Cardiologista alerta sobre os perigos do tabagismo

Cigarro é inimigo poderoso do sistema cardiovascular.

0
235

O tabagismo é, reconhecidamente, um dos principais fatores de risco para doenças pulmonares, como o enfisema, e está diretamente associado ao desenvolvimento de alguns tipos de câncer. Além disso, o fumo tem impactos danosos sobre o coração e o sistema circulatório.

“Tanto o Acidente Vascular Cerebral (AVC) quanto o infarto agudo, tem como causa a Isquemia, que ocorre pela interrupção do fluxo sanguíneo causado por uma obstrução de artérias do cérebro ou do coração. E o que o cigarro tem a ver com isso? O tabaco, seja ele consumido na forma de cigarro, charuto ou cachimbo, gera lesões no endotélio – camada mais interna dos nossos vasos sanguíneos, o que aumenta a chance de arterosclerose e trombos”, diz o cardiologista e professor da Idomed Jaraguá do Sul, Bruno Penha.

Ele alerta também para o risco do uso dos cigarros eletrônicos, que tem a comercialização proibida no Brasil, mas que são cada vez mais populares entre os jovens. O funcionamento do equipamento, com combustão de compostos nem sempre bem especificados, expõe o organismo a uma variedade de elementos químicos que podem ser carcinógenos conhecidos ou citotóxicos.

“Em resumo, já é mais que comprovada a associação do tabagismo com o maior risco de AVC, infarto e morte cardiovascular. A boa notícia, é que o indivíduo que consegue parar de fumar reduz o risco de infarte pela metade após um ano livre do tabaco. Nunca é tarde para parar de fumar e melhorar a qualidade de vida.”, conclui o professor.