Fone: (48) 3733-6977 | redacaofloripa@jornalinforme.com.br

 

31/08/2017 16:32

COLUNA DO ADRIANO (21/08) - Pré-candidatos a deputado em 2018: no PMDB, Gallina aprendeu? Quem sucede Marcos Vieira no PSDB e no PP: Pedrão ou João

Por mais vagas nas creches

Os vereadores de Florianópolis aprovaram na sessão da Câmara de terça (29), por 14 votos a cinco, o Projeto de Lei 16.998/17 que institui a concessão de bolsas de estudos por permuta do Imposto Predial e Territorial Urbana (IPTU), pela rede particular de ensino. As bolsas serão concedidas para as modalidades de ensino de acordo com a demanda mapeada na lista de espera de vaga de cada escola municipal. A proposta é de autoria do vereador João Luiz da Silveira (PSC).

De acordo com o parlamentar, o Projeto tem como proposta suprir a necessidade de vagas para a educação infantil do município. “Florianópolis hoje possui uma lista de espera extensa de vagas de 2.900 crianças, segundo dados apurados com a Secretaria Municipal da Educação. A cidade também passa por uma dificuldade na construção de novas creches, o que impossibilita sanar essa demanda”, afirmou. Após aprovação do Plenário, o PL 16.998/17 segue para sanção do Executivo. Caso a proposta seja vetada ele retorna à Câmara para nova apreciação.

Em Brasília

O presidente da Câmara de Florianópolis, Guilherme Pereira (PR) está nesta semana em Brasília participando do Seminário de Vereadores Catarinenses. Lá, entre outras atividades, ele acompanhou uma palestra do deputado federal Jorginho Mello (PR), que deverá ter uma ampla votação em Florianópolis no ano que vem.

Raivinhas cegos

Muitas reclamações contra a realização de uma maratona nas ruas de Florianópolis no final de semana. O evento trouxe à Capital Catarinense em torno de 5 mil pessoas entre competidores e familiares, gerando riqueza e movimentando o turismo. Quem reclama com certeza nem imagina de onde nasce a maior fatia do faturamento desta cidade.  São raivinhas cegos que querem a cidade só para eles!

Gallina aprendeu?

O pré-candidato a deputado estadual pelo PMDB de Florianópolis, Valter Gallina terá uma prova de fogo ano que vem. Mantida a candidatura, o atual presidente da Casan terá que provar que aprendeu a canalizar voto. Muitos acham que Gallina está eleito, dada a estrutura e visibilidade que a Casan lhe conferem no cenário atual. Ledo engano. Num passado não muito distante, o mesmo Gallina foi inflado pelo então ex-governador Luiz Henrique da Silveira (PMDB). Tomou pra si a SDR da Região Metropolitana e era o cara. Mas, as urnas não mentem. Devolveram-lhe a condição de coadjuvante no processo político local. Será que aprendeu alguma coisa?

Daux de olho

De olho na indicação do PMDB para disputar uma cadeira na Alesc também está o jovem vereador Rafael Daux. Vereador pelo primeiro mandato, ainda lhe falta bagagem para o voo. Porém, a falta de nomes, o vácuo deixado pelo prefeito Gean Loureiro, que trocou a Alesc pela prefeitura e a falta de habilidade política do pretenso candidato Valter Gallina podem inflar seu projeto. É esperar para ver se terá densidade política intrapartido para arrancar a indicação.

Quem sucede Marcos Vieira?

O deputado estadual, Marcos Vieira (PSDB) tem tudo para disputar uma vaga no Congresso Nacional ou até buscar uma vaga na majoritária nas eleições no ano que vem. Com o PSDB da Capital em bom momento, participando do governo municipal, é certo que este movimento abra um campo para outro tucano ir ao vácuo do deputado Vieira e tentar sentar na sua cadeira na Assembleia Legislativa. O vice-prefeito João Batista Nunes ensaia este movimento. Mas, ele que abra o olho. Fontes muito bem informadas garantem que outra liderança tucana está de olho nesta vaga. Tratativas, inclusive, muito bem adiantadas.

Pedrão substitui João

Já no PP o vereador Pedrão tem tudo para ser candidato a deputado estadual no ano que vem. Sua sensacional votação ano passado, sendo o vereador mais votado da história de Florianópolis com mais de 11 mil votos o credenciam para buscar uma cadeira na Alesc. Soma-se a isso o macro jogo da política catarinense. A família Amin deverá disputar vagas na majoritária ou com Esperidião ou com Ângela ou até com ambos. Esse movimento descredenciaria o filho, João, buscar um segundo mandato na Alesc. Seria muito Amin para uma eleição só. Ou será que não e Pedrão vai esquentar o banco da fila que teima em não andar no PP local?

Fiscais em São José

Em sua fala na Tribuna durante a Sessão Ordinária desta segunda-feira (28), o vereador Mauro Henrique da Silva (DEM) destacou as dificuldades enfrentadas pelos fiscais e desvios de funções de engenheiros, que atuam no serviço público e exercem atividades as quais não seriam aptos. O parlamentar, atuante no setor fiscal, apresentou exemplos de seu conhecimento. "Um vistoria in loco, por exemplo, não pode ser feita por servidor comissionado, mas somente por fiscais concursados. Atualmente, em muitos casos, elas são feitas por engenheiros comissionados. Outra reclamação da categoria é quanto a dificuldade na liberação dos alvarás sanitários pela demora na Vigilância Sanitária", afirmou.

Insegurança fiscal

Foi aprovado em primeira discussão o Projeto de Lei nº 99/2017 que permite condições adequadas ao trabalho dos contabilistas de São José. O PL soluciona uma insegurança legal baseado no restabelecimento de uma norma da lei de 2009.  Tal prerrogativa tratava do recolhimento do Imposto de Serviço Sobre Qualquer Natureza-ISSQN e permite que os profissionais voltem a pagar seus impostos e estarem em dia com a união.  A matéria foi discutida na Sessão Ordinária da última segunda-feira (28) na Câmara Municipal de São José.

 

CURTA NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK: INFORME FLORIPA

Adriano Ribeiro

Adriano Ribeiro é colunista do Informe e traz informações sobre os bastidores da política e cotidiano de Caçador e Floripa/São José.
Fones: Caçador (49) 8843-4213 - Florianópolis (48) 9922-8133

E-mail: redacaofloripa@jornalinforme.com.br

Twitter: @adrianoinforme

E-mail Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

O Jornal Informe é uma rede de jornais de circulação em Caçador (sede) e Florianópolis 

Editor: Adriano Ribeiro
Telefone: (48) 3733-6977
Plantão: (48) 9922-8133
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.