Hoje é quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioColuna do EditorJorginho sanciona Universidade Gratuita; Adeliana segue sem partido e outras notas

Jorginho sanciona Universidade Gratuita; Adeliana segue sem partido e outras notas

Governador sancionou o projeto Universidade Gratuita que foi uma das principais promessas de campanha; a ex-prefeita de São José, Adeliana da Pont não assinou ficha no PL durante o final de semana como era esperado nos bastidores e outras notas

Publicidadespot_img

Jorginho sanciona Universidade Gratuita

Nesta terça-feira (1/8), o governador Jorginho Mello sancionou duas leis que criam programas de assistência financeira para o Ensino Superior: o Universidade Gratuita e o Fundo Estadual de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior (Fumdes). O objetivo é democratizar o acesso ao ensino superior, gerando mais desenvolvimento em todas as regiões do Estado.

O programa, inédito no Brasil, tem potencial para revolucionar a educação superior em Santa Catarina na medida que atende muito mais pessoas e solucionará grandes demandas do mercado de trabalho por profissionais especializados. Além disso, traz retorno à população por meio de serviços prestados a órgãos públicos pelos estudantes e pelas universidades, como contrapartida do programa.

Uma das principais promessas de campanha do Governador, o Universidade Gratuita irá oferecer mais de 70 mil vagas gratuitas nas universidades comunitárias até 2026, mais de 28 mil somente no segundo semestre de 2023, com um investimento de R$ 217 milhões. Em 2026, serão cerca de 1,2 bilhão de investimentos.

“Não estamos falando aqui só de educação superior, que já seria uma grande conquista. Nós estamos elevando a régua da Educação, da formação profissional, do mercado de trabalho. E, considerando as contrapartidas, os reflexos se estendem a todo ensino nas nossas escolas. E isso sem falar nas universidades particulares e na devolução em forma de serviços à sociedade. É uma ação que só tem reflexos positivos e vai tornar Santa Catarina case nacional em ensino”, disse o governador Jorginho Mello.

Prefeito Itinerante

O prefeito Topázio Neto (PSD) iniciou nesta semana uma nova modalidade de administrar a cidade, que é uma espécie de Gabinete ou Prefeito Itinerante. Nesta semana, a partir desta terça-feira (1º), ele está despachando da Secretaria do Continente. O objetivo, além de se aproximar dos bairros e comunidade, é acompanhar de perto as ações de governo que não estão andando. Nesta terça, por exemplo, Topázio acompanhou de perto a questão da obra do Parque de Coqueiros, que se arrasta. A revitalização está com o cronograma atrasado. O prefeito fez contato com a empresa e pediu mais funcionários na obra. As próximas regiões a receber o prefeito serão o Leste, em seguida o Norte e por fim o Sul.

Prefeito Topázio nesta semana está despachando do Continente e esteve no Parque de Coqueiros, nesta terça (1)

Sem filiação

Expectativa no final de semana durante a passagem do Casal Bolsonaro por Florianópolis era por uma possível filiação da ex-prefeita de São José, Adeliana Dal Pont, no PL. Apesar de o convite ter sido feito pelo governador Jorginho Mello, o fato não se consumou. Nos bastidores dizia-se que isso poderia se transformar em realidade durante o Encontro do PL Mulher realizado no Stage Park, em Florianópolis.

Mas, Adeliana puxou o freio de arrumação. Do final de semana restou apenas uma foto que a ex-prefeita postou em sua rede social ao lado da ex-primeira-dama, Michelle Bolsonaro, feita na sexta-feira (28) durante encontro dos bolsonaros com lideranças do PL no Estado.

Adeliana com a ex-primeira-dama Michelle

Faltou combinar

Nos bastidores fala-se que o que melou a possível filiação foi a incompatibilidade de gênios entre a ex-prefeita e o ex-superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques, mapeado pelo bolsonarismo para ser o cabeça de chapa na disputa pela prefeitura de São José no ano que vem. Contudo, a chapa dos sonhos do governador Jorginho, seria Adeliana na cabeça e Vasques na condição de vice. Assim, faltou combinar com os russos, ou melhor, com os bolsonaristas. Diante do impasse, tudo ficou como está. A este colunista a ex-prefeita Adeliana confirmou que vai se filiar no PL, mas não neste momento.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber esse conteúdo no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Direitos políticos

Na verdade, é muito cedo ainda e falta muito tempo para as eleições de 2024. Todo o cenário político pode mudar em São José e ainda é cedo para pontuar quem serão os adversários do prefeito Orvino Coelho de Ávila (PSD), que vai à reeleição. Possíveis adversários hoje, podem se transformar em aliados daqui alguns meses. Outros, nem disputarão. O ex-superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Silvinei Vasques, por exemplo. Pode até nem disputar. Pode estar com os direitos políticos cassados, levando em consideração a quantidade de investigações que está respondendo por conta dos atos antidemocráticos deste ano e sobre as operações da PRF nas eleições de 2022.

Silvinei Vasques responde a várias investigações

Gastronomia

O vereador Adrianinho (Republicanos) enalteceu o fato de Florianópolis ter recebido o Título de Cidade Criativa concedido pela Unesco, no setor da Gastronomia. Ele apontou a importância dessa condecoração para impulsionar o setor econômico na Capital. O vereador sugeriu que a administração municipal elabore o Selo Floripa Cidade Criativa, visando identificar os estabelecimentos referências no setor. Para isso, ele apresentou um projeto de lei na Câmara, nesta semana.

Vereador Adrianinho (Republicanos)

O absurdo dos engravatados

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber esse conteúdo no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa