Hoje é quarta-feira, 24 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioECONOMIAApartamentos compactos para locação, nova aposta do mercado imobiliário de SC

Apartamentos compactos para locação, nova aposta do mercado imobiliário de SC

De acordo com o mais recente relatório do Índice FipeZAP, nos últimos 12 meses, imóveis com um quarto registraram uma valorização acima da média, +5,64%, enquanto os apartamentos maiores apresentaram uma alta relativamente menor

De acordo com o mais recente relatório do Índice FipeZAP, nos últimos 12 meses, imóveis com um quarto registraram uma valorização acima da média, +5,64%, enquanto os apartamentos maiores apresentaram uma alta relativamente menor. De fevereiro de 2023 a fevereiro de 2024, o valor das unidades com dois dormitórios subiu 5,09% e os de três, quatro ou mais dormitórios, 5,20%.

Com relação ao preço médio de venda, a diferença é ainda mais significativa. No último mês, o metro quadrado dos imóveis com um quarto chegou a R$ 10.358. O valor é cerca de 30% maior do que o preço/m² de uma unidade com dois dormitórios que, segundo a pesquisa, não passou de R$ 7.902/m², e supera também o preço dos imóveis com três quartos que ficou em R$ 8.502 e os de quatro que a média por m² fechou em R$ 10.115.

O valor maior do metro quadrado em unidades com apenas um dormitório reflete uma realidade cada vez mais percebida no mercado imobiliário: o aumento da procura por este tipo de moradia. Para Fabrício Pavesi, arquiteto especialista no mercado imobiliário do litoral norte, mesmo com a alta registrada no preço do metro quadrado, os imóveis com um dormitório são ótimas oportunidades para quem quer investir, realizar o sonho da casa própria ou ter um imóvel para veraneio.

“Os imóveis com um dormitório que vão desde studios e flats a apartamentos compactos são um ótimo investimento, especialmente no litoral, região que é o sonho de consumo de muitas pessoas. Estas unidades têm um valor de venda mais baixo, condição de pagamento estendida, mas agregam valor às construtoras e registram alta rentabilidade para os moradores e investidores”, ressalta Fabrício.

O especialista explica ainda que isso ocorre porque, enquanto um apartamento convencional, com dois ou três quartos, tem valor de lançamento de R$ 9 mil a R$ 10 mil o m², um studio ou flat é lançado na média de R$ 11 mil a R$ 12 mil o m², agregando mais valor à construtora e, mesmo assim, sendo mais acessível para o cliente. Uma unidade de 40 m² a R$ 11 mil o m² custa em torno de R$ 440 mil, valor que praticamente não é encontrado hoje no mercado imobiliário do litoral norte catarinense.

Além de ser estratégico para a construtora por atingir um público maior e, provavelmente, resultar em vendas mais rápidas, este tipo de produto, por ser de valor mais baixo, gera uma rentabilidade de locação maior para o investidor. “Um studio de 40 m² é possível fazer uma locação com um valor muito similar a um apto de 70 m², tanto anual como temporada. Como a diferença de preço de locação é pequena, mas o valor da compra é expressivo, o investidor tem uma rentabilidade maior”, explica Fabrício Pavesi.

Novos empreendimentos

Fabrício destaca ainda que este novo perfil de moradia deve ser cada vez mais explorado na região. Sócio da ARK Permutas e da Viabilizze, consultoria especializada para incorporadoras, o especialista comenta que recentemente desenvolveu, em parceria com AR+ Incorporadora, o Paradise Beach Home, no bairro Vila Nova, em Porto Belo.

Das 162 unidades do empreendimento, 115 serão studios de 40 m² com sacada e churrasqueira que devem ser lançados à venda ainda esse ano, com faixa de valores entre R$ 280 mil a R$ 440 mil. Além dos aptos mais compactos, o empreendimento de 31 andares terá ainda 47 apartamentos de 2 suítes com sacada e churrasqueira, e 1.500 m² de área de lazer.

De acordo com Alessandro Dornelles, da AR+ Incorporadora, a escolha por projetar um edifício com 80% de studios ocorreu, principalmente, pela alta demanda por este tipo de produto e pela praticidade de locação.

“Após pesquisa no mercado entendemos que há um déficit grande de locação na região, por isso o preço do aluguel é tão alto. Desta forma, lançamos este empreendimento diferenciado, com a maioria das unidades com 1 dormitório pensando exatamente na locação diária ou mensal, ideal para quem quer investir, e uma ótima opção de aluguel para quem quer privacidade, conforto e opções de lazer em um mesmo lugar”, destaca Alessandro Dornelles.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa