Prédio abandonado é demolido em força-tarefa da SMDU e Secretaria do Continente

O processo para derrubada da estrutura estava tramitando na administração municipal desde 2019

0
406

A Prefeitura de Florianópolis promoveu mais uma ação demolitória nesta segunda-feira (15), desta vez na região continental da cidade. O processo para derrubada da estrutura estava tramitando na administração municipal desde 2019 e, baseada na Lei Municipal 707/2021, a Procuradoria-Geral do Município determinou a demolição sumária.

O trabalho foi coordenado pela Secretaria do Continente e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e contou com o apoio de profissionais da Guarda Municipal de Florianópolis, Fundação Municipal do Meio Ambiente e Comcap. A edificação possuía dois blocos com 4 pavimentos e mais de 2 mil metros quadrados de área construída na Avenida Almirante Tamandaré, S/N, esquina com a Travessa Aroldo de Pessi, no bairro Coqueiros.

Trata-se de um processo onde se esgotaram todos os prazos de defesa e de providências, já que o imóvel apresentava risco social. Segundo laudo emitido pelo setor de engenharia da Secretaria do Continente, a construção estava sujeita a invasões, uma vez que não havia tapume e nenhum sistema de segurança. Havia ainda a questão sanitária, com o acúmulo de lixo no local, que poderia ser usado como esconderijo pelos usuários de drogas.

Histórico – O imóvel estava abandonado há 19 anos e a Prefeitura de Florianópolis buscou, em diversas oportunidades, uma solução jurídica junto ao proprietário e a empreiteira responsável pela obra. Foram pelo menos sete notificações em vistorias in loco e diversos pedidos de providências, mas sem sucesso. O secretário do Continente, Guilherme Pereira, destacou que esse é um trabalho da Prefeitura de Florianópolis para evitar que prédios abandonados possam se tornar um local insalubre e perigoso socialmente. O secretário destacou ainda que há outros imóveis sujeitos a demolição sumária na região continental da cidade.