Hoje é terça-feira, 23 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALEducação da Capital capacita professores para o FloriParadesporto

Educação da Capital capacita professores para o FloriParadesporto

Projeto será implantado ainda no primeiro semestre para garantir acesso ao esporte de estudantes com deficiência

A Prefeitura de Florianópolis, por intermédio da Secretaria de Educação, irá implantar o FloriParadesporto na rede municipal de ensino. Conforme a secretária de Educação, Fabricia Luiz Souza, o projeto quer garantir a todos os estudantes, sem exceção, o direito às práticas corporais na rede regular de ensino, englobando o paradesporto, atividade física adaptada (APA) e esportes adaptados.

Para tanto, nesta semana, diversos professores de educação física passaram por formação. Entre os conteúdos, foram abordados: potencialidades da pessoa com deficiência e o capacitismo, classificação funcional no esporte paralímpico e deficiência física e seu perfil funcional. Outros temas foram bocha paralímpica e as práticas inclusivas na escola, atletismo paralímpico na escola, autismo , e Síndrome de Down e a deficiência intelectual na ginástica artística adaptada.

O FloriParadesporto será colocado em prática ainda neste semestre em 21 escolas básicas. Serão beneficiados estudantes com algum tipo de deficiência, que praticarão atletismo nas modalidades de corrida, lançamentos e saltos.

A bocha também foi incluída no projeto. A competição consiste em lançar as bolas coloridas o mais perto possível de uma branca (jack ou bolim). Os atletas ficam sentados em cadeiras de rodas e limitados a um espaço demarcado para fazer os arremessos.

Futuramente a natação poderá ser incluída. A Secretaria de Educação irá firmar convênio com a Universidade Federal de Santa Catarina para ofertar a modalidade na piscina da instituição de ensino. A UFSC, inclusive, é um centro de referência do Comitê Paralímpico (CPD).

“O projeto é uma política pública de inclusão. Todos sempre devem ter acesso à cultura, lazer e ao esporte”, frisou o secretário adjunto de Educação, Luciano Formighieri.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa