Com ampliação da seletiva, Floripa dá saltos em direção às metas lixo zero 2030

Na quarta (8), seletiva flex Floripa completou um ano e também nesta semana começou a seletiva de porta em porta em 31 ruas do Maciço do Morro da Cruz

0
286
Coleta seletiva de vidros

Floripa já é a capital que mais recicla, mas está dando saltos em direção às metas lixo zero 2030, aponta o secretário municipal do Meio Ambiente, Fábio Braga.

Na quarta-feira (8), informa, a Superintendência de Gestão de Resíduos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente completou um ano da coleta seletiva flex com resultados de impacto: 700 toneladas de resíduos orgânicos encaminhados à compostagem e 3 mil toneladas de vidro destinadas ao mercado da reciclagem.

Na quinta-feira (9), a Prefeitura de Florianópolis estendeu a coleta seletiva de materiais recicláveis de porta em porta às comunidades do Maciço do Morro da Cruz. Na primeira etapa, serão alcançadas pelo menos 31 ruas, nos altos do Horácio, Antão, Serrinha, Carvoeira e Trindade. Para isso, serão usados compactadores de menor porte, adaptados para coleta em áreas de difícil acesso. Nos locais onde o caminhão não consegue chegar, os zeladores ambientais vão informar aos moradores os pontos para onde podem levar os recicláveis.

Dois novos Ecopontos

Semana passada, começaram as obras de implantação dos ecopontos Rio Vermelho e Ingleses. Com investimento de R$ 410 mil, os equipamentos para entrega de resíduos sólidos volumosos e da construção civil deverão estar prontos em 180 dias.

As obras são reivindicadas pela comunidade há cerca de cinco anos, desde que começaram os estudos para identificação e liberação do terreno na Rua Cândido Pereira dos Anjos, antigo Travessão, e no terreno ao lado da subestação da Celesc, nos Ingleses. Com os dois novos ecopontos a rede da Smma passa a contar com sete unidades e a previsão é zerar o descarte irregular de resíduos na área do Parque Estadual do Rio Vermelho (Paerve) e na região dos Ingleses.

Novos PEVs de Vidro

Nas próximas semanas, a Prefeitura de Florianópolis amplia a rede de entrega voluntária de vidro para 147 pontos. Com a aquisição de 38 novos contentores, de 2,5 mil litros, serão implantados novos PEVs de Vidro no sul (9), norte (7), centro (7) continente (6) e leste (5). Quatro ficarão na reserva.

Desde o final de 2014, quando foram instalados os primeiros 10 pontos de entrega voluntária (PEVs) de vidro, estima-se que a reciclagem de vidro já chega a 30% do potencial em Floripa, de acordo com a Superintendência de Gestão de Resíduos da Smma. Toda produção da coleta seletiva da prefeitura é entregue para associações de catadores.

No caso do vidro, o aumento da coleta foi acompanhado pela valorização do preço de mercado. A tonelada de vidro passou de R$ 50 para R$190 e ainda faltam cacos na indústria. Com isso, aumenta o interesse na logística reversa das embalagens de vidro.

O vidro é material 100% reciclável e pode chegar aos patamares do alumínio. Hoje 98,7% das latas de alumínio distribuídas no Brasil retornam à indústria.

Seletiva flex de vidro

A seletiva flex Floripa adapta a coleta às características de cada bairro. O recolhimento só de vidro já é oferecido aos moradores do Itacorubi, Córrego Grande, Jurerê, Daniela, Canasvieiras, Ponta das Canas, Cachoeira, Brava, Canto do Lamim, Vargem Grande, Ingleses Norte e Campeche, aponta o gerente do Departamento de Coleta, José Vilson de Souza.

Também há um roteiro que atende 800 bares, restaurantes e padarias em vias gastronômicas do Centro, continente, bacia do Itacorubi, Lagoa, Santo Antônio e Sul da Ilha, Estreito e Balneário, explica a gerente da Divisão de Coleta Seletiva, Tamara Gaia.

Para participar, os estabelecimentos precisam adquirir contentor modelo europeu na cor verde.

Seletiva flex de orgânicos

A seletiva flex de orgânicos atende com caminhões satélites condomínios do Itacorubi, Córrego Grande e Trindade. Nesta quinta, passará a atender o Hospital Celso Ramos.

Pelo sistema de bombonas atende Monte Verde ( 22 pontos), Monte Cristo (17 pontos), Ribeirão da Ilha (17 pontos), Morro do Quilombo (17 pontos), Ratones (30), condomínios do Itacorubi (10), Cepon-SC e Jurerê Internacional.