Hoje é quarta-feira, 28 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALPACTO: Prefeitura investiga denúncias de mau cheiro na praia de Canasvieiras

PACTO: Prefeitura investiga denúncias de mau cheiro na praia de Canasvieiras

Os habitantes da região acreditam haver esgoto sendo jogado na praia. Para verificar a situação, foi solicitada análise da água do local pelas equipes da Visa

Publicidadespot_img

A Prefeitura de Florianópolis, por meio das ações da Blitz Sanear, da Visa (Vigilância Sanitária Municipal de Florianópolis) e da Floram (Fundação Municipal do Meio Ambiente de Florianópolis), atendeu a um pedido da Câmara Municipal de Florianópolis para investigar os relatos de mau cheiro sentido por moradores da Rua das Flores, local próximo de onde ocorre o deságue da rede pluvial no mar do Norte da Ilha. Os habitantes da região acreditam haver esgoto sendo jogado na praia. Para verificar a situação, foi solicitada análise da água do local pelas equipes da Visa.

Já na rua Deputado Otacílio Costa, na Cachoeira do Bom Jesus, a segunda vistoria partiu de uma denúncia anônima. O reclamante repassou às equipes da Floram que um condomínio do endereço possui uma tubulação localizada na calçada, responsável por jogar água em via pública. A fiscalização concluiu que a tubulação é de água do subsolo, proveniente da bomba de recalque da edificação, o que resultou numa orientação verbal aos responsáveis para realização das adequações, a fim de que seja encerrado o lançamento de água a céu aberto.

Na rua Madre Maria Vilac, uma nova queixa relatou a existência de uma tubulação incorreta dentro de um dos bueiros da via, uma vez que há registro de corrimento de água na rede pluvial mesmo em dias sem chuva. Após vistoria, a equipe da Floram constatou que há, na verdade, uma tubulação de chegada de água do subsolo, também por meio de bomba de recalque, não havendo qualquer irregularidade na estrutura.

Floripa Se Liga na Rede

Na última segunda-feira (27), três bairros de Florianópolis receberam 16 agentes do programa Floripa Se Liga na Rede para realização de inspeções sanitárias em residências. Na Cachoeira do Bom Jesus, Saco dos Limões e Costeira do Pirajubaé, oito duplas técnicas analisaram as estruturas de saneamento de 19 moradias, com cerca de 12 irregularidades encontradas durante as atividades.

Dentre a dúzia de problemas registrados, houve apenas dois tipos: ausência de caixa de gordura e tubulações conectadas parcialmente à rede de esgoto sanitário. De acordo com o protocolo, após a inspeção, foram preenchidos documentos de regularização pelos agentes técnicos e entregues aos moradores responsáveis pelas instalações da residência. No registro, constam orientações, prazos e contatos da equipe técnica. Junto disso, também foi entregue um manual de orientação às famílias.

Por determinação, são estipulados 30 dias para o conserto de irregularidades consideradas comuns. Para os registros de esgoto despejados na rede pluvial, são determinados 15 dias para correção, que fica sob responsabilidade do proprietário do imóvel. Após o período informado, é orientado que os responsáveis corrijam o problema e, na sequência, façam contato com os técnicos novamente para solicitar o retorno e nova avaliação.

A Blitz Sanear e o Floripa Se Liga na Rede são serviços realizados por meio de parceria entre a Prefeitura de Florianópolis e a Casan.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa