Contorno Viário: Camilo Martins cobra solução da Arteris após interrupção das obras

Empresa responsável pelo trecho Sul suspende o contrato e desmobiliza equipes.

0
478

Após tomar conhecimento que uma das empresas responsáveis pela finalização do Contorno Viário da Grande Florianópolis optou por suspender o contrato e deixar de realizar a obra, o presidente do Podemos de Santa Catarina e ex-prefeito de Palhoça, Camilo Martins, realizou duas reuniões com a concessionária responsável pela administração da BR-101 para cobrar a retomada dos trabalhos.

A principal preocupação com a paralisação temporária da obra é em relação ao prazo de entrega da obra completa, previsto para dezembro de 2023. “A concessionária nos informou que não haverá atraso na entrega da obra, e que já está em fase final a contratação das empresas responsáveis pelos túneis e construção do trecho rodoviário que compreende o emboque Sul e a BR-101”, revela Camilo Martins.

O prazo de conclusão para dezembro de 2023 foi firmado na justiça federal e prevê multa em caso de descumprimento. Camilo Martins, prefeito a época, lembra que precisou decretar situação de emergência na mobilidade em Palhoça, além de ingressar com a ação
na justiça cobrando a finalização do Contorno Viário e pedindo a construção da terceira faixa na BR-101, sentido Norte.

“A terceira faixa já é uma realidade e quem trafega pela rodovia sabe o quanto aliviou o trânsito mesmo nos horários de pico. A mobilidade precisava de uma ação de curto prazo antes mesmo de o Contorno Viário ficar pronto”, avalia o ex-prefeito.

O anúncio de suspensão das obras foi feito pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) no último dia 14. “Não vamos admitir mais atrasos. Vou seguir acompanhando, defendendo e lutando para que essa obra fique pronta o mais rápido possível”, finaliza Camilo Martins.