Associação filantrópica investe em pediatria catarinense

Neste mês de fevereiro, começaram as obras para reabertura da ala de queimados no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis

0
454
Criança sendo atendida no meio-oeste

O Salah Shriners foi criado em 2018, com o propósito de melhorar o atendimento pediátrico em Santa Catarina em quatro áreas: ortopedia, lesões na coluna medular, queimados e lábio leporino e fissura palatina.

O foco do Shriners é ser resolutivo para que os pacientes recebam os tratamentos o mais rápido possível e da forma mais adequada. “Muitas vezes os procedimentos precisam ser efetuados em outras localidades que não a de residência dos pacientes e as famílias não possuem condições para arcar com os custos. O Shriners também trabalha para viabilizar os atendimentos, incluindo o devido suporte operacional e logístico, como transporte e hospedagem”, explicou Luís Eduardo Silva de Barros, que é o Potentado (equivalente a presidente).

Neste mês de fevereiro, começaram as obras para reabertura da ala de queimados no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis, do qual a associação atuou na captação de recursos. O setor deve ser inaugurado no segundo semestre.

Já em Joinville, está sendo criada a Casa de Acolhimento de famílias de crianças portadoras de lábio leporino e fissura palatina, um espaço adequado para que as famílias de todo o Estado possam ter conforto, enquanto, as crianças estão em tratamento no centro de referência.

Além do atendimento individual das crianças, a associação filantrópica participa de dois projetos estruturantes para melhorar o atendimento pediátrico no Estado. Com apoio da ONG canadense Hacking Health, diversas ações foram realizadas, como a parceria com a Unochapecó no Oeste para atendimento e suporte primário a pacientes fissurados da região e a doação de cabine audiométrica para o Centro Prefeito Luiz Gomes, de Joinville, o “Centrinho”, o núcleo referência no atendimento aos usuários com lesões labiopalatais e de diagnóstico e reabilitação da deficiência auditiva.

O objetivo da Shiners é promover a benevolência. Há 22 hospitais no mundo, totalmente gratuitos. Atualmente, conta com 220 membros e a expectativa é encerrar o ano com mais de 300 membros.

Além de Luís Eduardo Silva de Barros, há outros seis membros na administração: Ivan Renato Corrêa de Moraes, Chefe Rabban (equivalente ao primeiro vice-presidente), Guilherme Morandini Wallner, Assistente Rabban (equivalente ao segundo vice-presidente), Osmar Luciano Oliveira Rodrigues, Sumo Sacerdote e Profeta (equivalente ao terceiro vice-presidente), Maurício Coelho Mafra, Guia Oriental (equivalente ao quarto vice-presidente), Mário Henrique Gonçalves Corrêa, Secretário, e Egon Rene Moraes da Silva, Tesoureiro. “Além da administração direta, trabalhamos ainda com nove diretorias Regionais e com dois comitês permanentes, o médico e jurídico”, explicou Silva de Barros.