Hoje é quinta-feira, 18 de abril de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
spot_img
InícioNOTÍCIAOperação da Polícia Civil investiga licitação de abrigo de passageiros em São...

Operação da Polícia Civil investiga licitação de abrigo de passageiros em São José

A operação foi deflagrada com vistas a apurar a prática do delito de frustração do caráter competitivo de licitação, ocorrida em 2023, no âmbito da Secretaria de Segurança, Defesa Civil e Trânsito de São José

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia Especializada no Combate à Corrupção e Crimes contra o Patrimônio Público – DECOR/DEIC, cumpriu, na manhã desta terça-feira (26), 06 mandados de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de São José.

A operação foi deflagrada com vistas a apurar a prática do delito de frustração do caráter competitivo de licitação, ocorrida em 2023, no âmbito da Secretaria de Segurança, Defesa Civil e Trânsito de São José.

O pregão eletrônico destinava-se à contratação de empresa especializada para execução de serviços de fabricação, instalação, manutenção e reforma de abrigos de passageiros de ônibus do sistema de transporte coletivo do município, todavia, apurou-se que o engenheiro responsável técnico da empresa vencedora do certame, era, simultaneamente, servidor da Prefeitura Municipal e atuou como fiscal do contrato.

Diante dos robustos indícios de direcionamento e favorecimento à empresa vencedora, a Polícia Civil instaurou inquérito policial e representou pela expedição dos mandados de busca e apreensão, cumpridos na manhã desta terça (26).

O aludido servidor foi exonerado dos quadros da Prefeitura, logo após o caso tornar-se público. Outro engenheiro que atuou na fiscalização do contrato, foi desligado da municipalidade, dias depois.

Apurou-se, ainda, que uma servidora terceirizada tomou providências no sentido de formatar o computador utilizado pelo principal investigado, logo após a exoneração, com o objetivo de destruir provas.

Desse modo, os dois engenheiros, a proprietária da empresa e a terceirizada foram investigados e alvos do cumprimento de mandados de busca e apreensão.

Documentos e aparelhos eletrônicos foram apreendidos e serão periciados e analisados, a fim de elucidar todos os fatos e identificar eventual participação de outros envolvidos.

Participaram da Operação a Diretoria da DEIC, a Coordenadoria Estadual de Combate à Corrupção, 1ª DECOR e 2ª DECOR, coordenados pela equipe de investigação da DECOR/DEIC

spot_img
ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa