Divisão de Proteção Animal indicia homem que agrediu cachorra com roçadeira em Palhoça

O caso ganhou repercussão porque a cachorra foi severamente agredida com uma roçadeira, por indivíduo não identificado à época dos fatos

0
140

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Proteção Animal da Grande Florianópolis, concluiu investigação de crime de maus-tratos qualificado contra cão, ocorrido no final de março de 2023, em terreno localizado no bairro Barra do Aririú, em Palhoça.

O caso ganhou repercussão porque a cachorra foi severamente agredida com uma roçadeira, por indivíduo não identificado, o qual a deixou no local agonizando por quase dois dias. Com a mobilização em redes sociais de protetores da região, o animal foi submetido a atendimento médico-veterinário, inclusive com cirurgia de reconstrução da face, e colocado em lar temporário para posterior adoção.

Ao tomar conhecimento dos fatos, a Divisão Especializada efetuou diligências e identificou o suspeito, o qual veio a confessar o delito em interrogatório audioviosual, sendo indiciado pelo crime qualificado de maus-tratos a animal. O inquérito policial foi remetido ao Poder Judiciário.