Casan apresenta investimentos na Câmara de Vereadores de Biguaçu

A CASAN apresentou o planejamento da Companhia para os sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário de Biguaçu

0
428

Em sessão especial realizada na Câmara Municipal, nesta terça-feira (27), a CASAN apresentou o planejamento da Companhia para os sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário de Biguaçu.

Na audiência, os vereadores receberam um panorama geral dos investimentos recentes que vêm melhorando o sistema de abastecimento, conheceram em detalhes as principais obras previstas, esclareceram dúvidas e apresentaram novas demandas à Companhia.

O Diretor de Operação e Expansão, Joel Horstmann, apresentou o projeto de uma nova captação de água junto ao Rio Biguaçu, no Bairro Santa Catarina. Previsto para solucionar dificuldades de abastecimento dos bairros mais distantes da Estação de Tratamento, hoje localizada em Palhoça, o projeto aguarda a desapropriação de uma área de 24,5 mil m² para a solicitação da licença ambiental.

A nova captação no Biguaçu, que representará um investimento estimado em R$ 87 milhões, compreenderá também uma nova Estação de Tratamento de Água, um reservatório pulmão e uma adutora de 14 quilômetros, com diâmetro de 900mm, ligando as duas unidades.

A CASAN também resumiu aos vereadores o conjunto de investimentos que estão em execução no município, como o reservatório de 2,5 milhões de litros no Janaína, assentamento de 6.800 metros de redes na Rua Treze de Maio para melhorar a distribuição no Bairro Três Riachos e reforços nas redes da Sete de Setembro e do bairro Boa Vista.

“O Morro do Bina também recebeu, recentemente, uma importante melhoria com o assentamento de nova adutora, a instalação de medidor ultrassônico e válvulas controladoras de nível e um conjunto motor-bomba”, explicou Joel. Até outubro, a CASAN terá instalado um booster para melhorar a pressão da água no Santa Catarina, bairro que até o inverno do próximo ano receberá um reservatório de aço inoxidável com capacidade de 100 mil litros.

Acompanhado do Gerente de Projetos, Carlos Roberto Bavaresco, do Assessor de Relações com o Poder Concedente, Marcell Karam, do Chefe da Agência local, Vinicius Ferreira, e do Gerente Operacional, Marcelo Nascimento, o engenheiro Joel Horstmann também apresentou o cronograma de retomada da obra de esgotamento sanitário, que foi paralisada por ação judicial. Um novo terreno já está definido e o licenciamento ambiental está em análise. O novo processo licitatório da obra já está em andamento.

Fotos: Acervo CASAN