Hoje é terça-feira, 20 de fevereiro de 2024
Coluna da UNIMED
Coluna da AMPE
Coluna do Adriano
Publicações Legais
spot_img
InícioGERALPrefeito Orvino e presidente da Celesc vistoriam as obras da Usina Maruim

Prefeito Orvino e presidente da Celesc vistoriam as obras da Usina Maruim

Previsto para ser inaugurada no final de março a unidade vai fornecer energia elétrica e será um ponto turístico de São José

Publicidadespot_img

O prefeito Orvino Coelho de Ávila, o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, e o secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, vistoriaram na manhã desta terça-feira (16), o avanço nas obras de revitalização da histórica Usina hidrelétrica Maruim, inaugurada em 1910, que será reinaugurada até final de março deste ano. Além da valorização histórica, a usina voltará a fornecer mil quilowatt (KW) ao parque gerador da Companhia, suficiente para atender a cerca de 2 mil unidades consumidoras do Município.

Foi a segunda usina implantada em Santa Catarina, e depois de inaugurada, se tornou a terceira mais importante do país na geração de energia elétrica. As três turbinas eram alimentadas por adutoras que captavam a água da represa formada no Rio Imarui. A energia elétrica (cerca de 600 KW) produzida na usina abasteceu toda a região por vários anos, levando progresso a São José, Biguaçu e Florianópolis. Com o surgimento de outras usinas maiores e mais modernas, foi desativada em 1972, após mais de 60 anos em operação com a configuração original.

Em 2005, o prédio foi tombado como Patrimônio Histórico, Cultural e Natural do Município. Fruto de um acordo entre o prefeito e a Celesc, a usina está sendo revitalizada e se tornará um importante projeto turístico e de recuperação histórico do Município. Com investimentos de R$ 9 milhões, oriundos da própria Celesc, e com 70% das obras concluídas, a unidade voltará a gerar energia elétrica 52 anos após o encerramento de suas atividades.

Para o prefeito Orvino, a revitalização da usina representa um resgate da história da região. “É muito importante para a cidade, para a cultura, para São José, que tem que resgatar e restaurar essas joias que temos. Depois de concluída, ela passará a fazer parte da rota turística e cultural da cidade, pois ela será uma usina parque. Quero parabenizar Celesc pela iniciativa que é um presente para nosso município”.


O secretário da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcelo Fett, enalteceu a importância do desenvolvimento econômico feito pela usina no século passado e que agora retornará a fornecer energia elétrica. “Na medida em que você incrementa a disponibilidade de energia, você tem mais possibilidade de desenvolvimento. E isso é importante tanto para a cidade quanto para o Estado, além do resgate histórico desta usina”.

Projeto Portas Abertas

Já o presidente da Celesc, Tarcísio Rosa, a usina se tornará um ponto de referência histórica e cultural para Santa Catarina. “Ela gerou riqueza, desenvolvimento para São José, Florianópolis e Biguaçu, por 60 anos, estava desativada e agora retorna a funcionar, incentivando o turismo. Com o Projeto Portas Abertas da Celesc, a unidade vai atender os estudantes e turistas que poderão conhecer, por meio de visitas guiadas, como funciona uma usina hidrelétrica. As pessoas vão poder ver como funciona uma usina, como a água chega e como funciona as turbinas”.
O diretor de Geração, Transmissão e Novos Negócios da Celesc, Elói Hoffelder, reforça a importância material e simbólica da reativação da Usina Maruim. “A reinauguração desta usina será um momento histórico, que reforça o compromisso da Celesc não só com a entrega de energia de qualidade, mas com a preservação do patrimônio histórico. Do ponto de vista energético, a usina vai trazer geração de energia limpa, de qualidade e com baixo impacto ambiental”.

Participaram da vistoria também os secretários municipais da Casa Civil, Luiz Fernando Verdine Salomon (que foi presidente da Celesc em 1990 e 1991), do Planejamento e Assuntos Estratégicos, Pedro Paulo Duarte da Silva, além do diretor de Distribuição da Celesc, Cláudio Varella, engenheiros e técnicos da Celesc.

ARTIGOS RELACIONADOS
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img
Publicidadespot_img

Últimas do Informe Floripa