Empreendedorismo é ampliado na Feira da Freguesia

A partir de março, um novo edital vai passar a valer para os interessados em exibir e comercializar os produtos

0
121

A rotina de Mara Vilvert, moradora do bairro Picadas do Sul, começa com a produção dos materiais duas semanas antes da realização da Feira da Freguesia, que acontece no Centro Histórico de São José. O biscuit aplicado na madeira, gera peças decorativas, que transformou a vida dela. Hoje, Mara vive apenas da venda do artesanato em feiras.

“Estudei há 25 anos na Escola Profissional de São José. Depois, fui aperfeiçoando os trabalhos do biscuit com a madeira”, conta Mara.

Há nove anos, no segundo domingo de cada mês, ela exibe as peças para venda. O lucro gira em torno de R$ 1.500,00. Mas não é só o lucro que atrai a artesã à Feira da Freguesia. O contato com as pessoas e o ambiente são importantes, diz. “Essa é a melhor feira que faço. É boa pelo ambiente, um evento familiar e pelo público que reúne”, ressalta.

A partir de março, um novo edital vai passar a valer para os interessados em exibir e comercializar os produtos

PROGRAMAÇÃO

A próxima edição da Feira da Freguesia terá como tema especial o Carnaval da Família. Nesta edição, o público vai conferir a apresentação especial da Escola de Samba Jardim das Palmeiras, que teve origem no bairro Forquilhinha. A escola fará uma homenagem ao Theatro Adolpho Mello, por meio de uma cerimônia de entrega de um quadro que ficará guardado no teatro.

Na programação, haverá a apresentação de bandas, danças e lançamento de um personagem surpresa, que será revelado alguns dias antes da realização da folia. Outra atração de Carnaval já garantida na Feira é o cortejo do Bloco Vento Sul, no domingo.

Sábado, dia 11 de fevereiro, a folia está garantida das 16h até as 22h e no domingo (12/02), a festa acontece das 11h às 19h.

MUDANÇAS

A partir de março, um novo edital vai passar a valer para os interessados em participar da Feira da Freguesia. A novidade será a distribuição dos feirantes pela Praça Hercílio Luz e outras divisões. Serão 80 vagas para expositores no interior da praça; 75 vagas para exposição no entorno da praça; 34 vagas para a área gastronômica; uma vaga para veículo automotor e 4 vagas para área kids.

“O objetivo é organizar, tornar mais democrática a Feira da Freguesia de São José”, explica a secretária de Cultura e Turismo, Gilmara Bastos.

O edital terá 12 meses e será publicado no dia 1º de fevereiro, no diário oficial dos municípios e no site da Prefeitura.

Escola Jardim das Palmeiras vai levar o samba para a Feira da Freguesia

ORIGEM

O resgate do Centro Histórico e das tradições dos imigrantes josefenses, que auxiliaram no desenvolvimento da cidade, também deu origem à Feira. As famílias vindas dos Açores, se instalaram no entorno da Praça da Igreja Matriz, atualmente conhecida como Hercílio Luz. Ali começava a freguesia de São José da Terra Firme, criada em outubro de 1750, pelo Alvará Régio, e o crescimento de habitantes de origem açoriana no Município.

Criada em agosto de 2014, a Feira da Freguesia conta hoje com cerca de 160 expositores de artesanato e gastronomia. A Prefeitura de São José, por meio da Secretaria de Cultura e Turismo, tem o objetivo de reforçar o empreendedorismo e a geração de renda, durante o segundo domingo do mês. Os produtos, na grande maioria, são produzidos pelos próprios expositores, que contam com a oportunidade para viver do artesanato e da gastronomia.

Destinada à exposição e venda de artesanato e artigos e artefatos de uso doméstico ou pessoal, manufaturados ou semimanufaturados, tendo como objetivo o incentivo à cultura, exposição e comercialização da arte, artesanato e gastronomia regional, não sendo permitido produtos industrializados.

“Durante dois anos, por causa da pandemia da covid-19, não aconteceu a feira, e o retorno foi muito bom, já que a feira é um evento para a família e me deu boas amizades”, revela Mara.