Procura por crédito pessoal cresce neste início de ano

Únilos, Cooperativa de Crédito da Grande Florianópolis, acompanhou uma variação de 76% de aumento por quantidade de contrato.

0
11
Crédito Pessoal - Banco de Imagens

O início do ano costuma ser uma época em que os gastos são mais elevados. No mês de janeiro, principalmente, aparecem aquelas temidas cobranças de IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, sem falar das contas rotineiras do dia a dia. Segundo dados divulgados pela Boa Vista, precursora do Cadastro Positivo, o número de registros de consumidores
inadimplentes fechou em 2022 em alta com 19,9% na comparação com o ano anterior. Em dezembro, foi registrada uma alta de 3,6%, e o indicador encerrou o 4º trimestre de 2022, 4,7% a frente da média observada no 3º trimestre do mesmo ano.

Para evitar começar o ano na inadimplência, muitas pessoas procuram por crédito pessoal [1] para quitar as dívidas, sair do vermelho e também para colocar seus projetos em prática. Isso porque as taxas do crédito pessoal são melhores e mais atrativas do que utilizar o cheque especial, por exemplo, ou até mesmo parcelar a fatura do cartão de
crédito, resultando em uma dívida ainda maior, com taxas muito mais altas.

Para Renato Cardoso, Coordenador de Crédito da Únilos – Cooperativa de Crédito, houve um crescimento significativo nesta procura. “Aqui na cooperativa conseguimos acompanhar uma variação de 76% de aumento por quantidade de contrato e 675% de aumento de valores com relação ao mesmo período do ano passado quando nos referimos a crédito pessoal. As pessoas vêm até nós porque sabem que oferecemos taxas mais baixas do que as tradicionais, com a possibilidade de escolher entre crédito rápido, empréstimos e financiamentos, regularização de dívidas e crédito direto nas lojas conveniadas.”, completa Renato.

No mercado de crédito, mesmo com o fraco crescimento do PIB projetado, o saldo das operações ativas e financeiras deve continuar em ascensão. Conforme a Pesquisa de Economia Bancária e Expectativas, da FEBRABAN, o saldo da carteira de crédito do sistema financeiro nacional deve crescer 8,4 % neste ano, mantendo o avanço mais intenso dos
empréstimos para pessoas físicas.

Planejamento financeiro em dia

O planejamento financeiro é fundamental para não sair do equilíbrio quando surgem as despesas no início do ano. Mesmo que a pessoa já tenha uma ideia desses gastos extras, fica mais fácil tomar melhores decisões financeiras quando elas têm tudo documentado em papel ou planilha digital.

Aqui separamos algumas dicas simples que podem funcionar neste planejamento:

* Organize uma planilha financeira para facilitar a inclusão e exclusão das pendências;
* Inclua na planilha as despesas de início de ano, além das cobranças extras, o valor e a forma de pagamento (se à vista ou parcelado);
* Priorize pagar tudo à vista, como o caso de IPTU que tem desconto em parcela única ou em até duas vezes;
* Estabeleça limites de gastos para compras de material escolar, viagens e presentes. Inclua esse limite na planilha financeira!
* Cuidado com os gastos por impulso, coloque prioridades;
* Construa uma reserva de emergência a longo prazo;
* Se sobrar dinheiro depois de pagar as dívidas, use-o para quitar empréstimos e financiamentos para conseguir descontos e reduzir o tempo de dívida.

Deixe uma resposta

Faça um comentário:
Digite o seu nome