Previsão climática indica verão com chuva abaixo da média em boa parte de SC

O documento ressalta que a chuva será mal distribuída em todas as regiões neste verão

0
344

O verão em Santa Catarina será de chuvas abaixo da média em boa parte do estado e temperaturas acima da média principalmente no Oeste. Segundo o boletim de previsão climática da Epagri/Ciram, esta região deve enfrentar nos próximos três meses chuva abaixo da média climatológica. No Meio-oeste, Planalto Sul, Planalto Norte e Alto Vale do Itajaí a chuva fica próxima a abaixo da média. Já no Litoral, Médio e Baixo Vale do Itajaí a chuva deve permanecer próxima a acima da média.

O documento ressalta que a chuva será mal distribuída em todas as regiões neste verão. Os dias ensolarados do Oeste ao Planalto seguirão frequentes. Por outro lado, no Litoral e Vale do Itajaí a variação de nebulosidade será mais presente, com episódios de chuva devido à circulação marítima (transporte de umidade do mar para continente), especialmente em janeiro.

Os meteorologistas destacam que nesta época do ano, sobretudo em janeiro, é alta a incidência de temporais com raios, granizo e ventania em SC. Por vezes ocorrem acumulados significativos de chuva em curto espaço de tempo. Por isso, a Epagri/Ciram recomenda o acompanhamento diário dos boletins e informações disponibilizados no site.

A temperatura deve ficar entre próxima a acima da média climatológica em SC entre janeiro e março, sendo o Oeste a região com maior probabilidade de temperatura acima da média. No Litoral o calor deve ficar próximo à média climatológica.

As massas de ar quente serão frequentes e duradouras, com pelo menos três ondas de calor, caracterizadas por dias consecutivos de temperatura alta, inclusive no período noturno. Essas massas de ar devem ser mais secas no Oeste, aumentando o risco de incêndios na região.

Médias históricas

Em janeiro e fevereiro o regime de verão já está estabelecido e as chuvas convectivas (de curta duração) ocorrem com mais frequência entre a tarde e a noite, e por vezes na madrugada. A média mensal de janeiro é de 150 a 210 mm do Oeste ao Planalto e no Litoral Sul, e de 170 a 250 mm na Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte. Em fevereiro, a média mensal é de 150 a 190 mm no Oeste e Meio-oeste, de 130 a 170 mm nos Planaltos Sul e Norte e Vale do Itajaí, e de 170 a 250 mm no Litoral.

Em março as chuvas de verão (convectivas) diminuem e, principalmente a partir da segunda quinzena, as frentes frias chegam com maior frequência ao Sul do Brasil, sendo responsáveis pela maior parte da chuva em SC, com média mensal variando de 110 a 150 mm do Oeste ao Planalto e Vale do Itajaí, e variando de 130 a 210 mm no Litoral do Estado.

No verão diminuem as condições atmosféricas para formação de ciclones extratropicais no litoral Sul do Brasil, com condições mais favoráveis à formação dos ciclones subtropicais no litoral do Sudeste.

O fenômeno La Niña deve continuar atuando durante os meses de verão, com pico máximo em janeiro, perdendo força e entrando em neutralidade nos meses de outono, que começa no dia 20 de março, às 12h33.

:: Confira AQUI a íntegra da previsão climática