Hoje é quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioColuna da AMPEColuna da AMPE edição de 31 de janeiro de 2024

Coluna da AMPE edição de 31 de janeiro de 2024

Veja abaixo os principais assuntos da Coluna da Ampe, publicada quinzenalmente numa parceria da Ampe da Região Metropolitana de Florianópolis, com o Portal Informe Floripa

Publicidadespot_img

Ampe valoriza sua história com linha do tempo na sede da entidade

Quem for à sede da Ampe Metropolitana, no centro de Florianópolis, poderá visualizar a rica história da entidade que representa e defende os interesses das micro e pequenas empresas e dos MEIs da região. Fundada em 2010, a associação tem uma trajetória de lutas e conquistas em favor do desenvolvimento econômico e social dos municípios, em benefício dos empreendedores.

Para o presidente IvamMichaltchuk,”a história da Ampe Metropolitana também é uma fonte de inspiração e aprendizado para as novas gerações de empreendedores, que podem conhecer os desafios e as oportunidades que marcaram a atuação da entidade. Somos a voz e a força de quem empreende”.

“A preservação da história da Ampe Metropolitana é importante para valorizar a trajetória da entidade, que acompanhou as transformações do cenário empresarial e as demandas dos seus associados ao longo de seus 14 anos”, comentou o co-fundador e ex-presidente Piter Santana.

O trabalho da Ampe Metropolitana é essencial para garantir um melhor ambiente de negócios para quem empreende, gerando emprego e renda na região metropolitana de Florianópolis. A entidade oferece serviços e benefícios para os seus associados, como capacitação, consultoria, apoio ao crédito, networking, representação política e institucional, entre outros. A associação também atua em parceria com outras entidades e órgãos públicos para defender os interesses dos micro e pequenos empresários e contribuir para o fortalecimento do setor.

Empresários reclamam de problemas no sistema de notas fiscais da prefeitura

A Ampe Metropolitana enviouofício à Secretaria Municipal da Fazenda da Prefeitura de Florianópoliscobrando uma solução rápida para a instabilidade do sistema de emissão de notas fiscais de serviço.

Nos últimos meses, os empresários têm enfrentado dificuldades para emitir as notas fiscais, devido à lentidão, travamentos, erros, indisponibilidade e perda de dados do sistema. Esses problemas causam prejuízos financeiros e fiscais para as empresas, além de prejudicar a imagem e a credibilidade delas perante os clientes.

A associação solicitou um prazo para a volta à normalidade e se colocou à disposição para colaborar com a melhoria do sistema.

Informação importante para MEI que quer voltar ao Simples Nacional

Entre julho e outubro de 2023 a Receita Federal enviou Termos de Exclusão (TE) para os contribuintes que optaram pelo Simples Nacional, incluindo os MEIs que tinham dívidas com a Fazenda Nacional. Foram 6 milhões de avisos, dos quais 393.705 foram para os microempreendedores individuais. Os MEIs que deixaram o regime simplificado por não resolverem as pendências correspondem a 94,97% do total de TE enviados. Os contribuintes que saíram a partir de 1°/01/2024 podem pedir novamente a opção pelo Simples Nacional e Simei agora em janeiro de 2024, até o último dia útil (31), mas devem regularizar, no mesmo período, todas as dívidas mostradas no relatório depois do pedido, para terem sua solicitação aceita. O MEI que saiu do Simples Nacional e do Simei e quer voltar para esse regime, deve pedir a opção pelo Simples Nacional e outra opção pelo Simei. O contribuinte que não pedir sua entrada no Simples Nacional e seu enquadramento no Simei durante o mês de janeiro de 2024 não poderá fazer isso em outra data do mesmo ano, então, deve esperar até janeiro de 2025 para fazer seu pedido e ficar fora do regime durante o ano de 2024. Para tirar suas dúvidas, procure a Ampe Metropolitana.

Parcelamento da dívida ativa com desconto pode ser feita até 30 de abril

A Ampe Metropolitana alerta a todos os MEIs que até o dia 30 de abril os contribuintes que estão na Dívida Ativa da União podem negociar o débito com até 70% de redução nas multas e nos juros, além de parcelamento em até 145 meses. O desconto depende da capacidade de pagamento do devedor. Quem tiver menos condições de pagar terá os maiores abatimentos. O valor das parcelas previstas não poderá ser menor que R$ 25 para o MEI e R$ 100 para os outros contribuintes. Para mais orientações, entre em contato com a Ampe Metropolitana.

MEI: aberto prazo para entrega de declaração anual do Simples

Todo MEI tem que cumprir obrigações fiscais e fazer sua Declaração Anual do Simples Nacional (Dasn-Simei), mesmo que não tenha obtido ganho ou movimentado a empresa. Quem não faz a declaração ou faz o envio atrasado, paga multa. O MEI tem que informar as receitas originadas das atividades de comércio, indústria e serviços e se teve funcionário contratado no período. Com essas informações, o governo verifica a regularidade do negócio e atualiza corretamente seu banco de dados com o cenário do empreendedorismo no país. A DASN-SIMEI referente ao ano de 2023 deve ser feita por todo MEI que tinha o CNPJ ativo em 31 de dezembro de 2023. Se o faturamento anual passar o teto de R$ 81 mil, mas dentro do limite de R$ 97,2 mil (20% do teto máximo), será preciso pagar as guias DAS como MEI. Se tiver dificuldade para fazer a declaração ou no preenchimento de dados, procure a Ampe Metropolitana pelo whatsapp 48 99827-1414 ou e-mail comercial@ampemetropolitana.com.br

Programa Desenrola deve sair no início do ano

O lançamento da versão para empresas e MEI do Programa Desenrola deve sair no primeiro trimestre.A informação é do ministro do Empreendedorismo, da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, Márcio França. Segundo ele, o programa deve beneficiar cerca de 7 milhões de MEIs com dívidas com o governo, de um universo de 15 milhões no país. Amedida deve contemplar dívidas doPronampe.

ARTIGO

Inovação: uma ferramenta acessível a todos empreendedores

Por Silney Aquino

Empreendedor e Secretário da Ampe Metropolitana

Em minhas jornadas pelo universo das micro e pequenas empresas, tenho me deparado com uma visão recorrente entre empreendedores e empreendedoras: a crença de que a inovação é um privilégio das grandes corporações multinacionais. Esta percepção, frequentemente reforçada por cifras de negócios faraônicos, não poderia estar mais distante da verdade.

A inovação, mais do que uma palavra da moda no mundo dos negócios, é uma ferramenta poderosa de transformação que está ao alcance de todos. Ela representa a capacidade de repensar e reformular continuamente os processos, produtos e serviços de uma empresa, com o objetivo de melhor atender às necessidades dos clientes e otimizar operações.

Inovar não significa apenas adotar a última tecnologia ou criar produtos revolucionários; trata-se de cultivar uma mentalidade de melhoria contínua e criatividade na resolução de problemas cotidianos. Seja encontrando novas maneiras de engajar-se com seus clientes, aprimorando a eficiência operacional, ou desenvolvendo soluções criativas para reduzir custos, a inovação pode se manifestar de formas simples, mas impactantes.

Para que os empreendedores incorporem a inovação em seus negócios, aqui vão algumas estratégias práticas:

Observação e Escuta Ativa: mantenha-se atento às necessidades e feedbacks dos seus clientes. Muitas vezes, as melhores ideias de inovação surgem a partir da compreensão profunda dos desafios e desejos do seu público-alvo.

Cultura de Experimentação: encoraje uma cultura que valoriza a experimentação e o aprendizado contínuo. Pequenas mudanças em produtos, serviços ou processos podem levar a melhorias significativas.

Colaboração e Parcerias: busque colaborações com outras empresas, instituições de ensino e organizações do setor. Parcerias podem oferecer novas perspectivas e recursos para inovar.

Aproveitamento de Tecnologias Acessíveis: explore tecnologias e ferramentas disponíveis que possam otimizar operações, melhorar a experiência do cliente ou oferecer novos canais de venda e comunicação.

Educação Continuada: invista em formação e capacitação, tanto sua quanto de sua equipe. A atualização constante sobre tendências de mercado, ferramentas e metodologias de gestão pode inspirar novas ideias inovadoras.

A inovação não é um destino, mas uma jornada contínua de evolução!

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa