Em apenas 6 meses imigrante da Nicarágua ocupa função de destaque na Passarela da Cidadania

Jorge Fidel Berríos, de 38 anos, imigrante da Nicarágua, passa de pessoa em situação de rua para coordenador de turno na Passarela da Cidadania

0
607

Jorge Fidel Berríos, de 38 anos, ficou em situação de rua após vir da Nicarágua para Florianópolis. Acolhido no fim de 2020 na Passarela da Cidadania, Jorge começou a auxiliar a equipe do local em tarefas simples cotidianas, até virar educador social e, após processo seletivo, coordenador de turno no mesmo abrigo em apenas 6 meses.

“Estou fazendo aula de português, consegui alugar um local e mudar de vida. Sou muito grato à Guarda Municipal de Florianópolis que me encaminhou para a Passarela, grato à ONG Nurrevi, à Prefeitura e todos que me ajudaram. Em apenas 6 meses consegui essa mudança. Acredito que somos capazes de poder ter esse momento de esperança de um futuro melhor. Convido à todos as pessoas em situação de rua a não perder as esperanças”, comenta Jorge.

A Passarela da Cidadania atende em média 200 pessoas em situação de rua com refeições, pernoite e doação de roupas. Os acolhidos também possuem atendimento psicossocial, kits de higiene pessoal e cursos profissionalizantes que auxiliam para reinserção profissional de pessoas em situação de rua.

O trabalho desenvolvido no abrigo acontece por meio da Secretaria de Assistência Social, ONG Nurrevi, voluntários e doações da Fundação Somar. A parceria possibilita que os acolhidos no espaço tenham a chance de receber mais oportunidades para resgate da cidadania.