Homem investigado por estupro em Florianópolis é preso

A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão temporária contra um investigado suspeito de ter praticado o delito previsto no artigo 213 do Código Penal (estupro consumado)

0
402

Na tarde de segunda-feira (30), a Polícia Civil, através da 6ª Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Florianópolis, cumpriu um mandado de prisão temporária contra um investigado suspeito de ter praticado o delito previsto no artigo 213 do Código Penal (estupro consumado). O homem atuava como motorista de APP de transporte.

Durante um trecho efetuado sem registro no aplicativo respectivo, o motorista perguntou para a passageira se ela gostaria de trabalhar com massagens e, mesmo diante da negativa dela, parou o veículo em local ermo, desligou os faróis, travou as portas, e praticou a violência sexual no interior do veículo. Após o crime, o motorista ordenou à vítima que não contasse os fatos a ninguém, pois ele sabia endereço de trabalho e residencial dela e que voltaria.

A mulher vítima procurou o hospital de referência e recebeu os tratamentos de praxe, procedeu ao registro da ocorrência e foi submetida aos exames periciais pertinentes.

A 6ª DPCAMI/PCSC identificou o suspeito do crime, reuniu informações, bem como o seu reconhecimento pela passageira da corrida, e representou pela prisão temporária, que foi decretada pelo Judiciário. O veículo usado no crime e o telefone celular do motorista foram apreendidos e serão submetidos à perícia a fim de averiguar outros vestígios.

O investigado está no Presídio da Capital e o inquérito policial será em breve concluído e enviado à Justiça. Caso haja outras vítimas de crimes cometidos com semelhante modus operandi, é preciso que se faça contato com a 6ª DPCAPMI (Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso) no bairro Agronômica, em Florianópolis.