Casan apresenta resultados preliminares da Operação Verão no SENGE-SC Conecta

Os resultados são frutos do planejamento da Empresa, que tem focado nas melhorias operacionais e obras

0
236

A Operação Verão 2021/2022 de CASAN apresenta até agora resultados muito positivos, tanto na avaliação da presidente da Companhia, engenheira Roberta Maas dos Anjos, como do seu diretor de Operação e Expansão, engenheiro Joel Horstmann.

Os resultados são frutos do planejamento da Empresa, que tem focado nas melhorias operacionais e obras para vencer os desafios do período de maior consumo de água e geração de esgotos no Estado.

Os dois participaram na noite desta segunda-feira (10) do debate Senge-SC Conecta, promovido no YouTube pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado de Santa Catarina.

As principais ações da Companhia para minimizar os efeitos da estiagem e do alto consumo durante a temporada, que colocam o sistema de abastecimento de água à prova nos municípios do Litoral catarinense, foram apresentadas e detalhadas aos participantes do encontro virtual.

“O planejamento é imprescindível. Terminada a temporada de 2020/2021, já começamos a planejar a atual Operação Verão”, explicou a presidente.

Roberta destacou que a temporada tem sido até agora uma das mais equilibradas para a CASAN e sua equipe técnica. Na Capital, houve dificuldades em casos pontuais, por conta do vandalismo. “Tivemos um problema no bairro Carvoeira, que conseguimos contornar em questão de horas. Houve furto de fios de energia e nossas válvulas foram fechadas, esvaziando reservatórios”, afirmou.

Nas praias da Ilha, que recebem grande número de visitantes desde o Natal, a Operação Verão tem trazido retorno de segurança para moradores e turistas. “Problemas históricos que tínhamos em anos anteriores, como falta de abastecimento na Praia Brava e Praia do Forte, não motivaram qualquer reclamação nessa virada de ano. Passamos o período de Réveillon, que é nosso momento mais crítico, de forma confortável”, acrescentou Roberta.

O maior desafio para a CASAN nos primeiros dias de 2022 foi o abastecimento de Balneário Barra do Sul, no Litoral Norte de Santa Catarina. O problema na cidade foi uma estiagem localizada, que causou dificuldades no abastecimento. “Lá, a situação nos trouxe um alerta para o próximo ano. Começamos a planejar e já estamos executando ações para garantir a segurança hídrica da próxima temporada”, disse.

O diretor de Operação e Expansão detalhou os investimentos realizados nos municípios atendidos pela Superintendência Metropolitana de Grande Florianópolis, que chegaram a R$ 19,6 milhões.

Falou também sobre as ações em cidades da Superintendência Sul/Serra, onde o foco foi Garopaba, que chegou a ter 115% de aumento populacional nos dias 1º e 2 de janeiro. As reclamações na cidade também foram mínimas. “Temos 19 poços para captação, mas só precisamos utilizar 16 no período, deixando três como reserva técnica. É fruto do planejamento que realizamos, e que também contou com as melhorias de rede no município”, afirmou Horstmann.

Foi a segunda live promovida dentro do projeto Senge-SC Conecta, que teve como mediador o engenheiro Carlos Abraham, diretor financeiro da entidade, e como debatedor Vinicius Ragghianti, presidente da Associação Catarinense de Engenheiros Sanitaristas (ACESA). O objetivo destes encontros é difundir e debater com a sociedade catarinense os assuntos da engenharia. O link para acompanhar o debate sobre a Operação Verão é https://www.youtube.com/watch?v=yF7eQcWdZEM&t=3747s

Fotos: Acervo CASAN