Hoje é quarta-feira, 24 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALBares de Florianópolis competem no maior concurso de botecos do Brasil

Bares de Florianópolis competem no maior concurso de botecos do Brasil

Estabelecimentos falam sobre a expectativa e desafios de participar do Comida di Buteco, em sua sexta edição na cidade

Há sete anos Floripa está na rota dos melhores bares do Brasil. Pela sexta vez, estabelecimentos da região irão disputar o título de Melhor Buteco do Brasil até dia 28 de abril, trazendo para a região a importância da cultura como uma essência dos brasileiros, convidando a todos para conhecerem lugares e sabores caseiros, pois, afinal, a vida é feita de boteco. 

No circuito da Grande Florianópolis 28 estabelecimentos participam: Ara Beach Bar, Aukanaii, Balcão Mané, Basílio Steak House, Borogodó da Ilha, Boteco da Ilha, Boteco do Alemão, Botequim das Flores, Centro Social da Cerveja, Dona Jovem Bar, Gambarzeira, Giro Floripa, Morro das Pedras Bar e Restaurante, Nacanoa Oyster Bar, Oliveira Restaurante, Parador 714, Petiscaria Chopp e Prosa, Quinta 32, Quiosque do Mozo, Quiosque Fênix, Rufus Bar, Sufoco’s Bar, Tonho Boteco, Trapiche Bar e Wok You, todos na capital; Capitão Gaivota e Camarão Manezinho, em São José; e Bendito Boteco, em Palhoça. 

O lema da edição de 2024 é “Somos Todos Buteco” e convoca a grande e democrática comunidade botequeira a eleger o melhor buteco do país. Com esse slogan de campanha, o concurso, que comemora 24 anos de existência, sendo a 6ª edição de Florianópolis, reitera mais uma vez o boteco como um grande protagonista da sociabilidade brasileira e demarca a existência de uma “cultura de boteco”. De Norte a Sul do país, em todas as regiões, o público é convidado a se engajar nessa grande eleição nacional envolvendo mais de 1.100 botecos.

Os estreantes deste ano contam que estão com expectativa alta e acreditam chegarem ao pódio. Para Lucas Lisboa, proprietário do bar Gambarzeira, a expectativa é trazer mais clientes para a casa, principalmente aqueles que não conheciam, “Pensamos em um petisco inovador, e estamos entrando para ganhar”, conta Lucas. Marina Costa, proprietário do Borogodó da Ilha, confessa que apesar de desafiadora, a escolha do petisco não foi difícil, afinal, sabem que os clientes e amigos gostam de boa comida, bebida gelada e muito samba, “Queremos levar entretenimento e boa comida para os butequeiros”, completa ela. 

Thiago Miguel Coetter, um dos proprietários do bar Giro Floripa revela que o maior desafio do petisco foi incorporar a costela, carro chefe da casa, “O petisco representa não só o nosso estabelecimento, mas também como a cultura local, foi daí que surgiu a ideia de arepas, um prato muito consumido pelos turistas que visitam o Norte da Ilha. O proprietário do Basilio Steak House, Rubens André Girardi Argenta, está empolgado com o concurso, “somos os únicos participantes aqui do bairro Ingleses, vamos fazer várias campanhas de marketing para desenvolver a marca por aqui, estamos muito felizes e confiantes, e vamos buscar o título para participar da etapa nacional”, conta Rubens.

O Comida di Buteco é um concurso, e não um festival, elegendo o Melhor Buteco de cada circuito, e não o melhor petisco. O público e os jurados visitam os estabelecimentos para avaliar quatro categorias: atendimento, temperatura da bebida, higiene e petisco. Cada item tem um peso diferente nas notas, o petisco corresponde a 70% e as demais categorias 10% cada uma. A cada edição, a lista de botecos participantes altera 20% de sua base, gerando renovação e acirrando a competitividade.

O Comida di Buteco nasceu no ano 2000, na cidade de Belo Horizonte, como uma atividade promocional da extinta Rádio Geraes FM, feita para resgatar os estabelecimentos familiares e a cozinha local. Hoje, o concurso é feito em todo o país e  realizado em abril, simultaneamente em todas as cidades, demarcando esse período do ano como o mês de comemorar a cultura no Brasil. 

Desde de 2016, o concurso é realizado em duas etapas: a primeira etapa é local, onde a votação é feita pelo público e jurados da própria cidade. Depois de eleitos os campeões de cada circuito, um outro corpo de jurados visita e avalia os campeões para que seja eleito então, o Melhor Buteco do Brasil, que será conhecido e premiado no mês de julho, em uma cerimônia especial. 

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa