Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

13/09/2018 17:40

Conselho Deliberativo recebe presidente e diretor geral do TRE/SC

por
126 acessos
DIVULGAÇÃO Encontro debateu detalhes das Eleições de 2018 no Estado Encontro debateu detalhes das Eleições de 2018 no Estado

No atual cenário em que os brasileiros andam desacreditados da política e dos desencadeamentos da economia do país, falar da importância de exercer o direito de cidadão é imprescindível para votar com consciência no próximo dia 7 de outubro. Para tratar da transparência para a próxima eleição, o Desembargador e Presidente do TRE/SC (Tribunal Regional Eleitoral) Ricardo Roesler, o Diretor-Geral Sérgio Manoel Martins e o Servidor Público Carlos Rogério Camargo foram convidados para a reunião do Conselho Deliberativo da CDL de Florianópolis.

De acordo com o Desembargador Ricardo Roesler, este ano será a maior eleição da história, visto que o Brasil tem 147 milhões de eleitores – sendo que 78 milhões estão cadastrados pela tecnologia biométrica. O Estado de Santa Catarina é uma exceção, que tem 63,88% dos eleitores biometrizados para as Eleições de 2018.

Os dados apresentados pelo Desembargador mostram que a maior representatividade do brasileiro nestas eleições está na faixa-etária dos 35 a 44 anos de idade. O público feminino se destaca com 52,5% seguido do masculino com 47,5%. Com relação ao grau de instrução dos votantes, 25,84% possuem ensino fundamental incompleto, seguido de 22,86% com ensino médio completo.

Outro ponto abordado foi com relação às campanhas institucionais que o tribunal tem compartilhado na mídia para estimular e incentivar os eleitores a conhecerem os candidatos, votarem de forma consciente e reforçarem a fiscalização do financiamento público da campanha. “O eleitor tem uma chance em cada quatro anos de votar pela renovação e pela democracia”, ressaltou o Roesler.

Para abordar a transparência com o voto em urnas eletrônicas, o Desembargador foi categórico em defender que, para tornar o sistema eletrônico seguro e inviolável, diversos mecanismos são utilizados para conter qualquer tipo de fraude.

Segundo Roesler, a urna eletrônica é submetida a uma série de etapas que contemplam auditoria no código-fonte e auditoria no pré e no pós eleição, lacração dos sistemas, assinatura digital, tabela de correspondência, lacre físico, registro digital do voto,  identificação biométrica, oficialização do sistema, entre outros. “É importante explicar que a urna não possui conexão com a internet, o que anula qualquer tipo de ataque ou invasão ao sistema eletrônico, tornando a votação segura e confiável”, completou.

Para as Eleições de 2018, no Brasil serão 27.492 candidatos para concorrerem aos cargos de: Presidente e Vice-presidente da República, Governador e Vice-governador de Estado, Senador, Deputado Federal e Estadual. Em Santa Catarina, são 763 postulantes aos cargos que concorrem às eleições gerais. A votação será realizada simultaneamente em todo o país no dia 7 de outubro, em primeiro turno, e no dia 28 de outubro, nos casos de segundo turno.

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

E-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.