Cidades Invisíveis promove bazar beneficente em Florianópolis

Ação vai ajudar famílias em situação de vulnerabilidade do Morro da Mariquinha e ocorre até domingo (21).

0
115

Sensibilizado com a situação delicada de famílias que vivem nas comunidades da Grande Florianópolis, o Cidades Invisíveis realiza o Bazar Beneficente com a venda de roupas de diversas coleções, no Multi Open Shopping, até domingo, dia 21 de agosto, das 10h às 22h. A venda dos produtos vai beneficiar famílias em situação de vulnerabilidade que vivem no Morro da Mariquinha, na Capital. Para acessar ao Bazar, é necessário levar um quilo de alimento não perecível, cuja arrecadação será destinada aos moradores da comunidade Frei Damião, em Palhoça, a meta é arrecadar uma tonelada de alimentos.

Essa é a primeira edição do Bazar, que oferece camisetas, vestidos, shorts, bermudas, toucas, chinelos e bonés de diversas coleções do Cidades Invisíveis, com preços populares e acessíveis a partir de R$19. A ação tem como objetivo apoiar a geração de oportunidades
para crianças, jovens e adultos de comunidades periféricas da região.

De acordo com Samuel dos Santos, idealizador do Cidades Invisíveis, além de arte, conhecimento e oportunidades, o instituto leva às pessoas de favelas, morros e periferias, alimento para prato e para a alma. “Enquanto projeto social, não podemos deixar de ver e ajudar essas pessoas que precisam, como elas não têm as mesmas oportunidades
que nós, é nosso papel fazer isso por elas”, conta.

Há 10 anos, o Cidades Invisíveis atua como agente de transformação social, já impactou milhares de pessoas com ações em Florianópolis, São Paulo,  Bahia e Rio de Janeiro, combatendo a invisibilidade de moradores das periferias. Tem como propósito ser os elos, que representam o compromisso com as pessoas que apoia; a ponte como abertura de um caminho entre colaboradores, lugares e pessoas que, normalmente, não estariam incluídos; e, por fim, ser o holofote, simbolizando a capacidade de iluminar e dar visibilidade para projetos e pessoas normalmente invisibilizadas.