Procon da Capital orienta redes de farmácia sobre aumento no valor de repelentes

A ação orientativa foi realizada após reclamações de aumento repentino no valor de repelentes em até 117%

0
277

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria de Defesa do Consumidor (Procon Municipal), realizou quinta-feira (14) ação em seis redes de farmácias para orientar sobre o aumento repentino e sem justificativa do preço dos repelentes. A operação foi realizada após reclamações de consumidores que alegaram aumento de mais de R$14,00 no valor do repelente, acréscimo de 117%, após o aumento de casos de dengue em Florianópolis.

O Município decretou epidemia de dengue na última terça-feira (12), após o aumento de casos do mosquito na Cidade. As ações contra a proliferação do Aedes aegypti foram intensificadas pela Prefeitura. Dessa forma, o Procon Municipal realizou recomendações às redes de farmácia para que não realizem aumento de preço sem justificativa de repelentes, levando em consideração a atual situação de emergência de saúde pública.

“Estamos realizando recomendações às farmácias para que não utilizem esse momento para aumentar sem justificativa o valor dos repelentes. Caso os estabelecimentos não sigam as orientações dadas pelo Procon Municipal, os locais estarão sujeitos a processo administrativo”, afirma o secretário Municipal de Defesa do Cidadão, Miltinho Barcelos.

Denúncias e reclamações podem ser feitas diretamente pelo site https://www.pmf.sc.gov.br/sistemas/procon/ ou e-mail fiscalizacao.procon@pmf.sc.gov.br ou no telefone (48) 3131 – 5320.