Governo do Estado lança Programa Qualifica SC que capacitará 5 mil trabalhadores

Com o programa, serão realizados cursos de capacitação para pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade de baixa renda

0
248

O Governo do Estado lança nesta segunda-feira, 16, o Qualifica SC, com vagas de cursos gratuitos para mais de 5 mil trabalhadores. Coordenada pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), a iniciativa vai oferecer mais oportunidades aos catarinenses e mão de obra qualificada para empresas do setor turístico, de serviços, gastronomia, tecnologia e outros, em Santa Catarina.

Com o programa, serão realizados cursos de capacitação para pessoas que vivem em situação de vulnerabilidade de baixa renda. Atrelado ao Programa Gente Catarina, nesta primeira etapa, serão atendidos os 61 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de Santa Catarina, posteriormente, será ampliado para todas as cidades do Estado.

“Gerar oportunidades e mão de obra qualificada é um dos objetivos do Governo de Santa Catarina. Somos um estado que tem a menor taxa de desemprego do país e estamos trabalhando para reduzir ainda mais esse número. Ao capacitar para oferecer mão de obra qualificada, facilitamos o ingresso ao mercado de trabalho, melhoramos os serviços prestamos e agradamos empregadores e o público. Fomentamos um ciclo ainda mais virtuoso na economia catarinense”, avalia o governador Carlos Moisés.

Para o secretário da SDE, Jairo Sartoretto, a capacitação é a chave para a mudança e novas oportunidades. “O mercado de trabalho em Santa Catarina está aquecido, com muitas vagas em aberto e, notamos uma grande necessidade de qualificação profissional. Por isso, o Governo de Santa Catarina proporciona mais de 5 mil vagas de cursos focados na demanda que temos e que irão resultar em mais oportunidades de emprego e fortalecimento da economia”, avalia.

Coordenado pela Diretoria de Empreendedorismo e Competitividade, o programa é feito em parceria com a Diretoria de Emprego e Renda, que coordena o Sine em Santa Catarina. Em uma ação conjunta, o caminhão do QualificaSC irá acompanhar a Caravana do Emprego que percorre as cidades catarinenses. Junto com as oportunidades de emprego, serão oferecidos os cursos de capacitação e serviços para a população.

“O objetivo da qualificação é suprir as oportunidades de emprego que não são atendidas por falta de qualificação técnica, bem como, preparar a população catarinense para as mais variadas oportunidades de trabalho que se apresentam em nosso estado’, explica o diretor Diego Goulart.

O coordenador do Programa, Adílio Anísio, explica que as vagas de capacitação serão igualmente distribuídas pelas seis regiões do estado (Sul, Serra, Oeste, Norte e Vale do Itajaí e Grande Florianópolis), podendo ser remanejadas, caso tenha fila de espera em uma região e sobra de vagas em outra. “A prioridade é de acordo com os municípios que demandam mais atenção ao desenvolvimento econômico e que estão relacionados com baixo IDH, mas, a princípio que ocorram demandas em outras regiões e sobras de vagas na cidade prioritária, iremos fazer o remanejamento”, explica.

Os cursos presenciais serão feitos em parceria com a Uniasselvi e os virtuais na modalidade EaD com o Instituto Mix. São diferentes áreas, envolvendo o setor de turismo, eventos, tecnologia, alimentação, beleza, construção civil, idiomas e gestão empresarial. Primeiramente, será na modalidade à distância e, posteriormente, presencial.

:: Inscrições para os cursos presenciais neste link ou aqui

:: Inscrições para os cursos EAD neste link.

Gente Catarina

O Qualifica SC faz parte do Gente Catarina, que pretende elevar o índice de desenvolvimento humano das 61 cidades com menor IDH do Estado. O Governo do Estado reservou um valor de pouco mais de R$ 1 milhão no orçamento do programa de capacitação que terá como foco as pessoas de baixa renda. “O Qualifica SC vem para somar com o conjunto de ações do Gente Catarina nos municípios de baixo IDH e que contribuem para o desenvolvimento e novas oportunidades para a população”, destacou o coordenador do Programa, tenente-coronel Frederick Rambusch.