Hoje é sábado, 24 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALCadÚnico muda dias de atendimento ao usuário em São José

CadÚnico muda dias de atendimento ao usuário em São José

Às sextas-feiras serão destinadas a revisão dos cadastros feitos durante a semana, procedimento obrigatório para análise após cruzamentos de bases do Governo Federal

Publicidadespot_img

O Cadastro Único (CadÚnico) de São José, que funcionava em horário normal de expediente comercial, passa a partir deste mês a atender as famílias para inclusão, atualização, revisão ou transferências do Cadastro Único de segunda a quinta-feira. Às sextas-feiras, serão destinadas a revisão dos cadastros feitos durante a semana, procedimento obrigatório para análise após cruzamento de bases do Governo Federal.

Os atendimentos para agendamento ou tirar dúvidas serão efetuados, via contato telefônico ou presencial, de segunda a sexta-feira. As vagas de agendamento serão disponibilizados conforme as vagas na semana em curso ou para semana seguinte. O horário de atendimento na sede do Cadastro Único continua das 8h às 17h, por meio do telefone (48) 3288-5767 e 3288-5768.

Já no Cras de Forquilhinha o horário é da 8h às 14h, ou pelo telefone (48) 3288-5751. Os demais CRAS o atendimento e agendamento é realizado pela equipe da Sede. O endereço da sede do Cadastro Único é BR 101, KM 202, 3697 – Barreiros. Os documentos necessários são: formulário de cadastro, documento de identificação, CPF, comprovante de residência, comprovante de renda e número de inscrição imobiliária.

Mensalmente, são atendidas em média mais de mil famílias que procuram o serviço para sanar dúvidas sobre os benefícios vinculados ao Cadastro Único e solicitar documentos. A equipe do Cadastro Único/Bolsa Família, em parceria com as equipes dos Cras, atende bimestralmente cerca de 300 famílias em descumprimento de condicionalidades com a saúde e educação.

O CadÚnico é um instrumento que identifica e caracteriza as famílias de baixa renda, permitindo que elas tenham acesso a programas sociais do governo federal, estadual e municipal. Além de ser uma importante ferramenta para entender a vulnerabilidade social das famílias nos territórios e a partir disso, desenvolver ações, programas e projetos condizentes com a realidade social local. O acesso aos benefícios depende do perfil de cada família cadastrada e segue critérios previstos nas legislações e normativas da Assistência Social.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa