Pedágio do Agasalho segue com pontos fixos para doação

Doações podem ser realizadas até o fim de junho.

0
186
Fotos: Jeferson Regis/Secom PMSJ

O Pedágio do Agasalho chega ao segundo ano com o total de 2.053 peças doadas em um único dia, na primeira ação da iniciativa, que aconteceu no último dia 11. Agora, as doações seguem disponíveis nos pontos fixos espalhados pelo município.

Foram arrecadados até o momento 819 peças femininas adulto e 222 peças masculinas para adultos; 516 peças feminino infantil e 155 peças masculino infantil, além de 4 edredons, 16 mantas, dois cobertores; dois cobertores infantis; 7 fronhas; dois lençóis; 7
toalhas de banho; 8 toalhas de rosto; 101 pares de sapatos, tênis e bolsas; 191 peças diversas, como meias e roupas íntimas.

“Ajudar quem precisa nesse inverno é importante, por isso estamos realizando essa ação, cuidando das famílias e pessoas que precisam desse serviço da Prefeitura”, lembra a primeira-dama do município, Sandra Mikulski.

Os pontos fixos de doação são: Prefeitura Municipal de São José; Câmara Municipal; CATI; Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) e Policlínica de Forquilhinha; Colégio Municipal Maria Luiza de Melo (Melão); CEM Profª Maria Iracema Martins de Andrade (Barreirão). Outros pontos fixos são os restaurantes do Centro Histórico, que têm horários diferenciados.

Apoio

Em parceria com a sociedade civil organizada, a finalidade do Pedágio do Agasalho é arrecadar principalmente roupas de inverno para doar às pessoas e famílias vulneráveis, visando ao enfrentamento das baixas temperaturas nessa época do ano. No último ano, a ação arrecadou mais de cinco mil itens.

A Secretaria de Assistência Social de São José tem diversas comunidades vulneráveis cadastradas e vai destinar as doações àquelas pessoas que mais necessitam. O objetivo é arrecadar cobertores, roupas de inverno e calçados que serão encaminhados para as pessoas em situação vulnerável e já assistidas pela Prefeitura através do CREAS, CRAS, Centro POP, serviço de convivência, setor de benefícios e abrigos que atendem crianças, adolescentes, pessoas com deficiência, mulheres, idosos e pessoas em situação de rua.