Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

25/07/2018 11:07

Candidato a deputado estadual abre vagas em Mandato Compartilhado para novos Codeputados em SC

por
403 acessos
DIVULGAÇÃO Em proposta inovadora, candidato Leonardo Secchi engaja cidadãos para dividir mandato de deputado estadual Em proposta inovadora, candidato Leonardo Secchi engaja cidadãos para dividir mandato de deputado estadual

O professor de Administração Pública da Udesc (Universidade Estadual de Santa Catarina), doutor em Ciências Políticas, Leonardo Secchi, de Florianópolis, aposta na inovação para conquistar votos e um mandato a deputado estadual em Santa Catarina. Ele é candidato a uma das 40 vagas no Legislativo catarinense pelo PSB e propõe dividir o mandato com os cidadãos por meio do projeto de Mandato Compartilhado, chamado Codeputado, um modelo de cooperativa política.

Com uma rede já formada por 500 Codeputados, pessoas de todo o Estado interessadas em política e em participar do mandato, o projeto está com vagas abertas para novos 500 Codeputados até 5 de agosto. A meta é chegar a pelo menos 1.000 cidadãos para que cada um tenha direito a 0,1% do poder de voto sobre pautas e projetos que tenham interesse público na Assembleia Legislativa. O compartilhamento de decisões, ações e dados, além da cocriação de projetos de lei se darão por meio de um aplicativo chamado “Nosso Mandato”, desenvolvido pelo Instituto de Inteligência Política de São Paulo. Através do celular, os Codeputados espalhados pelo Estado serão sócios do mandato liderado por Leonardo Secchi. 

A proposta, caso concretizada nas urnas, é inédita dentro do parlamento estadual e, segundo o professor, é a tradução para a política de uma nova tendência que tem ganhado o mundo: o compartilhamento. Para Secchi, a participação popular nos mandatos é uma forma de recuperar o interesse das pessoas na gestão pública.

- Acredito que essa pode ser a grande revolução política do século 21. Estou convicto que a política no futuro será feita com tecnologia e inteligência coletiva. Vamos inaugurar isso em Santa Catarina. Olhando para o futuro, como cientista político, o que vejo lá na frente é o cidadão mais informado, mais proprietário do espaço público e portador de novas tecnologias. É impossível pensar o mundo político sem o celular, sem as novas tecnologias e sem a participação popular. Assim como está acontecendo em várias esferas da vida, o compartilhamento é uma nova lógica sendo aplicada e que ganha cada vez mais espaço. A plataforma do mandato compartilhado é a tradução dessa tendência para a política. Como não pensar nisso no futuro? – propõe Secchi.

Seleção de Codeputados

As inscrições para as vagas estão disponíveis por meio de formulário na internet (https://goo.gl/7f4MrD ). Os interessados precisam apenas preencher os dados para fazer parte de rede de Codeputados. As informações também estão na convocatória de adesões (https://goo.gl/KCh6DG) disponível no site da campanha: www.codeputado.com.br.

Qualquer pessoa pode ser um Codeputado, desde que respeite os sete princípios do Mandato Compartilhado: defesa do interesse coletivo, pluralismo, empreendedorismo, justiça social, liberdade, eficiência e responsividade e transparência. Além disso, a ausência de quaisquer condições indicativas de inelegibilidade prevista na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar nº 64/1990), com as alterações da Lei Complementar nº 135/2010 também é um dos critérios.

- Buscamos pessoas com vontade de contribuir, de participar e que tenham legitimidade e senso público para o mandato compartilhado. Hoje somos 500 pessoas de todo o Estado e queremos mais 500. São professores universitários, empresários, estudantes, profissionais liberais, servidores públicos, pessoas que trabalham com organizações de sociedade civil, enfim, uma cooperativa formada por cidadãos com o mesmo desejo de contribuir na esfera pública e inovar a forma de fazer política – destaca Secchi.

A divulgação dos novos CoDeputados será feita no dia 10 de agosto nas redes socais, no site da campanha e, individualmente, por correio eletrônico aos interessados.

Quem é Leonardo Secchi

Leonardo Secchi é natural do Vale do Itajaí, da cidade de Ibirama e mora em Florianópolis. Tem graduação e mestrado em Administração pela UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), doutorado em Ciências Políticas pela Universidade de Milão, Itália, e Pós-Doutorado em Políticas Públicas pela Universidade de Wisconsin - Madison, nos Estados Unidos.

É professor de Administração Pública da Universidade do Estado de Santa Catarina (Esag/UDESC) e diretor da Sociedade Brasileira de Administração Pública (SBAP). Também foi professor da UFSC e Unochapecó.

A experiência e o conhecimento em gestão pública o levaram a liderar este movimento político na busca de uma cadeira na Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina), pregando pela renovação, inovação, participação popular e pela qualificação técnica na política. Em 2014, ao lançar a proposta inovadora do mandato compartilhado, foi candidato a deputado estadual pelo PSB (eleito sétimo suplente, com 8.010 votos) e neste ano tenta de novo uma vaga na Assembleia pelo mesmo partido.

Secchi também participa de movimentos que buscam renovação política no país (RenovaBR, RAPS e Agora!).

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

E-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.