Concluída limpeza do Rio do Braz, em Canasvieiras

A equipe de limpeza hidrográfica da Secretaria Municipal do Meio Ambiente usou bateiras para descolar o tapete vegetal da margem

1
558

Depois de um mês de muito serviço foi realizada a remoção de 264 toneladas de vegetação no leito do Rio do Braz em Canasvieiras, no Norte da Ilha.

A equipe de limpeza hidrográfica da Secretaria Municipal do Meio Ambiente usou bateiras para descolar o tapete vegetal da margem e arrastar até ponto onde pudesse ser retirado com máquinas, explica o coordenador Milton Otávio da Silva.

A proliferação excessiva dessas plantas indica alta concentração de nutrientes (nitrogênio e fósforo) pela poluição da água. O tapele verde sufoca o rio, ao bloquear a luz do sol e sequestrar o oxigênio da água.

De acordo com o secretário adjunto da SMMA, Laudelino de Bastos e Silva, a Unidade de Recuperação Ambiental (URA) do Rio do Braz foi acionada pela Casan para melhoria da qualidade da água.

A URA faz a autodepuração do rio. A água é retirada, tratada e devolvida sem impurezas e com mais oxigênio. A vegetação aquática entra em decomposição e gera grande quantidade de matéria orgânica, que hoje é o maior fator de contaminação do rio. Como o rio está represado, praticamente transformado numa lagoa, é necessário esse trabalho de remoção da vegetação e de depuração da água.

1 comentário

Comments are closed.