Gilberto Gerlach entra oficialmente para a história do Município

Galeria inaugurada em homenagem ao historiador cinéfilo reúne desde um projetor antigo de filmes, medalhas a livros regionais de sua autoria.

0
54

O Museu Histórico de São José conta agora com um espaço dedicado à figura do historiador, cinéfilo e engenheiro civil Gilberto Gerlach, que contribuiu com a preservação e desenvolvimento do patrimônio histórico de São José. Escritor, pesquisador e membro da Academia Catarinense de Letras, Gilberto foi condecorado com a medalha de Mérito
Cultural Cruz e Souza e produziu as obras “São José da Terra Firme”, “Desterro – Ilha de Santa Catarina”, “Colônia Blumenau no Sul do Brasil”. Participou por décadas do festival de
Cannes.

O memorial foi inaugurado na última quarta-feira (21), às 17h30 min e reuniu família e amigos de Gilberto, o prefeito Orvino Coelho de Ávila e o secretariado. A irmã Elenita Gerlach enfatizou a abnegação do cinéfilo em preservar e desenvolver no Centro Histórico.

“É uma honra para a nossa família o Gilberto ter passado e nascido em São José; o nosso avô veio para cá, da família Gerlach, em 1890. Em 1912, nasceu o nosso pai; em 1916 nasceu a nossa mãe e em 1943 passamos por aqui, onde ainda vivemos a maioria no Centro Histórico. O Gilberto é um irmão amado, que deixou este grande legado”, destacou.

A superintendente da Fundação de Cultura e Turismo, Gilmara Vieira Bastos, relembrou do primeiro contato com o pesquisador. “Graças a Deus eu tive a oportunidade de conhecer o seu Gilberto; foi ele quem me recebeu no início da administração na casa onde ele era o
proprietário, atual Fundação de Cultura. Ele pediu para que a gente permanecesse com a Fundação e foi nossa vontade permanecer na estrutura. Foi um pedido espontâneo dele”, observou.

O prefeito Orvino Coelho de Ávila, que também conviveu com a figura do cinéfilo, se emocionou ao recordar de Gilberto. “Sei da importância que ele tinha e sempre terá para a cultura. Em nome do seu parceiro predileto, seo “Nini”, agradecer a tudo que deixaram, pois ‘um povo sem história não tem memória’, a preservação da história do município é a nossa obrigação” pontuou.

A nova galeria “Gilberto Gerlach” funcionará de maneira permanente no Museu. Os interessados poderão visitar gratuitamente o espaço e provar de um fragmento fundamental para a cultura municipal todos os dias.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome