Hoje é quarta-feira, 29 de maio de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioGERALFlorianópolis adere à Rede Nacional de Fomento à Integridade Privada

Florianópolis adere à Rede Nacional de Fomento à Integridade Privada

A Prefeitura de Florianópolis, por meio da Controladoria-Geral do Município, formalizou na quinta-feira, 19, a adesão do município à Rede Nacional de Fomento à Integridade Privada, coordenada pela Controladoria-Geral da União. O objetivo da Rede é ampliar a troca de informações, o intercâmbio de técnicas, normas, modelos e expertises de atuação, além de desenvolver projetos de estímulo à ética e integridade para o setor privado, tanto as grandes empresas como as micro e pequenas, que são a grande maioria no Brasil.

“O problema da corrupção extrapola a esfera pública e nenhuma solução será viável sem a participação efetiva do setor privado no enfrentamento desse tema. Por essa razão, há necessidade de conscientizar o setor privado sobre a importância de prevenir e detectar atos de fraude e corrupção, assim como incentivá-lo a adotar medidas de fortalecimento da ética”, explica o controlador-geral do município, Rodrigo De Bona.

Um exemplo é o Selo Pró-Ética, resultado da conjugação de esforços entre os setores público e privado para promover no país um ambiente corporativo mais íntegro, ético e transparente. O projeto foi lançado em 2010 pela CGU e o Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, e a primeira catarinense certificada foi a Dudalina.

A iniciativa consiste em fomentar a adoção voluntária de medidas de integridade pelas empresas, por meio do reconhecimento público daquelas que, independentemente do porte e do ramo de atuação, mostram-se comprometidas em implementar medidas voltadas para a prevenção, detecção e remediação de atos de corrupção e fraude.

“Com a participação de Florianópolis na Rede Nacional, a Prefeitura poderá incentivar uma maior participação das empresas da Capital do Estado, que tem um histórico de corporações com alto nível de competitividade, inclusive internacional, e poderão buscar também seu aprimoramento em temas de Governança, Sustentabilidade e Proteção do Meio Ambiente, de acordo com a Agenda 2030 e os princípios corporativos da ESG (Environment Sustainable Governance)”, finaliza o controlador.

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa