma unidade que ajude o nosso Estado", destaca o governador eleito.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O número de fusões e aquisições (M&A) deve bater recorde no mercado brasileiro neste ano. Estudos da KPMG mostram que, nos primeiros seis meses de 2018, foram fechadas 20% mais operações do que no mesmo período do ano passado, crescimento impulsionado principalmente por empresas de internet e tecnologia. 

Em Santa Catarina, o cenário não é diferente. Várias transações vem ocorrendo em 2018 sendo que uma das mais relevantes envolveu a Multinacional Cargill, uma das maiores empresas do mundo, e a Agriness, de Florianópolis, que é líder no seu segmento na América Latina. A Agriness foi assessorada pela LKC Capital, empresa de consultoria e assessoria em fusões e aquisições sediada em Santa Catarina, que só em 2018 estima concluir com cinco transações exclusivamente no segmento de TI. A LKC recentemente adquiriu a empresa de consultoria BrightSea Consulting, tornando-se uma das principais empresas de consultoria e assessoria em M&A do Sul do Brasil.

Quem também vê o mercado com otimismo são os gestores de investimentos.  Na opinião do sócio da Bzplan, um dos principais fundos de Venture Capital do Sul do Brasil, Marcelo Wolowski, existe um grande potencial em Santa Catarina. “Enquanto investidores, entendemos que podemos trabalhar no Sul do Brasil porque é uma região empreendedora por natureza, com bom índice de educação e formação acadêmica especializada, o que faz toda a diferença para o desenvolvimento dos negócios”, observa. Segundo Wolowski, o setor de inovação tende a ter alta valorização. Ao se diferenciar no mercado, essas empresas tornam-se alvo de granes players estratégicos. “A tendência é que o setor de tecnologia continue à frente de outros setores quando falamos em fusões e aquisições. O empreendedor moderno já se prepara para uma operação de M&A porque sabe que essa é uma maneira de agregar valor e obter sucesso”, afirma. 

 Diferenciais de Santa Catarina

O ecossistema de tecnologia catarinense já representa 5,6% do PIB do Estado, mas é relativamente novo se comparado à indústria tradicional, com apenas 34 anos de vida. O presidente da Acate (Associação Catarinense de Tecnologia), Daniel Leipnitz, lembra que o setor começou a se desenvolver de forma peculiar, com pessoas que vieram para o Estado estudar e acabaram empreendendo. Nessas pouco mais de três décadas, o segmento atingiu 2 mil empresas e R$ 6,5 bilhões de faturamento anual só na grande Florianópolis. No Estado, são mais de 12 mil empresas e R$ 15,5 bi de faturamento. 

“Diferentemente de outras regiões do país, onde a inovação é calcada muitas vezes em multinacionais, em Santa Catarina ela é constituída em sua maioria por empresas que são criadas aqui. Desenvolvemos, assim, um ecossistema muito rico em soluções e empresas que resolvem problemas diversos da sociedade”, explica Leipnitz. 

Para o presidente da Acate, essa é a razão por que os investidores demonstram tanto interesse no Estado. “Qualquer ecossistema, para se criar, precisa ter um financiamento, para que as empresas estejam sempre inovando. Em razão disso, hoje o mercado de M&A em Santa Catarina está muito forte. Já temos fundos locais atuando, que totalizam cerca de R$ 280 milhões, mas queremos, em cinco anos, por meio do Acate Investimento, chegar a R$ 1 bilhão de fundos”, aponta.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

 

Hoje basicamente utilizamos o aparelho celular para tudo! Seja para responder uma mensagem, se conectar e atualizar as redes sociais, agendar compromissos, ler e escrever e-mails, e fazer ligações. Ele é quase uma extensão do seu corpo: está na palma da sua mão e por vezes fica à disposição 24 horas por dia. Mas será que o seu corpo também tem essa capacidade e disposição para o ritmo tão frenético e conectado dos dias atuais? Eis que surgem os primeiros sinais do corpo: os sintomas de tendinites começam a ser evidentes para quem não desgruda do aparelho celular. Se antes as lesões por esforço repetitivo estavam mais ligadas à determinadas profissões, hoje é cada vez maior o número de pessoas que chegam aos consultórios médicos como vítimas do mau uso da tecnologia. Teclar é uma atividade perigosa para saúde musculoesquelética devido às posturas incorretas que a pessoa adota, além dos movimentos repetitivos, principalmente realizados com o dedo polegar.

O que são as tendinites?

Segundo a médica reumatologista e presidente da Sociedade Catarinense de Reumatologia (SCR), Mara Suzana Cerentini Loreto, as tendinites são uma das queixas reumáticas mais frequentes do adulto e do idoso na prática clínica, e são oriundas de movimentos repetitivos. "Os tendões são uma extensão dos músculos e sua função é de uni-los aos ossos para executar o movimento. As tendinites são as inflamações nos tendões. No Brasil, as estatísticas sobre tendinites são deficientes, mas seguramente a quantidade de diagnósticos de tendinite ocupacional atinge dimensões expressivas – e isso é preocupante", comenta a doutora.

Entre os sintomas, a dor é a mais frequente, seguida pela limitação do movimento. Segundo a reumatologista Mara Loreto, a enfermidade tem cura sem deixar sequela. "O tempo médio de uma tendinite é de uma a três semanas. No entanto, pode ser a manifestação inicial de uma doença reumática mais complexa e mais grave, por isso a persistência do sintoma local, a recorrência local ou em outra articulação, a presença de sintomas gerais como febre, mal-estar deve alertar para outro diagnóstico", ressalta.

Tendinite também é reumatismo

A reumatologista e vice-presidente da SCR, Adriana Zimmermann, diz que as tendinites também são reumatismo, chamadas de “reumatismos de partes moles”, sendo o médico reumatologista o profissional capacitado para fazer o diagnóstico e o tratamento correto. “O diagnóstico das tendinites é feito essencialmente pela história e exame clínico, complementado pelos exames de imagem. O ultrassom e a ressonância magnética vão mostrar a extensão das lesões. O raio X auxilia para descartar fratura e anormalidades das estruturas ósseas”, explica Zimmermann.

Quanto ao tratamento, é baseado em repouso, medicação anti-inflamatória e fisioterapia – para alongamento e fortalecimento da musculatura da região afetada. Eventualmente, a critério do seu médico, a infiltração com corticóide pode ser bastante útil. Lembrando que no caso das doenças reumáticas, o diagnóstico precoce e feito pelo profissional correto é aconselhado em todos os casos.

Principal causa

Conforme a doutora Mara Loreto, a principal causa das tendinopatias é a sobrecarga mecânica (excesso de carga/repetição de movimentos) sobre os tendões, em geral nas atividades de trabalho ou esportivas. As tendinopatias são a segunda causa musculoesquelética de incapacidade para o trabalho, temporária ou definitiva, depois da dor nas costas. “Exemplos frequentes são as tendinites/tenossinovites dos extensores dos dedos que acomete os digitadores e tendinopatias dos ombros em trabalhadores que executam movimentos com os braços elevados”, alerta. Em práticas esportivas, uma condição comum é o chamado “cotovelo de tenista”, tendinopatia dos músculos extensores do punho que se inserem na face lateral do cotovelo. “Ambiente de trabalho ergonômico e ginástica laboral são importantes na prevenção”, orienta a presidente da Sociedade Catarinense de Reumatologia.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.