Hospital Universitário da UFSC comemora 42 anos de história

Entre lutas históricas, o HU nasceu a partir de conquistas dos professores da Universidade e hoje é uma referência no Estado

0
354

O Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC) completa 42 anos nesta segunda-feira com uma solenidade que dá início a uma série de comemorações durante todo o mês. A abertura oficial será no dia 2, às 9 horas, no auditório do HU, com a presença de representantes do hospital, da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e convidados.

Foram convidados para compor a mesa os representantes da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, da Superintendência, da Secretaria Estadual de Saúde, da Universidade Federal de Santa Catarina e da Associação Amigos do HU. Haverá homenagens para personalidades que marcaram a história do hospital.

Após a solenidade, os convidados e funcionários/servidores poderão confraternizar-se no refeitório do hospital. Entre as atividades do mês, está prevista a realização dos Jogos Internos do HU e uma oficina de cosméticos com plantas, organizados por profissionais da instituição.

As comemorações marcam uma história iniciada na década de 60, quando a instituição foi idealizada para atendimento nas demandas de ensino, pesquisa e extensão da UFSC. Este projeto foi consolidado em 1980, com a fundação do hospital que hoje é considerado uma referência para a região da Grande Florianópolis e no Estado de Santa Catarina, sendo o único hospital federal do Estado.

O HU-UFSC foi inaugurado oficialmente em 2 de maio de 1980, tendo como patrono o professor Polydoro Ernani de São Thiago, que dá nome à instituição.

O registro da primeira paciente internada no HU é de 1980. Na fase inicial, foram instalados os leitos de clínica médica e de clínica pediátrica com seus respectivos ambulatórios. Em seguida, foram ativados o Centro Cirúrgico, a Clínica Cirúrgica I e a UTI Adulto. Em 1995 foi inaugurada a Maternidade, com as unidades de alojamento conjunto, Centro Obstétrico e Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. A primeira criança nasceu em 1995

Atualmente a Maternidade do HU é reconhecida nacionalmente como Centro de Excelência em assistência obstétrica. Atuando nos três níveis de assistência, o básico, o secundário e o terciário, o HU é também referência estadual em patologias complexas, clínicas e cirúrgicas, com grande demanda na área de câncer e cirurgia de grande porte, nas diversas especialidades.

Outra característica importante do HU é o seu atendimento de Emergência funcionando interruptamente atendendo adultos e crianças em áreas separadas, em números crescentes. Em 2007 foi implantado o sistema de acolhimento e classificação de risco na Emergência, com inserção do HU no Sistema de Atenção Móvel de Urgência (SAMU).

Em 2010, a gerência do Ambulatório passou a ser do município de Florianópolis, responsável pela implantação do Sistema de Regulação (SISREG) e no mesmo ano foi instituído o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários (Rehuf), destinado à reestruturação e revitalização dos hospitais vinculados às universidades federais, integrados ao SUS. Em 2016, o HU passou a integrar a rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), hoje composta por 41 hospitais universitários.

O HU possui um ambulatório que atende em média 8.200 consultas especializadas/mês (médicas e demais profissionais de nível superior) sendo que o agendamento de consultas e exames são majoritariamente realizados via Sistema Nacional de Regulação – SISREG, do Ministério da Saúde, sob a responsabilidade da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

O hospital possui as emergências adulto, pediátrica e ginecológica/obstétrica, que realizam no conjunto uma média de 8.300 atendimentos/mês, variando com a sazonalidade e a situação das demais portas da Rede de Urgência e Emergência (RUE). Possui, ainda, credenciamento como hospital-dia.

Também é referência Estadual no atendimento de intoxicações e envenenamentos no Centro de Informação e Assistência Toxicológica de Santa Catarina – CIATox/SC, sendo uma parceria entre a SES/SC e a UFSC. Realiza em média 4.500 atendimentos/mês.

Conta atualmente com 212 leitos ativos disponibilizados para tratamento clínico e cirúrgico aos usuários do SUS. Realiza mensalmente em torno de 1.000 internações, 400 cirurgias e 200 partos.

Desde 2004 possui convênio com a Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina (SES/SC) pactuando serviços, atividades e metas nas áreas de atenção à saúde, além de atividades de ensino e pesquisa e atividades de aprimoramento e aperfeiçoamento da gestão hospitalar. Desta forma, disponibiliza seus procedimentos à Rede de Atenção à Saúde (RAS) mediante Instrumento Formal de Contratualização (IFC) e é referência estadual em diversas especialidades, com grande demanda na área de oncologia e cirurgias de grande porte.

Além da habilitação como Unidade de Alta Complexidade em Oncologia (UNACON) com Serviço de Hematologia, conta ainda com as seguintes habilitações em alta complexidade: nefrologia, atenção ao portador de obesidade grave, terapia nutricional, transplante de fígado, tecidos oculares humanos e pele, cirurgia vascular e procedimentos endovasculares extracardíacos, gestação de alto risco e implante coclear.

É reconhecido como Hospital de Ensino com credenciamento junto aos Ministérios da Educação e da Saúde, conforme Portaria Interministerial nº 285, de 24 de março de 2015. É campo para o desenvolvimento de atividades de ensino de graduação, sendo campo de prática para mais de 1.600 graduandos na área de saúde, pós-graduação strictu sensu e latu sensu, estágios curriculares e não curriculares. Os Programas de Residência ofertados no HU incluem a residência médica com 22 especialidades e a Residência Integrada Multiprofissional em Saúde com 3 áreas de concentração.

Participa do programa Telessaúde e Rede Universitária de Telemedicina (RUTE), contribuindo para a ampliação da Educação Permanente em nível local, regional, estadual e nacional. O Hospital é referência estadual/municipal para a avaliação de incorporação tecnológica na área de imagenologia.

A Gerência de Ensino e Pesquisa do hospital gerencia as atividades de ensino e os diversos projetos de pesquisa desenvolvidos no hospital. Por meio do Núcleo de Educação Permanente, tem guiado o processo de implantação da Política de Educação Permanente, assim como lidera a implantação do Escritório de Projetos de Pesquisa, atuando no fomento e alinhamento de pesquisa às necessidades assistenciais e de gestão da instituição. Atualmente 178 projetos de pesquisa estão em andamento, além de 73 projetos tramitando.

Para atender as demandas de atenção à saúde, campo de prática em ensino e pesquisa e atividades meio, conta atualmente com aproximadamente 932 servidores do Regime Jurídico Único, 740 empregados efetivos da EBSERH, além de empregados terceirizados para execução de serviços de apoio.

Em 2020, diante da maior crise já registrada na área de saúde, com a pandemia da Covid-19, o HU-UFSC-EBSERH implementou o Plano de Contingência, que consistiu na ampliação do número de leitos de UTI, criação de novo fluxo de circulação de pacientes e trabalhadores, estabelecimento de regras para o funcionamento das atividades durante a pandemia, além de organização para contratação temporária de equipes para atendimento a casos relacionados à pandemia. Neste sentido, respondeu mais uma vez com seu papel social, no atendimento das necessidades de saúde da população catarinense.