ACIF leva o debate sobre o sistema de transporte coletivo ao Comdes

Associação defende um modelo que reduza barreiras, permitindo competição e inovação.

0
200

Será que é possível um novo modelo de transporte coletivo na Grande Florianópolis? Como estabelecer novas maneiras de pensar o transporte coletivo e torná-lo mais livre, menos amarrado e com mais benefícios aos usuários? Estes foram alguns dos pontos levantados pelo presidente da Associação Empresarial de Florianópolis, Rodrigo Rossoni, aos membros do Conselho Metropolitano para o Desenvolvimento da Grande Florianópolis (Comdes).

Convidado para participar da reunião extraordinária do Conselho, na última sexta-feira,15, Rossoni abordou a importância sobre a reinvenção do transporte municipal e intermunicipal. “Os transportes coletivos já estavam sendo afetados anteriormente à crise de covid-19, mas a nova realidade intensificou os desafios, além de greves constantes e o fato de, desde anos 80, termos as mesmas operações sem nenhum tipo de concorrência são alguns dos fatores que podem – e devem – ser questionados através do diálogo”, ressaltou o presidente da ACIF.

Ainda de acordo com ele, o momento é de pensar em medidas alternativas para se atenuar alguns problemas e garantir melhorias sensíveis na qualidade do serviço.

“Trouxemos este debate ao Comdes, por entender a importância que o conselho tem em debater e ser protagonista em pautas relevantes para a Grande Florianópolis”, disse Rossoni.

O coordenador do Comdes, Antônio Marius Zuccarelli, afirmou que o assunto é de extrema relevância e oportuno. “Este é um assunto muito frequente em nossas reuniões. Agradecemos o interesse da ACIF em trazer o tema e se disponibilizar para participar deste processo de forma integrada, para que possamos pensar e trabalhar juntos nas
melhores soluções”, completou.