Prefeitura de Florianópolis inicia planos de manejo de sete unidades de conservação

Medida permite resguardar meio ambiente e dar gestão efetiva aos espaços protegidos

0
114

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente em conjunto com a Fundação Municipal do Meio Ambiente (Floram), deu início na quinta-feira, 11 de agosto, ao processo de elaboração dos planos de manejo de sete das 11 unidades de conservação municipais. De acordo com o secretário Fábio Braga, a medida é fundamental para resguardar o meio ambiente e assegurar a gestão efetiva dos espaços protegidos.

“A elaboração dos Planos de Manejo das unidades de conservação permitirá melhor compreender as peculiaridades e vocações de cada espaço, estabelecendo seu zoneamento e usos em conjunto com a população e conselhos gestores, para garantir a gestão eficiente e proteção das áreas protegidas”, aponta a superintendente da Floram, Beatriz Kowalski.

A assinatura de contrato com a empresa Geobrasilis para realização dos planos atende demanda histórica do município. “A elaboração dos Planos de Manejo primará pela participação popular e ampla transparência, para gestão efetiva das unidades de conservação e proteção aos recursos naturais da cidade”, garante Beatriz Kowalski.

Sete unidades atendidas

Nos próximos dias, com o início dos trabalhos, informa o secretário-adjunto da SMMA, Lucas Arruda, será definido cronograma das atividades. Serão contemplados os planos de manejo do Monumento Natural Municipal da Galheta, Monumento Natural Municipal da Lagoa do Peri, Parque Natural Municipal das Dunas da Lagoa da Conceição, Refúgio da Vida Silvestre Municipal Meiembipe, Parque Natural Municipal da Lagoinha do Leste, Parque Natural Municipal do Maciço da Costeira e Parque Natural Municipal Lagoa do Jacaré das Dunas do Santinho.

Hoje são 11 unidades de conservação municipais em Florianópolis. O Parque Natural Municipal do Morro da Cruz já possui Plano de Manejo e este será atualizado no âmbito do Conselho Gestor da Unidade de Conservação. A área do Parque Municipal da Ponta do Sambaqui será convertida em Parque Urbano, conformação mais adequada às características do espaço, com posterior definição de usos e diretrizes. Na sequência, serão feitos os planos de manejo do Parque Municipal do Manguezal do Itacorubi, área contígua ao Jardim Botânico de Florianópolis, no Itacorubi, e o do Revis Morro do Lampião.