Epagri capacita jovens rurais da Grande Florianópolis em produção de leite à base de pasto

Jovens agricultores da Grande Florianópolis estão sendo capacitados para a produção de leite à base de pasto, sistema mais sustentável em termos ambientais e econômicos

0
419
O curso temático é uma forma de acompanhar os egressos dos cursos de jovens oferecidos pela Epagri

Durante o mês de setembro, 15 jovens agricultores da Grande Florianópolis estão participando do curso temático em bovinocultura de leite à base de pasto, no município de São Bonifácio, oferecido pela Epagri todas as quintas-feiras do mês. Os participantes são egressos do curso de “Organização, Gestão e Protagonismo” oferecido anualmente pela Empresa aos jovens rurais, no qual eles elaboram um projeto de melhoria de uma atividade já exercida na propriedade ou investem em outra inovadora, com acompanhamento dos técnicos municipais.

Segundo a extensionista social Ivanda Masson, que coordena o evento juntamente com o extensionista rural de São Bonifácio Jailso Epping, o curso temático é uma forma de acompanhar os jovens no pós-curso com o aprofundamento de algum tema. “No caso deste, que envolve a bovinocultura de leite à base de pasto, o objetivo é sanar algumas dificuldades apresentadas nas propriedades por meio da gestão e da melhoria do sistema de produção de leite, levando informações complementares às recebidas durante o curso, além da troca de experiências entre os participantes”, explica ela. “Embora o curso anual aborde inúmeros assuntos, é importante agrupar os jovens que desenvolveram projetos afins, com o propósito de incrementar seus conhecimentos na área de sua atividade”, complementa a extensionista.

O casal Roseli e Gilvanio Stock está participando do curso e ambos afirmam que em cada encontro aprendem algo diferente. Há anos os agricultores recebem assistência da Epagri, que proporcionou a eles diferentes cursos e conhecimentos para mudanças na propriedade, como o melhoramento  do solo e da pastagem. A inovação mais recente é a implantação de uma área com o Capim Elefante. “Nosso objetivo é ter vacas mais produtivas, mais saudáveis, com menor custo de produção.”, afirma Gilvanio. Atualmente a produtividade fica em trono de 15 litros diários por animal. “O extensionista Jailso tem muito conhecimento em produção de leite à base de pastagem e todas inovações que ele nos traz são bem-vindas, pois sempre trazem bons resultados”, ressalta Roseli.

Roseli e Gilvanio Stock na propriedade com duas das três filhas do casal

Jailso explica que o curso está sendo realizado em cinco etapas. A primeira abordou conteúdo teórico e as demais vêm sendo desenvolvidas com práticas a campo, contendo os seguintes assuntos: economia da produção e educação financeira na atividade de bovinocultura à base de pasto;  análise de solo e recomendação de adubação, forrageiras de alto potencial produtivo, sobressemeadura, peletização de sementes, silagem, pré-secado e feno de forragens; manejo sanitário e calendário sanitário de rebanho;  conforto e ambiência animal, sistema silvipastoril, manejo de pastagens para alta produtividade, sistema baseado em pastagens. Na última etapa, que será realizada em 30 de setembro, terá uma visita técnica ao município vizinho de São Martinho para acompanhar uma propriedade com inovações em bovinocultura de leite à base de pasto.