Hoje é segunda-feira, 24 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioADRIANO RIBEIROENTREVISTA EXCLUSIVA: Marcelo Brognoli, candidato à presidência do Creci/SC

ENTREVISTA EXCLUSIVA: Marcelo Brognoli, candidato à presidência do Creci/SC

Veja a entrevista exclusiva com Marcelo Brognoli, corretor de imóveis, candidato a presidente do CRECI-SC pela Chapa 01 (Pago Anuidade, Quero +Mudanças, +Soluções)

Marcelo Brognoli é um nome conhecido no setor imobiliário de Santa Catarina, candidato à chapa 1 nas eleições do CRECI-SC, dando continuidade à bem-sucedida gestão do presidente atual, Fernando Willrich. Com 50 anos de experiência como corretor de imóveis, iniciou sua carreira aos 16 anos na empresa familiar, chegando à presidência da Brognoli Imóveis.

Eleito presidente, se compromete a lidar firmemente com infrações graves, defendendo o combate ao exercício ilegal da profissão, promovendo a fiscalização orientadora para infrações leves. Suas propostas incluem o desenvolvimento da UniCreci-SC, ampliação da orientação jurídica e melhoria na qualidade do atendimento, além da criação dos Espaços Corretor + Hub em Santa Catarina.

“Para ter vida longa e próspera nos negócios, não há atalhos. Faça o que é correto”

Marcelo Brognoli, corretor de imóveis, candidato a presidente do CRECI-SC pela Chapa 01 (Pago Anuidade, Quero +Mudanças, +Soluções)

Confira a seguir com exclusividade a entrevista que concedeu ao Informe Floripa:

INFORME FLORIPA – O CRECI-SC tem 51 anos de história. Conte um pouco dos seus 50 anos de experiência como corretor de imóveis.

MARCELO BROGNOLI – Eu nasci dentro de uma imobiliária. Meu primeiro emprego foi com 16 anos de idade, como office-boy. Passei por todos os setores da empresa, atuei no exterior e cheguei a presidente da Brognoli Negócios Imobiliários, de Florianópolis. Sou associativista. Já presidi algumas instituições como a ABMI – Associação Brasileira do Mercado Imobiliário.

INFORME FLORIPA – Quais os principais ensinamentos que teve para sua vida pessoal e profissional ?

MARCELO BROGNOLI – Sem dúvidas, trabalhar com retidão e honestidade. Sem isso, nossa empresa não chegaria a quase 70 anos de história. Fazer as coisas da forma correta leva mais tempo para se ter sucesso, mas a carreira se desenvolve de maneira sólida e com credibilidade. Para ter vida longa e próspera nos negócios, não há atalhos. Faça o que é correto.

INFORME FLORIPA – Por que é candidato à presidência do CRECI-SC?

MARCELO BROGNOLI – Atuando como vice-presidente e diretor secretário do CRECI-SC, auxiliei o atual presidente, Fernando Willrich, a promover mudanças tão necessárias no Conselho. Estamos tornando o CRECI-SC parceiro do corretor, deixando para trás aquele padrão extremamente punitivo e cobrador, tornando-o mais orientador, que promove capacitação, benefícios e serviços aos corretores de imóveis.

INFORME FLORIPA – O que é a fiscalização orientadora implementada pela atual gestão?

MARCELO BROGNOLI – Não há porque autuar um corretor de imóveis por uma infração leve. Isso só gera papel e burocracia. Nos últimos dois anos emitimos mais de 10 mil notificações, orientando os corretores a corrigir infrações leves, sem abertura de processo disciplinar.

INFORME FLORIPA – Mas o CRECI continua a punir os maus corretores?

MARCELO BROGNOLI – Sim. As infrações graves praticadas por corretores de imóveis são tratadas com todo o rigor. Mais de mil processos disciplinares são abertos por ano e há emissão de multas, suspensão e cancelamentos de credenciais.

INFORME FLORIPA – Soubemos que em Lages o CRECI-SC conseguiu suspender o registro de um corretor de imóveis em menos de 90 dias. É verdade?

MARCELO BROGNOLI – Sim, é verdade. Tomamos conhecimento deste caso pela imprensa. Não havia nenhuma denúncia no CRECI contra este corretor. Estudamos o caso e entendemos que caberia o pedido de cancelamento, mas deveria ser feito pelo Poder Judiciário. Assim fizemos, o Ministério Público e o juiz concordaram com nossa tese e o magistrado sentenciou o corretor a perda do registro até o julgamento em primeira instância. Foi uma ação inédita em todo o Brasil na defesa da sociedade e de um mercado mais íntegro. Normalmente, uma cassação desse tipo leva cerca de 5 anos, mas conseguimos concluir em menos de 90 dias. Isso é incomum porque a Lei do Corretor não prevê medida cautelar, então o processo geralmente precisa ser finalizado para ter efeito. No entanto, neste caso, o juiz emitiu uma medida cautelar e suspendeu o registro até o julgamento de primeiro grau pelo judiciário. Essa punição rápida representa um mercado mais justo e confere mais credibilidade aos profissionais corretores de imóveis.

INFORME FLORIPA – E como o CRECI-SC combate o exercício ilegal da profissão?

MARCELO BROGNOLI – Pela primeira vez na história do nosso conselho autuamos mais pessoas por exercício ilegal da profissão do que corretores de imóveis credenciados. Entretanto, pela legislação, não cabe ao CRECI processar e julgar estes casos, pois trata-se de contravenção penal, cabendo ao Ministério Público. De forma, permanentemente encaminhamos esses casos ao MP-SC. Recentemente, conseguimos a condenação à prisão de um réu por exercício legal da profissão, no município de Brusque. A fiscalização do CRECI autuou-o por duas vezes. Fizemos a denúncia ao Ministério Público, que deu andamento no caso, tendo o juiz condenado o réu à prisão. É verdade que estes casos são exceções, porque a lei determina a aplicação de penas brandas. Mas já estamos trabalhando junto ao Congresso Nacional para tornar crime o exercício ilegal da profissão. Em breve, as condenações serão mais duras e isso contribuirá para a redução deste grave problema. Chega de exercício ilegal de porteiros e zeladores! Em breve reduziremos sensivelmente esse problema.

INFORME FLORIPA – Você fala em tornar o CRECI parceiro do corretor. Como fazer isso, sem que o Conselho perca a competência legal de defensor da sociedade?

MARCELO BROGNOLI – Uma questão não anula a outra. O CRECI-SC tem estrutura para punir os maus corretores e ser parceiro dos bons profissionais. Já estamos fazendo isso oferecendo orientação jurídica, Clube de Benefícios, muitos cursos e eventos de capacitação técnica de alta qualidade. As campanhas de valorização profissional também são muito importantes, pois esclarecem a sociedade dos riscos em fazer negócios imobiliários sem a presença de um corretor. Vamos conciliar e continuar cada vez mais fazendo do CRECI-SC um parceiro do corretor na defesa da sociedade.

INFORME FLORIPA – E quais as principais propostas da Chapa 1?

MARCELO BROGNOLI – Vamos seguir focado no desenvolvimento da UniCreci-SC, com cursos e eventos gratuitos de alta qualidade, na ampliação da oferta de orientação jurídica, da melhoria na qualidade do atendimento na sede e também de forma itinerante, na prevenção ao assédio no mercado imobiliário, além da criação dos Espaços Corretor + Hub, que servirão para networking, capacitação, atendimento e orientação nos municípios. Além disso, vamos propor ao Conselho Federal a criação de Programa de Bolsas de Estudo para corretores de imóveis.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa