Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

Foto:Divulgação/Fifa

O horário de expediente dos órgãos e entidades do Governo do Estado de Santa Catarina, durante os jogos da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo de 2018, muda a rotina de alguns serviços públicos. Nos dias que houver jogo do Brasil às 9h, como é no caso desta sexta-feira, 22, o horário de expediente será das 12h às 19h. Quando for às 15h, o horário será das 8h às 13h30. E nos dias que jogo da seleção for às 11h o expediente será das 14h30 às 19h. Estão excluídos da alteração de horários os serviços considerados essenciais, como por exemplo, saúde, educação e segurança pública.

A mudança de horário ocorre conforme o decreto 1.639/2018, publicado no Diário Oficial no dia 13 de junho, assinado pelo governador Eduardo Pinho Moreira. É válido para as entidades da administração pública direta, autarquias e fundações. Prevê ainda que o servidor que não puder trabalhar no horário excepcional, por qualquer motivo, deverá cumprir o horário normal de expediente, apresentando justificativa prévia e formalizada à chefia imediata.

Confira:

Saúde

De acordo com a Secretaria Estadual da Saúde, os hospitais e pronto-atendimentos funcionarão normalmente.

Hemosc

Em virtude da necessidade de adequações na rede, o Hemosc não terá expediente externo nesta sexta-feira, 22.  Informam que serão mantidos os atendimentos aos conveniados através de escala sobreaviso e rotinas internas. As adequações seguirão nos dias 23 e 24 de junho. Entretanto, o Hemocentro Regional de Blumenau atenderá normalmente no dia 23 de junho.

Escolas Estaduais

Para que alunos e professores possam acompanhar as partidas, a ideia é que cada escola organize uma programação dentro da própria unidade escolar, conforme orientação da Secretaria de Estado da Educação (SED).

Caso não seja possível organizar a programação em sala de aula, a SED observa que uma opção é dispensar as turmas no turno em que ocorrer o jogo (veja quadro abaixo). É importante lembrar que a unidade que optar pela dispensa das aulas deverá encaminhar à Gerência/Coordenadoria de Educação o cronograma de reposição das horas/aula.

Segurança Pública

Só haverá mudanças de horários nas atividades administrativas. Serviços essenciais funcionarão normalmente.

Defesa Civil e Corpo de Bombeiros

O centro de operações funcionará normalmente. Só há mudanças de horário nos setores administrativos.

Em caso de emergência, comunique à coordenadoria municipal de Defesa Civil, no telefone 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193.

Detran

Nesta sexta feira, 22, o horário expediente será das 12h às 19h. E na quarta-feira, 27, das 8h às 13h30, conforme decreto do governador.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Nesta quarta-feira (20), um evento na sede da Eletrosul, em Florianópolis (SC), marcou o início das celebrações pelos 50 anos de fundação da empresa, que serão completados no dia 23 de dezembro. Empregados, membros da Diretoria Executiva e do Conselho de Administração conheceram em primeira mão o selo personalizado alusivo aos 50 anos da Eletrosul, apresentado pelos Correios. Durante o evento, foram lançados ainda a campanha publicitária especial e o novo vídeo institucional da Eletrosul. A cerimônia contou com a participação do presidente da Eletrobras e do Conselho de Administração da Eletrosul, Wilson Ferreira Júnior.

Com transmissão por videoconferência para o Mato Grosso do Sul, Paraná, Rio Grande do Sul e o interior de Santa Catarina, representantes da Eletrosul e dos Correios participaram do ato de obliteração, que consiste em carimbar o novo selo de 50 anos. Está previsto, para o final do ano, o lançamento de um carimbo comemorativo. Posteriormente, um exemplar do selo e do carimbo serão conservados no Museu Nacional dos Correios, em Brasília. O superintendente Regional dos Correios em Santa Catarina, Marciano da Silva Vieira, parabenizou a companhia pelo cinquentenário e ressaltou que “uma empresa não sobrevive todo esse tempo sem competência e funcionários tão envolvidos”.

O público presente conheceu, também, a campanha publicitária comemorativa que, neste primeiro momento, será veiculada em diferentes mídias no período de 20 de junho a 03 de julho. A campanha será retomada somente após o dia 28 de outubro, em caso de eventual segundo turno, cumprindo as disposições legais referentes à publicidade institucional em face do período eleitoral, conforme a Lei nº 9.504/1997, art. 73.

Assinada pela D/Araújo Comunicação, as peças gráficas foram inspiradas no estilo pop art e em técnicas de colagem artística, colocando em evidência a estrutura da Eletrosul e seu impacto na vida dos brasileiros ao longo de cinco décadas. Já o filme da campanha mostra as conquistas da empresa sob a perspectiva e a imaginação de uma criança que descobre de onde vem a energia que move sua vida.

Também foi apresentado ao público o novo vídeo institucional da Eletrosul. O filme retrata os principais aspectos da empresa, que gera e transmite energia para milhões de pessoas, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do Brasil. A peça destaca a matriz energética predominantemente renovável, que soma 1.873 MW, composta por sete hidrelétricas, um complexo eólico, uma usina solar, e a operação de 12 mil quilômetros de linhas de transmissão, interligando as mais diferentes regiões. Um trabalho incansável, com dedicação e qualidade, sempre comprometido com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Em seu pronunciamento, o presidente da Eletrosul, Gilberto Eggers, destacou que a qualidade e o comprometimento dos empregados é o que diferencia a companhia. Nesse sentido, o presidente da Eletrobras e do Conselho de Administração da Eletrosul, Wilson Ferreira Júnior, fez questão de ressaltar a tradição e a eficiência da empresa. “A Eletrosul tem a marca da inovação em seu DNA. Eu espero que a gente se mire nesses bons exemplos para os próximos 50 anos”, disse.

No decorrer dos próximos meses até 23 de dezembro, dia do aniversário da empresa, estão previstas uma série de ações comemorativas. Entre elas, o lançamento de um livro histórico dos 50 anos da Eletrosul, em fase de produção pela Memória da Eletricidade.

ABAIXO VÍDEOS

VÍDEO: Campanha 50 anos

VÍDEO: Filme institucional

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Com foco no direito trabalhista e visando orientar os empresários em relação aos colaboradores, a Confraria Legal, uma realização do escritório Nazário Advogados Associados, chega à sua quarta edição na próxima terça (26), em Florianópolis. O encontro, a partir das 18h30, traz o tema "Cuidados no dia a dia dos pequenos empresários para reduzir os riscos de passivo trabalhista", que será ministrado pela advogada trabalhista Simone Arnaboldi, com participação de Francine Zanon, da EBC Contabilidade.

"Nas rotinas do pequeno empregador é muito comum o clima de informalidade. E nesse contexto, alguns pontos que exigem atenção podem passar despercebidos ou desconsiderados, gerando prejuízos e até mesmo resultar em demanda trabalhista”, destaca a advogada Simone Arnaboldi. O evento tem entrada gratuita, bastando levar um agasalho em bom estado para a Campanha do Agasalho promovida pelo Nazário Advogados Associados. As inscrições podem ser realizadas neste link: https://bit.ly/2Mw6X9A.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Prefeitura de São José está iniciando uma campanha de educação ambiental para ampliar o serviço de reciclagem de lixo no município. Trata-se do Programa “Dê a mão para o Futuro” da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC) que, em São José, conta com a parceria da Fundação Municipal do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (FMADS) e da Associação de Catadores.

A campanha terá duração de nove semanas, que serão divididas entre 2018 a 2020. Neste ano, programa ocorrerá entre os dias 18 e 22 de junho, 15 e 19 de outubro e de 5 a 9 de novembro. As ações serão realizadas sempre de segunda a sexta, das 8h às 17h, quando uma equipe percorrerá os bairros da cidade para realizar um trabalho de conscientização e distribuir material explicativo aos moradores.

O programa atende as questões ambientais de responsabilidade compartilhada e inclusão social, além de promover a capacitação e acompanhamento técnico dos empreendimentos de catadores. O objetivo é aumentar o volume de materiais recicláveis, diminuir o percentual de rejeito gerado nos empreendimentos e conscientizar a população sobre a importância da destinação correta dos materiais.

“É fundamental que as pessoas entendam os riscos do mau uso dos recursos naturais e contribuam com a preservação do meio ambiente, por isso a Fundação Municipal do Meio Ambiente tem procurado utilizar mecanismos que gerem uma consciência coletiva da vulnerabilidade dos recursos naturais para despertar o respeito com a vida do nosso planeta”, explica a superintendente da FMADS, Fernanda Vieira Diniz Farias.

Para a superintendente, a campanha será uma aliada para alertar a sociedade de que as matas, mares e rios não serão capazes de se reciclarem infinitamente. “Bastam pequenas ações como a separação e a destinação correta dos resíduos recicláveis para evitar riscos a atual e futura gerações”, complementa Fernanda, lembrando que a ação também contribuirá com a geração de trabalho e renda para as pessoas que vivem da reciclagem.

Como será realizada?

A campanha será realizada porta-a-porta e seguirá o roteiro da coleta seletiva municipal em dias e horários preestabelecidos. Haverá distribuição de folhetos e ímãs, orientando e estimulando a população quanto à correta separação e acondicionamento dos resíduos em: recicláveis e não recicláveis destinados à coleta seletiva.

O que pode ser reciclado

Papéis Recicláveis

  • Jornais
  • Envelopes
  • Sacos de papel
  • Embalagens longa vida
  • Revistas
  • Impressos em geral
  • Papeis brancos, mistos, cartão e de escritórios
  • Papelões
  • Fotocópia

Plásticos Recicláveis

  • Embalagens de produtos alimentícios
  • Embalagens de produtos de beleza e limpeza
  • Tampas
  • Brinquedos
  • Peças plásticas
  • Tubos e cabos de PVC
  • Sacos e sacolas
  • Copos e vasilhas plásticas
  • Embalagens de refrigerante
  • CD’s

Vidros Recicláveis

  • Embalagens de produtos alimentícios
  • Frascos de produtos de beleza
  • Copos
  • Frascos de remédio vazios
  • Jarras
  • Garrafas em geral
  • Vidro colorido

Metais Recicláveis

  • Latas de bebidas e alimentos
  • Bacias e baldes
  • Panela sem cabo
  • Latas de produtos e limpeza
  • Grampos
  • Fios elétricos
  • Chapas
  • Embalagens marmitex
  • Pregos, parafusos e arames
  • Objetos de alumínio, ferro, cobre e aço
  • Latas de tintas com filmes secos

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Associação dos Pacientes Renais de Santa Catarina – APAR, vem a público alertar a sociedade catarinense pelo descaso da não realização de transplantes renais na Grande Florianópolis face o descredenciamento desde 2017 do Hospital Governador Celso Ramos por parte do Ministério da Saúde em decorrência de notificações da Vigilância Sanitária de Florianópolis por diversas irregularidades constatadas e não solucionadas, que impossibilitam a emissão de Alvará Sanitário de Funcionamento. Irregularidades que vão desde o acondicionamento inadequado do lixo, infecção hospitalar generalizada, ausência de escada de incêndio, cancelamento de cirurgias eletivas, emergência superlotada, além da falta de funcionários. Preocupados com a atual situação do Hospital e com todos aqueles que lá procuram atendimento a APAR questiona a manutenção dos serviços ofertados, considera o risco eminente de uma tragédia anunciada, examinando a possibilidade de pedir a interdição do Hospital.

O Hospital de Caridade também não vem realizando transplantes de rim por problemas financeiros e administrativos diversos. Neste ano apenas um transplante foi realizado na Capital, no Caridade.

“É um desrespeito com os doentes que lutam contra o tempo na busca de sobrevivência através dos transplantes de rim. Os pacientes são encaminhados para a Renal Vida em Blumenau e à Pró Rim em Joinville, cidades que realizam transplantes. Para a grande maioria das famílias que dependem do SUS esse deslocamento representa despesas com hotel, alimentação e transporte para acompanhamento do familiar, onerando muito as famílias. Institucionalmente a Secretaria de Estado da Saúde resolveu o problema transferindo os doentes sem considerar que o ônus passa a ser das famílias e das Prefeituras – A corda sempre rebenta no lado mais fraco ou mais pobre...”, explica Humberto Mendes, presidente da APAR.

O Estado de Santa Catarina que é destaque na Doação de Órgãos no país, mas lamentavelmente não mostra a mesma competência para solucionar os problemas do Hospital. A paralisação dos transplantes de rim está comprometendo muitas vidas na região da Grande Florianópolis e no Sul do Estado, que vinham sendo atendidos com muita competência no Hospital.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA


Fotos: Divulgação / SCPar Porto de Imbituba 

As baleias-franca estão chegando a Santa Catarina. Tradicionais visitantes da região Sul do Brasil de julho a novembro, a espécie tem sido avistada no Litoral catarinense desde o dia 7 de junho. Antes, no dia 15 de maio, uma fêmea com filhote foi avistada no Espírito Santo, entre as praias de Itaparica e Barra do Jucu, em Vila Velha. Este foi o primeiro registro do ano em águas brasileiras, abrindo assim, extraoficialmente, a temporada 2018 de avistagens no país.

A boa nova está sendo comemorada pelo Porto de Imbituba, administrado pela SCPar Porto de Imbituba, que neste ano completa 10 anos de monitoramento aéreo e terrestre das baleias-franca e de outros mamíferos marinhos, através do Programa de Monitoramento de Cetáceos. O Programa é realizado no âmbito do Plano de Controle Ambiental (PCA) do Porto, e tem como objetivo o monitoramento dos mamíferos marinhos que visitam a região do Porto de Imbituba. 

Desde sua implantação, o projeto usa a metodologia de avistagem para catalogar a localização geográfica e o comportamento desses animais, para ampliar o conhecimento acerca da ecologia das espécies frente às atividades portuárias. Como os navios que chegam a Imbituba atravessam a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca, local de grande concentração de baleias, o monitoramento da frequência de pequenos e grandes cetáceos no entorno do porto, estudando o seu comportamento e acompanhando o tráfego de embarcações, evita as rotas de colisão e zelam pela preservação da espécie.



>>> Mais imagens na galeria

Anualmente, mais de 100 baleias são registradas, em média, em Santa Catarina. A maioria são fêmeas em fase de procriação, que ficam entre o Litoral Norte do Rio Grande do Sul e a região Sul de Santa Catarina, limites da APA da Baleia Franca. Elas vêm para a costa sul-brasileira à procura de águas quentes e enseadas protegidas para o nascimento de seus filhotes. Estima-se que a cada três anos as baleias-franca têm um novo filhote, sendo que o tempo de gestação é de 12 meses. Elas partem da Antártica, onde se alimentam e acumulam reserva energética em forma de gordura para a jornada rumo ao continente sul-americano.

O Programa de Monitoramento

As avistagens feitas pelo Programa de Monitoramento de Cetáceos do Porto de Imbituba são realizadas a partir de pontos estratégicos do Litoral, dentro e no entorno da área portuária. Os trabalhos são conduzidos pela equipe de especialistas da empresa Acquaplan Tecnologia e Consultoria Ambiental, atual contratada para executar o serviço, e supervisionados pela equipe de meio ambiente da SCPar Porto de Imbituba.

Durante a temporada, o monitoramento terrestre ocorre diariamente, em dois pontos de observação, nas enseadas das praias do Porto e Ribanceira, em Imbituba. O tempo de observação padrão é de seis horas diárias, divididas em dois turnos, podendo variar de acordo com a quantidade de horas/luz diárias e condições climáticas, bem como a movimentação dos navios.

Também integra a metodologia de avistagem o monitoramento aéreo, que consiste na realização de três sobrevoos de helicóptero, com duração estimada de 10 horas cada voo. Os sobrevoos ocorrem em toda a extensão da APA da Baleia Franca, com objetivo de registrar a localização, contar, fotografar e identificar os cetáceos através das calosidades únicas que cada baleia possui sobre a cabeça.

Além dos monitoramentos, também se destaca no Porto de Imbituba o Procedimento Interno de Boas Práticas, implantado na temporada passada com o objetivo de conscientizar a tripulação dos navios sobre a presença das baleias-francas no entorno do porto. “Nessa abordagem junto aos comandantes e à tripulação, eu levo informações sobre o comportamento das baleias-francas, mostro para eles o mapa dos limites da APA e também explico como ocorre o monitoramento dos cetáceos no porto”, comenta a oceanógrafa Camila Amorim, analista portuária da SCPar Porto de Imbituba.

Essa atuação focada na preservação das baleias, enquanto dá continuidade às operações portuárias de forma sustentável, rendeu ao Porto de Imbituba três premiações: o Prêmio Empresa Cidadã ADVB/SC, categoria Preservação Ambiental, nos anos de 2016 e 2017 e o 23º Prêmio Expressão de Ecologia, categoria Conservação da vida silvestre.

Sobre as baleias-franca

A histórica tradição da caça às baleias-francas em Santa Catarina quase levou a extinção da espécie na década de 1970. Apenas na década de 1980 as francas voltaram a ser observadas na costa brasileira, resultando no Decreto nº 92.185, de 20 de Dezembro de 1985, que pôs fim à caça de todas as espécies deste mamífero no Brasil, a partir de 1º de janeiro de 1986.

Avistagens realizadas esporadicamente nos anos 1990 confirmaram o retorno da espécie à região sul do Brasil. Isso motivou o governo federal a instituir, em 2000, a Área de Proteção Ambiental (APA) da Baleia Franca, que se estende de Torres, no litoral norte do Rio Grande do Sul, até a região sul da Ilha de Santa Catarina.

“Elas costumam retornar sempre ao mesmo local para terem os filhotes. Todos os animais visualizados pelo monitoramento na região da APA e no entorno do Porto de Imbituba são catalogados por meio de fotografia e filmagem das calosidades que elas têm em cima da cabeça, que são únicas para cada animal, como se fosse uma digital. Com isso, podemos saber se elas retornam”, explica o oceanógrafo Gilberto Oliveira Endoh Ougo, especialista da Acquaplan.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A Guarda Municipal de São José (GMSJ) colocou em prática um novo projeto para garantir mais aproximação do efetivo com a comunidade em todos os bairros da cidade. Trata-se da implantação do projeto “Guarda no Bairro”, que realizou sua primeira ação na tarde desta quarta-feira (20) no bairro Colônia Santana.

O projeto é pautado pela filosofia de policiamento de proximidade com a população. A proposta é que todos os bairros do município receberão, em suas principais ruas e avenidas, uma base móvel da GMSJ e motocicletas. Os agentes vão realizar visitas aos comerciantes e moradores locais com o intuito de elaborar uma pesquisa para identificar os principais pedidos da comunidade na área da segurança.

Para a secretária de Segurança, Defesa Social e Trânsito, Andréa Pacheco, o policiamento de proximidade com a comunidade permite que os agentes de segurança possam construir laços com os moradores. “Este é um modelo de gestão que funciona muito bem e possibilita que a corporação passe a conhecer os residentes por seus nomes, passe a entender as dinâmicas sociais da região, criando mais condições de auxiliar as pessoas em variados momentos de dificuldade e não apenas em ocorrências criminais”, explica Andréa.

Segundo o comandante da GMSJ, Marcelo Luiz de Souza, o “Guarda no Bairro”, além de promover a integração entre a GMSJ e os cidadãos, é um projeto que vai ajudar a desenvolver uma relação de confiança entre o efetivo e moradores. “Durante as ações nos bairros, vamos realizar algumas perguntas para que possamos desenvolver, a partir dos relatos, a análise das principais demandas daquela comunidade e assim definir ações bem específicas para cada bairro”, explica Marcelo.

As ações do projeto acontecerão a cada semana em um bairro diferente. No bairro Colônia Santana, a base móvel da GMSJ ficará em frente à Igreja até esta sexta-feira (22). Na próxima semana, o “Guarda no Bairro”, estará no bairro Roçado.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

A animação da Torcida Nº1 que passou pela Arena Brahma N°1, ponto de encontro oficial dos torcedores de Floripa, no último domingo (17), quando o Brasil jogou contra a Suíça, deve se repetir nesta sexta-feira (22). A partir das 8h a Arena estará aberta ao público e às 9h inicia-se a transmissão do jogo Brasil x Costa Rica, seguida de apresentação de DJ local.

Com o intuito de reunir a torcida e despertar o sentimento de confiança e alegria do brasileiro, a Arena Brahma N°1 conta com telões de alta qualidade, bares, palco e shows de grandes artistas. Montada na frente do Trapiche da Beira-Mar Norte, um dos pontos tradicionais de Floripa, o espaço volta a receber o público na quarta-feira (27), às 15h, quando o Brasil enfrenta a Seleção da Sérvia. Após a transmissão do jogo, quem comanda a festa é o cantor Thiago Brava, seguido do Quinteto S.A. O público terá acesso gratuito ao espaço e aos shows.

Além de Florianópolis, as cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador e Curitiba também contam com as Arenas Brahma Nº1. Montadas em lugares emblemáticos e conhecidos por receberem grandes festas do país, como o Vale do Anhangabaú, em São Paulo, o Paço Alfândega, em Recife, e Esplanada do Mineirão e em Belo Horizonte.

A cerveja, patrocinadora oficial da Copa do Mundo 2018, sempre esteve ao lado dos torcedores brasileiros nos momentos que eles se sentiram número 1.  Neste ano, o comprometimento e atuação da marca não seriam diferentes. Brahma vai promover 57 eventos de transmissão gratuitos que serão espalhados por todo o país para que mais de 2 milhões de pessoas torçam juntas pela Seleção Brasileira.

“A Copa do Mundo e o futebol sempre despertam grandes sentimentos nos brasileiros. Nada melhor do que unir os torcedores em um dos lugares mais tradicionais da cidade para torcer pela Seleção Brasileira. Além disso, as pessoas podem juntar toda essa paixão com grandes shows. Uma combinação perfeita para apoiar o Brasil”, afirma Pedro Adamy, diretor de marketing de Brahma.

Consumo Responsável

A Cervejaria Ambev, dona da marca Brahma, irá capacitar todas as pessoas que trabalharão nos eventos patrocinados durante os jogos em Florianópolis. Os treinamentos têm como principal objetivo conscientizar os vendedores ambulantes de bebidas e também a brigada de bar sobre a venda responsável de bebidas alcoólicas e sobre a prevenção de seu consumo indevido- seja ele em excesso, associado a direção ou para menores de idade.

Serviço

  1. 06 - Sexta-feira

08h - Abertura

09h - Transmissão: Brasil x Costa Rica

11h - DJ

12h - Encerramento

  1. 06 - Quarta-feira

13h - Abertura

15h - Transmissão: Brasil x Sérvia

17h - Show Thiago Brava

18h30 - Show Quinteto S.A

21h - Encerramento

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Algumas das principais obras da Capital foram tema do encontro entre os secretários de Estado do Planejamento (SPG), Francisco Cardoso de Camargo Filho, e da Infraestrutura (SIE), Paulo França, e lideranças do Conselho Metropolitano para o Desenvolvimento da Grande Florianópolis (Comdes) na terça-feira, 19, no Centro Administrativo do Governo do Estado.  

O secretário de Planejamento destacou a importância das obras de mobilidade urbana na região e da criação da Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano. Sobre o sistema de ônibus, Camargo Filho explica que a rede depende da aprovação de projeto de lei estadual que transfere as competências e atribuições do transporte público coletivo intermunicipal de caráter urbano do Departamento de Transportes e Terminais (Deter) para a Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf). A partir disso, seria possível firmar convênio de cooperação e contratos com as prefeituras para integrar as linhas municipais com as intermunicipais. O texto do projeto de lei precisou ser alterado a pedido dos prefeitos após ser enviado para aprovação na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) no ano passado.

“Estamos trabalhando com vigor e empenho neste projeto. Os prefeitos da região já mostraram que estão de acordo com a proposta da Rede Integrada de Transporte Coletivo Metropolitano, que vai beneficiar cerca de 150 mil pessoas”, informou. O documento ainda passa por ajuste técnico e aguarda parecer legal na Suderf. Em seguida, será encaminhado à Casa Civil, que fará a avaliação geral da documentação e adequação do texto nos moldes adequados para então ser enviado novamente à Alesc.

Segundo o coordenador-geral do Comdes e vice-presidente da CDL, Ernesto Caponi, a integração do transporte coletivo vai impactar positivamente na economia de todas as cidades contempladas.

Florianópolis -  Reunião com Conselho Metropolitano da Grande Florianópolis

Obras da Grande Florianópolis

Entre as obras de mobilidade urbana em execução na Capital e com abrangência regional, ainda estão a revitalização das pontes Colombo Salles e Pedro Ivo, a restauração da Ponte Hercílio Luz e o acesso ao novo terminal de passageiros do Aeroporto Hercílio Luz e ao Sul da Ilha de Santa Catarina. 

O secretário de Estado de Infraestrutura, Paulo França, explicou que o processo licitatório do acesso ao aeroporto recebeu oito propostas, e que, no momento são analisados recursos administrativos. Ele também afirmou que o grupo de trabalho atua paralelamente com a questão das desapropriações necessárias para o andamento das obras.

A reunião do Comdes, que representa cerca de 40 entidades, também contou com a presença do vice-presidente da ACIF, Jaime Ziliotto, gerente de Articulação e Negócios da CDL, Helio Leite, presidente da associação FloripAmanhã, Zena Becker, e diretor de Atividades Técnicas e Culturais da Associação Catarinense de Engenheiros (ACE), Roberto de Oliveira. Do Governo do Estado, também participaram o presidente do Departamento de Transportes e Terminais (Deter), Fúlvio Brasil Rosar Neto, diretor técnico da Superintendência de Desenvolvimento da Região Metropolitana da Grande Florianópolis (Suderf), Celio Sztoltz, e o consultor técnico da SPG, João Vicente Scarpin.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Embora os catarinenses já venham sentindo os efeitos das baixas temperaturas há semanas, o inverno começa oficialmente na manhã desta quinta-feira, 21, mais precisamente às 7h07min. E a previsão é de que massas de ar frio continuem a chegar ao longo dos próximos três meses, trazendo novas ondas de frio para Santa Catarina. Segundo a Epagri/Ciram, não está descartada a possibilidade de que tenhamos mais uma vez queda de neve e formação de geadas no Estado. 

Pelo menos mais três ondas de frio intenso devem chegar ao Estado até agosto, segundo a Epagri/Ciram. Mesmo assim, o último boletim do órgão indicava que, na média, as temperaturas serão um pouco mais elevadas que o comum nas regiões do Litoral e Vale do Itajaí. Na Serra, nos planaltos e no Oeste, por sua vez, as temperaturas ficarão próximas das médias históricas. Em relação às chuvas, o mês de agosto deve ter a maior precipitação pluviométrica, com a média podendo chegar a 190mm no Oeste catarinense.

“A chuva é preferencialmente causada pela influência de frentes frias, sistemas de baixa pressão e vórtices ciclônicos. Também é a época de atuação frequente dos ciclones extratropicais próximos ao Litoral, que oferecem perigo às embarcações, com ventos fortes e mar agitado, que muitas vezes resultam em ressaca”, aponta o último relatório da Epagri/Ciram.

Oportunidade de viagens

A Serra catarinense costuma ser o destino favorito dos turistas que visitam Santa Catarina no inverno. Seja pela beleza das paisagens, seja pela busca por um frio intenso, pousadas e hotéis costumam ficar lotados nesse período do ano. A Secretaria de Estado do Turismo, Cultura e Esporte (SOL) possui um endereço eletrônico especialmente para que os visitantes possam conhecer os principais pontos turísticos de cada uma das cidades serranas. Veja aqui

O secretário Tufi Michereff relembra que, no dia 29 de junho, começa o 3º Serra Catarina Festival de Inverno, com programação até 31 de agosto em todas as cidades serranas. Segundo ele, o turista que visitar a região não vai se arrepender.

“Santa Catarina é um Estado diferenciado, pois temos muitas opções para os visitantes. Para onde você for, tem opção, inclusive no Litoral. Mas a Serra tem seu charme, com os parques e as belas paisagens. Estamos com uma expectativa muito boa, já que a atividade turística vem numa crescente no Estado”, diz.

Outra atividade que tem crescido e ganhado destaque em Santa Catarina é o enoturismo. Conhecer vinícolas e degustar bons vinhos e espumantes tornou-se um programa imperdível para muitos catarinenses e visitantes de outros Estados. Nesse sentido, a SOL também possui um site específico para que conheça-se as diferentes opções. Visite.

Há ainda quem prefira as estâncias de águas termais. Nesse caso, as opções estão distribuídas em três regiões: Vale do Contestado, Grande Fpolis e Encantos do Sul. Saiba todas aqui.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.