Hoje é quarta-feira, 12 de junho de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioColuna do EditorO time do César Souza Jr. no governo Topázio; Michel Schlemper em...

O time do César Souza Jr. no governo Topázio; Michel Schlemper em Brasília e outras notas

Núcleo duro que assessorou o ex-prefeito Cesinha Jr. agora está comandando a prefeitura no governo Topázio Neto (PSD); leia também sobre a importância da parceria com a iniciativa privada para o aniversário da Capital, título de Cidadão Honorário para Gilberto Gil é banalização da honraria e outras notas

O time do Cesinha Jr. no governo Topázio

Depois de seis anos o grupo político que comandou Florianópolis ao lado daquele que é considerado o pior prefeito da história da cidade, César Souza Júnior (PSD), voltou ao poder municipal. O novo contexto político deu uma chance para que provem que ruim era o prefeito, não a equipe. Pesa a favor o atual prefeito Topázio Neto (PSD) ter se mostrado bem melhor que seu correligionário. Ao menos os primeiros meses de seu governo indicam isso.

Com as recentes mudanças de secretariado, o núcleo duro de Topázio é praticamente o mesmo de seis anos atrás. O Chefe de Gabinete, Ronaldo Freire e o secretário da Casa Civil, Carlos Eduardo de Souza Neves (o Mamute) ocuparam vários espaços no governo Cesinha; além de Zena Becker, hoje na Casa Civil. O atual governo também tinha remanescente daquele governo anterior, Everson Mendes, que deixou recentemente a Secretaria de Administração.

É bom lembrar que, do time do Cesinha, não estão sendo aproveitados na atual gestão apenas membros no núcleo decisório. Há também muitos na ponta, na execução dos serviços. É o caso do secretário de Limpeza e Manutenção Urbana, João da Luz e agora mais recentemente o recém nomeado secretário de Transportes e Infraestrutura, Rafael Hahne, que substituiu Valter Gallina, que foi descansar na Europa depois de ocupar por anos o cargo. Hahne, para quem não se lembra teve como principal obra a reforma do Mercado Público (inclusive a instalação do ‘teto retrátil’).

Também é do time do Cesinha o atual secretário de Turismo, Cultura e Esporte, Edmilson Carlos Pereira Junior, que à época era vereador e dava sustentação ao governo na Câmara, além de outras lideranças que ocupam cargos e função de segundo e terceiro escalão.

Com um prefeito dinâmico e que quer mostrar serviço, terão todos a chance de provar que sabem e conseguem entregar um governo bom para a nossa Capital. A prova final de avaliação será aplicada em outubro ou novembro do ano que vem, nas urnas. Parafraseando o ex-prefeito Gean Loureiro: “bora trabalhar”.

Mais mudanças

A Secretaria da Fazenda de Florianópolis tem uma nova secretária. Michele Patricia Roncalio substitui Leandro Domingues, e comandará a Secretaria após a sua nomeação que ocorrerá nos próximos dias. Ela será a primeira mulher a chefiar a Secretaria da Fazenda de Florianópolis na história.

Michele é mestre em Contabilidade pela UFSC, onde possui também graduação em Ciências Contábeis. Profissionalmente, atuou como contadora da Fazenda Estadual de Santa Catarina de 2004 a 2019, quando se tornou secretária adjunta da pasta e permaneceu na função até o fim de 2022.

A nova secretária da Fazenda de Florianópolis trabalhou ainda como Diretora do Tesouro Estadual. Também foi pesquisadora de diversas áreas de gestão pública e contabilidade, além de Conselheira do Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina. É alinhada ao governador Jorginho Mello (PL).

Outras mudanças

Leandro Domingues, que acaba de deixar o comando da Fazenda, assume o comando da Secretaria de Administração no lugar de Everson Mendes, que se desligou da Prefeitura. Na Controladoria-Geral do Município, Sady Beck Jr. é o novo controlador-geral adjunto e Rodrigo de Bona assume como controlador-geral.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber esse conteúdo no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Michel em Brasília

O vice-prefeito de São José, Michel Schlemper esteve nesta semana em Brasília. Entre outras agendas ele foi acompanhado do deputado federal, Carlos Chiodini e da senadora Ivete da Silveira, ambos do MDB, em uma audiência com o ministro das Cidades, Jader Barbalho filho, onde foi tratado das novas diretrizes do programa Minha Casa Minha vida. “Uma reunião importante que buscamos participar para nos anteciparmos a fim de implantar o programa aqui em nosso município”, disse o vice-prefeito.

Iniciativa privada

Fundamental essa parceria com a iniciativa privada para a realização de eventos. Em Florianópolis, o prefeito Topázio Neto (PSD) está sabendo capitanear muito bem. Talvez o fato de vir da iniciativa privada o torne o elo mais eficiente para conectar investidores e empresários às necessidades da cidade. A programação do aniversário de 350 anos da Capital mostrou bem isso. Forte prestígio de dirigentes empresariais na coletiva de imprensa no gabinete do prefeito, nesta semana. A Maratona Cultural, arcabouço com ampla quantidade de shows e eventos é uma prova dessa união de esforços. Quando se anunciou o show de Gilberto Gil, ‘os cornetas’ da cidade já apontaram o dedo: quem vai pagar? de onde sairá o dinheiro? Questionando se a prefeitura pagaria. Quando descobriram que o show faz parte dessa parceria com a iniciativa privada, com investimento público zero, o silêncio foi ensurdecedor.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber esse conteúdo no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Veículos

A deputada federal e atual secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto realizou nesta segunda-feira, 6, a entrega de sete viaturas destinadas às Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI).

Entre as Delegacias que os veículos vão reforçar os atendimentos destaca-se a de Florianópolis, que recebeu um veículo. O investimento total foi de R$ 711.710,00, sendo que R$ 500 mil são de emenda parlamentar da deputada federal Carmen Zanotto, e outros R$ 211.710,01 como contrapartida PCSC.

Prestígio

O ex-prefeito Gean Loureiro (UB) profere uma palestra numa casa maçônica em Florianópolis nesta quinta-feira (9). O espaço terá locação completa, mostrando que Loureiro está com o prestígio em alta. A lista de adesões inicial constava com uma expectativa de 25 pessoas e já está com a confirmação em cerca de 70, máximo que a casa pode receber.

Cidadão Honorário?

Se a Câmara de Florianópolis entregar o título de Cidadão Honorário de Florianópolis ao cantor Gilberto Gil eu também vou querer. Este escrevinhador de linhas tortas entende que já fez mais pela cidade em 7 anos aqui que o cantor de um tempo passado que o máximo que fez foi ser preso com maconha quando aqui esteve para a realização de um show em 1976. Conceder tal honraria para quem não tem laços fortes com a construção da cidade só contribui para uma coisa, sua própria banalização.

COLUNA DO WHATSAPP – Quem quiser receber esse conteúdo no whatsapp, é só clicar e ingressar no grupo: https://chat.whatsapp.com/H2w34yUIK4F7SVYj69cyZ9

Falta bom senso

Pelo visto o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio) não curtiu o Pacto Pelo Saneamento proposto pela prefeitura da Capital, com várias ações para melhorar os índices na cidade. Nesta semana a administração municipal teve suspensa importante obra de limpeza de um canal artificial na região do Rio Tavares. A prefeitura argumenta que a obra tem respaldo da Defesa Civil, dispensando a necessidade de liberações em função da necessidade urgente para diminuir os impactos com alagamentos de residências comércio e de vias como a Rodovia SC-405. O instituto alega que a obra não tem liberação ambiental e gera impactos ao meio ambiente. A prefeito diz que enviou um ofício ao ICMbio, em fevereiro, mas os técnicos estavam em férias. Lembrando que a limpeza desses canais faz parte também do Pacto do Saneamento da cidade.

Tirando a polêmica de lado, o fato é que a limpeza do canal, inclusive deixando mais largo para escoar a água da chuva é de vital importância para quem morada naquela região. Tem que ser enaltecido esse trabalho que está sendo feito pela prefeitura em todas as regiões da cidade. As famílias que têm suas casas alagadas em cada chuva sabem disso. Isso é prevenção e é sempre muito cobrado. Quando um prefeito vai fazer, vem alguém da área ambiental parar a obra. Ninguém quer tirar a razão do órgão em fiscalizar, mas um mínimo de bom senso não custa nada. Vídeo feito no ato da fiscalização mostrou muita arrogância e falta de flexibilidade dos fiscais. Sugiro que no primeiro alagamento, os moradores vão lá no ICMbio pedir ajuda para salvar seus pertences.

 

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa