Prefeitura da Capital reativa Vigilante Mirim para atacar o mosquito Aedes aegypti

Projeto circulará pelas unidades escolares formando agentes para combater o transmissor da dengue, zika vírus e a Chikungunya

0
329

Com as chuvas de abril e com o crescente número de casos de dengue, a Secretaria de Educação de Florianópolis, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, reativa o projeto Vigilante Mirim. Estudantes da rede municipal de ensino irão se transformar em agentes de combate ao Aedes aegypti. Nesta semana, profissionais das duas secretarias estarão formando em unidades escolares os novos vigilantes mirins. O projeto conta com o apoio da Defesa Civil Municipal, Guarda Municipal e Polícia Científica (antigo IGP).

Na terça-feira (12), uma equipe estará na Escola Básica Municipal Vítor Miguel de Souza, em Itacorubi, às 8 horas da manhã e às 14 horas. Na quinta-feira (14), também nesses dois horários, a Prefeitura estará na Escola Básica Municipal José Jacinto Cardoso, na Serrinha. A campanha atenderá todas as escolas que solicitarem o projeto.

Serão realizadas atividades de uma forma didática e coletiva, por intermédio de conversa e exibição de vídeos aos estudantes dos quartos anos do ensino fundamental. O objetivo, conforme o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, é despertar na garotada o “espírito”, a missão da essência de um Vigilante Mirim, que é ser um multiplicador das ações e atitudes de prevenção e resposta no combate aos focos do mosquito transmissor da dengue, zika vírus e a chikungunya.

De acordo com o prefeito Topázio Neto, para redução dos riscos e consequências desta doença, o município tem que acabar com seu agente transmissor, evitando que eles se reproduzam em locais com água limpa e parada.

“É preciso que a comunidade escolar seja nossa grande parceira, e nos ajude a conscientizar da gravidade dessa doença e da importância de nos prevenirmos contra ela”.
Para Topázio, “nos prevenirmos da dengue não é difícil, basta cada um fazer a sua parte e é com esse intuito que propomos esse projeto nas escolas, apostando que as crianças serão nossos principais vigilantes mirins e multiplicadores desta cultura prevencionista”.

As crianças e educadores, relata o coordenador de Prevenção da Secretaria de Educação, Charles Schnorr, irão receber informações sobre as medidas que devem ser tomadas contra o agente transmissor das três doenças. “Se cada um replicar as informações para familiares e amigos, a vitória contra o mosquito fica cada vez mais próxima”, diz Charles Schnorr.

CONHECER O INIMIGO É ESSENCIAL

SINTOMAS DA DENGUE

Pode causar fortes dores de cabeça, febre alta com início súbito, dores fortes atrás dos olhos, perda do apetite, fadiga, dor nos ossos, manchas na pele, náusea, vômitos e tonturas.

SINTOMAS DO ZIKA VÍRUS

Febre baixa, coceira e comichão na pele, além de manchas avermelhadas e inchaço nas articulações. Se você estiver com esses sintomas, procure rapidamente o serviço de saúde mais próximo, para receber orientações médicas.

SINTOMAS DA CHIKUNGUNYA

A febre chikungunya é outra enfermidade causada pelo mesmo agente transmissor, ela possui sintomas semelhantes aos da dengue. A maior diferença é que as dores concentram-se principalmente nas articulações

TRATAMENTO DA DENGUE

Não há um tratamento específico, apenas ações que possam aliviar os sintomas. O importante é procurar o serviço de saúde, fazer repouso e ingerir muito líquido. É contraindicado tomar medicamentos sem prescrição médica.

TRATAMENTO DO ZIKA VÍRUS

Não há vacina contra o vírus. O tratamento é recomendado com base no uso de acetaminofeno (paracetamol) ou dipirona para o controle da febre e da dor. Não é indicado o uso de ácido acetilsalicílico, AAS, e outros anti-inflamatórios, devido ao risco de aumentar as complicações da doença.

TRATAMENTO CHIKUNGUNYA

Não há tratamento ou vacina específica para a doença. A febre e as dores articulares são tratadas com paracetamol e anti-inflamatórios. É recomendado o repouso absoluto, beber bastante água e não utilizar o ácido salicílico, AAS, devido ao risco de hemorragia.

PARA ACABAR COM OS FOCOS DO MOSQUITO FIQUE DE OLHO NESSAS DICAS

• Remova folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.
• Receba bem o agente da saúde e o agente de combate às endemias (doenças que ocorrem apenas em um determinado local ou região, não atingindo nem se espalhando para outras comunidades)
• Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira bem fechada. Não jogue lixo em terrenos baldios.
• Encha de areia, até a borda, os pratinhos dos vasos de planta.
• Entregue seus pneus velhos ao serviço de limpeza urbana ou
• guarde-os sem água, em local coberto e abrigados da chuva.
• Mantenha a caixa d’água sempre fechada com tampa adequada.
• Guarde garrafas sempre de cabeça para baixo.

DATAS DE FORMAÇÃO DOS VIGILANTES MIRINS

TERÇA-FEIRA-DIA 12 DE ABRIL
Horários: 8h e 14 horas
Escola: Vítor Miguel de Souza
Endereço: RUA Vítor Miguel de Souza, 186 – Itacorubi

QUINTA-FEIRA-DIA 14 DE ABRIL
Horários 8h e 14 horas
Escola: José Jacinto Cardoso
Endereço: Rua Marcus Aurélio Homem, 132 – Serrinha