Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

14/04/2018 12:35

12ª edição da Maratoninha de Florianópolis acontece neste domingo (15) na Beira-mar Continental

por
278 acessos
DIVULGAÇÃO Evento esportivo será neste domingo Evento esportivo será neste domingo

Florianópolis é a terceira etapa da Maratoninha 2018. No ano passado, Palhoça recebeu o evento. Agora a competição volta à capital catarinense para a realização da 12ª edição florianopolitana. A prova será realizada neste domingo, dia 15 de abril, na Av. Beira Mar Continental, às 9 horas. Uma média de 1200 crianças participarão da competição. O Circuito Caixa de Maratoninha é o maior evento de corrida infantil do País.

SERVIÇO

Email para inscrição avulsa: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Informações: (48) 99149-8501 ou pelo site www.maratoninha.com.br

“Herói do Atletismo”: Arnaldo de Oliveira

Maratoninha Sobre Rodas

A “Maratoninha Sobre Rodas” agora é parte integrante do Circuito. O percurso de bicicleta foi inaugurado em 2016, em Teresina, no mês de agosto, e repetimos a experiência nas etapas subsequentes. Deu tão certo que, em 2017, ela esteve em quase todas as cidades-sede e foi um sucesso absoluto.

O número de baterias da corrida de bike varia em cada cidade. Em Sorocaba, por exemplo, já chegamos a fazer quatro largadas. Em outras, fizemos apenas uma. Mas em todas elas, sempre foi uma corrida cheia de emoções.

Inclusão Social

O grande mérito da Maratoninha é o trabalho de inclusão social que ela faz. Noventa por cento dos participantes são crianças inseridas em projetos sociais financiados pelo Estado, pela iniciativa privada ou por pessoas que fazem um trabalho de assistência a crianças de famílias carentes ou em situação de risco. Além de democratizar o esporte e gerar mais saúde física e mental, a Maratoninha é um meio de ascensão escolar e social.

Breve histórico

A Maratoninha foi idealizada por Jamil Elias Suaiden, proprietário da GV2 Produções, organizadora do evento. Ex-ciclista profissional e representante do Brasil nas Olimpíadas de Atlanta (1996), Jamil inaugurou a Maratoninha em outubro de 2002, em comemoração ao Dia das Crianças, em Brasília. Mais de 800 crianças de vários projetos sociais da cidade participaram. No ano seguinte, eram 1500 crianças de 6 a 12 anos de idade.

Em 2004, com o projeto para a criação do Circuito Maratoninha, o campeonato já alcançava cinco cidades brasileiras. A partir daí o número de cidades que abraçou a ideia não parou de crescer. Em 2008, a Maratoninha esteve presente em 18 cidades brasileiras. Em 2012, 21. Agora são 23 etapas percorrendo o país de norte a sul.

ARNALDO DE OLIVEIRA SILVA

Expoente de sua geração, o carioca Arnaldo de Oliveira Silva é considerado um dos principais velocistas brasileiros dos anos 1980 e 1990. Ele participou de quatro edições dos Jogos Olímpicos: 1984 – Los Angeles (EUA), 1988 – Seul (Coréia do Sul), 1992 – Barcelona (Espanha) e 1996 – Atlanta (EUA).

Nesse período, atuou e competiu com grandes atletas brasileiros: Nelson Rocha dos Santos, Katsuhiko Nakaya, Paulo Roberto Correia, Robson Caetano, João Batista Eugênio, Jailto Bonfim, Claudinei Quirino, André Domingos e Edson Luciano. Todos nomes de expressão do atletismo nacional.

Dono de uma das melhores largadas entre os velocistas de sua época, Arnaldo ganhou os 100m no Campeonato Sul-Americano de 1985, em Santiago (Chile), deixando em segundo lugar Robson Caetano. Nos 200m, as posições foram invertidas e os dois se classificaram para a Copa América. Nos Jogos Olímpicos de 1988, em Seul, Arnaldo ficou entre os 10 melhores tempos da semifinal.

Arnaldo de Oliveira esteve nos Mundiais de Roma (Itália - 1987), Tóquio (Japão - 1991) e Stuttgart (Alemanha - 1993). Disputou, ainda, Mundiais Indoor, Jogos Pan-Americanos, Campeonatos Ibero-Americanos e Sul-Americanos. Em 1988, ganhou a medalha de bronze nos 100m no Ibero-Americano da Cidade do México, com recorde pessoal de 10.12.

A última grande participação de Arnaldo em eventos internacionais foi nas Olimpíadas de Atlanta, nos Estados Unidos. Integrante da equipe de 4x100 da seleção brasileira, ele formou o quarteto com Robson Caetano, André Domingos e Edson Luciano que, juntos, trouxeram o bronze olímpico para casa.

Atualmente, Arnaldo é coordenador de atletismo do Estádio Miécimo da Silva, em Campo Grande (RJ), onde atua como presidente do Projeto Social Futuro Olímpico Arnaldo Oliveira. É, também, fisioterapeuta do Botafogo e um dos nossos Heróis do Atletismo.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

E-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.