Procissão Senhor dos Passos neste final de semana em Florianópolis

Depois de dois anos, procissão retorna para as ruas para sua 256ª edição

0
505
Fotos de arquivo de anos anteriores da Procissão – sábado a noite – transladação das imagens

A mais antiga manifestação religiosa de Santa Catarina, a Procissão Senhor dos Passos, acontece nesse final de semana, nos dias 02 e 03 de abril, em Florianópolis. Em 2022 a tradição chega a sua 256ª edição. Depois de dois anos de transmissões virtuais, em virtude da pandemia, este ano a Procissão será marcada pela celebração da vida. “Esse ano nós vamos realizar a Procissão da Esperança. Pela primeira vez na história do Nosso Senhor dos Passos ficamos dois anos sem sair com as imagens, estamos voltando para agradecer a fé e o povo sair na rua com muita gratidão, muita esperança”, destacou Rita Peruchi, vice-provedora da Irmandade Senhor dos Passos.

Há 256 anos, a Procissão do Senhor dos Passos ganha às ruas do Centro da capital catarinense como símbolo de fé e história. A festividade iniciou em 1766, após dois anos uma embarcação com destino a cidade de Rio Grande (RS), ter atracado na Ilha do Desterro trazendo a imagem baiana de Senhor Jesus dos Passos. Por uma vontade divina, assim acreditaram os católicos da Ilha, a vinda por engano da escultura que rememora o sofrimento de Jesus Cristo crucificado, se tornou símbolo de devoção. A imagem é atribuída ao escultor baiano Francisco das Chagas.

“Nestes dois anos, muitas vidas se perderam, muitas famílias tiveram sua estrutura ceifada e, 2022 será o ano de homenagearmos tantas Marias e Paulos que não venceram essa luta. Será o ano para agradecer pela ciência, por aqueles que incansavelmente dedicam sua existência para salvar vidas. E mais, será o ano de pedirmos, pedirmos pelo fim da fome, pelo fim da guerra, para que os homens de bem vençam aos homens de guerra. Como diz o canto, mesmo se a cruz pesada for, Cristo estará conosco, não podemos desistir da fé! E é essa fé que guiará nossos passos nos dias 2 e 3 de abril. Precisamos resgatar as famílias, os jovens, orar pelos enfermos”, destacou o coordenador da Procissão, Rogerio Laureano.

Os jovens estão cada vez mais envolvidos no processo e este ano com o apoio do irmão João Carlos Santana Filho. “Os jovens são importantes para a procissão para manter viva essa tradição de nosso estado, são os jovens o futuro da igreja, são eles que futuramente irão manter viva a chama de Cristo. Precisamos reunir cada vez mais jovens na Procissão Senhor dos Passos para nos unirmos e termos forças para mostrar que a única salvação é Cristo, para levarmos a todos os cantos do nosso estado que estamos firmes na fé e que o lugar do jovem também é em oração e devoção”, destaca João.

A organização reforça que serão seguidos todos os protocolos de saúde e segurança, em virtude do quadro pandêmico e que reforçará para que todos os participantes utilizem máscara. Além disso, reforça para que as pessoas evitem contato com as imagens, que reforcem sua fé em momento de adoração.

Momentos importantes

Alguns momentos marcam a tradição, como as missas que iniciam 10 dias antes da tradicional Procissão, a cerimônia da Lavação da Imagem, realizada sempre na quinta-feira que antecede o evento, realizada por crianças de até 7 anos simbolizando a pureza e na sequência os adultos secam a imagem. A cerimônia prepara o Senhor Jesus dos Passos para a saída às ruas. Rito ocorre quinze dias antes da Sexta-Feira Santa. As crianças passam um pano embebido em água perfumada nos pés, rosto e mãos da imagem. Esta água perfumada e benta é distribuída entre as pessoas que a procuram para a cura de algum mal. Distribuição é feita na Capela Menino Deus. Além disso, a Procissão do Carregador, que é realizada no sábado de manhã, no sábado à noite, a Procissão da Transladação das Imagens do Senhor Jesus dos Passos e da Nossa Senhora das Dores; e por fim, na tarde de domingo, a Procissão propriamente dita, que consagra o final dos festejos.

Alterações do trânsito

A Guarda Municipal e Polícia Militar farão fechamento de ruas para garantir o bom andamento do cortejo e a segurança dos fiéis.

Toda a Menino Deus, toda a rua Vulcão Viana, a rua Tiradentes e todas as ruas no entorno da Praça XV vão estar bloqueadas para estacionamento. A ideia é de que a Guarda Municipal antecipe esses bloqueios evitando que qualquer veículo estacione e atrapalhe a passagem da procissão.

Na sexta-feira, dia 01, no decorrer da noite, cones serão colocados nas ruas Menino Deus, Bulcão Viana, Tiradentes e no entorno da Praça XV de Novembro, para impedir o estacionamento de automóveis nestes locais.

No dia 02 de abril, sábado, o trânsito será interrompido a partir das 8 horas nas ruas que integram o trajeto da Procissão do Carregador: ruas Menino Deus, Bulcão Viana, Tiradentes, Ilhéus e Tenente Silveira (no trecho em frente a Catedral Metropolitana de Florianópolis). Após o cortejo, que deve durar em torno de 45 minutos, o trânsito será liberado.

No período da tarde, a partir das 18 horas, o trânsito será interrompido novamente nas ruas que fazem parte do percurso da Procissão da Transladação das Imagens do Senhor Jesus dos Passos e da Nossa Senhora das Dores. O trajeto é similar ao da Procissão do Carregador.

No domingo, dia 03 de abril, às 6 horas, as ruas Tiradentes e Bulcão Viana serão fechadas para que os fiéis façam a confecção dos tradicionais tapetes, decorados com motivos religiosos, alusivos à festividade. Às 14 horas, o ponto de táxi da Praça XV de Novembro será deslocado, para não prejudicar a evolução da procissão.

A imagem

Esculpida em madeira pelo baiano Francisco Chagas, a imagem de Nosso Senhor Jesus dos Passos estava originalmente destinada a uma igreja da cidade de Rio Grande, no Rio Grande do Sul (RS). Em 1764, o barco que a trazia fez escala para abastecimento na antiga Nossa Senhora do Desterro (Florianópolis). Após três tentativas frustradas em seguir viagem ao Rio Grande, devido às fortes tempestades, a tripulação tomou como sinal divino de que a imagem deveria permanecer na cidade, onde já havia recebido visitas nos dias que permaneceu no porto. Dois anos depois, em 1766 foi realizada a primeira Procissão.

A imagem representa a primeira queda de Jesus a caminho do Calvário. Em tamanho natural, tem o joelho esquerdo apoiado no chão e as mãos seguram a grossa cruz amparada no ombro esquerdo. A túnica de tecido roxo decorada com bordados dourados deixa a mostra os pés do Senhor dos Passos. No rosto escorrem suor e sangue, provocados pela coroa de espinhos que prendem os longos cabelos.

Os momentos da Procissão

– O trajeto: as imagens saem da Catedral Metropolitana de Florianópolis. A imagem do Nosso Senhor Jesus dos Passos e a Imagem de Nossa Senhora das Dores fazendo trajetos diferentes. O cortejo é aberto por um estandarte, chamado Guião, onde se lê a sigla S.P.Q.R. – Senado de Todo o Povo Romano – e segue, então, restituindo os passos do Calvário, numa representação da “Via Crucis”. Milhares de pessoas acompanham a Procissão. Integram o cortejo pessoas da comunidade representando as figuras de José de Arimatéia, Nicodemus, São João, Maria Mãe, Maria Madalena, Simão Cirineu, Três Beús e a Verônica, que acompanharam Cristo em direção ao Monte Calvário.

Nesse cortejo participam também os pagadores de promessas. No decorrer da Procissão, acontecem algumas paradas, chamadas de “estações da Via Crucis”. É neste momento que Verônica canta anunciando a dor de Cristo. Após o canto, a matraca (instrumento de madeira e ferro) é tocada e o seu som é o sinal para dar prosseguimento ao cortejo.

– Sermão do Encontro: após percorrer o centro da cidade as imagens retornam à frente da Catedral, acontecendo o Sermão do Encontro, com o Encontro das duas imagens: Senhor Jesus dos Passos – o Filho – e Nossa Senhora das Dores – a Mãe. É neste momento que acontece o “Sermão do Encontro”.

– Retorno para Capela Menino Deus: após o Sermão do Encontro as duas procissões se unificam e seguem em direção à Capela do Menino Deus, no Morro da Boa Vista, simbolizando o Monte Calvário.

Programação

Dia 30/03 – Quarta-feira

19 horas – Missa e Bênção do Santíssimo Sacramento

Local: Capela Menino Deus (Irmandade do Senhor Jesus dos Passos)

Dia 31/03 – Quinta-feira

9 horas – Missa e Administração do Sacramento da Unção dos Enfermos

19 horas – Missa e Bênção do Santíssimo Sacramento

Local: Capela Menino Deus (Irmandade do Senhor Jesus dos Passos)

Dia 01/04 – Sexta-feira

19 horas – Missa e Bênção do Santíssimo Sacramento

Local: Capela Menino Deus (Irmandade do Senhor Jesus dos Passos)

Dia 02/04 – Sábado

7h30 – Missa e Procissão do Carregador

18 horas – Missa em honra do Senhor Jesus dos Passos

20 horas – Transladação da Imagem do Senhor Jesus dos Passos e da Nossa Senhora das Dores da Capela Menino de Deus para a Catedral Metropolitana

Dia 03/04– Domingo

9h30 – Missa na Catedral Metropolitana com a participação da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos

16 horas – Procissão do Encontro das Imagens do Senhor Jesus dos Passos e Nossa Senhora das Dores.

Dia 04/04 – Segunda-feira

8h30 – Missa de Ação de Graças

Local: Capela Menino Deus do Hospital de Caridade