Segundo dia do Encatho & Exprotel agita a ilha de Florianópolis

O segundo dia do evento mostrou que, "Se a palavra inspira, o exemplo arrasta"

0
158
Alexandre Weimer

Com a presença de pessoas de diversos estados do Brasil, o segundo dia do evento (esta quarta-feira – 27) sacramenta a importância de eventos técnicos e segmentados, como o Encatho & Exprotel, e evidencia o grande interesse de profissionais e empresários por atualização, qualificação e bons negócios.

Da abertura do credenciamento até o último minuto da movimentada feira de produtos e serviços, uma ampla programação, atraiu desde profissionais que buscavam qualificação e uma oportunidade de trabalhar no setor turístico, até empresários que viajaram milhares de quilômetros para traçar as novas estratégias para o desenvolvimento de toda cadeia produtiva.

Segundo o diretor-presidente da ABIH-SC, Rui Schürmann, “O atual momento pede que o poder público e a iniciativa privada unam forças para o desenvolvimento dos destinos e, consequentemente, das empresas que alí estão. Nós enquanto entidade representativa, trabalhamos em conjunto com as demais entidades do trade para mostrar a força deste setor, apoiando os empresários, oferecendo as melhores ferramentas, proporcionando conhecimento e antecipando tendências de mercado”, reforçou Rui.

O segundo dia do evento mostrou que, “Se a palavra inspira, o exemplo arrasta”. A arte do bem receber e encantar os turistas, um dos pontos que norteiam o turismo e a hotelaria, também foram destaque durante toda programação. Com muita atividade e um amplo ciclo de conhecimentos, os participantes tomaram parte em interessantes dinâmicas motivacionais, que deram o tom para motivar e inspirar todos a alcançar melhores resultados.

11º Simpósio de Governança, Manutenção e Recepção Hoteleira

Comitê de governança

Organizado pelo Comitê de Governança de Santa Catarina, a 11ª edição do Simpósio de Governança, Manutenção e Recepção Hoteleira movimentou a Sala Jurerê, reunindo no espaço governantas, camareiras, recepcionistas, gerentes e proprietários.

Ao longo do dia foram discutidos temas da mais alta importância na gestão de um estabelecimento de hospedagem desde os desafios no processo de recrutamento e seleção, até as estratégias mais assertivas para atrair, selecionar e manter talentos.

Entre os palestrantes, Luciane Pereira, pedagoga empresarial, falou sobre o impacto, a importância, os benefícios e as principais estratégias utilizadas para desenvolver os talentos.

De forma prática, a consultora em gestão de processos de higienização e limpeza, Kellen Denis, foi quem tirou os visitantes da cadeira e apresentou ferramenta de interação e engajamento da equipe.

Fornecedores como Realgems, Wier e Harus subiram ao palco para apresentar as principais soluções para os profissionais e as novas tendências tanto em limpeza e desinfecção, quanto em amenities e produtos.  Dicas e orientações de como diluir e utilizar os produtos, evitando desperdício e otimizando o tempo dos profissionais.

Segundo Kellen, “O Simpósio cumpriu o seu papel de capacitar os profissionais, e superou as expectativas do público, levando temas importantes para essa nova fase da  hotelaria. Uma operação que busca por uma gestão mais humanizada, com olhar mais atendo para desenvolver as competências do seu colaborador”.

E como projeto, o comitê lançou para o ano de 2023 um curso técnico para desenvolver líderes para a governança hoteleira.

Tenha o A&B como um importante diferencial do seu hotel, potencialize seus lucros e reduza seus custos

Durante a palestra, Raphael Busato, especialista em A&B e Satisfação dos Hóspedes, falou sobre a importância desse setor na composição da receita do hotel, e de como ele pode atrair e fidelizar clientes.

Na sua avaliação, nesta fase pós-pandemia, o setor de A&B desempenhará papel fundamental, agora com os hotéis totalmente abertos. “É importante discutir como o A&B vai se comportar, como dever ser a estrutura, e como passar experiência para essa equipe, e como buscar as melhores tecnologias para trazer excelência para esse setor”, explica.

Para o especialista, treinar a equipe, automatizar processos e investir em tecnologias que aumentam a eficiência e geram mais lucratividade são passos fundamentais na operação.

Além disso, a orientação foi para o gestor abusar de técnicas que despertem o desejo e as sensações do seu hóspede, através de aromas, experiências e sabores, fazendo com que ele se sinta extremamente à vontade para consumir seus produtos.

Pare de falar em inovação. Primeiro arrume sua cama

Pelo visto tem muita gente que precisa aprender a fazer o básico: arrumar a cama. A palestra do especialista em Marketing e Vendas, Alexandre Weimer, foi uma das mais movimentadas. O especialista explicou que antes de mais nada, organização e foco é o que precisamos para entregar aos hóspedes algo além do mínimo esperado. Para ele, essencial numa organização é fazer o simples, bem feito.

“O simples, geralmente assusta as pessoas, e as pessoas deixam de fazer, mas o simples é fundamental”, explica. Para ele, é essencial fazer tudo com amor. “Não necessariamente amor pelo que se faz, mas pelo resultado que traz. Dar o seu melhor para ter um resultado que te realize e inspire a continuar fazendo o melhor”, afirma.

Alexandre Weimer também falou sobre a importância de conhecer e antever os desejos do seu cliente, descobrir formas de atender às mínimas expectativas, levando-o a conhecer melhor e consumir mais produtos e serviços no hotel.

Energia 360 – Energia mais barata & sustentável ao alcance de todos

O tema referente à sustentabilidade em hotéis, empresas, comércios e indústrias nunca esteve tão em alta. Cada vez mais, o desenvolvimento sustentável vem se destacando em diversos segmentos e áreas. Isso porque, 6% do custo de um hotel é gasto com energia elétrica.

Dentro desse escopo, os especialistas apresentaram aos participantes do painel os diferentes caminhos que levam à uma energia mais barata e sustentável. Eles também mostraram que esses caminhos não são necessariamente excludentes, mas sim complementares.

Nos últimos 12 meses, o setor hoteleiro e de serviços em geral liderou ações com objetivo de reduzir os custos com energia, seja promovendo a migração para o Mercado Livre de Energia ou investindo em usinas solares.

O espaço foi uma grande oportunidade para os participantes do painel conhecerem os benefícios que vão muito além da economia na conta de energia elétrica, consumido energia a partir de fontes renováveis e atenta às práticas ESG.

“Para cada cliente, seja ele corporativo ou doméstico, há uma solução específica em termos de energia com a possiblidade de investir em sustentabilidade, reduzir custos com segurança”, pontua o CEO da Vektor Energia, Sandro Bittencourt de Souza.

Painel LGPD: Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) na hotelaria: quais as mudanças para seu hotel?

A facilidade da comunicação online trouxe inúmeros avanços, permitindo que, cada vez mais, negócios fossem realizados via internet. Mas trouxe também incontáveis perigos, já que muitos dados pessoais acabaram ficando mais expostos e as pessoas vulneráveis às mais variadas modalidades de golpes e fraudes.

Justamente por este motivo foi criada a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), que entrou em vigor em agosto de 2020, e definiu diversas obrigações e procedimentos que precisam ser observadas pelo mercado como um todo, inclusive o setor hoteleiro.

O painel, mediado por Adriano Palma, CEO do Hotel Faial, contou com a participação dos panelistas Dr. João Paulo de Mello Fillipin, advogado especialista em comércio eletrônico e Henrique Barros Souto Maior Baião, também advogado, especialista em direito da economia.

Juntos eles discutiram as particularidades do setor e a forma com que se desenvolve uma operação diária do serviço de hospedagem para se chegar à melhor aplicação das normas da LGPD a qualquer estabelecimento do ramo da hotelaria.

Para o advogado Dr. Henrique Baião, “o assunto afeta diretamente a hotelaria, pela questão dos dados pessoais dos consumidores. A lei representa um desafio para o setor de hospitalidade, pois envolve uma série de processos complexos na sua implementação”, explica.

A ideia deste painel é apresentar casos práticos e fomentar a discussão em torno desse tema multidisciplinar, sobre que medidas preventivas e posturas que estão sendo tomadas nos mais diversos estabelecimentos, já que a lei é a mesma para todos os tipos de empreendimentos hoteleiros.

Já para o Dr. João Paulo  de Mello Filipin, também advogado, a LGPD tem uma interferência completa na operação hoteleira, dada a rotatividade de pessoas físicas que usufruem do serviço. A observação da lei envolverá todos os setores da empresa, como RH , Marketing, Gestão, entre outros.

Para ele, a não observação da lei tem consequências mais severas que a penalização por multa. “mais sério que a multa é o prejuízo imagem do estabelecimento e a possibilidade de demandas judiciais, que afetam terrivelmente a reputação do estabelecimento”, pondera ele.

Os pilares da geração da demanda hoteleira

Na parte da tarde foi a vez de Diego Corrêa, co-fundador da HSystem, e especialista nas áreas de marketing, vendas e negócios digitais, falar sobre geração de demanda hoteleira.

O profissional ressaltou que hoje, 85% do planejamento das viagens acontece exatamente pela internet, então os hotéis precisam estar vivos e pulsantes nesse meio para que sua marca seja vista e desejada.

Ele falou sobre as melhores práticas e oportunidades para melhorar o desempenho dos meios de hospedagem, além de dar dicas do que precisa ser feito para evitar os desafios que podem ser fatais para o resultado de um hotel.

Diego também ressaltou a importância de que o hotel tenha um profissional de marketing capacitado, antenado em todos os aspectos da realidade de comunicação atual.

Após esse ciclo interessante de informações, foi realizada a pausa para o almoço e na sequência  foi aberta a 31 ª Edição da Exprotel.

O  verde na hotelaria: paisagismo na experiência do cliente

Dando continuidade à ampla programação de aprimoramento profissional, a palestra sobre paisagismo, proferida pela arquiteta e paisagista Ana Trevisan foi mais um dos destaques.

A profissional ressaltou a possibilidade de se transformar as áreas externas dos hotéis em atrativos para clientes, fazendo com que eles se sintam ainda mais bem recebidos.

Lembrando que isso pode ser feito em todos os tipos de hotéis, desde um rooftop urbano,  a um hotel no campo ou na praia. Todo espaço pode ser transformado contemplando os mais diversos tipos de usuários.

O cenário do mercado de multipropriedade no Brasil

Beto Caputo, CEO da Atrio Hotéis, falou sobre uma modalidade de investimentos que vem crescendo fortemente no Brasil: o mercado de multipropriedades.

Esta modalidade de negócios mostrou um crescimento expressivo, mesmo durantes os mais de dois anos da pandemia. Segundo o palestrante, muitos hotéis e resorts, em construção ou sendo convertidos, chegarão ao mercado nos próximos anos, ampliando a oferta hoteleira em destinos consolidados e desenvolvendo novos destinos.

Ele explicou que o sistema de multipropriedade faz com que o interessado se torne dono de uma fração do empreendimento por um período específico de tempo durante o ano (com as responsabilidades inclusive fiscais sobre essa propriedade), ao contrário do time-sharing, onde a pessoa loca o espaço por tempo específico.

O especialista acredita que essa modalidade de hotelaria vai abrir espaço para empresas que se especializem na gestão dessa forma de operação.  Ele também tratou das oportunidades e desafios para a hotelaria com este crescimento e de como funciona a multipropriedade e como este mercado está evoluindo no Brasil e como isto afeta a hotelaria.

WhatsApp, Telefone e E-mail: A Nova Era do Atendimento Integrado na Hotelaria

Comunicação na era da tecnologia é uma arte. A integração dos canais digitais com telefonia e e-mail cria uma nova modalidade de gestão comercial de alta performance para equipes de reservas.

“Os clientes demandam respostas rápidas, se o seu hotel demorar para dar a informação solicitada, certamente perderá a venda. Por este motivo, usar com sabedoria e eficiência essas ferramentas é fundamental”, salienta Rodrigo Teixeira, CEO da Asksuite, que mostrou com exemplos práticos e casos reais de hotéis que transformaram dados e eficiência operacional em mais reservas diretas.

Na ocasião ele também apresentou a ferramenta de omnichannel para hotelaria, que permite integrar em uma só ferramenta todos os canais de comunicação, facilitando tanto a operação quanto a gestão do hotel.

Ele trouxe exemplos práticos de clientes que usaram seu chatbot para acompanhar o processo de atendimento de clientes que entraram em contato com o hotel por canais variados, e todo o contato foi unificado em uma ferramenta de gestão que mostrou todo o trâmite, integrando os diversos canais de comunicação em um dashboard.

“A ferramenta mostra claramente o quão multicanal é o nosso cliente, tanto na pesquisa, compra e no pós-reserva, o que permite ao gestor hoteleiro entender como o cliente se comunica e fechar todas as pontas do atendimento”, explicou o  executivo.

Como engajar pessoas para o sucesso do seu negócio. Uma abordagem prática

A relações públicas com especialização em gestão de pessoas, Lara Perdigão, discorreu sobre ponto mais importante no sucesso de qualquer empresa: O engajamento, ou seja, o comprometimento de sua equipe. Ela apresentou ferramentas para engajar as equipes e como fazer isso de forma prática.

“A palestra vem ao encontro e um levantamento que fizemos de como é preciso existir uma conexão do funcionário com o propósito do hotel. Ficamos todos muito  tempo presos em casa, e os funcionários também.  Há toda uma nova formatação de equipe, de funções e medos próprios que os gestores precisam trabalhar”, esclareceu ela.

A especialista explicou que o engajamento acontece quando os membros da empresa executam suas funções não porque devem, precisam ou faz parte de suas obrigações, mas sim quando entendem o vínculo que têm com a empresa.

CEO 360 – Diferenciação para novos resultados

Finalizando as palestras do dia, entrou em cena, o CEO do Empreende Brazil, Lucas Schweitzer, para explicar que o gestor moderno precisa ter à sua disposição ferramentas que lhe permitam inovar e desenvolver estratégias para se diferenciar no segmento em que atua.

Lucas explica que na nova visão empresarial todos são lideres de alguma coisa, seja você o proprietário, gestor ou líder de alguma tarefa. Ele pontua que comportamento empreendedor é quando todos tem uma visão de CEO, como se todos fossem donos do negócio.

“O CEO 360  busca uma visão mais estratégica da empresa, tem um olhar mais amplo de toda a corporação. E essa visão pode e deve ser desenvolvida por qualquer pessoa na empresa”.

Ele também pontua que “o maior desafio para a implantação do conceito CEO 360 está no engajamento das pessoas e na cultura da empresa. O CEO 360 tem uma visão mais completa da empresa, que pode levar à uma diferenciação quanto a concorrência”.

Em sua palestra ele deu diversos exemplos do marketing de diferenciação na prática e a  visão 360º aplicada de forma estratégica  na diferenciação e inovação de negócios.

Fórum de A&B

Um dos principais alvos da atuação do Sebrae/SC no turismo, é integrar a agricultura familiar e artesãos às empresas turísticas e de gastronomia, fortalecendo assim as governanças regionais, ampliando a experiência dos turistas nos destinos e promovendo inclusão e desenvolvimento sustentável.

O Fórum de A&B, focando em incentivar a inclusão e valorização dos ingredientes regionais na cozinha tanto do empreendimento, quanto na formatação de rotas turísticas foi um sucesso.

Tendo como mediação e moderação a consultora em gastronomia Bianca Antonini. O espaço contou com uma apresentação de Alan Claumann, do Sebrae, apresentando o Programa Origem Santa Catarina: Turismo Gastronômico e Indicações Geográficas. Ao todo, 15 IGs foram apresentadas.

Para quem ainda não conhece, o programa Origem Santa Catarina busca ordenar, organizar e revelar os produtos mais emblemáticos do estado, diversificar e fortalecer a oferta turística e a produção agropecuária e agroindustrial das organizações de produtores e empresas, fomentando o desenvolvimento sustentável dos diversos territórios catarinenses. No Brasil a legislação desse ativo da propriedade intelectual está em vigor desde 1996, e neste ano já há 89 registros de IGs. Em Santa Catarina são 116 municípios com pelo menos uma IG registrada.

O Fórum contou ainda com a presença da Ana Vieira que apresentou cases de sucesso na inclusão dos produtos regionais no café da manhã e refeição dos meios de hospedagem na Serra Catarinense. Da Natália Latrechia apresentando produtos e cases de sucesso do destino Rota da Amizade e, Nathália Bernardinetti, que mostrou um pouco do trabalho que vem sendo feito pelo Costão do Santinho, em Florianópolis, que incentiva a parceria dos produtores locais com a rede hoteleira e a criação de rotas, como é o caso do “Passeio das Ostras”.

O destaque ficou por conta da degustação dos produtos, que movimentou o estande do Sebrae-SC na Exprotel. “Queremos estimular novas experiências e sabores com produtos de procedência, que garantem visibilidade ao produtor e à região, e maior segurança aos consumidores, que estão cada vez mais exigentes”, afirmou Alan. No estande, o visitante encontrava queijos, vinhos, cachaça, mel e muito mais.

Reunião dos Gestores Municipais de Turismo movimentou o Encatho & Exprotel

Criado em maio de 2021, o Fórum Catarinense de Gestores Municipais de Turismo tem como objetivo o intercâmbio de ideias, projetos e estudos entre os municípios na área de turismo. A intenção é dinamizar a troca de informações relativas ao turismo entre os municípios, facilitando a busca de soluções de uma forma dinâmica e assertiva, tendo um espaço onde os gestores municipais possam pensar de forma coletiva, dedicando esforços à causa do turismo de Santa Catarina.

Com sala lotada, a reunião foi composta por uma abertura do presidente Vinicius De Luca Filho e, na sequência, Marcello Corrêa Petrelli destacou a importância da parceria da imprensa com os gestores municipais para o desenvolvimento dos destinos.

Dois outros painéis integraram a programação. O case Turismo em Curitiba/PR, com a presidente do Curitiba Turismo e vice-presidente da ANSEDITUR. Além do painel Consórcios de Municípios: criação, uso e benefícios, que contou com a presença da assessora de turismo do sistema AMURES-CONSERRA, Ana Vieira; da Gestora de Cultura e Turismo do Consórcio Intermunicipal do Médio Vale do Itajaí – CIMVI, Arlete Regilene Scoz e de Luiza Silva com o case do Quiriri.

Para os gestores de municípios de Santa Catarina que atuam na área de turismo e desejam se unir ao grupo, basta entrar em contato pelo Instagram:  instagram.com/forumtursc, pelo e-mail vinidelucca@gmail.com  ou pelo WhatsApp (48) 99609-0204.

Outros destaques da programação também envolveram a Assembleia da ABIH Nacional, o Programa INOVATUR e a Reunião dos Executivos das ABIH’s.

Lembrando que a programação continua ao longo do dia desta quinta-feira(28/07), último dia do evento.