MPF lança livro e exposição para celebrar o projeto Livroteca

O evento finaliza com êxito uma trajetória de entregas de bibliotecas colaborativas

0
86

No dia 7 de dezembro, às 17 horas, o livro “Livroteca MPF – Páginas de Cidadania” será lançado no Memorial do Ministério Público Federal. No evento, acontecerá também uma exposição de arte, com a presença dos artistas que participaram do projeto que inspirou a produção literária. A iniciativa, homônima ao livro, tem como objetivo levar dignidade e inclusão social às comunidades da Grande Florianópolis, por meio da arte e da literatura.

O mural grafitado atrás do prédio da Procuradoria da República em Santa Catarina, que faz divisa com a Vila Santa Rosa, motivou a criação do projeto Livroteca MPF – Páginas de Cidadania, que transformou refrigeradores inservíveis ao uso, através da arte, utilizando-os como bibliotecas colaborativas e alocando-os em comunidades vulneráveis. “A arte é um elemento de inclusão social e cidadania”, pontuou Daniele Escobar, procuradora da República e uma das coordenadoras do projeto. “O Ministério Público tem dever institucional de assegurar o direito das pessoas em situação de vulnerabilidade e buscar a inclusão social. Com este projeto, estamos fazendo isso através da arte, poesia e diálogo”, disse Daniele.

No ano em que o Ministério Público Federal em Santa Catarina celebra os 75 anos de instalação da instituição no estado, foram entregues quatorze livrotecas na Grande Florianópolis. As livrotecas foram instaladas em comunidade indígena, remanescente de quilombo, organização de acolhimento de migrantes e refugiados, APAE, centros comunitários que atendem pessoas em situação de rua e grupos de mulheres e crianças em situação de vulnerabilidade, entre outros locais. Essas entregas objetivaram a promoção do bem de todos, sem preconceitos e quaisquer formas de discriminação.

Ao longo de 2022, dezessete artistas customizaram quatorze geladeiras, que foram entregues para treze comunidades e uma foi alocada na sede do Ministério Público Federal. A exposição no MPF vai reunir quinze artistas participantes do projeto, com a curadoria dos artistas Gelsyr Ruiz e Gavina, que fazem parte da ACAP (Associação Catarinense de Artistas Plásticos) e customizaram uma das geladeiras. A exposição, assim como o projeto, celebra a diversidade – artistas consagrados e iniciantes vão dividir o mesmo espaço, com diferentes técnicas. Rica de Lucca falou: “fiquei muito emocionado pela oportunidade de participar do Projeto Livroteca. Meu trabalho flerta com temas primitivos, ancestrais e povos originários do mundo. Esse momento foi importantíssimo para minha trajetória. Vem para confirmar que esse é o caminho. A oportunidade encontrou a intenção. Sinto no coração ter sido um encontro de almas”.

Durante a abertura da exposição, será lançado o livro que conta a história das comunidades que receberam as livrotecas, com minibiografia dos artistas e fotos das geladeiras customizadas.

Serviço
Local: Memorial do MPF (Paschoal Apóstolo Pitsica, 4876 – Torre 1 – Agronômica – Florianópolis/SC)
Abertura: 7/12/2022
Horário: 17h
Visitação: 9/12/2022 a 14/12/2022 (13h – 18h)
Artistas: Alana Quatrolho, Ana, Bbel, Bruno Barbi, Gabriel Berka, Gavina, Gelsyrruiz, João Pedro Ribas, Luciano Martins, MAM, Myke, Rafael LEMAS, Rica de Lucca, Tina e Tuane Ferreira.